O longo sucesso de Guerra nas Estrelas | Blog do Carvalhal

busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Festa na floresta
>>> A crítica musical
>>> 26 de Julho #digestivo10anos
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O apanhador no campo de centeio
>>> Curriculum vitae
>>> O Salão e a Selva
Mais Recentes
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> Filosofia Para Crianças e Adolescentes de Maria Luiza Silveira Teles pela Vozes (2008)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> Vida de São Francisco de Assis de Tomás de Celano pela Vozes (2018)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Astrologia e Fatalismo Magnetismo e Hipnose de Ferni Genevè pela Fase (1983)
>>> Práticas da leitura de Roger Chartier (org.) pela Estação Liberdade (2001)
>>> Universo em Desencanto A Verdadeira Origem da Humanidade Vol 1 de Não Informada pela Mundo Racional
>>> Matemática Financeira de Roberto Zentgraf pela Ztg (2002)
>>> Como Negociar Qualquer Coisa Com Qualquer Pessoa Em Qualquer Lugar do Mundo de Frank L. Acuff pela Senac (1998)
>>> Morte e Vida Severinas: das Ressurreições e Conservações ... Ed. Ltda. de Nelci Tinem e Luizamorim: Organização pela Impre. Univ. J. Pessoa (2012)
>>> Mais Trinta Mulheres que Estão Fazendo a Nova Literatura de Luiz Ruffato pela Record (2005)
>>> Príncipe Sidarta A Fuga do Palácio de Patricia Chendi pela Rocco (2000)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Smart Work Why Organizations Full Of Intelligent People ... de Steven A. Stanton pela Do Autor (2016)
>>> Estatística Objetiva de Roberto Zentgraf pela Ztg (2001)
>>> Diários Messiânicos: uma Experiência de Extensão Universitária de Bruno Cesar Euphrasio de Mello pela Univ. Federal Rgs. (2015)
>>> The Lost Symbol de Dan Brown pela Doubleday (2009)
>>> Dez Dias de Cortiço de Ivan Jaf pela Ática (2009)
>>> Medicina do Além Um Presente de Jesus para a Humanidade de Fabio Alessio Romano Dionisi pela Dionisi (2014)
>>> Energia Renovável de Dme pela Dme
>>> São João Paulo Grande Seus Cinco Amores de Jason Evert pela Quadrante (2018)
>>> At Risk de Patricia Cornwell pela Little Brown And Company (2006)
>>> Gone For Good de Harlan Coben pela Na Orion Paperback (2007)
>>> When The Wind Blows de James Patterson pela Little Brown And Company (1998)
>>> Windmills Of The Gods de Sidney Sheldon pela William Morrow And Companhy (1987)
>>> If Tomorrow Comes de Sidney Sheldon pela William Morrow And Companhy (1985)
>>> Pearl Dakotah Treasures 2 de Lauraine Snelling pela Bethany House (2004)
>>> Pearl Dakotah Treasures 2 de Lauraine Snelling pela Bethany House (2004)
>>> Children Of The Lamp Book One de P. B. Kerr pela Orchard Books (2004)
>>> The Tale Of Despereaux de Kate Di Camillo pela Candlewick Press (2003)
>>> What She Left For Me de Tracie Peterson pela Bethany House (2005)
>>> Mulher (Trilingue) de Orestes Campos Barbosa pela Sografe, Belo Horizonte (2009)
>>> Mulher (Trilingue) de Orestes Campos Barbosa pela Sografe, Belo Horizonte (2009)
>>> A Christmas Carol de Charles Dickens pela Bendon (2014)
>>> A Christmas Carol de Charles Dickens pela Bendon (2014)
>>> Ruby Dakotah Treasures 1 de Lauraine Snelling pela Bethany House (2003)
>>> Opal Dakotah Treasures 3 de Lauraine Snelling pela Bethany House (2005)
>>> Amethyst Dakotah Treasures 4 de Lauraine Snelling pela Bethany House (2005)
BLOGS >>> Posts

Quinta-feira, 17/12/2015
O longo sucesso de Guerra nas Estrelas
Guilherme Carvalhal

+ de 1300 Acessos



Nunca fui um profundo admirador da série Guerra nas Estrelas. Ela sempre me passou uma ideia de mescla de elementos agradáveis amarrados por uma trama política passada em tempos futuros e com belos efeitos ontem e hoje, porém sem maior profundidade. Um pastiche em níveis mais elevados.

Os elementos apresentados pela série buscam na mitologia e em narrativas clássicas boa parte de sua expressão. O conflito entre pai e filho, o homem bom que se corrompe ao longo do tempo, o mestre sábio que treina o rapaz novato, todos esses são enredos bastante caricatos que tornam a história atrativa. O robô C3PO tem a função de ser o elemento engraçado, ao estilo Sancho Pança (função que Jar Jar Binks também encarnou), Han Solo representa o herói desprendido e sedutor, inspirado em personagens como Robin Hood, D'Artagnan ou Lancelot, que tem a bravura ilimitada.

O elemento político também não tem nada de inovador, basicamente inspirado em Roma e nos demais modelos em que uma república senatorial é fechada por um grupo autoritário que passa a ditar as regras. Nisso, os cavaleiros jedis são o elemento de proteção, como a Távola Redonda do rei Artur. A própria filosofia jedi bebe em fontes do misticismo oriental, como a retidão de caráter para o aprimoramento das artes marciais. Mestre Yoda guarda muitas semelhanças com o senhor Miyagi ou qualquer outro sábio oriental.

O fio narrativo dos três primeiros filmes (no caso, os episódios IV, V e VI) focou no conflito entre os rebeldes contra o Império e na formação pessoal de Luke Skywalker, que de jovem iniciante se torna um verdeiro guerreiro ao final. Elemento típico da jornada do herói, um modelo narrativo bem antigo que é marcado por um jovem que rompe com seu lar e trilha um longo caminho até se tornar um herói completo. Nesse caminho, há o confronto edipiano de Luke com seu pai Anakin, agora convertido no vilão Darth Vader, com direito à redenção desse personagem maléfico ao final.

Já a sequência (os episódio I, II e III) mostrou o que se passou previamente à trilogia inicial, com os conflitos que puseram fim à república, expurgaram os jedis e formaram o império. Como principal gancho, há a trajetória de Anakin, que de poderoso jedi acabou se rendendo ao lado negro e trilou o caminho do mal. Aqui, há um caminho inverso: o do soldado puro que vai à queda, uma nova referência a mitos antigos, como o de Lúcifer, que de anjo radiante vai em oposição a Deus e é condenado.

Se os episódios IV, V e VI puderam dispor de liberdade criativa, o I, II e III ficou atrelado ao sucesso da série original. Houve a necessidade de criar personagens que suprissem a leva inicial, como o bobo da corte, a mocinha indefesa e o herói intrépido. O roteiro ficou preso por precisar explicar o que se passou e trazer os elementos que fizeram a primeira trilogia um sucesso de público. Houve a explicação, festival de efeitos especiais, porém não atingiu o mesmo nível de interação como os primeiros. Darth Maul não supera o Vader, Jar Jar Binks não é melhor bobo da corte e o Anakin Skywalker não convence em nenhuma de suas fases.

Guerra nas Estrelas é uma produção divertida e sofisticada, apesar de estar longe de ser algo de profundidade. O roteiro é costumeiramente previsível (no caso do I, II e III, já se sabia de antemão o que aconteceria ao final) e não se sustenta pela criatividade, mas pelo universo todo criado. Ele bebe em muitas produções de ficção científicas existentes previamente sem ser algo de totalmente novo. Alienígenas de nomes exóticos, robôs inteligentes, batalhas espaciais, nada disso foi uma novidade.

Reitera-se que o modelo de produção inaugurado por George Lucas juntamente com Spielberg, os filmes denominados arrasa-quarteirão (blockbuster, no termo original), é altamente pautado por uma estratégia de marketing, sendo produções mais próximas da indústria do que da arte. Bonecos dos personagens, animações exibidas na TV, todo tipo de atrativo foi utilizado para atrair novos públicos. Tudo influi para alcançar o máximo de pessoas, até mesmo a data de lançamento.

O sucesso da série se estende no atual momento, quando o episódio VII está prestes a ser lançado. As estratégias de marketing já estão funcionando (como nos perfis de Facebook com as pessoas empunhando sabre de luz) e as polêmicas já ajudaram a ganhar espaço na imprensa. O lançamento agora prestes ao fim de ano com certeza foi fruto de uma forte estratégia publicitária. Tudo indica que o filme será um grande sucesso de bilheteria, mostrando como arrasar quarteirões continua sendo uma estratégia forte.

A mescla desses elementos explica muito o porquê de Guerra nas Estrelas fazer tanto sucesso. Ela usa e abusa de narrativas que historicamente se mostraram atraentes, traz cenas de ação empolgantes e tem uma fortíssima indústria de marketing por trás. Ao longo de tanto ano a produção angariou uma grande quantidade de fãs, o que garante um público fixo. A força publicitária é tão grande que é bastante provável que uma nova leva de fãs surja agora com esse novo episódio.


Postado por Guilherme Carvalhal
Em 17/12/2015 às 13h50


Mais Blog do Carvalhal
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O CIENTISTA
HENRY MARGENAU - DAVID BERGAMINI
JOSÉ OLYMPIO
(1970)
R$ 29,90
+ frete grátis



CONVENÇÃO EUROPÉIA DE DIREITOS HUMANOS
JOSÉ A F LOPES DE LIMA
MIZUNO
(2007)
R$ 10,00



O CORREIO DO CORPO
THÉRÈSE BERTHERAT
MARTINS FONTES
(1984)
R$ 25,00



SÍNTESE DE DOUTRINA SOCIAL
GABRIEL GALACHE
LOYOLA
R$ 16,07



IMPACTOS ECONOMICOS E FINANCEIROS DA UNESP PARA OS MUNICIPIOS
JOSÉ MURARI BOVO - ORG
UNESP
(2003)
R$ 5,00



THE MIND OF THE TOPS - A TRAJETÓRIA E A CONSTRUÇÃO DAS GRANDES MARCAS DO PARANÁ
JORGE POLYDORO ORG.
INSTITUTO AMANHÃ
(2015)
R$ 14,00



O FRACASSO DO ENSINO
CODECRI
REGIS FARR
(1982)
R$ 4,00



HISTÓRIAS PARA NINAR E SONHAR
RUTH MARSCHALEK NASCIMENTO
EKO
(2002)
R$ 14,77



INDEPENDÊNCIA - O COTIDIANO DA HISTÓRIA
EDGARD LUIZ DE BARROS
ÁTICA
(2000)
R$ 4,05



A FILHA DE BURGER
NADINE GORDIMER
ROCCO
(1985)
R$ 15,00





busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês