Assistindo ao debate dos candidatos nos EUA | Julio Daio Bløg

busca | avançada
58950 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Como se prevenir dos golpes dos falsos agentes no mundo da música?
>>> Cia. Sansacroma estreia “Vala: Corpos Negros e Sobrevidas“ no Sesc Belenzinho
>>> ARNS | De ESPERANÇA em ESPERANÇA || MAS/SP
>>> IAE convida Geovanni Lima para conversar sobre bullying, performance e processos de criação
>>> UP CONTEMPORANEA e SP INSPIRA ARTE || Art Lab Gallery
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> O melhor da Deutsche Grammophon em 2021
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
Últimos Posts
>>> Brega Night Dance Club e o afrofuturismo amazônico
>>> Fazer o que?
>>> Olhar para longe
>>> Talvez assim
>>> Subversão da alma
>>> Bons e Maus
>>> Sempre há uma próxima vez
>>> Iguais sempre
>>> Entre outros
>>> Corpo e alma
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Vagas Llosa no YouTube
>>> A Esfinge do Rock
>>> Publicidade e formação política
>>> A visão certa
>>> Questão de gosto ou de educação?
>>> Matar e morrer pra viver
>>> Sine Papa
>>> Palestra: Marco Antônio Villa
>>> Deus não é Grande, de Christopher Hitchens
>>> Menina de Ouro: fantasmas e perdas
Mais Recentes
>>> Estudos de Psicologia - Volume 31 - nº 2 de Vários autores pela Puc (2014)
>>> 1000 Receitas de Cozinha Portuguesa de Vários autores pela Girassol (1989)
>>> Enciclopédia do Estudante - Ecologia - Ecossistemas e Desenvolvimento Sustentável de Vários autores pela Moderna (2008)
>>> Crianças com Distúrbios de Aprendizagem - Diagnóstico, Medicação, Educação de Lester Tarnopol pela Edart (1980)
>>> A Revolução dos Bichos 9ª edição. série paradidática globo de George Orwell pela Globo (1980)
>>> O Moderno Conto Brasileiro: Antologia Escolar de João Antônio (organização) pela Civilização Brasileira (1980)
>>> Casa de Pensão Série Bom Livro edição. didática de Aluísio Azevedo pela Ática
>>> O Guarani - Série Bom Livro de José de Alencar pela Ática (1971)
>>> Como Atua o Carma de Rudolf Steiner pela Antroposófica (1998)
>>> Louvores e Preces a Maria, Nossa Mãe de Moisés Viana pela Paulus (2005)
>>> O Outro Lado da Memória de Beatriz Cortes pela Novo Seculo (2014)
>>> Não Sou Este Tipo de Garota de Siobhan Vivian pela Novas Páginas (2011)
>>> Fonoaudiologia e Educação - Um encontro Histórico de Ana Paula Berberian pela Plexus (1995)
>>> Quando a Lua Surgir - Bianca Romances de Lori Handeland pela Nova Cultural (2006)
>>> Ansiedade - Como enfrentar o mal do século de Augusto Cury pela Saraiva (2013)
>>> Superdicas para um Trabalho de Conclusão de Curso Nota 10 de Rachel Polito pela Saraiva (2017)
>>> A Crise de 1929 ( Pocket ) de Bernard Gazier pela L&Pm Editores (2009)
>>> Tudo Depende de Como Você vê as Coisas de Norton Juster pela Companhia Das Letras (2007)
>>> Tudo Depende de Como Você vê as Coisas de Norton Juster pela Companhia Das Letras (2007)
>>> São Bernardo 25ª edição. de Graciliano Ramos pela Record (1975)
>>> Princípios da Filosofia do Direito de Hegel pela Martins Fontes (1976)
>>> O Tronco do Ipê - Clássicos Brasileiros categoria estrela 1227 de José de Alencar (notas de M Cavalcanti Proença) pela Ouro
>>> Violência Contra a Mulher - Aspectos Gerais e Questões Práticas da Lei 11.340/2006 de Dominique de Paula Ribeiro pela Gazeta Jurídica (2013)
>>> A Sabedoria de Gandhi de Richard Attenborough pela Sextante (2008)
>>> Vida de Jesus - Origens do Cristianismo de Ernest Renan pela Martin Claret (2006)
BLOGS >>> Posts

Sábado, 19/9/2015
Assistindo ao debate dos candidatos nos EUA
Julio Daio Borges

+ de 1200 Acessos

Quarta-feira passada, aconteceu o segundo debate entre os candidatos republicanos à presidência dos EUA

Pode parecer distante de nós, mas não é. O escritor mexicano Carlos Fuentes dizia que todo cidadão do mundo deveria ter o direito de votar nas eleições para presidente dos Estados Unidos

Para além do impacto que essa eleição tem para o mundo todo, para nós, brasileiros, é interessante acompanhar - até para efeito de comparação

Se você ainda acha que os temas podem ser muito específicos, ou circunscritos aos Estados Unidos, eu te digo que não são. Lembre-se de que, como tudo nos EUA, e na televisão, o debate tem de ser minimamente interessante - pois ninguém é obrigado a votar lá...

Minha curiosidade era pelo Donald Trump, de quem falam tanto (e tão mal). Igualmente pela Carly Fiorina, ex-CEO da HP, que tem sido muito elogiada. E, ainda, por Jeb Bush - que, embora seja um Bush, dizem que é o melhor dos três

Falando da forma, o debate é muito dinâmico e não se perde, como no Brasil, um tempo enorme explicando as regras. O debate começa e você nem percebe. As respostas duram, no máximo, um minuto. E todo mundo, mais ou menos, respeita o tempo

O mediador - impressionante - consegue ser mais rápido do que todos os candidatos juntos (eram onze). E eu não sei como, mas ele consegue dividir os tempos, mais ou menos, entre todos. Quando um candidato fica mais "esquecido" pelos outros, ele direciona uma pergunta específica para ele. Nunca deixa cair a peteca e todo mundo acaba falando

Não existem perguntas de um candidato para o outro, como no Brasil. O próprio mediador seleciona trechos de declarações, na imprensa, de um candidato sobre o outro - e sugere que quem foi criticado comente a declaração do outro. O mediador deliberadamente joga um candidato contra o outro. E logo no primeiro bloco. Afinal, é um debate!

Entrando na performance de cada um, o mais divertido é o Trump. Provavelmente porque ele foi apresentador de televisão. No Brasil, seria, mais ou menos, como ter o Silvio Santos num debate. É tão grande a sua intimidade com a câmera que, na TV, ele praticamente domina e ofusca os outros

O mais equilibrado, por incrível que pareça - depois de sua família invadir o Kuwait e o Iraque -, é o Jeb Bush. Talvez porque, em política, seja o mais experiente (também, com dois presidentes na família...). Ele me parece muito sereno e judicioso. Mas por ser, justamente, muito "bonzinho", termina atropelado pelos candidatos mais agressivos, como Trump

A Carly Fiorina se revelou, de fato, a grande surpresa do debate. Talvez seja a maior inteligência entre os candidatos. Como foi presidente de empresa, sabe, igualmente, se dirigir à audiência. É muito concisa, tem a capacidade de resumir uma questão complexa em alguns pontos básicos, é muito assertiva e consegue se manter impassível, mesmo quando atacada. Vão dizer que estou torcendo pra ela, mas me lembra a Margaret Thatcher

Como não poderia deixar de ser, alguns dos melhores momentos foram os embates entre Trump e Fiorina. Ele, porque é agressivo naturalmente, e quer se manter na liderança (entre os republicanos, está na frente); ela, porque é uma estrela em ascensão, e precisa subir nas pesquisas

Como um exemplo de tudo o que estou falando, Trump disse à Rolling Stone, comentando uma foto da Fiorina: "Olha essa cara! Você votaria *nisso*?". No meio do debate, o mediador trouxe essa declaração à tona e pediu para Fiorina comentar. Trump ficou super sem graça, óbvio, e tentou consertar: "Eu quis dizer que ela é uma mulher bonita". Fiorina, claro, não perdeu a chance: "As mulheres dos Estados Unidos sabem muito bem o que o senhor quis dizer, Mr. Trump". Foi ovacionada



Embora seja um debate dos candidatos republicanos, questões de gênero entram na pauta. E os candidatos procuram ser representativos, quando se pensa na população dos EUA...

Assim sendo, há um candidato negro, o Dr. Ben Carson, que é um neurocirurgião (os candidatos que não são políticos profissionais têm feito sucesso nesta eleição). Ele também é do tipo bonzinho, só que sem a malícia de um político experiente como Jeb Bush. Tem muito carisma pois é um homem simples. Fala com sinceridade, mas não é simplório. Impossível não gostar dele. Mas acho que, no meio de tantos tubarões, não tem chance

Outro candidato "representativo", digamos assim, é o Marco Rubio, ou "Marc" Rubio, que é "latino". Neto de um cubano que fugiu para Miami, e que nunca aprendeu inglês direito, Rubio chegou ao Senado, embora sempre diga que é filho de um "bartender" (um garçom) e de uma "maid" (uma arrumadeira). Não se faz de coitado, porém. É muito inteligente. Fala muito bem. E é outra estrela em ascensão. Mas acredito que será uma candidato mais forte no futuro. É "jovem" em relação aos outros (tem menos de 50 anos)...

É interessante como a "superação" é um ponto em comum entre quase todos os candidatos. Fiorina gosta de dizer que começou como secretaria e que chegou à presidência de uma empresa. Trump gosta de dizer que fez "bilhões", que é um "business man", que sabe lidar com pessoas, e com contratos - e que não é financiado por ninguém, além dele próprio

Financiamento de campanha foi um tema, igualmente. Ben Carson, por exemplo, se financia através de uma espécie de crowdfunding. Também "política externa" foi um tema - e Trump foi o mais atacado nessa hora, por causa de suas declarações belicosas. Trump é um boquirroto e ninguém parece muito convencido a lhe entregar todo o arsenal atômico...

Há consenso, entre os candidatos republicanos, de que a administração Obama fraquejou no Oriente Médio. E que o crescimento do Estado Islâmico e do perigo na Síria, também na Coréia do Norte, são resultado de uma política externa pouco firme - por parte da administração democrata...

O 11 de Setembro - of course - é um tema recorrente. Mas também as drogas e o aborto. Casamento gay, menos. Jeb confessou que fumou maconha na adolescência, mas todos parecem concordar, inclusive ele, que a maconha é uma "porta de entrada" para outras drogas - e não deve ser liberada. Carly Fiorina tem um filho dependente químico e falou com tristeza sobre isso

Em linhas gerais, foi assim. Recomendo fortemente que se assista. Está tudo no YouTube. São alguns blocos de pouco mais de 20 minutos cada. É um debate denso, mas todas as questões nos dizem respeito, de um modo ou de outro. Fora que há sempre muito o que aprender com a maior democracia do mundo...

Para ir além



Postado por Julio Daio Borges
Em 19/9/2015 às 11h45


Mais Julio Daio Bløg
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Catirina e a Piscina
Gláucia de Souza
Ftd
(2007)



O Ateneu - Serie Bom Livro (1991)
Raul Pompeia
Atica
(1991)



Cometas - os Vagabundos do Espaço
David A. Seargent
Francisco Alves
(1982)



Virando a Própria Mesa
Ricardo Semler
Best Seller
(1988)



Manual de Observação Psicomotora
Vítor da Fonseca
Artes Médicas
(1995)



Os mistérios de Santa Sara
Sibyla Rudana
Portais
(1998)



Metamorfoses da Liberdade
Ubiratan de Macedo
Ibrasa
(1978)



Mariah Mundi, A Nau dos Insensatos
G.P. Taylor
Planeta Jovem
(2012)



Fuja Logo e Demore para Voltar
Fred Vargas; Dorothee de Bruchard
Companhia das Letras
(2004)



Quarenta. A idade da Loba.
Regina Lemos
Globo
(1997)





busca | avançada
58950 visitas/dia
1,9 milhão/mês