Snoopy no Dia dos Namorados | Digestivo Cultural

busca | avançada
86234 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> ZapMusic, primeiro streaming de músicos brasileiros, abre inscrições para violonistas
>>> Espetáculo de dança em homenagem à Villa-Lobos estreia nesta sexta
>>> Filó Machado comemora 70 anos de vida e 60 de carreira em show inédito com sexteto
>>> Série 8X HILDA tem sessões com leitura das peças As Aves da Noite e O Novo Sistema
>>> Festival Digital Curta Campos do Jordão chega a todo o território nacional com 564 filmes inscritos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
Blogueiros
Mais Recentes
>>> À propos de Nice (1930)
>>> Sonhos olímpicos nos Lençóis Maranhenses
>>> Lifestyle Media
>>> A voz de Svetlana em Paraty
>>> São João del-Rei
>>> Convite para as coisas que não aconteceram
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Where I End and You Begin
>>> Nós, os afogados, de Carsten Jensen
>>> Dias de Luta, de Ricardo Alexandre
Mais Recentes
>>> Amêndoa de Nedjma pela Objetiva (2004)
>>> Tatu - Balão de Sônia Barros pela Alegria (2014)
>>> Papai! (Livro infantil) de Philippe Corentin pela Cosac Naify (2014)
>>> Documentos historicos municipais de Valeria agra pela C E H m (2011)
>>> Jurisdição Comunitária de Marcelino Meleu pela Lumen Juris (2014)
>>> O Estado e a Revolução de Lenin pela Expressão Popular (2007)
>>> Pedagogia e estética do teatro do oprimido: Marcas da arte teatral na gestão pública de Dodi Leal pela Hucitec (2015)
>>> Constitucionalismo Latino-Americano: Tendências Contemporâneas de Antonio Carlos Wolkmer , Milena Petters Melo pela Juruá (2013)
>>> Qu'est-ce que la démocratie? de Alain Touraine pela Le Livre de Poche (1997)
>>> Sobre a questão judaica de Karl Marx pela Boitempo (2010)
>>> O direito dos oprimidos de Boaventura de Sousa Santos pela Cortez (2015)
>>> La domination masculine de Pierre Bourdieu pela Éditions du Seuil (2002)
>>> Le citoyen de Marie Gaille (Apres.) pela Flammarion (1998)
>>> Le langage silencieux de Edward T. Hall pela Éditions du Seuil (2000)
>>> O 18 Brumário de Luis Bonaparte de Karl Marx pela Escriba (1968)
>>> Citoyenneté et politiques sociales de Annick Madec; Numa Murard pela Flammarion (1995)
>>> Sociologie de la vie politique française de Michel Offerlé pela La Découverte (2004)
>>> Du contrat social de Jean-Jacques Rousseau pela Le Livre de Poche (1996)
>>> Brasil: Uma Biografia de Lília Schwarcz , Heloisa Starling pela Cia das Letras (2015)
>>> Origens do totalitarismo: anti-semitismo, imperialismo, totalitarismo de Hannah Arendt pela Cia das Letras (2012)
>>> Gramatologia de Jacques Derrida pela Perspectiva (2011)
>>> O Espaço Dividido: os Dois Circuitos da Economia Urbana dos Países Subdesenvolvidos de Milton Santos pela Edusp (2008)
>>> Repensando a Pesquisa Jurídica. de Miracy Barbosa de Sousa Gustin pela Del Rey (2014)
>>> Cavaleiros do zodíaco Saint seiya volume 8 de Masami Kurumada pela Conrad (1997)
>>> samurai x volume 3 Rurouni Kenshin de Nobuhiro Watsuki pela Jbc (1997)
BLOG >>> Posts

Segunda-feira, 11/6/2007
Snoopy no Dia dos Namorados

+ de 24700 Acessos
+ 2 Comentário(s)

A L&PM resgata em sua coleção de bolso o famoso personagem do norte-americano Charles Schulz, cartunista morto em 2000, tomando como gancho o Dia dos Namorados. Mas os dois volumes do beagle escritor mais querido do mundo, Snoopy e sua turma e Snoopy Feliz Dia dos Namorados, ao contrário do que os títulos podem fazer pensar, possuem ambos uma miscelânea de tirinhas em preto e branco que incluem, entre outras, histórias de, digamos, amor, dessas crianças que sempre têm uma sacada inteligente e bem-humorada para seus problemas.

Protagonista da maioria das tirinhas que contém o tema, Snoopy sempre escreve cartas para uma namorada imaginária, por quem é perdidamente apaixonado, mas não mais do que por seu almoço. Há também Charlie Brown, o Minduim, que sempre espera uma cartinha no dia ou ensaia mandar uma para a menininha ruiva e se surpreende quando Patty Pimentinha e Marcie, suas duas admiradoras, ligam para perguntar se ele as ama. Além deles, há as tradicionais investidas amorosas de Sally, irmã mais nova de Charlie Brown, com o melhor amigo de seu irmão, Linus. E, lógico, sem esquecer da "psiquiatra" Lucy e sua admiração pelo pianista loiro Schroeder, que parece sempre preferir a música e, conseqüentemente, não querer ser perturbado com outras coisas a não ser melodias de Beethoven.

É difícil dizer quem encanta mais. Há as tirinhas de Marcie e Patty, ou mesmo Sally, na escola, que são hilárias e sempre desnudam o pensamento infantil com relação à instituição. Sally, na verdade, chama atenção sempre, tanto pelas suas tiradas cheias de revolta e ironia ou mesmo por seus mimos, com os quais não há como não nos identificarmos (como na que, vendo TV, diz que se sentirá em casa quando não precisar saber nada, ao levar uma bronca do seu irmão, que amaldiçoa a tecnologia). A aparição do filosófico Linus também é risada na certa, principalmente nas brigas com sua irmã mais velha, que refletem perfeitamente o relacionamento entre irmãos. E, por fim, as tentativas de Snoopy de escrever um romance, que sempre recebe críticas de Lucy, também é imperdível (há uma na qual o beagle até muda de comportamento após ler livros de auto-ajuda.

As histórias somente perdem um pouco o fôlego nas tirinhas de jogos de beisebol, nas quais o time capitaneado por Minduim sempre perde, e nas aventuras do irmão de Snoopy no deserto. O mais incrível nas histórias de Schulz é que, mesmo quando não dizem nada, as imagens, para usar um clichê, dizem mais que muitas palavras, sempre com simplicidade e abusando da simpatia e carisma dos personagens e suas feições. As com Woodstock, particularmente, sempre à procura da mãe, são de uma delicadeza sem igual, assim como as reflexões de Snoopy.

Vale lembrar os números espetaculares que envolvem as tirinhas de Peanuts: elas foram publicadas diária e ininterruptamente por cerca de 50 anos em 2,6 mil jornais, atingindo 355 milhões de leitores em 75 países e 40 línguas. Após tudo isso, é capaz de continuar universal e atual, agradando crianças e adultos com seus traços únicos, mesmo quando o mundo é invadido por super-heróis cheios de efeitos especiais nos cinemas e tudo quanto é personagens mirabolantes nos quadrinhos. Snoopy sente essa pressão e já não pode ser achado facilmente em papelarias e até em lojas de DVDs. Por isso o relançamento é tão caro aos seus eternos fãs.

A L&PM Pocket ainda possui títulos com tirinhas de Garfield, Hagar e Recruta Zero.


Postado por Marília Almeida
Em 11/6/2007 às 07h06


Mais Marília Almeida no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
11/6/2007
21h37min
Marília, que legal. Charlie Brown foi meu companheiro de infância. E depois. Snoopy é um dos maiores escritores de minicontos que existe: "Comprei um cachorro e dei a ele o nome de Grande Relutância. De forma que, quando eu partir, te deixarei com Grande Relutância. Ela o acertou com a máquina de fazer waffle." Ótima pedida e ótimo post. Abraços.
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
13/6/2007
00h35min
Assim como o Guga, o Snoopy também foi grande personagem na minha infância, principalmente com os desenhos animados dublados pela Herbert Richards...rs. E sinto que minhas preferidas serão de Lucy e seu amor por Schroeder.
[Leia outros Comentários de Bia Cardoso]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Juventude e Rumos Sociais
Carlos Frederico Vaz de Carvalho
Do Autor
(2013)
R$ 5,00



Cinquenta Tons de Prazer
Marisa Bennett
Best Seller
(2012)
R$ 21,30
+ frete grátis



The Mobile Wave
Michael Saylor
Vanguard Press
(2012)
R$ 15,00



Quem Matou Nola Payne? 1ª Reimpressão
Walter Mosley
Landscape
(2005)
R$ 23,00



Revelação e Diálogo Intercultural: Nas Pegadas do Vaticano II
Afonso Maria Ligorio Soares
Paulus
(2015)
R$ 17,00



Razão do Poema: Ensaios de crítica e de estética
José Guilherme Merquior
É Realizações
(2014)
R$ 40,00



Lide Cautelar
Luciano Caseiro
Leud
(1996)
R$ 9,42



Mera Fotografia
Carlos Eduardo de Magalhães
Rocco
(1998)
R$ 5,00



21 Contos Inéditos
Carlos Lacerda
Unb
(2003)
R$ 11,00



Aristofanes Las Nubes Lisistrata Dinero
Elsa García Novo
Alianza Editorial
(1987)
R$ 407,95
+ frete grátis





busca | avançada
86234 visitas/dia
2,1 milhões/mês