Convites à Filosofia | Digestivo Cultural

busca | avançada
97126 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Sesc 24 de Maio apresenta o último episódio do Música Fora da Curva
>>> Historiador Russell-Wood mergulha no mundo Atlântico português da Idade Moderna
>>> Livro ensina a lidar com os obstáculos do Transtorno do Déficit de Atenção
>>> 24 e 25/04: últimas apresentações do projeto 48h_48min acontecem neste fim de semana
>>> João Trevisan: Corpo e Alma || Museu de Arte Sacra
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto
>>> Pra entender a Lei Rouanet
>>> Uma baby boomer no Twitter
>>> No pé da orelha
>>> Machado e a AR-15
>>> Notas confessionais de um angustiado (V)
>>> Festival de interatividades
>>> O melhor de Steve Jobs
>>> Jane Fonda em biografia definitiva
>>> Leituras, leitores e livros – Parte I
Mais Recentes
>>> Retalhos de Agonia (Teatro Brasileiro) de Luiz de Assis Monteiro pela Confraria da Paixão (2021)
>>> Construindo um Blog de Sucesso no Wordpress 3 + Cd de Daniella Borges de Brito pela Brasport (2011)
>>> Revolução em Mim de Marcia Kupstas pela Moderna (1995)
>>> Lutas Do Povo Brasileiro de Julio Jose Chiavenato pela Moderna (1996)
>>> Agua Origem Uso e Preservacao de Samuel Murgel Branco pela Moderna (1998)
>>> Sexo, Sexualidade e Doenças Sexualmente Transmissíveis de Ruth Gouvêa Duarte pela Moderna (1995)
>>> O Grande Livro da Saúde Natural - 73 Segredos da Cura Sem Remedio de Agora Inc pela Jolivi (2018)
>>> Vinha de luz de Francisco Cândido Xavier pela Feb (2015)
>>> História da Riqueza do Homem de Leo Huberman pela Guanabara (1986)
>>> Por que os Homens Amam as Mulheres Poderosas? de Sherry Argov pela Sextante (2009)
>>> A Mágica de Pensar Grande de David J. Schwartz pela Record (1995)
>>> Abolição: Um Suave Jogo Político? de Leonardo Trevisan pela Moderna (1991)
>>> A Revolução Industrial de Roberto Antonio pela Moderna (2002)
>>> Globalização Estado Nacional e Espaço Mundial de Demétrio Magnoli pela Moderna (1998)
>>> A Marca de Uma Lágrima de Pedro Bandeira pela Moderna (1992)
>>> Evolução Das Espécies de Samuel Murgel Branco pela Moderna (2003)
>>> Plastico Bem Superfluo Ou Mal de Eduardo Leite do Canto pela Moderna (1995)
>>> História da Literatura Brasileira -2ª ed. revista e ampliada de Luciana Stegagno Picchio pela Nova Aguilar- Lacerda- ABL (2004)
>>> O Meio Ambiente em Debate de Samuel Murgel Branco pela Moderna (1998)
>>> Sentidos Da Vida Uma Pausa P Pensar de Flavio Gikovate pela Moderna (1998)
>>> A Industrialização Brasileira - de Sonia Medonças pela Moderna (2000)
>>> Multinacionais Desenvolvimento Ou Exploração? de Paulo Martinez pela Moderna (1987)
>>> Um Amor Alem Do Tempo de Leila R. Iannone pela Moderna (1990)
>>> O Novo Mapa do Mundo de Demétrio Magnoli pela Moderna (1999)
>>> Olhinhos de gato de Cecília Meireles pela Modernao (1983)
BLOG >>> Posts

Quarta-feira, 20/3/2013
Convites à Filosofia

+ de 4500 Acessos

CONVITES À FILOSOFIA

O último ataque de sabedoria
da bela doutora Chauí
me deixou perplexo! Um dia
num canteiro de Alexandria
a única flor que eu não colhi
passou horas e horas ali
explicando filosofia
a um cliente da casa... Lili,
se fazia chamar a guria.

No batente contraíra o mal
que não desgruda quando ataca
e a paixão do conceito. Polaca
(uma ex-noviça, por sinal),
escapara ao torrão natal
na valise de um industrial,
mas matara-o de morte macaca
e agora despachava-os de maca
rumo à enfermaria geral!

Sabia tudo de Epicuro,
o seu xodó. Falava bem,
punha qualquer um de pau duro
com as dissertações e o vaivém
das mãos sábias, no claro-escuro
à beira-leito... Jurar não juro,
mas, se não convertia a ninguém,
fascinava o varão maduro
e os mais inespertos também.

Clandestino e errante, eu sabia
que, sem Visto no baixo Egito,
se me pegassem estava frito:
dormia ali durante o dia,
hotel nem morto! O arranjo previa
apenas que o moço bonito
dormisse sozinho e, repito,
eu dormia a manhã toda, ouvia
Lili me explicar o infinito

e Epicuro lá para as duas;
cerca das quatro, quatro e meia,
devolvia o cascalho à bateia
e reganhava o ouro das ruas,
as semi-ninfas semi-nuas
ficavam para trás, a feia
das grandiosas semi-luas
e a estupenda Lili. Cantei-a
de mil maneiras, das mais cruas

às mais cruéis, das mais virís
às mais dúcteis, mas não houve jeito:
epicurava ao pé do leito,
mas de graça não dava! Fiz
o que pude, o malandro perfeito,
mas epicurista aprendiz
é mesmo um pedestre, e bem feito!
Ah, pudesse este meu país
resistir às nativas Lilis,

seus babados e baboseiras,
como a pérola de Alexandria
resistiu-me semanas inteiras!
Manual de filosofia
a noite toda dá em olheiras,
mas é mal incurável, mania
até mesmo de ex-futuras freiras
filosófico-epicureiras
como as há também, quem diria,

neste nosso agreste jardim.
Minha Santa Teresa, eu li
o manual da nossa Lili
de cabo a rabo! É verdade sim,
li tudinho, e ansioso torci
pela guria até ao fim...
Mas uma cena que nunca esqueci,
dentre as lufadas de jasmim
daquela mansão sem jardim

veio a mim como uma chibatada:
vi minha Lili de olhos belos,
de calcinha toda rendada
num florido patamar de escada
como a jovem do poema de Eliot
e sofri! Aquela madrugada
eu voltara mais cedo, os melros
começavam a cantar na estrada:
Lili desatara os cabelos,

largara Epicuro e, à janela,
chorava, chorava... A verdade
chegara muito perto dela,
com a imperdoável crueldade
das horas vazias, aquela
era a hora da verdade. Bela,
descabelada e sem vontade
de iludir-se, dava pena vê-la:
afinal esquecia a vaidade,

desmentia a reputação
de Diótima eslava e selvagem
e soluçava de pé no chão...
Levei comigo aquela imagem
anos a fio, desde então
sinto certa camaradagem
com todas as fêmeas que em vão
pensam que sabem o que não sabem.
Soube que morreu no Sudão

alguns anos depois. De frio.
Esfriara a pérola ardente,
murchara quando um livre docente
desmanchara-lhe fio por fio
a douta cabeleira insciente
aquela noite... Conheci-o,
um professoreco insolente
de Liceu: humilhou friamente
minha flor, e Epicuro, o vadio,

nem se importou, fez-lhe o favor
de abandoná-la nua e crua
à escolástica do inquisidor.
Se a nossa doutora não for
tão sensível, a sorte é sua,
talvez ainda possa dispor
da arte fria de um cliente-instrutor;
recomendo uma noite sem lua
em Alexandria: há uma rua
transversal entre o velho mar,
o Maryût e a Rodovia
dos Ingleses; nela há um solar
que todos conhecem, de dia
a casa é fácil de encontrar;
o tal professor não saía
de lá, com certeza há de estar.
Não ensina filosofia,
ensina as Lilis a acordar.


EM RETROSPECTO

Pobre pequena,
sofreu demais!
Com aquela cena
perdeu a paz,
não se viu mais
feliz, serena,
era só ais...
Já a Marxilena
é um monstro horrendo:
eu fico lendo
Tia Chauí
e me arrependo
do que senti
pela Lili!

Poemas extraídos do livro Os Sapos de Ontem, de Bruno Tolentino.


Postado por Yuri Vieira
Em 20/3/2013 às 12h29


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Por que o Alaska Black desabou 70% de Julio Daio Borges
02. Bernstein: 5ª de Shostakovich de Julio Daio Borges
03. Mi Negrita by Devendra Banhart de Julio Daio Borges
04. Lobão com a boca no trombone de Yuri Vieira
05. Iron Maiden com Clive Burr de Julio Daio Borges


Mais Yuri Vieira no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Vida Em Perigo
Louise L. Hay
Círculo do Livro



Argélia: Alguns Elementos Sobre o Movimento Separatista dos Archs
A Verdade Revista Teórica da Iv Internacional
Não Identificada
(2002)



New: Understanding Our Need For Novelty and Change
Winifred Gallagher
Penguin Press
(2011)



No Submundo de uma Prisão
Elvis Martins
A&c
(1999)



Aids e Celebridades - Mito e Verdade
Ursulino dos Santos Isidoro
Ícone
(2004)



Colégio Benjamim Constant 100 Anos de História
Gislaine Campos Azevedo
Tempo e Memória
(2001)



O Noviço
Martins Pena
Atelie
(2002)



Livro de Estudo (2): Proformação Espanhol - Unidades 1 a 8 -
Minde Badauy de Menezes e Wilsa Maria Ramos
Mec (brasília)
(2006)



Comemorações; Representação dos Negros Em Museus
Anais do Museu Histórico Nacional, Vol 40
Museu Histórico Nacional
(2008)



Porto das Catraias: um Memorial da Adolescência
Áureo Nonato
Governo do Estado do Am
(1987)





busca | avançada
97126 visitas/dia
2,6 milhões/mês