Inventário | Horácio Costa

busca | avançada
70522 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Shopping Granja Vianna de portas abertas
>>> Teatro do Incêndio lança Ave, Bixiga! com chamamento público para grupos artistas e crianças
>>> Amantes do vinho celebram o Dia Mundial do Malbec
>>> Guerreiros e Guerreiras do Mundo pelas histórias narradas por Daniela Landin
>>> Conheça Incêndio no Museu. Nova obra infantil da autora Isa Colli fala sobre união e resgate cultura
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> Hells Angels
>>> Entre criaturas, amar?
>>> Chris Hedges não acredita nos ateus
>>> Semana de 22 e Modernismo: um fracasso nacional
>>> O cérebro criativo
>>> The Devil Put Dinosaurs Here, do Alice in Chains
>>> Da Teoria para a Práxis
>>> Quem ri por último, ri melhor?
Mais Recentes
>>> Aprendendo a Lidar Com a Morte de Forma Saudável de Sonia Cerato pela Clube De Autores (2019)
>>> Muito Mais Que o Acaso de Athos Briones pela Autêntica (2016)
>>> O Guia de Vampiros para Mulheres de Barb Karg pela Gutenberg (2009)
>>> Desejos Digitais - uma Análise Sociológica da Busca por Parceiros Online de Richard Miskolci pela Autêntica (2017)
>>> Entre o Sensível e o Comunicacional de Bruno Souza Leal, César Guimarães pela Autêntica (2010)
>>> Antonio Flavio Barbosa Moreira - Pesquisador Em Currículo de Marlucy Alves Paraíso pela Autêntica (2010)
>>> Aprendendo Valores Éticos de Márcia Botelho Fagundes pela Autêntica (2007)
>>> O Que Te Faz Mais Forte de Jeff Bauman pela Vestigio (2017)
>>> Falando de Política de William Gamson pela Autêntica (2011)
>>> Ser Historiador no Século XIX de Temístocles Cezar pela Autêntica (2018)
>>> Dominando 3Ds Max 6 de Ted Boardman pela Ciencia Moderna (2004)
>>> Smashing Jquery de Jake Rutter pela Bookman (2012)
>>> Photoshop - Photoshop Para Quem Nao Sabe Nada De Photoshop Vol. 2 de Paula Budris pela Atica (2021)
>>> Vinte Anos e Um Dia de Jorge Semprún pela Companhia das Letras (2004)
>>> O longo amanhecer: reflexões sobre a formação do Brasil de Celso Furtado pela Paz e Terra (1999)
>>> O homem, que é ele? de Battista Mondin pela Paulus (2011)
>>> O Anjo Digital de Joubert Raphaelian pela Mensagem para todos (2004)
>>> Pânico no Pacífico de Pronto pela Autêntica (2014)
>>> História & Fotografia de Maria Eliza Linhares Borges pela Autêntica (2007)
>>> Alfabetizar Letrando na Eja de Telma Ferraz Leal, Artur Gomes de Morais pela Autêntica (2010)
>>> Cronistas Em Viagem e Educação Indígena de Nietta Lindenberg Monte pela Autêntica (2008)
>>> Mil Coisas Podem Acontecer de Jacobo Fernández Serrano pela Autêntica (2012)
>>> Passageiro Clandestino de Leonor Xavier pela Autêntica (2015)
>>> Rua do Odéon de Adrienne Monnier pela Autêntica (2017)
>>> Zz7--48--o ultimo tentaculo-2--394--perto da babilonia--11--os carrascos do vietna--162--operaçao impacto. de Lou carrigan pela Monterrey
ENSAIOS

Segunda-feira, 4/2/2008
Inventário
Horácio Costa

+ de 4000 Acessos


Imagem cotidiana, German Lorca

Inventario.

Eu não sou filho do Dr. Delamare
— o dos bebês rosados e sadios —
mas poderia sê-lo. Sucrilhos.

Nasci em '54, quarto centenário
Da metrópole sul-brasileira.
Entre a III e a IV Bienais.
Meses após o suicídio de Vargas.

Com o "Anna Nery" ia-se à terra do Salvador
Ouvir Caymmi. O styling sugeria amebas,
Dominando o plástico e as harmoniass
Cromáticas ligeiramente desarmônicas.

Quase todo mundo era real e socialista,
Com náusea só de vez em quando, numas
De ser sartreano e V.I.P. Para ficar
Chegara a Volkswagen. Do Brasil. S.A.

Boeing-boeing. O Marechal Lott seria preso,
Domiciliarmente, logo adiante. Na esquina
Do meu segundo aniversário. No momento
Embrional de Brasília. A.B.C.

O amor nas classes médias: piegas,
Com sonoridades jazzísticas no Club Pinheiros.
Nos Jardins — metáfora! — edificavam-se mansões
E mansões neocoloniais. Vários rios quiseram

Imitar o Reno. Desconhecia-se,
Totalmente, o Pico da Neblina,
Em Roraima. Alguns já choravam
Os escombros do Barroco

Mineiro. Esta terra acontece em ciclos.
Quer um exemplo? Bem, a Escola Militar
Do Realengo mudara-se pras Agulhas
Negras, onde a paisagem é sublime.

Mirus-Rove. Manhã cedo, e mamãe
Me compraria o primeiro par
De sapatos. No Externato Santa Rita
Aprenderia que, depois do café,

Estávamos vivendo o ciclo da Policultura
& Industralização. Meu pai adorava
o que havia de tralha americana.
Cortadeira de gramado, torradeira elétrica.

Na U.S.P. franceses pontificavam.
Não me lembro mais se Murilo Mendes
Já morava em Roma. Quanto a Hemingway,
Sei perfeitamente que estava em Cuba.

Aparelho ultra-violeta. Filmadora. Nunca
Dancei cha-cha-cha. Entrei direto
No rock. Jackson Pollock orgasmava
Colorido, dançando sobre telas enormes.

Satchmo. O Banco do Brasil e a Boîte
Oásis. O negocio era estudar no I.T.A.
E virar bom partido. Pelos domingos
Íamos ao Planetário, novinho, em folhas

De alumínio. Sólidas formações humanísticas
Seguiam discordando de Einstein, na Egrégia
Academia Brasileira de Letras. A T.V. Tupi
Canal 3 foi minha madrinha. Peter Pan, Sininho.

Não fazia a menor idéia do que me esperava.
Teve kits pra tudo: navios, cidades,
Posições do Kama-Sutra. Ignorava-se a China,
Bem como o Piauí. Tudo devia ser funcional

Pratico lavável. Sorria-se com os dentes
À mostra. Folclorizar as favelas — uma forma
De absorvê-las. No Brasil sempre faltaram
Pescadores de águas turvas. Ban-lon.

(No Monte Athos
há mil anos
os monges rezam
missa.

Estou decidido
a queimar todo
o meu karma.
Ontem/ hoje/ amanhã.

Mantiqueira, Mantiqueira.
Com Jece Valadão, Cacilda Becker
Filmou "Floradas na Serra".
Acho que vou morar

Em Nova Iorque, mesmo,
Que se está transformando
Em ruína
Maia).

Os bandidos, os místicos e os lideres carismáticos
Tinham nome. Lampião, Dom Bosco e Kubitschek.
Todos os demais nessas categorias estavam além
De nossas fronteiras. Aragarças.

Não faltava quem vigilasse. Salazares
Embaixo da mesa, dentro do armário. O número
De baleias que subia das Falklands até Natal
Era maior, bem maior que hoje em dia.

Vol d'oiseau, darling, você usa, deix'eu ver.
— óculos gatinho. De slacks guia Buicks. O Bikini
Atoll foi apenas uma forma de maillot. Na cidade
Vestibular quero só ver você transcender. Bar-dot.

Eu abria a boca, feliz. Mamãe
Tacava sucrilho, papinha. Em caso
De dúvida telefonava pras primas,
Consultava o livro do Dr. Delamare

Ou o "Medico do Lar". Deu certo, creio.
Tenho 1,85 metro, peso 80 kgs e posso compor
Um inventario parcial poético. Poesia feita
De bits. No consultório do Professor Carlos

Prado tinha um enorme aquário, por si
Produto anos '50. Nasci com a chegada
Esperada dos primeiros baianos. Nossa
Baiana chamava-se: Maria. Maria Gorda.

São Paulo inchava feito óleo
Nos campos de Piratininga. Óleo
Pensado prá lubrificar. Para ferver?
Jamais! Capitalismo a berrar nos desertos

D'América. Isto continua, no meio
Da minha vida toda. Só gravames
E agravantes, convenientemente gravados
Nos corredores da memória. Zé

Horacinho. Outsider — sim, senhor — on the left.
Trabalho cotidiano o esquecer de pouca coisa.
Hypochrite lecteur, mon semblable, mon frère,
Encontre também o teu Kellogg's/vomitório.

Não deixe que algum aventureiro
Lance mão do teu Nome.
Ou seja, desta inteira

Estranheza.

[SP, 1980]

Nota do Editor
Texto gentimente cedido pelo autor. Originalmente publicado na coletânea Paulistanas, lançada em 2007, pela Lumme Editor.


Horácio Costa
São Paulo, 4/2/2008

Quem leu este, também leu esse(s):
01. O balanço do Bando da Lua de Luís Antônio Giron
02. 20 anos do Dois de Alexandre Matias
03. Os 35 anos do Jornal Nacional de Paulo Henrique Amorim
04. Lembranças de Nova York de Rubem Fonseca
05. Quando a vida liquida o espírito de Luís Antônio Giron


Mais Horácio Costa
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Domingo É Dia de Ciência: Historia de um Suplemento dos Anos Pós
Bernardo Esteves
Azougue
(2006)



Terapia Feminista da Família
Goodrich e Outros
Artmed
(1990)



Por una Nueva Gestion de Nuestras Sociedades
Pierre Calame (cood.)
Charles Léopold Mayer
(2002)



Fairy Tail Vol. 58
Hiro Mashima
Jbc
(2016)



O Fundo do Mar
Peter Benchley
Círculo do Livro



Hegemonia, Estado e Governabilidade
Gilberto Dupas
Senac
(2002)



A 3ª Guerra
Robert J. Donovan
Nova Fronteira
(1967)



Os Safos Festejam ao Anoitecer
Idalino Cavalcante
Topbooks
(2005)



Berlioz - Grandes Compositores da Música Clássica Vol 27
Abril Coleções
Abril Coleções
(2009)



Theatre Denfants, Comment Monter un Spectacle?
Gisela Walter (capa Dura)
Casterman
(1995)





busca | avançada
70522 visitas/dia
2,6 milhões/mês