Detefon, almofada e trato | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
50836 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial 1964-2004

Quinta-feira, 29/4/2004
Detefon, almofada e trato
Adriana Baggio

+ de 7700 Acessos
+ 2 Comentário(s)

A democracia é um sistema político consolidado no Brasil, certo?

Se você respondeu "sim" convictamente, é melhor rever sua opinião. Após 20 anos das Diretas Já e 40 anos do golpe militar, a divulgação dos resultados de uma pesquisa sobre a democracia na América Latina, realizada pelo PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), só faz reforçar a lenda da memória curta do brasileiro.

A pesquisa, intitulada A Democracia na América Latina, foi realizada em todos os países latinos do continente e ouviu mais de 18 mil pessoas. O relatório levou dois anos para ficar pronto e apresenta, entre outros aspectos, a opinião da população sobre a democracia, os principais problemas dos países, o grau de confiança nas instituições públicas e no governo e também o chamado IDE. O IDE, Índice de Democracia Eleitoral, avalia a participação da população nas eleições, a liberdade e a correção do processo eleitoral e o acesso a cargos públicos através do voto. Nesse aspecto o Brasil atingiu o ponto máximo entre 1990 e 2002, mostrando que em nosso país a democracia e os direitos políticos da população estão consolidados.

Se o regime político e a participação da população no processo eleitoral estão garantidos, o mesmo não se pode dizer do acesso à educação, à segurança, a condições dignas de vida. O Brasil enfrenta altos índices de pobreza e desigualdade. Talvez seja por isso que a maioria dos entrevistados, cerca de 54%, disseram que trocariam a democracia por um regime totalitário se ele fosse capaz de resolver os problemas econômicos. Se você começa a sentir um incômodo déja vu, com certeza não é o único. Uma das justificativas para a ditadura militar no Brasil foi justamente o desenvolvimento econômico e o bem-estar da população.

Pelos dados apresentados na pesquisa, parece que o brasileiro desqualifica o regime democrático por conta da incompetência dos representantes políticos. A maior parte dos entrevistados se queixa da corrupção, da ineficiência do judiciário, da falta de profissionalismo e do abuso de poder da polícia e da incapacidade do governo em resolver problemas sociais básicos. Além disso, 64,7% acham que os governantes não cumprem o que prometem porque mentem nas eleições.

A análise dos resultados da pesquisa só confirma a incapacidade do brasileiro em relacionar causa-efeito e perceber sua própria parcela de responsabilidade nas situações. Parece o filho mimado, que prefere submeter-se a um pai autoritário e castrador, mas que provenha todas as suas necessidades e caprichos, do que participar ativamente das questões familiares trabalhando para seu bem-estar e, consequentemente, obter daí o seu bem-estar individual.

O governo realmente é ineficiente em muitos aspectos. Mas o brasileiro precisa se mancar e perceber que algumas coisas são culpa dele. As pessoas reclamam da corrupção, como mostra a pesquisa, mas ela é institucionalizada em todas as faixas sociais, em todas as esferas, em todos os níveis hierárquicos. Claro, corrupto é o Waldomiro Diniz, não o cidadão que ultrapassa o limite de velocidade nas estradas e tenta subornar o guarda para não levar multa. De que adianta reclamar do governo, da corrupção, da polícia e da justiça, se nos aproveitamos das ineficiências dessas instituições quando é para nosso benefício?

São muito esquisitas também as reclamações sobre a honestidade das promessas de campanha quando políticos reconhecidamente incompetentes e criminosos continuam sendo eleitos para cargos públicos. Se o nosso processo eleitoral é o melhor da América Latina e mesmo assim continuamos a eleger mentirosos, o problema está em quem? Nos eleitores, é claro.

Parece que a eleição está muito mais relacionada a uma oportunidade de negócios, de obtenção de benefícios, do que a um processo democrático de escolha de governantes e representantes que façam o melhor pelas cidades, estados e pelo país. O critério do voto está na base do "o que é que eu ganho com isso?". É evidente que, nos casos em que mesmo as necessidades mais básicas de uma comunidade não estão satisfeitas, o voto está muito distante de um ato de cidadania. É uma das poucas vezes em que essas pessoas terão uma moeda de troca com algum valor, e que mesmo assim compra muito pouco pelo tanto que vale. Uma cesta básica, uma camiseta, às vezes um par de muletas.

No entanto, as esferas social e culturalmente privilegiadas também agem assim, mesmo tendo, em teoria, condições de perceber o real papel do voto. Ele continua sendo usado como moeda, mas nessas esferas seu valor aumenta. Portanto, é muita cara de pau dos brasileiros reclamarem das promessas de campanha não cumpridas quando gente como Paulo Maluf aparece, novamente, em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto para a prefeitura de São Paulo.

O Brasil ainda é uma nação muito jovem. Assim como os adolescentes, o país talvez precise de tempo para amadurecer e assumir a responsabilidade pelos seus atos. Muita gente lutou para que o país voltasse a um regime democrático, mas parece que a população sofre da mesma inconstância e crise de identidade dos púberes. Entre um regime paternalista e repressor, mas que tira o peso da responsabilidade, e uma situação democrática que só funciona se cada um assumir seu papel e contribuir para o bem-estar geral, parece que os brasileiros estão preferindo detefon, almofada e trato.


Adriana Baggio
Curitiba, 29/4/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Conservadores e progressistas de Gian Danton
02. A máquina de poder que aprisiona o espírito de Tatiana Cavalcanti


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2004
01. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
02. Do que as mulheres não gostam - 14/10/2004
03. O pagode das cervejas - 18/3/2004
04. Publicidade gay: razão ou sensibilidade? - 19/8/2004
05. ¡Qué mala es la gente! - 27/5/2004


Mais Especial 1964-2004
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
4/5/2004
20h46min
Concordo com a tese de que, após tantos anos de autoritarismo, levaremos pelo menos o mesmo tempo para "iniciar" um processo de amadurecimento da democracia, que passa, não tenho dúvida, pela correçao de um grave erro: o pluripartidarismo. Essa forma de organização política, além de ser utilizada para o atendimento de interesses particulares ou coletivos de pequenos grupos políticos, impede a implementação de qualquer planejamento de governo, uma vez que o eleito não poderá, mesmo por aclamação, permanecer no governo mais que 8 anos consecutivos, o que considero muito pouco tempo para execução de projetos sociais ou não.
[Leia outros Comentários de Antonio Carlos]
11/5/2004
11h05min
Adriana, concordo em parte quando se afirma que a democracia, apesar de muito ruim, é o melhor sistema existente. Q a democracia é muito ruim basta ver a nossa, q só poderá funcionar bem o dia em q não for mais necessária, ou seja, quando formos todos cidadãos de primeiríssima qualidade. O parlamentarismo monárquico, tipo ingles, com uma câmara dos lords totalmente antidemocrática, e direitos medievais q um soberano ainda pode usar (não tem usado), parece-me o caminho a seguir. É o único sistema natural, criado aos poucos, pelos "ires e vires" da História. Sem muita teoria e incapaz de resistir a "críticas intelectuais", mas q funciona bem há uns 800 anos.
[Leia outros Comentários de pedroservio]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SEM PAREDES
DURVAL AUGUSTO JR.
AFSTUDIO
(2011)
R$ 7,90



NATUREZA MORTA E OUTROS DESENHOS DO JORNAL DO BRASIL
CHICO CARUSO
MARCO ZERO
(1980)
R$ 5,00



THE BIRTH OF THE REPUBLIC 1763-1789
EDMUND S. MORGAN (THIRD EDITION)
THE UNIVERSITY CHICAGO PRESS
(1992)
R$ 29,00



A TRAVESSIA
WILLIAM P. YOUNG
ARQUEIRO
(2012)
R$ 22,00



30 SEGUNDOS DE TELEVISAO VALEM MAIS DO QUE 2 MESES DE BIENAL DE SP
JACOB KLINTOWITZ
SUMMUS
R$ 6,00



EM BUSCA DA ARCA DE NOÉ
DAVE BALSIGER CHARLES E. SELLIER JR
RECORD
(1976)
R$ 70,00



ARTE E PESQUISA NA PÓS-GRADUAÇÃO
SONIA REGINA ALBANO DE LIMA, CLAUDIO PICOLLO
ÍCONE
(2012)
R$ 20,00



A REVOLTA DOS NÚMEROS
ODETTE DE BARROS MOTT
PAULINAS
(2005)
R$ 12,00



CRIAR E APRENDER - LÍNGUA PORTUGUÊSA 1º ANO
ANNELYS LOPES E REGINA SHUDO
FTD
(2008)
R$ 20,00



UM CORAÇÃO DE DOIS OLHOS
MARIA ZILMA BARBOSA
AO LIVRO TÉCNICO
(1992)
R$ 8,38





busca | avançada
50836 visitas/dia
1,8 milhão/mês