Quando a verdade não importa | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
47273 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Talvez...
>>> 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1
>>> A felicidade, segundo Freud
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Magia além do Photoshop
>>> Meu Telefunken
>>> Meu Telefunken
>>> Vida Virtual? Quase 10 anos de Digestivo
>>> Sombras Persas (X)
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Mais Recentes
>>> Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (2012)
>>> História Resumida da Civilização Clássica - Grécia/Roma de Michael Grant pela Jorge Zahar (1994)
>>> Cães de Guerra de Frederick Forsyth pela Record (1974)
>>> Jogo Duro de Mario Garnero pela Best Seller (1988)
>>> Psicologia do Ajustamento de Maria Lúcia Hannas, Ana Eugênia Ferreira e Marysa Saboya pela Vozes (1988)
>>> Uma Mulher na Escuridão de Charlie Donlea pela Faro (2019)
>>> Pra discutir... e gerar boas conversas por aí de Donizete Soares pela Instituto GENS (2015)
>>> Educomunicação - o que é isto de Donizete Soares pela Projeto Cala-boca já morreu (2015)
>>> Ficções fraternas de Livia Garcia-Roza - organizadora pela Record (2003)
>>> Prisioneiras de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (2017)
>>> O diário de Myriam de Myriam Rawick pela Dark Side Books (2018)
>>> Contos de Rubem Fonseca pela Nova Fronteira (2015)
>>> Notícias - Manual do usuário de Alain de Botton pela Intrínseca (2015)
>>> Um alfabeto para gourmets de MFK Fisher pela Companhia das Letrs (1996)
>>> Os Mitos Celtas de Pedro Paulo G. May pela Angra (2002)
>>> A vida que ninguém vê de Eliane Brum pela Arquipélago Editorial (2006)
>>> As Cem Melhores Crônicas Brasileiras de Joaquim Ferreira dos Santos - organizador pela Objetiva (2007)
>>> O tigre na sombra de Lya Luft pela Record (2012)
>>> Elza de Zeca Camargo pela Casa da Palavra (2018)
>>> Sexo no cativeiro de Esther Perel pela Objetiva (2007)
>>> O clube do filme de David Gilmour pela Intrínseca (2009)
>>> Coisa de Inglês de Geraldo Tollens Linck pela Nova Fronteira (1986)
>>> As mentiras que os mulheres contam de Luis Fernando Veríssimo pela Objetiva (2015)
>>> Equilíbrio e Recompensa de Lourenço Prado pela Pensamento
>>> Cadernos de História e Filosofia da Ciência de Fátima R. R. Évora (org.) pela Unicamp (2002)
>>> Revista Internacional de Filosofia de Jairo José da Silva (org.) pela Unicamp (2000)
>>> Dewey um gato entre livros de Vicki Myron pela Globo (2008)
>>> Ilha de calor nas metrópoles de Magda Adelaide Lombardo pela Hucitec (1985)
>>> Sua santidade o Dalai Lama de O mesmo pela Sextante (2000)
>>> Meninas da noite de Gilberto Dimenstein pela Ática (1992)
>>> Paulo de Bruno Seabra pela Três (1973)
>>> Grandes Enigmas da Humanidade de Luiz C. Lisboa e Roberto P. Andrade pela Círculo do livro (1969)
>>> A História de Fernão Capelo Gaivota de Jonathan Seagull pela Nórdica (1974)
>>> Os Enigmas da Sobrevivência de Jacques Alexander pela Edições 70 (1972)
>>> Mulheres visíveis, mães invisíveis de Laura Gutman pela Best Seller (2018)
>>> Construir o Homem e o Mundo de Michel Quoist pela Duas cidades (1960)
>>> Vida Positiva de Olavinho Drummond pela Olavinho Drummond (1985)
>>> Força para Viver de Jamie Buckingham pela Arthur S. DeMoss (1987)
>>> Consumidos de David Cronemberg pela Alfaguara (2014)
>>> Viver é a melhor opção de André Trigueiro pela Correio Fraterno (2015)
>>> O Caso da Borboleta Atíria de Lúcia Machado de Almeida pela Ática (1987)
>>> Cânticos de Cecília Meireles pela Moderna (1995)
>>> Caminho a Cristo de Ellen G. White pela Cpb - Casa Publicadora Brasileira (2019)
>>> Um Estranho no Espelho de Sidney Sheldon pela Nova Cultural (1986)
>>> Le Divorce de Diane Johnson pela Record (1999)
>>> Trajetória do Silêncio de Maria do Céu Formiga de Oliveira pela Massao Ohno-Roswitha Kempf (1986)
>>> Zezinho, o Dono da Porquinha Preta de Jair Vitória pela Ática (1992)
>>> Aconselhamento Psicológico de Ruth Scheeffer pela Atlas (1981)
>>> Razão e Revolução de Herbert Marcuse pela Paz e Terra (1978)
>>> A Doutrina de Buda de Bukkyo Dendo Kyokai pela Círculo do livro (1987)
COLUNAS

Quinta-feira, 5/8/2004
Quando a verdade não importa
Adriana Baggio

+ de 4700 Acessos

Quando se pretende saber a verdade sobre a opinião de alguém acerca de um assunto, o que significa essa verdade? É o que a pessoa diz ou o que ela pensa? O que é verbalizado, o que é explícito, é mais verdade do que o pensamento que não chegou à boca através das palavras, mas que permanece implícito nelas e na atitude dessa pessoa?

Esse ponto é uma das muitas polêmicas que cerca um dos maiores clássicos da literatura contemporânea: o relato do assassinato dos quatro membros família Clutter, em 1959, no Kansas, Estados Unidos, transformado em romance pelo não menos polêmico Truman Capote.

Talvez a maior novidade que se possa falar hoje sobre A sangue frio é o seu relançamento no Brasil pela Companhia das Letras, dentro da coleção Jornalismo Literário. Uma edição imperdível porque, além da bela capa e do cheiro de papel novo, traz dois elementos que ajudam a compreender e fruir ainda mais a obra-prima do escritor americano: a apresentação, feita por Ivan Lessa, e o posfácio, por Matinas Suzuki Jr., também coordenador da coleção.

A polêmica abordada no início deste texto é uma das que cita o jornalista Matinas Suzuki Jr. no posfácio do livro. A sangue frio é um clássico tanto pelo conteúdo quanto pelas circunstâncias que cercam o seu desenvolvimento.

Truman Capote devia uma reportagem à revista The New Yorker. Folheando o jornal, leu uma pequena nota que informava o brutal assassinato de uma família inteira do interior do Kansas. Interessado no assunto, o escritor passou mais de um ano na cidade, Holcomb, recolhendo informações e depoimentos dos moradores sobre a família Clutter e as circunstâncias do assassinato.

Os Clutter eram o tipo de família que faz as pessoas se perguntarem, mais tarde, "por que com eles?". Eram membros ativos da comunidade e da igreja, abastados, filhos bonitos, inteligentes e dedicados. Através dos depoimentos dos vizinhos e amigos da família, Truman Capote construiu uma imagem dos Clutter que faz o leitor ficar mais próximo deles e, portanto, potencializa o choque da tragédia.

Capote conseguiu conquistar não apenas os desconfiados interioranos de Holcomb, mas também os assassinos, Perry Smith e Dick Hickock, e obteve relatos deles sobre suas vidas e sobre o crime. No posfácio, Matinas Suzuki Jr. conta que essa relação do escritor com os criminosos é outro ponto polêmico da história. Os guardas da prisão diziam que Truman Capote era amante de Perry Smith; já outra versão conta que eles só colaboraram com o escritor porque receberam dinheiro.

O fato é que Truman Capote conviveu com Perry e Dick durante os 5 anos que passaram no corredor da morte e também assistiu ao enforcamento deles, como uma das três testemunhas a que ambos tinham direito. Como interlocutor privilegiado, Truman obteve informações sobre a infância de cada um, os motivos que os levaram até a família, a rota de fuga e o momento da prisão. Dando continuidade à suspeita do tipo de relação entre Truman e Perry, alguns chegaram a dizer que o escritor fez uma descrição muito parcial do criminoso, procurando justificar o ato pela história de vida do rapaz.

A questão da verdade do relato permeia as análises que se faz de A sangue frio. O livro é considerado o fundador do jornalismo literário, ou romance sem ficção. No entanto, outras narrativas no mesmo estilo já haviam sido publicadas antes. O que torna o livro um clássico, tanto no seu aspecto técnico quanto estético, é a mistura entre a excelência do texto com a veracidade do conteúdo.

Capote não fez nenhuma anotação durante a coleta de depoimentos e informações. Usava uma técnica de memorização e dispensava gravador, papel e caneta, conseguindo com isso, deixar as pessoas mais à vontade e obter informações mais naturais e verdadeiras.

No entanto, a "pura verdade" da narrativa de Truman Capote é questionada. Ivan Lessa comenta, na apresentação do livro, que o homenzinho mentia furiosamente. Já Matinas Suzuki encerra com a opinião dos bons jornalistas literários, que acreditam na capacidade de Truman Capote em perceber o que as pessoas realmente queriam dizer, e colocar isso no livro, em detrimento das suas palavras exatas.

O fato é que A sangue frio é um livro tão interessante por si mesmo quanto pelas histórias a ele relacionadas. Levou quase 6 anos para ficar pronto, o que fez com que Truman fosse acusado de aguardar a execução dos acusados para colocar no livro, com o objetivo de aumentar sua repercussão.

Romances, enquanto narrativas idealizadas, são muito mais interessantes que a própria vida. As "histórias reais" retratadas em livros e filmes talvez não fizessem tanto sucesso se os autores não acrescentassem pitadas de ficção. Considerando que A sangue frio tenha seu aspecto romance só na estética, não no conteúdo, talvez a parcela romancista de Truman Capote realmente tenha tido razão em aguardar a execução de Perry e Dick para finalizar seu livro. A punição exemplar dos culpados por um crime tão bárbaro é o que os leitores precisam para continuar acreditando na justiça, seja ela divina ou humana. E é por isso que lemos romances e assistimos novelas. Viver sempre na realidade é insuportável.

Para ir além






Adriana Baggio
Curitiba, 5/8/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Como medir a pretensão de um livro de Ana Elisa Ribeiro
02. Minimundos, exposição de Ronald Polito de Jardel Dias Cavalcanti
03. Inferno em digestão de Renato Alessandro dos Santos
04. Corot em exposição de Jardel Dias Cavalcanti
05. Precisamos falar sobre Kevin de Renato Alessandro dos Santos


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2004
01. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
02. Do que as mulheres não gostam - 14/10/2004
03. O pagode das cervejas - 18/3/2004
04. Publicidade gay: razão ou sensibilidade? - 19/8/2004
05. ¡Qué mala es la gente! - 27/5/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MARNIE
WINSTON GRAHAM
ABRIL
R$ 7,00



A ORIGEM DAS ESPÉCIES
CHARLES DARWIN
TECNOPRINT S.A
(1987)
R$ 28,00



OS OCEANOS
NÃO CONSTA
GT
(1980)
R$ 5,00



LEI DE MURPHY DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS
EDUARDO GORGES
BRASPORT
(2007)
R$ 10,00



O DISCÍPULO VERDADEIRO
WILLIAM MAC DONALD
MUNDO CRISTÃO
(1981)
R$ 12,00



MIRO MARAVILHA
PEDRO BLOCH
EDIOURO
R$ 8,00



DESVENDANDO A MENTE DO INVESTIDOR: O DOMÍNIO DA MENTE SOBRE O DINHEIRO
RICHARD PETERSON
CAMPUS
(2008)
R$ 170,00



A ARCA DE NOÉ
LUCY COUSINS(RECONTADO E ILUSTRADO POR)
BRINQUE-BOOK
(1996)
R$ 43,00



O CIMO DO MONTE, COLECÇÕES DOIS MUNDOS
IRWIN SHAW
LIVROS DO BRASIL
(1979)
R$ 16,75



NOUVELLES TECHNOLOGIES: NOUVEAU MONDE?
LA PENSÉE (REVISTA) NÚMERO 326 DE 2001
PUF
(2001)
R$ 23,28





busca | avançada
47273 visitas/dia
1,3 milhão/mês