Vitrine das vaidades | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
41334 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A mulher madura
>>> Regras da Morte
>>> Simone de Beauvoir: da velhice e da morte
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> El sueño de la razón
>>> Machado de Assis dos folhetins ao Orkut
>>> Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> Curtas e Grossas
Mais Recentes
>>> Fale-me de amor de Michel Quoist pela Paulus (1988)
>>> Maravilhas do Mundo de Elvira de Oliveira pela Klick (2001)
>>> A História Crítica da Nação Brasileira de Renato Mocellin pela Do Brasil (1987)
>>> Direito Municipal na Constituição de Petrônio Braz pela Led (2001)
>>> Direitos Reais de Cristiano Chaves de Farias e Nelson Rosenvald pela Lumen Juris (2006)
>>> Linguagem de Sinais de Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados pela Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados (1992)
>>> Curva de rio de Juarez de Oliveira pela Caminhos da Literatura (1987)
>>> O Anjo da Morte de Ricardo Reis de Jose Sarmago pela Caminho (1984)
>>> O livro da música de Keith Spence pela Zahar (1981)
>>> Os Abutres de Taylor Caldwell pela Record
>>> Água Viva: Uma Gênese do Desenvolvimento de Eloi Fernández y Fernández pela Nova Fronteira/ RJ. (2003)
>>> A Casa Grande de Taylos Caldwell pela Record
>>> Legislação ambiental de José Geraldo Brito Filomeno. Organização pela Imprensa Oficial do Estado SP (2000)
>>> A Mulher Secreta de Victoria Holt pela Círculo do Livro
>>> Execução civil e cumprimento de sentença. Vol. 3 de Sérgio Shimura & Gilberto Gomes Bruschi pela Método (2009)
>>> Direito Processual do Trabalho de Wagner D. Giglio pela Saraiva (2005)
>>> Comentários à Constituição Brasileira de 1988. Vol. 1. Arts. 1 ao 43 de Manoel Gonçalves Ferreira Filho pela Saraiva (1990)
>>> Resumo de Direito Penal (Parte Geral) C oleção Resumos 5 de Maximilianus Cláudio Américo Fuhrer et alii pela Malheiros (2004)
>>> À Margem da lagoa Prateada 5 de Laura Ingalls Wilder pela Record (1967)
>>> Resumo de Direito Comercial (Empresarial) Coleção Resumos 1 de Maximilianus Cláudio Américo Fuhrer pela Malheiros (2005)
>>> Blue Bloods - Vampiros em Manhattan de Melissa De La Cruz pela Moderna (2010)
>>> Responsabilidade civil e sua interpretação jurisprudencial de Rui Stoco pela Revista dos Tribunais (1994)
>>> A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak pela Íntriseca (2013)
>>> O anjo do Adeus de Ignacio de Loyola Brandão pela Global (1995)
>>> Iniciação ao Direito do Trabalho de Amauri Mascaro Nascimento pela LTr (2005)
>>> O verde Violentou o Muro de Ignacio de Loyola Brandão pela Global (1984)
>>> o Dia em Que Comeram o Ministro de Fausto Wolff pela Codecri/ RJ. (1982)
>>> o Dia em Que Comeram o Ministro de Fausto Wolff pela Codecri/ RJ. (1984)
>>> Nancy Maria Mendes de Apesar do Tempo... pela Scriptum/ Belo Horiznte
>>> Recados da Lua - Amor e Romantismo de Helena Jobim pela Record/ RJ. (2001)
>>> Inovação -A Arte de Steve Jobs de Carmine Gallo pela Lua de Papel (2010)
>>> Machado de Assis de Augusto Meyer pela Globo/ Porto Alegre (1935)
>>> Os Putos de Altino Total pela Livr. Sá daCosta/ Lisboa (1980)
>>> Vinte E Quatro Horas na Vida de uma Mulher e outras Novelas de Stefan Zweig pela Record/ RJ. (1999)
>>> Empresas de ComércioInternacional: Organização e Operacionalidade de Dalton Daemon pela Edit. da FURBE (1993)
>>> Princípios e procedimentos notariais de Odelmir Bilhalva Teixeira pela Russell (2009)
>>> Elogio da Loucura de Erasmo de Roterdam pela Ediouro/ RJ.
>>> Os Possessos 2 Volumes de Dostoiewsky pela Livraria Progredior Porto
>>> Em Busca da Arca de Noé de Dave Balsiger Charles E. Sellier Jr pela Record (1976)
>>> Noite de Erico Verissimo pela Globo (1954)
>>> O Discípulo de Paulo Bourget pela Irmãos Pongetti (1944)
>>> O mito da neutralidade científica de Hilton japiassu pela Imago (1975)
>>> Curso de direito civil brasileiro 7 volume responsabilidade civil de Maria helena diniz pela Saraiva (2001)
>>> Patrícia Bins de Janela do Sonho pela Nova Fronteira/ RJ. (1986)
>>> Introdução ao estudo do direito de Tercio sampaio ferraz jr pela Atlas (1994)
>>> Themen 2- Lehrwerk Für Deustsch als Fremdsprache - Kursbuch de Hartmut Auderstrabe/ Heikop Bock/ Helmut Müller pela Max Huber/ EPU (1993)
>>> Organon da arte de curar de Samuel hahnemann pela Ihfl (1995)
>>> Noite na taverna de Alvares de azevedo pela Klick
>>> Mini) Reforma Tributária: Reflexões Sobre a Lei N. 10. 637/2002 (... de Fábio Junqueira de Carvalho (...) Coord. pela Mandamentos (2003)
>>> Vademecum do direito de família e sucessões de Márcia Cristina Ananias Neves pela Jurídica brasileira (2006)
COLUNAS

Quinta-feira, 28/7/2011
Vitrine das vaidades
Elisa Andrade Buzzo

+ de 2500 Acessos


Foto: Magaly Bátory

Não vou entrar nesse papo de que a cultura se democratiza e que os níveis de leitura consequentemente estão subindo, só porque uma ou outra livraria fica intransitável nas noites frias e nos finais de semana. Tenho que experimentar ir de manhã e ver se o movimento é menor, se leitura às 10h é enjoativo, fazer algo que me desiluda dessa ideia egoísta de que não haverá um entra e sai confuso na porta, que as livrarias são templos da cultura relativamente silenciosos e atentos.

Todavia, não vou negar que é um frisson que acaba agradando. Livraria é lugar de encontro, desencontros, paqueras cabeça; não se pode, enfim, ir a uma livraria sem topar com alguém conhecido. Muitas vezes é necessário fugir, espreitar-se pelas estantes, disfarçar-se e seguir reto; outras, admirar, ah, é ele, é ela, o ator, o jornalista, o famoso, a famosa professora da USP! E lutar por um lugarzinho no café, admirar o vestuário dos atendentes simpáticos ou enlouquecidos com os pedidos. E os livros? Um pano de fundo do teatro humano em volta? Uma desculpa mais que suficiente.

Mas por que tanta reclamação gratuita se as livrarias, sobretudo as da Paulista, são os lugares mais descolados da cidade, onde o paulistano nunca irá sentir-se só, com frio e deprimido? Quando me encontro chata e rabujenta odeio todas aquelas e ainda mais as livrarias de shopping, por exemplo, por ter que me desviar das crianças brincando de corre-corre (que saudade de brincar de barra-manteiga, mas na livraria?), dos carrinhos de bebê trafegando sem limite de velocidade, afinal, um pouco de espaço e um mínimo silêncio é o que peço, na verdade um rumor agradável, para observar um livro e ler um trecho. Acho que estou ficando velha.

Por outro lado, livraria muito vazia também não dá pé, aqui do lado uma fechou, parecia uma casa mal-assombrada. Vai ver era mesmo. Eu tinha medo de entrar nela. Lá se foi o ótimo café junto. O fato é que não existe o lugar perfeito para a ânsia de cada momento. Mas temos os lugares que existem ao nosso alcance, mesmo que eles não resvalem no Éden, eles são no fundo o uso que fazemos dele.

Estamos um tanto nus numa livraria, a escancarar nossas preferências e taras literárias a quem quiser ver. Totalmente vulneráveis, nos encontramos com a cabeça encurvada, absortos na leitura, as mãos ocupadas, sob o riso e o julgamento de quem nos flagra cheirando papel, alisando verniz reserva ou analisando uma capa, o conteúdo de literatura cor-de-rosa. É por excelência o momento do social e do alheamento completo, ao dividirmos prateleiras e conversas, ainda que encontremos internamente um espaço para o silêncio e o devaneio, que a leitura, ainda que passageira, pressupõe.

E o caixa, escrupuloso, que pensará se me ver comprar Selva do baton, Os diários de Carrie ou outros best-sellers de Candance Bushnell? Aqui o mundinho é um pouco o das aparências, o do impressionar, pois o que é intelectualoide automaticamente torna-se a sensação, basta adentrar os umbrais altamente vigiados das livrarias mais chiquetosas de São Paulo. Nas do centro velho da cidade, sobretudo as religiosas, a história é outra, que ficará para uma próxima crônica. O território das livrarias é variado e quando você se converte à sua frequentação, não pode mais viver sem elas.

Também continuo frequentando livrarias, apesar da internet e da deliciosa experiência sociológica que se tornou visitá-las, por outros motivos. Livraria não é (ou não deveria ser) um amontoado de livros, nem o depósito ou a listagem pura e simples de todos os lançamentos, mas é, sobretudo, uma seleção. E esta é que diferencia uma boa de uma medíocre: uma seleção inteligente, que não traz exatamente aquilo que você espera (nesse caso, por que nos daríamos ao trabalho de ir até ela? E pois não se pode exatamente "esperar" diante das conturbações do mercado editorial), antes aquilo que você não descobriria, talvez, sozinho, e que um acaso providencial lhe faz o favor de estender. Sim, é como uma mão generosa que salta da prateleira com um pequeno tesouro.

Ao mesmo tempo, outras mãos bagunçam os livros, embaralham as sessões de literatura, e aí você se depara com uma ou outra obra fora do contexto da sua estante de origem. Bingo. E é isso que encanta: o aleatório dentro do lugar.

Um exemplo de boa e pequena livraria "boa seleção" que fui nos últimos meses é a Livraria João Alexandre Barbosa, da Edusp, na Cidade Universitária. Pra começar é um mimo de livraria, clara, estantes baixas, poltronas modernas. Depois, fui passando pelas sessões e me interessando por diversos assuntos pela disposição dos "destaques". Terminei a visita com um croissant na Toca do Urso, não comprei nenhum livro (resisti), mas saí completamente satisfeita com as coisas que descobri. O jeito uspiano de ser ainda está lá, mais bem-arranjado, é fato, se comparado com as livrarias da História e da Letras (as quais posso dizer que apesar de bagunçadas eram muito simpáticas). Já tinha passado da hora de termos espaço para uma livraria bonita e legal como essa, e não aquela "praça dos bancos" tenebrosa.

O assunto livrarias vai se estender, essa vitrine que são as histórias de livros, de lugares da cidade e de gente acontecendo é fascinante e inesgotável. Por enquanto, finalizo palpitando que mesmo com a Internet elas continuam aí, justamente palpitando. Sim, ela é uma boa e facilitadora ferramenta de pesquisa, busca e seleção. No entanto, às vezes pode ser perigoso encomendar online, mesmo às cegas, o namorado, e quando ele chegar pode ser tarde demais ao se descobrir que as orelhas são horrorosas, a diagramação interna é um caos e o conteúdo compromete. Por isso, tendo uma livraria razoável por perto, é sempre prudente ver as coisas pessoalmente, acariciá-las, abri-las sem medo (pois não é no desafio de compreendê-las que as queremos junto de si?) de quebrar e então escolhê-las, nem que seja paixão à primeira vista.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 28/7/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 'Noé' e 'Êxodo': Bíblia, Especismo e Terrorismo de Duanne Ribeiro
02. Tiros, Pedras e Ocupação na USP de Duanne Ribeiro
03. A vida subterrânea que mora em frente de Elisa Andrade Buzzo
04. Fugindo do apocalipse de Celso A. Uequed Pitol
05. Em cena, uma resenha da vida de Rennata Airoldi


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2011
01. Triste fim de meu cupcake - 17/2/2011
02. No tempo da ficha telefônica - 12/5/2011
03. Adeus, Belas Artes - 20/1/2011
04. Doces bárbaros - 23/6/2011
05. Um mundo além do óbvio - 28/4/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GRANDE ENCICLOPEDIA GEOGRAFICA MUNDIAL VOL. 1
DULCIDIO DIBO
LIBRA
(1968)
R$ 6,00



ARTE DA COMPOSIÇÃO E DO ESTILO E HISTÓRIA DA LITERATURA PORTUGUESA ...
ANTONIO DA CRUZ
VOZES
(1935)
R$ 11,56



AS TRÊS IRMÃS- CONTOS
ANTON TCHEKHOV
ABRIL
(1979)
R$ 24,00



O PODER DO AGORA
ECKHART TOLLE
SEXTANTE
(2002)
R$ 10,90



LÚDICO NA QUÍMICA
CARLOS ANTÔNIO BARROS E SILVA JÚNIOR UND AYLA BIZERRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



PORTUGAL E O FUTURO
ANTÔNIO DE SPÍNOLA
NOVA FRONTEIRA
(1974)
R$ 10,00



PROSPERIDADE EM 42 DIAS
HUMBERTO PAZIAN
BUTTERFLY
(2008)
R$ 19,00



SEM PERDÃO
FREDERICK FORYTH
RECORD
(1982)
R$ 24,22
+ frete grátis



CODICE DI NAPOLEONE IL GRANDE PEL REGNO DITALIA (RIEDIZIONE)
NÃO DEFINIDO
CEDAM - PADOVA
(1989)
R$ 250,00



ATLAS DE HISTOLOGIA
MARIANA DI FIORE
GUANABARA
(1991)
R$ 160,00
+ frete grátis





busca | avançada
41334 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Cannot connect to POP3 server