A ultima fala | Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida

busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Talvez...
>>> 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1
>>> A felicidade, segundo Freud
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Magia além do Photoshop
>>> Meu Telefunken
>>> Meu Telefunken
>>> Vida Virtual? Quase 10 anos de Digestivo
>>> Sombras Persas (X)
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Mais Recentes
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Guia de Interpretação de Diego Grando pela Leitura XXI (2015)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Demolidor o Homem sem Medo Nº18 - Confronto Com a Yakuza de Marvel pela Panini (2005)
>>> Cidadania Pequena: Série Polêmicas do Nosso Tempo de Pedro Demo pela : Autores Associados (2001)
>>> Senhor, Faça de Minha Vida um Milagre! de Raymond C. Ortlund pela Mundo Cristão (1986)
>>> Prosperidade Profissional de Luiz Antonio Gasparetto pela Vida e Consciência (1996)
>>> Os Muçulmanos na Península Ibérica de Ruy Andrade Filho pela Contexto (1994)
>>> Monstro do Pântano Especial: a Morte Ronda o Homem-morcego de Bissette / Broderick / Randall / Barreto pela Vertigo/dc. Comics (1999)
>>> Microbiologia Clínica de Roberto A. de Almeida Moura pela Mc Will (1986)
>>> Diferencial Competitivo - o Segredo para Alcançar Nelhores Resultados. de John L. Nesheim pela : Best Seller (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> Conhecendo Erval Velho - Dinâmicas e Perspectivas de Maurício A. dos Santos - Org. pela Modelo (2011)
>>> A Saga da Wilson Sons de Patricia Saboia pela Index - Basi (1997)
>>> Paixão por Cabelos: Instruções Passo a Passo para Criar 82 Penteados de Christina Butcher pela Sextante (2015)
>>> Conceitos Sobre Advocacia, Magistratura, Justiça e Direito de B. Calheiros Bomfim pela Oab (2006)
>>> Ouvidos Dominantes Vozes Silenciadas de Noeli Gemelli Reali pela Argos (2001)
>>> O Petróleo é Nosso - 1948/1953 - a Campanha no Paraná de Carlos Alfredo Gomes pela Cefuria (2005)
>>> Glossário de Oceanografia de Argeo Magliocca pela Nova Stella (1987)
>>> A Estratégia da Teia de Aranha de Amit S Mukherjee pela Campus (2009)
>>> Descomplicando a Vida de Christoph Schalk pela Esperança (2005)
>>> Ouvindo os Passos da Memória de Álvaro de Carvalho pela Do Autor
>>> Educar é Apontar Caminhos - Reflexões para o Desenvolvimento de José Zinder pela Autor (2000)
>>> Hipnotismo e Auto-hipnotismo de Indução Rápida de Ana Cristina Massa pela Biruta (2009)
>>> Caminhando para o Cárcere da Liberdade e Outros Escritos de Alexsandro Grola pela Literatura Brasileira (2013)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Fotoleitura de Paul R. Scheele pela Summus (1995)
>>> O Rosto Materno de Deus de Leonardo Boff pela Vozes (2000)
>>> Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (2012)
>>> História Resumida da Civilização Clássica - Grécia/Roma de Michael Grant pela Jorge Zahar (1994)
>>> Cães de Guerra de Frederick Forsyth pela Record (1974)
>>> Jogo Duro de Mario Garnero pela Best Seller (1988)
>>> Psicologia do Ajustamento de Maria Lúcia Hannas, Ana Eugênia Ferreira e Marysa Saboya pela Vozes (1988)
>>> Uma Mulher na Escuridão de Charlie Donlea pela Faro (2019)
>>> Pra discutir... e gerar boas conversas por aí de Donizete Soares pela Instituto GENS (2015)
>>> Educomunicação - o que é isto de Donizete Soares pela Projeto Cala-boca já morreu (2015)
>>> Ficções fraternas de Livia Garcia-Roza - organizadora pela Record (2003)
>>> Prisioneiras de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (2017)
>>> O diário de Myriam de Myriam Rawick pela Dark Side Books (2018)
>>> Contos de Rubem Fonseca pela Nova Fronteira (2015)
>>> Notícias - Manual do usuário de Alain de Botton pela Intrínseca (2015)
>>> Um alfabeto para gourmets de MFK Fisher pela Companhia das Letrs (1996)
>>> Os Mitos Celtas de Pedro Paulo G. May pela Angra (2002)
>>> A vida que ninguém vê de Eliane Brum pela Arquipélago Editorial (2006)
BLOGS >>> Posts

Terça-feira, 1/12/2015
A ultima fala
Raul Almeida

+ de 600 Acessos

(editado)

As luzes da fachada do pequeno teatro, fruto do idealismo de um ator-sonhador somente iluminaram um cartaz.

O sucesso do primeiro trabalho encenado foi tão grande que as vidas, tanto do teatro como da peça, estavam entremeadas e firmemente consolidadas.

Pelo menos, até o dia em que o ator principal simplesmente esqueceu o texto e nem se deu conta do apoio do ponto.

Tudo corria normalmente, mas a "deixa" não foi percebida e a concentração dispersa, trazendo desespero e angustia ao pessoal que, da coxia, tentava chamar a atenção do ator, evaporado de sua personagem, caracterização e texto.

Poucos instantes notados primeiro pelo elenco e, finalmente, pela platéia que, em suspense, aguardava o que era considerado o melhor do espetáculo: A apoteótica ultima fala.

Algumas palavras lançadas ao espaço com tanta convicção, drama, força, certeza e profundidade, que muita gente continuava indo ao teatro por vezes seguidas, apenas para escuta-las

. Ultimamente,os aplausos parcimoniosos revelavam desapontamento dos espectadores, mas hoje a expectativa era enorme.

Uma reportagem muito bem elaborada, dentro da edição de aniversario de uma revista de publico qualificado, provocara uma corrida as bilheterias, com reservas para todos os espetáculos da semana que começava.O ambiente de euforia tomou conta do elenco, e o diretor, para manter o clima positivo, e evitar "derrapadas e escorregadas" programou ensaios extras.

Aquela coisa da estrela total, esquecer e improvisar no momento apoteótico do espetáculo, estava causando mal estar e grande preocupação.Já havia quem propusesse, por debaixo dos panos, mandar o "velho mestre" descansar um pouco. Que desse uma chance para alguém mais novo, com futuro promissor.

Imagine só, num ambiente de superegos, de vaidades e intrigas, inveja e paixão, sugerir a substituição de um professor, soava como heresia e maldade. Talento, vocação, dedicação e disciplina não lhe faltavam. A memória poderia ser ajudada com um ponto eletrônico, secundado pelo ponto tradicional que ele gostava de ver. Parecia renovar-se a cada espetáculo.

Apesar de todos os recursos disponíveis, as falhas estavam mais freqüentes.

A entrevista concedida a uma jovem repórter, enfatizou a profundidade da ultima fala e a capacidade de convencimento que tinha quando a pronunciava.

O trabalho do elenco, a inteiração entre todos atores e atrizes, a historia, etc, foram elogiados e incensados à exaustão. Mas o que lotava o teatro era o instante final. Aqueles segundos que antecediam o fechamento das cortinas.

A campainha sinalizou o fim do intervalo e as cadeiras da platéia foram rapidamente ocupadas. Nenhum lugar vago.

Alguns conhecidos e amigos assistiam de pé juntinho da parede, na altura das três ultimas filas.

Até aqui o desempenho do elenco superava qualquer expectativa. A emoção secava bocas e gargantas a cada dialogo, a cada interjeição. A marcação precisa, os movimentos, a entonação de cada palavra, as mascaras, os trejeitos, que maravilha. O publico eletrizado, esperava o momento catártico, a apoteose.

O grande ator abriu o casaco com o movimento ensaiado e executado centenas de vezes. Apoiou a mão no espaldar de couro da cadeira de estilo ibérico, levantou a cabeça com drama e convicção e... A voz não saiu.

Um segundo, dois segundos e o ponto eletrônico berrou a frase em sua orelha. O outro, de dentro do buraco no chão do palco, sacudia as folhas de texto.

A platéia em suspense aguardava angustiada quando ele tropeçou, balançando e balbuciando ao mesmo tempo em que era fulminado por um ataque cardíaco:

- Ela já morreu, morreu a muito tempo,

A plateia levantou-se de um só golpe, atordoada com o que estava vendo. Um jovem perguntou ao senhor da poltrona ao lado se já tinha visto o espetáculo antes, se era aquela a ultima fala, se era aquilo mesmo.

A resposta demorou, mas saiu com voz embargada:

-Não, não era isso não. A ultima fala era:

-Nunca perca a esperança. A esperança é a ultima que morre.

Fechou-se a cortina e os espectadores foram saindo pelos corredores entre as poltronas sem dizer nada, produzindo o característico ruído do ranger das molas dos assentos ao voltarem para a posição de descanso .


Postado por Raul Almeida
Em 1/12/2015 às 11h42


Mais Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PAIXÃO POR CABELOS: INSTRUÇÕES PASSO A PASSO PARA CRIAR 82 PENTEADOS
CHRISTINA BUTCHER
SEXTANTE
(2015)
R$ 12,50



EL GRUPO PSICOLOGICO
L. GRINBERG M. LANGER E. RODRIGUE
NOVA
(1959)
R$ 29,00



A FORMA DO REAL
JOSEP M. CATALÁ DOMÉNECH
SUMMUS
(2011)
R$ 41,86



HISTOIRE DU DROIT PÉNAL
RAYMOND CHARLES
UNIVERSITAIRES DE FRANCE
(1976)
R$ 50,00



REFLEXOS DA VIOLÊNCIA NA LITERATURA INFANTO-JUVENIL
ANTONIETA DIAS DE MORAES
LETRAS E LETRAS
(1991)
R$ 7,90



LIBERDADE SINDICAL E NEGOCIAÇÃO COLETIVA COMO DIREITOS FUNDAMENTA
JONABIO BARBOSA DOS SANTOS
LTR
(2008)
R$ 65,46



COMUNICAÇÃO EM PROSA MODERNA
OTHON M. GARCIA
FGV
(2004)
R$ 35,00



SANTO ANTÔNIO DAS ARTES
SAULO GARROUX LEVI MENDES JR.
CONTEÚDO
(2009)
R$ 40,00



FILOSOFIA POLITICA E LIBERDADE
ROLAND CORBISER
PAZ E TERRA
(1975)
R$ 14,00



BYTE CORAÇÃO
RITA ESPESCHIT
GLOBAL
(1997)
R$ 4,80





busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês