Pensando em você | Digestivo Cultural

busca | avançada
111 mil/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Curitiba On-line: atividades culturais disponíveis para fazer em casa
>>> Luis Stuhlberger, um dos maiores gestores de fundos do país, participa do próximo Dilemas Éticos
>>> Cia. Palhadiaço faz temporada online de Depósito acompanhada por oficinas grátis
>>> GRUPO MORPHEUS TEATRO leva obra audiovisual “BERENICES” para teatros públicos do munícipio de São Pa
>>> II Bibliofest debate Agenda 2030 da ONU/IFLA em bate-papos literários e oficinas culturais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O underground e o Estado
>>> Relativismos literários
>>> Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
>>> A morte do Jornal do Brasil
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Sobre os enganos do mundo, de Sêneca
>>> Entrevista com Harry Crowl
>>> Lost Season Finale
>>> Twitter ultrapassa NYT e WSJ
>>> Entre tapas, churros e chatos
Mais Recentes
>>> Homem-Aranha 2 - Adaptação oficial do filme em quadrinhos de Roberto Aguirre-Sacasa (roteiro) e Staz Johnson, Pat Olliffe e Ron Lim (desenhos) pela Panini Comics (2004)
>>> Wolverine e Cable: Coragem e Glória de Joe Casey pela Abril (2000)
>>> Guy Gardner, o Pacificador de Howard Chaykin (texto e arte) e Michelle Madsen (cores) pela Panini Comics (2007)
>>> Especial Thor, o Senhor de Asgard - Deuses e Homens de Dan Jurgens (roteiro) e Scot Eaton (desenhos) pela Panini Comics (2005)
>>> Amy winehouse: biografia - amy whinehouse: the biografia de Chas Newkwy- Burden pela Globo (2008)
>>> Lanterna Verde versus Aliens de Ron Marz (argumentos), Rick Leonardi (desenhos) e Mike Perkins (arte-final) pela Abril (2001)
>>> A fantastica historia de silvio santos de Arlindo Silva pela Do brasil (2000)
>>> Educação - Agentes Formais e Informais de Maria Christina Siqueira de Souza Campos pela E.p.u. (1985)
>>> O Militar e o Diplomata - Coleção General Benício de Delano Teixeira Menezes pela Biblioteca do Exército (1997)
>>> Celestial - o Paraíso na Terra Não Poderia Durar para Sempre de Jennifer Laurens pela Novo Século (2012)
>>> Vidas Partidas de William C. Gordon pela Record (2013)
>>> As Obras-primas da Música de Jean Jacques Soleil - Guy Lelong pela Martins Fontes (1992)
>>> Box Harry Potter 20 Anos - Edição Comemorativa de J. K. Rowling pela Rocco (2020)
>>> O Sertão Vai Virar Mar de Moacyr Scliar pela Ática (2003)
>>> Sia Nefer Sacerdote do Templo de Mênfis de Christian Larré pela Biblioteca Rosacruz (2007)
>>> Chobits 12 de Clamp pela Jbc (2003)
>>> Chobits 11 de Clamp pela Jbc (2003)
>>> Encantamento do Sonho - a Viagem da Nave do Tempo de José Argüelles e Lloydine Argüelles pela Intergaláctica (1998)
>>> Chobits Especial - Vol. 10 de Clamp pela Jbc (2003)
>>> Chobits - Vol. 9 de Clamp pela Jbc (2003)
>>> Chobits Especial - Vol. 8 de Clamp pela Jbc (2003)
>>> O Efeito Urano de Fernanda Young pela Rocco (2011)
>>> Chobits Especial - Vol. 7 de Clamp pela Jbc (2003)
>>> Chobits Especial - Vol. 1 de Clamp pela Jbc (2015)
>>> Kid Grafisco de Philip Ridley; Chris Riddell pela Companhia das Letras (2000)
BLOG >>> Posts

Sexta-feira, 30/3/2007
Pensando em você

+ de 9000 Acessos
+ 11 Comentário(s)

Tenho trabalhado tanto, mas penso sempre em você. Mais de tardezinha que de manhã, mais naqueles dias que parecem poeira assentada aos poucos e com mais força enquanto a noite avança. Não são pensamentos escuros, embora noturnos. Tão transparentes que até parecem de vidro, vidro tão fino que, quando penso mais forte, parece que vai ficar assim clack! e quebrar em cacos, o pensamento que penso de você. Se não dormisse cedo nem estivesse quase sempre cansado, acho que esses pensamentos quase doeriam e fariam clack! de madrugada e eu me veria catando cacos de vidro entre os lençóis. Brilham, na palma da minha mão. Num deles, tem uma borboleta de asa rasgada. Noutro, um barco confundido com a linha do horizonte, onde também tem uma ilha. Não, não: acho que a ilha mora num caquinho só dela. Noutro, um punhal de jade. Coisas assim, algumas ferem, mesmo essas que são bonitas. Parecem filme, livro, quadro. Não doem porque não ameaçam. Nada que eu penso de você ameaça. Durmo cedo, nunca quebra.

Daí penso coisas bobas quando, sentado na janela do ônibus, depois de trabalhar o dia inteiro, encosto a cabeça na vidraça, deixo a paisagem correr, e penso demais em você. Quando não encontro lugar para sentar, o que é mais freqüente, e me deixava irritado, descobri um jeito engraçado de, mesmo assim, continuar pensando em você. Me seguro naquela barra de ferro, olho através das janelas que, nessa posição, só deixam ver metade do corpo das pessoas pelas calçadas, e procuro nos pés daquelas aqueles que poderiam ser os seus. (A teus pés, lembro.). E fico tão embalado que chego a me curvar, certo que são mesmo os seus pés parados em alguma parada, alguma esquina. Nunca vejo você - seria, seriam?

Boas e bobas, são as coisas todas que penso quando penso em você. Assim: de repente ao dobrar uma esquina dou de cara com você que me prega um susto de mentirinha como aqueles que as crianças pregam umas nas outras. Finjo que me assusto, você me abraça e vamos tomar um sorvete, suco de abacaxi com hortelã ou comer salada de frutas em qualquer lugar. Assim: estou pensando em você e o telefone toca e corta o meu pensamento e do outro lado do fio você me diz: estou pensando tanto em você. Digo eu também, mas não sei o que falamos em seguida porque ficamos meio encabulados, a gente tem muito pudor de parecer ridículos melosos piegas bregas românticos pueris banais. Mas no que eu penso, penso também que somos meio tudo isso, não tem jeito, é tudo que vamos dizendo, quando falamos no meu pensamento, é frágil como a voz de Olívia Byington cantando Villa-Lobos, mais perto de Mozart que de Wagner, mais Chagal que Van Gogh, mais Jarmush que Win Wenders, mais Cecília Meireles que Nelson Rodrigues.

Tenho trabalhado tanto, por isso mesmo talvez ando pensando assim em você. Brotam espaços azuis quando penso. No meu pensamento, você nunca me critica por eu ser um pouco tolo, meio melodramático, e penso então tule nuvem castelo seda perfume brisa turquesa vime. E deito a cabeça no seu colo ou você deita a cabeça no meu, tanto faz, e ficamos tanto tempo assim que a terra treme e vulcões explodem e pestes se alastram e nós nem percebemos, no umbigo do universo. Você toca minha mão, eu toco na sua.

Demora tanto que só depois de passarem três mil dias consigo olhar bem dentro dos seus olhos e é então feito mergulhar numas águas verdes tão cristalinas que têm algas na superfície ressaltadas contra a areia branca do fundo. Aqualouco, encontro pérolas. Sei que é meio idiota, mas gosto de pensar desse jeito, e se estou em pé no ônibus solto um pouco as mãos daquela barra de ferro para meu corpo balançar como se estivesse a bordo de um navio ou de você. Fecho os olhos, faz tanto bem, você não sabe. Suspiro tanto quando penso em você, chorar só choro às vezes, e é tão freqüente. Caminho mais devagar, certo que na próxima esquina, quem sabe. Não tenho tido muito tempo ultimamente, mas penso tanto em você que na hora de dormir vezemquando até sorrio e fico passando a ponta do meu dedo no lóbulo da sua orelha e repito repito em voz baixa te amo tanto dorme com os anjos. Mas depois sou eu quem dorme e sonha, sonho com os anjos. Nuvens, espaços azuis, pérolas no fundo do mar. Clack! como se fosse verdade, um beijo.

Caio Fernando Abreu, em Um Provável Devaneio, que linca pra nós.


Postado por Julio Daio Borges
Em 30/3/2007 à 00h12


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Bom Bril: de volta na sua TV de Adriana Baggio


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
28/3/2007
09h42min
Dificilmente abro meu e-mail e leio estes textos de cara, primeiro checo tudo, resolvo algumas coisas e, normalmente, no fim do dia, leio com mais tempo as coisas que me agradam. Hoje, por algum motivo alheio ao meu conhecimento, abri e li este texto. Os dias andam meio estranhos ultimamente. Fiquei muito feliz por ler este texto. Ele é lindo. Foi um bom começo de dia...
[Leia outros Comentários de Ana Paula ]
28/3/2007
10h13min
Romântico sem ser piegas, comovente sem precisar derramar lágrimas e lírico sem ser enfadonho.
[Leia outros Comentários de Henrique Godoy]
28/3/2007
10h52min
Os poetas têm o dom de transmitir aos homens os nossos mais pulgentes sentimentos.
[Leia outros Comentários de Isabella Cavalcanti]
28/3/2007
17h22min
Um texto que comove de uma maneira lirica e forte. Que nos diz coisas do amor e nos leva a pensar em como deixamos passar sentimentos, talvez por termos vergonha de dize-los, ou mesmo pensa'-los. Me fez lembrar de mim, numa certa epoca. Mui belo! Bj. Adriana (PS - o teclado esta desconfigurado, portanto nao esta' acentuando e outros.)
[Leia outros Comentários de Adriana]
28/3/2007
20h17min
Será que Caio F. Abreu disse isso à Ana C. quando ela estava viva? Penso que muita gente cala um sentimento lindo como esse e isso não vale a pena...
[Leia outros Comentários de Lúcia Vale]
29/3/2007
07h46min
Lindo, perfeito, maravilhoso!!!
[Leia outros Comentários de aline]
30/3/2007
08h54min
Talvez fosse conveniente esclarecer que o texto do Caio Fernando Abreu (publicado [postumamente] no livro "Pequenas Epifanias") foi postado por Fabi, dono do blog "Um provável devaneio". Do jeito que está, para algum leitor desavisado pode parecer que Caio Fernando Abreu é o dono do blog. À parte isso, o texto do Caio é comovente. Um texto que é pura epifania.
[Leia outros Comentários de Tarlei]
3/4/2007
17h53min
Até hoje, só consegui ler um livro de Caio Fernando Abreu, "Morangos mofados", porque só encontrei um, despezado em estante de uma biblioteca escolar. Mas, eu - que há muito buscava encontar um livro desse autor, de quem já ouvira falar, fiquei eufórico e o levei para casa, onde o "devorei" de um só fôlego. Caio é, verdadeiramente, um grande escritor, de uma sensibilidade poética estonteante, apesar do texto simples e de fácil "entendimento". A prova disso está no texto que acabo de ler.
[Leia outros Comentários de Américo Leal Viana]
6/4/2007
15h24min
lindo texto de Caio, ele consegue ser lírico sem abusar dos clichês românticos.
[Leia outros Comentários de tete bezerra]
11/4/2007
12h09min
Cheguei a suspirar agora... São textos como este que me fazem flutuar por alguns instantes... Melhor ainda quando se tem alguém especial e passamos a dar mais valor... Em muitos trechos escritos no texto, eu me vi... Me vi na correria do dia-a-dia, do trabalho (também do estudo) e do ônibus... Paro e vejo como sou feliz por ter alguém que encontro todos os dias virando a esquina... Mas eu peço um suco de maracujá, já que horteã não me agrada...
[Leia outros Comentários de Aline Nogueira]
7/3/2008
23h47min
este texto desperta aquilo que há de mais bonito em mim. e isso é coisa demais de dificil
[Leia outros Comentários de Isabela]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Como Fazer Seu Chefe Amar Você
Inês de Castro
Original
(2005)



Poesia Sempre - Ano 13 Nº 20 - Adélia Prado
Vários
Biblioteca Nacional
(2005)



El Dueno La Historia Secreta de Nestor Kirchner
Luis Majul
Espejo de La Argentina
(2009)



Paw Patrol Diversão Colorida - Com um Dominó no Verso
Ciranda Cultural
Ciranda Cultural
(2018)



Sentença Penal Condenatória 4ª Edição
Ricardo Augusto Schmitt
Podium
(2009)



2º Seminário Maranhense de Defesa e Desenvolvimento da Amazônia
A Amazônia Brasileira Em Foco Nº 22 de 1994
Cndda
(1994)



O Amante da China do Norte
Marguerite Duras
Nova Fronteira



Inocência e Delírio - o Cinema de Walter Lima Junior
Ccbb - Centro Cultural Banco do Brasil
Ccbb
(2000)



Curso de Processo Penal - Com Dvd
Edilson Mougenot Bonfim
Saraiva
(2006)



Os Juros Subversivos
Joelmir Beting
Brasiliense
(1985)





busca | avançada
111 mil/dia
2,6 milhões/mês