Sobre a vida no campo | Digestivo Cultural

busca | avançada
48473 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Namíbia, Não! curtíssima temporada no Sesc Bom Retiro
>>> Ceumar no Sesc Bom Retiro
>>> Mestrinho no Sesc Bom Retiro
>>> Edições Sesc promove bate-papo com Willi Bolle sobre o livro Boca do Amazonas no Sesc Pinheiros
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Compreender para entender
>>> Para meditar
>>> O que há de errado
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
>>> A relação entre Barbie e Stanley Kubrick
>>> Um canhão? Ou é meu coração? Casablanca 80 anos
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Fantasmas do antigo Recife
>>> Luther King sobre os fracos
>>> O centenário do Castor
>>> O comercial do Obama
>>> Por que Dilma tem de sair agora
>>> Mininas no Canto Madalena
>>> Quase cinquenta
>>> Bate-papo com Odir Cunha
>>> Entrevista com Sérgio Rodrigues
>>> Leblon
Mais Recentes
>>> Eu Fico Loko -As Desventuras de Um Adolescente Nada Convencional de Christian Figueiredo de Caldas pela Novas Páginas (2015)
>>> Teoria Geral do Direito e Marxismo de Evguiéni B. Pachukanis pela Boitempo (2017)
>>> O Caso dos Dez Negrinhos de Agatha Christie pela Abril Cultural (1981)
>>> A Revolução Russa de 1917 de Marc Ferro pela Perspectiva (1974)
>>> A Questão Urbana de Manuel Castells pela Paz e Terra (1983)
>>> Esquerdismo Doença Infantil do Comunismo de V. I. Lenin pela Expressão Popular (2014)
>>> Crônicas de Nuestra América de Augusto Boal pela Codecri (1977)
>>> A Desumanização da Arte de José Ortega y Gasset pela Cortez (1991)
>>> Homens Em Tempos Sombrios de Hannah Arendt pela Companhia De Bolso (2013)
>>> A Música do Tempo Infinito de Tales A. M .Ab'Sáber pela Cosac & Naify (2012)
>>> Poesia e Filosofia de Antonio Cicero pela Civilização Brasileira (2012)
>>> A Estrada da Noite de Joe Hill pela Sextante (2007)
>>> O ornamento da massa de Siegfried Kracauer pela Cosac & Naify (2009)
>>> O Horror Econômico de Viviane Forrester pela Unesp (1997)
>>> Merleau-ponty e a Educação de Marina Marcondes Machado pela Autentica (2010)
>>> Revoluções de Michael Lowy pela Boitempo (2009)
>>> O Anticristo de Friedrich Nietzsche pela Lpm pocket (2008)
>>> E no Final a Morte de Agatha Christie pela Lpm pocket (2010)
>>> Estetica da Emergencia de Reinaldo Laddaga; Magda Lopes pela Martins Fontes (2012)
>>> Pós-produção: Como a Arte Reprograma o Mundo Contemporâneo de Nicolas Bourriaud pela Martins Fontes (2009)
>>> A saga da família Klabin-Lafer de Ronaldo Costa Couto pela Klabin (2020)
>>> Tudo Pelo Amor Dele de Sandie Jones pela Única (2019)
>>> Um Encontro de Sombras de V E Schwab pela Record (2017)
>>> O Vilarejo de Raphael Montes pela Suma das Letras (2015)
>>> Dança da Escuridão de Marcus Barcelos pela Faro (2016)
BLOG >>> Posts

Sexta-feira, 28/7/2006
Sobre a vida no campo
+ de 17100 Acessos
+ 15 Comentário(s)

"Quem mora no campo emburrece com o passar do tempo e não percebe; durante um certo período, acredita que está sendo original e que está cuidando da própria saúde, mas a vida no campo não é nada original: para quem não nasceu no campo e para o campo, é puro mau gosto e só prejudica a saúde. As pessoas que vão para o campo se enterram ali, levando uma vida no mínimo grotesca, que as conduz primeiro ao emburrecimento e depois à morte ridícula. Recomendar a um sujeito da cidade que para sobreviver ele se mude para o campo é uma indignidade médica (...) Todos esses exemplos de pessoas que mudaram da cidade para o campo são exemplos medonhos (...)"

Thomas Bernhard, em O náufrago.


Postado por Julio Daio Borges
Em 28/7/2006 às 13h35

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Lockdown Sessions No. 3 de Julio Daio Borges
02. Mais Textura em BH de Ana Elisa Ribeiro
03. A luta continua reloaded de Julio Daio Borges
04. Premiação para blogs culturais de Rafael Fernandes
05. FNM - Everything's Ruined de Vicente Escudero


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
31/7/2006
12h20min
Que horror, hein? Horror de texto, mal construído, sem pé nem cabeça, afirmações discutíveis. "Vida grotesca"... "Morte ridícula..." "Todos esses exemplos de pessoas que mudaram da cidade para o campo são exemplos medonhos". Meu Deus! O que é isso? Francamente... Pela amostra das primeiras linhas, desejo que O náufrago permaneça submerso e não venha à tona jamais.
[Leia outros Comentários de Ivan Gehara]
31/7/2006
14h37min
[Leia outros Comentários de Julio Daio Borges]
1/8/2006
08h01min
Será que o autor já viveu no campo? Viu o rítimo frenético da natureza do alvorecer ao entardecer? Ficou sob uma árvore frondosa num dia quente ouvundo o sabiá ou tomou banho de cachoeira? Pescou no riacho? Comeu fruta do pé ou fez comida em fogão a lenha? Sentiu o cheiro da terra molhada quando começa a chuver?
[Leia outros Comentários de Marco Manucci]
1/8/2006
08h10min
Perfeito. Exatamente o que penso: para quem foi criado e sempre viveu em cidades grandes, desfrutando das suas ofertas culturais, não há nada no campo. É a morte em vida. Campo: Um fim de semana e só.
[Leia outros Comentários de José Frid]
1/8/2006
11h55min
Um homem precisa de nutrientes que as "ofertas culturais" nao possuem. Conheço "campestres" mais vivos e sábios que a maioria dos intelectuais esverdeados e mofados das cidades.
[Leia outros Comentários de Hudson Malta]
1/8/2006
11h56min
Não dá para contestar Bernhard. A vida no campo emburrece mesmo. Reparem que ele, numa benevolência rara em sua permanente amargura, ainda deixou um abrigo: "para quem não nasceu no campo e para o campo".
[Leia outros Comentários de Gunnar Jorg Kelsch]
1/8/2006
17h24min
credo! que mal humor!!! o autor condena em cada um a sua origem? não é possível mudar, transformar, trocar??? francamente: será que é uma pegadinha? só prá checar se os leitores da coluna estão acordados?
[Leia outros Comentários de Vanice]
1/8/2006
17h39min
A vida no campo não emburrece o homem, mas o torna mais ligado com a natureza, com a luz das estrelas e com os cantos dos pássaros. A cidade sempre sufoca com sua poluição e quando o homem da cidade vai para o campo o primeiro sentimento é de liberdade. Depois pode até enjoar mas o sentimento de mudança de ambiente é muito saudável.
[Leia outros Comentários de Clovis Ribeiro]
2/8/2006
18h57min
esse texto seria irônico se nao fosse trágico, o autor desconhece diversos outros autores inteligentissimos que nasceram e produziram no campo, tendo que ir para cidade apenas para ganhar notoriedade, enfim: cada doido com suas artes, só espero que ele nao monte um movimento antirural
[Leia outros Comentários de taise de js]
5/8/2006
14h40min
Por um lado ele está certo, mas só é para quem nasceu no campo. Quem vai para o campo, é para aproveitar a natureza. Já está instruído e quer aprender com a natureza, ter novas experiências, aproveitar o tempo que lhe resta (independente do tempo). O que tem de mal morrer no campo? Não há mortes ridículas.
[Leia outros Comentários de Marina Amorim]
8/8/2006
12h30min
Some-se aos comentários anteriores pró-vida no campo, a dor que dilacera o autor, proveniente da petrificação que vive sua alma, comparável a uma engrenangem que nunca foi untada de óleo.
[Leia outros Comentários de Fernando Viana]
11/8/2006
19h21min
A gente tem que viver como a gente sabe viver (ambiente, trabalho). Quanto estamos diante de problemas difícieis ou insolúveis, idealizamos, via de regra, o campo. Morar no campo é bom, desde que com uma propriedade rentável, carros para locomoção, meios de comunicação disponíveis (TV, computador, etc). Aquele que mora no campo e tem que tirar de lá o seu sustento não deve notar toda a beleza ao seu redor que nós vemos ou idealizamos.
[Leia outros Comentários de Nilmar Cavalcanti de]
16/8/2006
09h41min
moro no campo a minha vida inteirinha. E moro muito mais feliz do que se eu morasse na cidade (meu gosto). tenho 9 anos e estou na 3ªserie. E se tivesse uma boa escola aqui na roça eu estudaria nela.
[Leia outros Comentários de maíra]
16/8/2006
11h51min
E, agora, senhores anti-campo? A Maíra mora lá, é uma criança, acessa (e lê) este site. Excessão à regra imposta ou confirmação do equívoco preconceituoso do autor? Sou mais a segunda opção.
[Leia outros Comentários de Hudson Malta]
2/2/2011
16h01min
Estou pensando em morar num lugar retirado, no campo, mas perto da cidade. Com conforto e meios de comunicação. Já criei meus filhos e agora quero curtir a liberdade de morar bem. Isso significaca, paz, qualidade de vida. Estou errada?
[Leia outros Comentários de Lilian]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Mens Sana: a Angústia do Homem Em Busca da Felicidade / Vol 3
Albino Aresi / Capa Dura
Mens Sana
(1984)



Livro - O Encouraçado Potemkin
Folha de São Paulo
Moderna
(2011)



Novelas - Concursos Literários do Piauí
Sergio Batista e Outros
Publique
(2005)



O Pirata eletrônico e o Samurai
Jeff Goodell
Campus
(1996)



A Lenda do Muri- Keko
Marcos Bagno
Sm
(2005)



Senhora Rezadeira
Denise Rochael
Cortez
(2004)



A Camada de Ozonio
M. Bright
Melhoramentos
(2000)



Descubra Seu Corpo
Nigel Nélson
Impala
(1996)



O Patinho Feio
Vários Autores
Ftd
(1996)



O Fio do Destino (1991)
Zibia Gasparetto
Vida e Consciencia
(1991)





busca | avançada
48473 visitas/dia
1,4 milhão/mês