Não tem em quem votar | Digestivo Cultural

busca | avançada
114 mil/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Joca Andreazza dirige leitura de Auto da Barca de Camiri na série 8X HILDA
>>> Concerto Sinos da Primavera
>>> Aulas on-line percorrem os caminhos da produção editorial
>>> Rapsódia capital de Mário de Andrade resgata a grandeza do modernismo nacional
>>> Livro: Os Festivais de Rock - Uma Vida Rock n Roll
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
>>> Sou rosa do deserto
>>> Os Doidivanas: temporada começa com “O Protesto”
>>> Zé ninguém
>>> Também no Rio - Ao Pe. Júlio Lancellotti
>>> Sementinas
>>> Lima nova da velha fome
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Erudição e humor na ficção de Ruy Castro
>>> Stay Hungry. Stay Foolish.
>>> 30 años de Apple
>>> Twitter: A Crítica Como Vocação
>>> John Lennon, o homem
>>> 1998 ― 2008: Dez anos de charges
>>> I-ching-poemas de Bruna Piantino
>>> Literatura Falada (ou: Ora, direis, ouvir poetas)
>>> A busca
>>> Eu quero é rosetar
Mais Recentes
>>> A Metamorfose de Franz Kafka pela Ciranda Cultural (2019)
>>> O Mundo Perdido de Arthur Conan Doyle pela Ciranda Cultural (2019)
>>> O Peregrino de John Bunyan pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Imitação de Cristo de Tomás de Kempis pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Revista de História da Biblioteca Nacional Ano 8 Nº91 de Vários pela Sabin (2013)
>>> Bolos Decorados, volume 1,2 e 3 de Editora Três pela Três (2002)
>>> Psicologia Legislação de Conselho Federal de Psicologia pela Conselho Federal de Psicologia (1982)
>>> Boitempo & A Falta Que Ama de Carlos Drummond de Andrade pela José Olympio (1979)
>>> O Dom Supremo de Henry Drummond, adaptação de Paulo Freire pela Rocco (1994)
>>> Psicologia Educacional de Robert S. Ellis pela Nacional (1967)
>>> Jesus, A Dor e a Origem de Sua Autoridade Volume II de Paiva Netto pela Elevação (2016)
>>> Restaurante Chinês e Outras Histórias de Vários Autores pela Nova Prova (2002)
>>> Condição Física de José Antônio Pires Gonçalves pela Imprensa do Exército (1968)
>>> Taxitramas – Diário de um Taxista de Mauro Castro pela Sulina (2006)
>>> Comunicação Incomunicação no Brasil de Vários Autores pela Loyola (1976)
>>> Os Versos do Capitão de Pablo Neruda pela Bertrand Brasil (1997)
>>> Lira e Antilira - Mário, Drummond, Cabral de Luiz Costa Lima pela Civilização Brasileira (1968)
>>> A Arte de Educar de Flávio Gikovate pela Mg (2002)
>>> Recados da Lua (Coleção Amores Extremos) de Helena Jobim pela Record (2001)
>>> O Homem no Cotidiano - Alicerce do Paraíso 4 de Meishu-sama pela Immb (2007)
>>> Bíblia Sagrada de João Ferreira de Almeida pela Sociedade Bíblica do Brasil (1999)
>>> Bíblia Sagrada de João Ferreira de Almeida pela Sociedade Bíblica do Brasil (1999)
>>> Histologia de Leon O Weiss e Roy O Greep pela Guanabara Koogan (1981)
>>> Embriologia e Taxonomia das Malformações Cardiovasculares de José Hortencio de Medeiros Sobrinho pela Dante Pazzanese (1977)
>>> Crônicas 2 – Coleção Para Gostar de Ler de Vários Autores pela Ática (2011)
BLOG >>> Posts

Quarta-feira, 24/9/2014
Não tem em quem votar

+ de 1900 Acessos

Não tem em quem votar. É o que ouço, e é verdade. Começando pelos nanicos:

Levy Fidelix é uma espécie de nanico profissional. Como se o Enéas, de 1989, tivesse continuado a se candidatar pela vida afora, mesmo sem ter a menor chance de vitória. Quixotesco no pior sentido do termo. Quer ser presidente mas se atrapalha mais do que a "presidenta" com as cifras, misturando bilhões com milhões arriscada e perigosamente.

Já o Pastor Everaldo nutria a esperança de aglutinar os votos dos evangélicos, mas teve sua candidatura esvaziada pela aparição de Marina Silva. Por causa de suas posições retrógradas, acabou virando motivo de chacota. No máximo, um candidato pitoresco a vereador ou deputado estadual (jamais um presidenciável).

A Luciana Genro parece que saiu da máquina do tempo. É aparentemente mais jovem, só que usa os velhos chavões da Geração 68. Ignora solenemente as experiências da esquerda brasileira no poder. Retoma a velha cartilha (mais radical) do PT, quando o partido assustava a classe média e nunca conseguia se eleger. Mas Luciana parece não se importar com isso: quanto mais inexequível o programa, melhor pra ela. Seus eleitores têm a mesma inocência dos caras-pintadas que acreditavam "derrubar" presidentes enquanto assistiam a seriados da Globo.

Já o Eduardo Jorge soa como uma caricatura, um personagem infantil ou de desenho animado. Um misto de Mazzaropi com Pateta, com Seu Madruga. Reconhecendo-se um azarão na disputa, parte logo para o absurdo e conquista eleitores para quem o reino deve ser governado pelo bobo da corte.

A Marina, que não me convenceu pessoalmente em 2010, continua não me convencendo agora. Incapaz de criar seu próprio partido, pegou carona na candidatura de Eduardo Campos. Alçada pela tragédia ao primeiro plano da disputa, quis ser "ungida" mas acabou "desconstruída". Tenta desesperadamente conciliar seu passado de seringueira-amiga-de-Chico-Mendes com um programa mais liberal, na fronteira entre o PSDB e a "Daslusp". Um frankenstein de saias. E seu governo não será diferente.

Sobra o Aécio. E o Aécio não é perfeito. Bom para emplacar manchetes provocativas nos jornais do dia seguinte, gagueja indesculpavelmente nos debates ao vivo (nem parece que foi governador duas vezes). Tem a melhor equipe, tecnicamente falando, mas não consegue se comunicar com o homem comum - o único que poderia levá-lo ao segundo turno...

Infelizmente temos de votar em um deles no dia 5 de outubro. "Em qualquer um menos na Dilma." É uma eleição por exclusão. Entre ceder o País aos desmandos do PT por mais quatro anos e votar na melhor-equipe-que-não-tem-chance, somos premidos a assinar um cheque em branco.

Que triste destino, Brasil.


Postado por Julio Daio Borges
Em 24/9/2014 às 10h27


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Chico Buarque em bate-papo com o MPB4 de Julio Daio Borges
02. Chilli Beans, IBM e Falconi de Julio Daio Borges
03. Chico Buarque já votou em FHC de Julio Daio Borges
04. Nicolau Sevcenko & jornalismo de Julio Daio Borges
05. O Inexprimível de Julio Daio Borges


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Livro de Ouro da Mitologia - Histórias de Deuses e Heróis
Thomas Bulfinch
Ediouro
(2006)
R$ 53,91



Vidas Literárias Virginia Woolf
John Lehmann
Jorge Zahar
(1987)
R$ 40,00



Presentes da Vida
Emily Giffin
Novo Conceito
(2012)
R$ 40,00



O Ouro de Sharpe - Vol. 9
Bernard Cornwell
Record
(2010)
R$ 32,00



Uhlands Werke 2 Vol.
Ludwig Frankel
Lepzig Und Wien
R$ 80,00



Thats All About Fame - Book 02
Sérgio Barreto
Wise Up
(2006)
R$ 17,28



Iniciação à Lógica Matemática
Edgard de Alencar Filho
Nobel
(1976)
R$ 32,00



Os Pensadores - Sócrates
Platão / Xenofonte
Nova Cultural
(1999)
R$ 24,98



Lugares Misteriosos 2 Volumes 3024
Jennifer Westwood
Ediciones del Prado
(1995)
R$ 20,00



Diário de Hemingway
Bill Granger
Art
(1987)
R$ 16,00





busca | avançada
114 mil/dia
2,3 milhões/mês