Papai Noel de saco cheio | Digestivo Cultural

busca | avançada
82631 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Curitiba On-line: atividades culturais disponíveis para fazer em casa
>>> Luis Stuhlberger, um dos maiores gestores de fundos do país, participa do próximo Dilemas Éticos
>>> Cia. Palhadiaço faz temporada online de Depósito acompanhada por oficinas grátis
>>> GRUPO MORPHEUS TEATRO leva obra audiovisual “BERENICES” para teatros públicos do munícipio de São Pa
>>> II Bibliofest debate Agenda 2030 da ONU/IFLA em bate-papos literários e oficinas culturais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Deficiente capilar
>>> A imaginação do escritor
>>> Caindo de paraquedas na escrita
>>> Inteligência artificial
>>> Rimbaud, biografia do poeta maldito
>>> 7 de Setembro
>>> Deixa se manifestar
>>> Auctoritas
>>> A arte do cinema imita o caos. Ou vice-versa
>>> Toca Raul!
Mais Recentes
>>> José Duarte- um Maquinita da Historia de Luiz Momesso pela 8 de Março (1988)
>>> Perfil Literário dos Presidentes das Sobrames Regionais- 2000/2002 de Varios Autores pela Santa Rita (2002)
>>> Dragões do Eter Vol. 3 - Círculos de Chuva de Raphael Draccon pela Leya (2010)
>>> Tecnica e Sociedade no Brasil - de Diana Gonsalves Vidal pela Contexto (1988)
>>> Projeto Resgate Pernambucano-vol. 01 de Varios Autores pela Alepe-pe (2007)
>>> Oásis do Meier de Altamir Tojal pela Calibar (2010)
>>> Redação para o 2 grau- Pensando lendo e escrevendo de Ernani e Nicola pela Scipione (1996)
>>> Gestao Radical: As Licoes Do Programa De Gestao Avancada Da Harvard Business de Mark Stevens pela Campus (2001)
>>> Os Vigilantes de Philip Cornford pela Record (1991)
>>> Inferno na Torre de Richard Martin Stern pela Record
>>> Contos Fluminenses-edições Criticas de Machado de Assis pela Civilização Brasileira (1975)
>>> Discursos- Vol. 01 - 1974 de Ernesto Geisel pela Assessoria Imprensa Nacional (1975)
>>> Cantos do Brasil - o Caminho das Pedras de Shirley Souza pela Escala Educacional (2000)
>>> Remedio Amargo de Arthur Hailey pela Record
>>> A Câmera do Sumiço de Laura Bergallo pela Dcl (2007)
>>> Turismo Em Cronicas de Geraldo Granja Falcão pela Do Autor (1977)
>>> Bonecos na Ladeira de Adriana Victor pela Publikimagem (2011)
>>> Operação Rhinemann de Robert Ludlum pela Record (1974)
>>> Abilio Diniz. Caminhos E Escolhas de Renato pela Campus (2004)
>>> Historias Que o Tempo Esqueceu de Melchiades Montenegro Filho pela Fac Form (2011)
>>> A Saga da Wilson Sons de Patricia Saboia pela Index (1997)
>>> Respostas ao Criador das Frutas de Sonia Carneiro Leão pela Do Autor (2010)
>>> Envolvido pela Luz - 3ª de Betty J. Eadie pela Nova Era (1994)
>>> A Era Da Mulher de Alison Maitland pela Campus (2008)
>>> Mais rápido, barato e melhor de Michael Hammer e Outros pela Campus (2011)
BLOG >>> Posts

Segunda-feira, 24/12/2007
Papai Noel de saco cheio

+ de 4000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Em outubro, quase novembro, vi na TV uma propaganda com temas natalinos. Custei a crer. Será possível? Cheguei a conferir a data no relógio. Meu Jesus Cristinho, nem bem atravessamos a primavera e as lojas já começam a fazer a cabeça do consumidor. Nem vou tocar no assunto "religiosidade". Não vale a pena. O negócio é mesmo o consumo.

De outubro para cá, o número de cenas de árvores de Natal só aumentou na telinha. Meu filho, que não sabe bem do que se trata (ainda), pensa que Natal é sinônimo de luzes piscantes. Chama qualquer lanterna estragada de Natal. Por mim, tudo bem. Mas já andou perguntando sobre Papai Noel. Na dúvida, alimentei a fantasia. Qualquer coisa que ele peça, inclusive comer leite condensado na colherzinha, é atribuição do Papai Noel.

O shopping mais próximo da minha casa é bem na frente da obra da Linha Verde. Chegar até lá é uma cruzada cheia de aventuras. Atravessar a avenida leva alguns minutos, bastantes minutos, diga-se. E entrar naquele lugar é uma festa para os sentidos: cheiro de perfume nacional, coxinha e empada, decibéis acima do suportável, engarrafamento nos banheiros, preços nas alturas. As lojas novas já aparecem dos cantinhos mais improváveis. Ampliação do shopping bem na época do Natal, claro.

Mas Natal é muito chato. Ninguém mais acha não? Pois eu me regalo é com outras épocas do ano. Para quem não curte confusão e programa tosco, Belo Horizonte é o melhor lugar para se estar no Réveillon e, especialmente, no Carnaval.

As festas de família pipocam e as estatísticas de roubo de carros e arrombamentos vão ao auge nestas épocas. No Natal, muita festinha na varanda, muita bebedeira no quintal, muito acionamento de seguro, essas coisas. As famílias gastam alguns encontros definindo o amigo oculto, faixa de preço de 30 reais, bolsa de oncinha, carteira de couro sintético, CD do Calypso, não é? Comelança, como diz um amigo. Detesto comida salgada misturada com doce. Não como passas no arroz à grega. Dá um trabalhão separá-las no canto do prato. Azeitona preta me dá azia. Não suporto nem o cheiro do panetone. Come, come, bebe, bebe. E eu que não tomo cerveja de nenhuma espécie? O jeito é participar, bater papo e não ligar muito. Torcer para o dia passar, aí vem o réveillon. Fogos de artifício e meu filho morrendo de medo. Medo de foguete, acho.

Presente meia boca, declarações de amor insossas, até mesmo falsas. Viagens de férias para disputar sombrinha na areia de alguma praia. Aventura no deserto. E BH mais nossa. Cinema à vontade, vaga para parar o carro na rua, até os flanelinhas vão para Cabo Frio. As moças compram biquínis caros e fazem marquinhas de bronzeamento na altura da anca. Uma graça.

Papai Noel deve estar de saco cheio. Meu filho só pensa em Hot Wheels. Tudo é carrinho. Não pode ver uma linha atrás da outra que diz que é pista. Não pode abrir a porta de casa que quer ver carro batido. Impressionante. E a gente compra Maisto pra ele pensando que engana. É que nem quando minha mãe me deu um Bamba no lugar de um All Star. Pensou que enganava minha sede de consumo da marca bacana, dos tênis de cano alto, mas se deu mal. Ou eu é que me dei mal. Não é que Bamba fosse ruim, o nome é até mais bacana, mas é que a grife não era aquela norte-americana. Não é não?

E lá vou eu comprar presentes. A família cresceu em 2007. São irmãos e seus pares, filhos, enteados, tios bacanas, retribuição de favores. Lá vou eu procurar bagulhos bacanas pra marcar esta data. Todo mundo louco pra ver 2007 pelas costas. Não foi um ano bom para muita gente. Demissão, assalto, seqüestro, é isso aí, mas deu pra esconder uma graninha dos bandidos que entraram em casa. A mensalidade da escolinha aumentou. Ano que vem serão 15 reais a mais por mês. Por enquanto. Lá vou eu. Mas eu bem que gosto de ir às feiras de artesanato chique. Lá eu compro presentinhos mais baratos e exclusivos para as pessoas de que realmente gosto. Há outras tantas que bem mereciam um presente, mas a grana está curta, não dá pra sair da intenção tão cedo.

Natal é isso aí. O trabalho dá um tempo, a escola pára, não tem correria pra levar criança para a escola, a tia e a avó vêm do interior, a cidade fica intransitável. Papai Noel pede demissão a qualquer momento.


Postado por Ana Elisa Ribeiro
Em 24/12/2007 à 00h25


Quem leu este, também leu esse(s):
01. van Gogh: Os livros amarelos de Yuri Vieira
02. Jovens Escribas e o Digestivo de Ana Elisa Ribeiro
03. Festivais: enxurrada de filmes de Yuri Vieira
04. 28 de Julho #digestivo10anos de Julio Daio Borges
05. 27 de Julho #digestivo10anos de Julio Daio Borges


Mais Ana Elisa Ribeiro no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
1/1/2008
17h47min
Sabe, Ana, acredito eu que, do jeito comoas coisa vai, o natal dos próximos anos vai começar no mês de janeiro. Pelo menos para comércio, bancos etc... É incrivel esta apelação de papai-noel nos meses bem anteriores ao Natal. Logo, logo, veremos começar um Natal imediatamente depois que acabar o outro. Tenho certeza que já tem muita gente, do comércio e outros assemelhados, com saudade do Natal passante.
[Leia outros Comentários de Delton Luiz Martins]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Mudanças e Permanências
Revista Fepal - Setembro de 2002
Fed Psicanalítica da a Latina
(2002)



Roberto Civita. o Dono da Banca
Carlos Maranhão
Companhia das Letras
(2016)



A Viagem de Pedraluarez Cabral, Contada por Castanheda
Geraldo de Oliveira Santos Neves
Prefeitura Recife (pe)
(2000)



Chocolate -traição
Isabel Tarcha
Celebris
(2004)



Coleção Primeiros Passos o Que é Educação
Carlos Rodrigues Brandão
Brasiliense
(1991)



Recursos Atípicos (capa Dura)
Hortêncio Catunda de Medeiros
Forense (rj)
(1980)



How to Defeat Saddam Hussein
Col. Trevor N. Dupuy
Warner
(1991)



A Conquista da Liberdade
Jose Luis Martinez
Santuario
(2003)



Livro Gigante Ler e Colorir Capitão América
Editora Culturama
Culturama
(2017)



Como uma Pipa no Ar
Ricardo Viveiros
Clemente e Gramani
(2008)





busca | avançada
82631 visitas/dia
2,6 milhões/mês