Imprudência | Blog de Angélica Amâncio

busca | avançada
62960 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Senac São Paulo abre as portas para atividades voltadas ao protagonismo juvenil
>>> Ribeirão Preto recebe o Teatro Portátil no Dia das Crianças
>>> SHOPPING GRANJA VIANNA INCENTIVA A ARTE NA REGIÃO COM O GRANJA CULTURAL
>>> Turnê Babi Jaques e Lasserre (PE)
>>> Samantha Dalsoglio e Dan Rosseto protagonizam comédia Relação a Dois dirigida por Hudson Glauber
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
Colunistas
Últimos Posts
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
Últimos Posts
>>> Universos paralelos
>>> Deseduquei
>>> Cuidado com a mentira!
>>> E agora? Vai ter pesquisa novamente?
>>> Cabelos brancos
>>> Liberdade
>>> Idênticos
>>> Bizarro ou sem noção
>>> Sete Belo
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Dentro da Baleia
>>> 2006, o ano que não aconteceu
>>> Víkingur Ólafsson toca Rameau
>>> E-lovelados
>>> Quanto custa rechear seu Currículo Lattes
>>> Vamos pensar: duas coisas sobre home office
>>> Real tédio
>>> Revolução dos sexos
>>> Entrevista com o poeta Augusto de Campos
>>> Querem proibir as palavras
Mais Recentes
>>> Os Enamoramentos de Javier Marías pela Companhia das Letras (2015)
>>> Tex Almanaque do Faroeste Nº 1 de Bonelli pela Globo (1996)
>>> Persépolis - Completo de Marjane Satrapi pela Quadrinhos Na Cia (2018)
>>> Até Que a Morte os Separe de Nero Blanc pela Ediouro (2005)
>>> Getúlio 1882-1930: Dos Anos de Formação à Conquista do Poder de Lira Neto pela Companhia das Letras (2012)
>>> A Rainha Ginga de José Eduardo Agualusa pela Quetzal (2014)
>>> Escritos - Campo Freudiano no Brasil de Jacques Lacan pela Jorge Zahar (1998)
>>> Star Wars: A Trilogia - Special Edition de George Lucas pela DarkSide (2014)
>>> Squid: The Definitive Guide de Duane Wessels pela O"Reilly (2004)
>>> Tex e os Aventureiros Nº 3 de Bonelli pela Mythos (2005)
>>> O Ritual de Bordeaux de Jean Pierre Alaux e Noel Balen pela Rocco (2008)
>>> Genetic Algorithms in Search, Optimization and Machine Learning de David E. Goldberg pela Addison Wesley (1997)
>>> 1822 - Edição Juvenil Ilustrada de Laurentino Gomes pela Nova Fronteira (2011)
>>> Nem Sempre é Assim de Shunryu Suzuki pela Religare (2003)
>>> O Mundo Emocionante do Romance Policial de Paulo M. E Albuquerque pela Francisco Alves (1979)
>>> Corpo Humano: Fundamentos de Anatomia e Fisiologia de Gerard J. Tortora, Bryan Derrickson pela Artmed (2017)
>>> Os Segredos da Mente Milionária de T. Harv Eker pela Sextante (2020)
>>> Public-Key Cryptography de Arto Salomaa pela Springer-Verlag (1996)
>>> Rainha do Inverno de Boris Akunin pela Objetiva (2003)
>>> A Travessia de William P. Young pela Arqueiro (2012)
>>> Coleção 70º Aniversário da 2ª Guerra Mundial - 30 Volumes de Abril Coleções pela Abril Coleções (2009)
>>> Desvendando Margaux de Jean Pierre Alaux e Noel Balen pela Rocco (2007)
>>> Bio-Inspired Credit Risk Analysis: Computational Intelligence with Support Vector Machines de Lean Yu; Shouyang Wang; Kin Keung Lai; Ligang Zhou pela Springer-Verlag (2010)
>>> A VIda é Cheia de Curvas de Eugenio Mussak pela Abril (2014)
>>> Action Coaching de David L. Dotlich pela Jossey Bass (1999)
BLOGS >>> Posts

Sábado, 15/8/2015
Imprudência
Angélica Amâncio

+ de 7100 Acessos

Vítor foi meu primeiro namorado, além de uma das pessoas mais adoráveis que já conheci. Com ele é que fui aos dois primeiros shows de rock da minha vida, ambos do Angra, banda brasileira que eu venerava na adolescência. Cada um dos concertos foi uma aventura à parte, mas o segundo teve mais adrenalina.
Era um sábado à tarde quando nós três - ele, meu irmão e eu - pegamos o ônibus de Três Corações para Varginha, onde encontraríamos o grupo com que iríamos em excursão para Pouso Alegre.
No caminho, da janela do ônibus, porém, o Vítor cismou ter visto a van que nos levaria ao espetáculo passar em sentido contrário ao nosso. Imediatamente, pedimos ao motorista para parar e descemos ali, no meio da estrada, sem absolutamente nenhum plano em mente. Pode parecer estranho, meus amigos, mas, naquela época, quase ninguém tinha celular e muito menos aplicativos que chamassem um táxi. Pasmem: nem Uber existia naqueles tempos.
O que já haviam inventado era o polegar e seu dom de pedir caronas. Foi o que fizemos, apavorados com a possibilidade de sermos deixados para trás, esquecidos naquela estrada deserta, longe demais das capitais e do concerto do Angra. Não sei dizer quanto tempo ficamos ali, mas, em dado momento, um homem parou para nós. (Parênteses: eu dava aula de Inglês em uma escola infantil, e o filho desse homem era um dos meus alunos preferidos, um menino de cabelo preto e olhos tristes, que havia perdido a mãe no ano anterior.) Ao ouvir a nossa história de desespero juvenil, ele decidiu nos ajudar a não perder o sonhado show em Pouso Alegre: saiu em alta velocidade até encontrarmos a van que, talvez, quem sabe, fosse a van que o Vítor tinha visto. Perseguimos o veículo, que estava mesmo cheio de pessoas vestidas de preto, mas que de Angra só conheciam a dos Reis - que, podia, quando muito, ser aquela balada da Legião Urbana. Elas devem ter ficado muito assustadas no momento em que nosso motorista-salvador cortou o carro deles para que pudéssemos nos certificar daquilo de que já tínhamos quase certeza: não era, definitivamente, a van da excursão.
O cara ainda fez a gentileza de retornar e percorrer novamente metade do trajeto para nos deixar no posto de gasolina mais próximo. Dali, o Vítor pôde telefonar, de um orelhão, para um dos únicos celulares existentes no sul de Minas, que era justamente o da amiga dele que organizara a excursão. O grupo sequer havia saído de Varginha, pois esperavam os três últimos passageiros, que ainda não tinham chegado de Três Corações... Encontraram-nos no posto de gasolina e pudemos seguir viagem. Houve mais aventura nesse dia, que contarei em outra oportunidade, para não perder o foco deste relato.
Ontem, no Mangabeiras, por volta das 13h30, eu saía do trabalho para dar uma aula - ou seja, saía do trabalho para ir trabalhar -, quando um taxista parou repentinamente à minha frente, no meio da rua, e perguntou: "Você está indo para a Avenida Bandeirantes? Quer uma carona, menina?" Antes que ele terminasse a segunda pergunta, eu já estava sentada no banco da frente, prendendo o cinto de segurança. Ele se espantou: "As mulheres em geral têm medo, mas..." Eu o interrompi: "Estou atrasada demais para ter medo, moço." E fui explicando que pegaria o 4108 na Praça da Bandeira, porque, teoricamente, em dez minutos, teria que estar no Funcionários. Fomos conversando, e eu já me preparava para lhe entregar uma contribuição financeira pela ajuda, quando ele avistou meu ônibus estacionado no ponto. "Seu ônibus, moça!!" Respondi, desanimada: "Não tem problema. Eu pego o próximo. Chego atrasada..." Ele acelerou: "Não, de jeito nenhum. Você vai pegar esse." Cortou o ônibus, buzinou, e o motorista, que já dava a partida, parou e abriu a porta para mim. Ainda deu tempo de acenar para o Sr. Geraldo - esse era o nome dele -, que me sorria de dentro do táxi, todo contente.
Sei que muitos anos e centenas de quilômetros separam as duas histórias. Mas fico feliz por continuar encontrando pessoas boas e motoristas imprudentes pelo meu caminho.
(14 de agosto de 2015).


Postado por Angélica Amâncio
Em 15/8/2015 às 08h03


Mais Blog de Angélica Amâncio
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Cristianismo - Fraude Ou Fato Histórico?
Josh Mcdowell
Candela
(1999)



Abelhas e Mel - Criação - Extração
Nelson Mello da Lima
Ediouro



No Verão, a Primavera
Lucília J de Almeida Prado
Melhoramentos
(1980)



O Mundo Mágico de Harry Potter
David Colbert
sextante
(2001)



Bandeirismo: Dominacão e Violência
Julio Jose? Chiavenato
Moderna
(1991)



Aristóteles para Todos
Mortimer J. Adler
Realizações
(2010)



Livro - Sequestrado
Robert L. Stevenson
Nova Alexandria
(1996)



Meu Nome não é Johnny
Guilherme Fiuza
record
(2004)



Alma Paulista
Arnaldo Antunes
Abooks



O Livro Vermelho do Sexo sem Vergonha
Rose Villela
Novo Século
(2019)





busca | avançada
62960 visitas/dia
2,0 milhão/mês