Bill Gates e o Internet Explorer | Adam Penenberg

busca | avançada
79144 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Projeto 8x Hilda reúne obra teatral de Hilda Hilst em ciclo de leituras online
>>> Afrofuturismo: Lideranças de de Angola, Cabo Verde e Moçambique debatem ecossistemas de inovação
>>> Ibraíma Dafonte Tavares desvenda preparação e revisão de texto
>>> O legado de Roberto Burle Marx é tema de encontro online
>>> Sala MAS/Metrô Tiradentes - Qual é a sua Cruz?
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Kate Dias vive Campesina em “Elise
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 3 Grandes Escritores Maus
>>> Folhetim
>>> A discreta crise criativa das novelas brasileiras
>>> Um post sem graça
>>> Política em perguntas
>>> Os Estertores da Razão
>>> Encontro com Marina Silva
>>> Palavrões
>>> Pequena poética do miniconto
>>> Memórias de um caçador, de Ivan Turguêniev
Mais Recentes
>>> Irresistível de Sylvia Day pela Hamelin (2013)
>>> O Misterioso Caso de Styles de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> O Homem do Terno Marrom de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> Assassinato no Campo de Golfe de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> Cai o Pano de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> Os Elefantes Não Esquecem de Agatha Christie pela Círculo do Livro (1976)
>>> Uma Canção Nas Trevas de Edgar Wallace pela Círculo do Livro
>>> Os Dez Mandamentos. Princípios Divinos Para Melhor Seus Relacionamentos. de Loron Wade pela Casa Publicadora Brasileira (2007)
>>> Esperança Para A Família. O Caminho Para Um Final Feliz de Willie E Elaine Oliver - Alejandro Bullón pela Casa Publicadora Brasileira (2018)
>>> Viva Com Esperança. Segredos para ter saúde e qualidade de vida. de Mark Finley - Peter Landless pela Casa Publicadora Brasileira (2014)
>>> Esperança Para Viver. O VERDADEIRO CAMINHO DA FELICIDADE. de Ellen G. White. pela Casa Publicadora Brasileira (2007)
>>> Esperança Viva. Uma Escolha Inteligente de Ivan Saraiva pela Casa Publicadora Brasileira (2016)
>>> Cascão 360 - Outubro/2000 - Uma Folha De Jornal, Mil Idéias na cabeça de Maurício de Sousa pela Globo (2000)
>>> Chico Bento 354 - Agosto/2000 - O Fenômeno de Maurício de Sousa pela Globo (2000)
>>> Magali 185 - Julho/1996 - Gato De Guarda - Editora Globo de Maurício de Sousa pela Globo (1996)
>>> Ed & Lorraine Warren Lugar sombrio de Carmen Reed e AL snedeker & Ray Garton pela Darkside (2021)
>>> 1822 de Laurentino Gomes pela Nova Fronteira (2010)
>>> A cabana de William P. Young pela Sextante (2008)
>>> 1808 de Laurentino Gomes pela Planeta (2014)
>>> Eram os Deus Astronautas? de Erich von Daniken pela Edições Melhoramentos (1977)
>>> Pequena Filocalia - O Livro Clássico da Igreja Oriental de Vários Autores pela Paulus (1985)
>>> Os Sertões de Euclides da Cunha pela Nova Cultural (2002)
>>> Búfalo - Zodíaco Chinês de Catherine Aubier pela Pensamento (1982)
>>> Sociologia e Sociedade - Leituras de introdução á Sociologia. de José de Souza Martins pela Livros Tecnicos (1977)
>>> Luz Emergente - A Jornada da Cura Pessoal de Barbara Ann Brennan pela Cultrix (1993)
>>> Os homens dos Pés Redondos de Antônio Torres pela Francisco Alves (1973)
>>> Maça Profana de Wellington Soares pela The Books (2003)
>>> Teologia do Novo Testamento de George Eldon Laad pela Juerp (1985)
>>> Colette - Uma Biografia de Allan Massie pela Casa Maria (1989)
>>> Enigmas Bíblicos Revelados de Ernesto Barón pela Ceg (1998)
>>> Salvador de Sá e aluta pelo Brasil e Angola 1602-1686 Vol. 353 de C. R. boxer pela Ed. da usp (1973)
>>> Relações da Psicanálise com analistas, instituições e pacientes de David Zimmermann pela Artes Médicas (1988)
>>> Os Africanos no Brasil Vol. 9 de Nina Rodrigues pela Companhia Ed. Nacional (1997)
>>> Na Colméia do inferno - 1ª coleção veredas de Pedro Bandeira pela Moderna (1991)
>>> Os libertos: sete caminhos na liberdade de escravos da Bahia no século XIX de Pierre verger pela Corrupio (1992)
>>> Ao passar das caravanas ciganas de Valéria Sanchez Silva Contrucci pela Zenda (1995)
>>> O Jesus Histórico de Otto Borchert pela Sociedade religiosa edições vida nova (1985)
>>> Contra a Maré: Watchman Nee de Angus Kinnear pela Clc (1989)
>>> Encontro Com a Morte de Agatha Christie pela Record (1987)
>>> Por uma sociologia do protestantismo brasileiro de Vários autores pela Umesp (2000)
>>> Liberdade e Exclusivismo: ensaios sobre os batistas ingleses de Zaqueu Moreira de Oliveira pela STBNB edições (1997)
>>> Teologia Oriental: A identidade das igrejas orientais católicas no Codex Canonum Ecclesiarum Orientalum Vol. III de Thodoro Corrêa de Oliveira pela Gráfica (2009)
>>> Introdução ao estudo do novo testamento de Broadus David Hale pela Juerp (1985)
>>> Aquinas - Selected Philosophical Writings de Tomás De Aquino pela Oxford University Press (1993)
>>> Histórias Com Gente Dentro de Guaracy Pinto pela do Autor (2011)
>>> A Morte da Socialite de Guaracy Pinto pela do Autor (2014)
>>> Fort of Apocalypse - Vol. 10 de Yu Kuraishi e Kazu Inabe pela Jbc (2017)
>>> Fort of Apocalypse - Vol. 1 de Yu Kuraishi e Kazu Inabe pela Jbc (2017)
>>> Fort of Apocalypse 2 de Yu Kuraishi e Kazu Inabe pela Jbc (2017)
>>> O Fazedor de Nuvens de Guaracy Pinto pela do Autor (2014)
ENSAIOS

Segunda-feira, 23/8/2010
Bill Gates e o Internet Explorer
Adam Penenberg

+ de 9000 Acessos

(Começa aqui...)

Interrompendo a viralidade do Netscape
Um ano antes, quando o Mosaic começava a decolar, Bill Gates observou que a Web era gratuita e não conseguia ver nenhum modo de a Microsoft fazer dinheiro com ela. Ele mudou de opinião quando o Netscape Navigator arrasou o Mosaic e abocanhou 75% do mercado de navegadores. Em um memorando intitulado "The Internet Tidal Wave" ("O maremoto da internet") que Gates enviou aos executivos um mês antes de a Netscape tomar a decisão de abrir o capital, ele afirmou que a Web era "o avanço mais importante" desde o PC da IBM. "Passei por várias fases até entender toda a importância da internet. Agora atribuo à internet o nível de importância mais alto." Na verdade, ele a considerou "crucial para todos os negócios da Microsoft". O que o deixou assustado foi o fato de, após dez horas navegando, não ter encontrado um único arquivo da Microsoft em um site ― nenhum Microsoft Word, nada. Ele jurou enfrentar o concorrente mais recente da empresa: a Netscape. "Temos de igualar e superar seus produtos", ele escreveu. Mas isso não significava que a Microsoft distribuiria o navegador gratuitamente, uma sugestão que um de seus subordinados fez semanas mais tarde em uma retratação da empresa. "O que você pensa que somos", Gates perguntou, "comunistas?".

Em novembro, uma ação da Netscape atingiu $171. Quando a Goldman Sachs rebaixou a classificação das ações da Microsoft devido a preocupações em relação ao impacto da internet no futuro desse fabricante de software, Gates entrou em ação. Ele licenciou o navegador Mosaic da SpyGlass, que também havia aberto o capital recentemente, e tornou a criação do próprio navegador da Microsoft prioridade, lançando um batalhão de programadores nele. Andreessen, que tinha concebido e codificado os dois navegadores, não havia perdido a ironia, observando que estaria competindo contra ele mesmo. Em agosto de 1995, com o Netscape tendo participação de 80% do mercado de navegadores, a Microsoft lançou o Internet Explorer. Embora tenha sido saudado com descaso coletivo, criticado severamente por várias pessoas e não tenha interferido na vantagem do Netscape, a chamada guerra dos navegadores havia começado.

Com o Netscape voando alto e com receitas na casa dos $346 milhões em 1996, Andreessen apareceu na capa da Time, em um trono e descalço. Enquanto isso, a Microsoft continuou tentando, lançando o Internet Explorer 3.0 apenas um ano depois de entrar no mercado de navegadores. A Microsoft muitas vezes faz três tentativas antes que algo funcione, o que era verdadeiro para o Windows e também para o novo navegador. Mas a Microsoft não tinha acabado com a diferença tecnológica. Gates mudou radicalmente de postura, decidindo distribuir gratuitamente o navegador junto com o Windows. Qualquer fabricante de PC que não oferecesse o Explorer como navegador padrão em todas as máquinas perderia a licença para executar o Windows. Um computador sem um sistema operacional era como um homem sem um cérebro. Anos mais tarde, um tribunal federal condenaria esse comportamento monopolista em um processo em que a Microsoft teve de ceder. Mas já era tarde. O estrago já havia sido feito.

Seis meses depois de o Internet Explorer 3.0 alcançar a Web, a fatia de mercado da Microsoft saltou de 10% para 22%, aumentando para 32% nos seis meses seguintes. Enquanto a participação do Explorer no mercado aumentava, a do Netscape caía e suas receitas diminuíam ― a empresa teve $132 milhões em perdas operacionais naquele ano. Quando a AOL comprou a Netscape, em 1998, por $4 bilhões em ações (que valiam $10 bilhões no momento em que o negócio foi fechado), o Internet Explorer tinha 50% do mercado e a participação do Netscape estava caindo drasticamente.

Andreessen alcançou dois viral loops no período de alguns anos, mas Gates descobriu uma brecha na estratégia dele. Com tudo dependendo da disseminação do navegador, Gates rompeu a viralidade do Netscape, "sufocando a provisão de ar do Netscape", disse certa vez o editor de livros de informática Tim O'Reilly. Pesquisas mostraram que é muito difícil induzir as pessoas a trocar de navegadores depois de selecionarem um, assim, ao impor o Explorer como a opção padrão nos PCs, Gates tornou este o padrão de fato.

Contudo, o Netscape não foi o último fracasso pontocom. Não apenas todos aqueles associados ao Netscape fizeram fortunas ― Clark ganhou bilhões, Andreessen fez centenas de milhões e os vários engenheiros faturaram milhões de dólares ―, mas a guerra dos navegadores dos anos 1990 resultou em um objetivo mais alto. No final da década, aproximadamente 400 milhões de pessoas estavam na internet, praticamente todas utilizando o Netscape ou o Internet Explorer, que rodavam sobre o código que Andreessen concebeu e criou. Ao semear a internet com ferramentas de navegação, o Mosaic e o Netscape tornaram possível a Web de hoje ― e não havia como voltar atrás.

Nota do Editor
Texto integrante do segundo capítulo do livro Viral Loop, de Adam Penenberg, e reproduzido aqui com autorização da editora Campus.

Para ir além


Adam Penenberg
Nova York, 23/8/2010

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Cioran e a arte da provocação de Pedro Maciel


Mais Adam Penenberg
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Primeira Esposa - Romance
Françoise Chandernagor
Literalis
(2004)
R$ 10,00



Espiando o Mundo pela Fechadura
Laé de Souza
Eco Arte
(2016)
R$ 7,00



Liberdade Vigiada
Paulo César Gomes
Record
(2019)
R$ 55,00



Roteiros da Natureza
António Pena e José Cabral
Temas e Debates
(1997)
R$ 21,88



O Aquário Moderno Peixes Tropicais
Márcio Infante Vieira
Nobel
(1982)
R$ 10,00



Uma mulher na escuridão
Charlie Donlea
Faro
(2019)
R$ 23,00



O Poder Legislativo - 6 o Parlamento no Mundo Moderno
Luiz Navarro de Britto
Petrônio Portela
(1982)
R$ 14,88



É Fácil Matar
Agatha Christie
Nova Fronteira
(1982)
R$ 33,67



Cavaleiros do Zodíaco Saintia Shô Vol. 8
Masami Kurumada
Jbc
R$ 12,99



Dictionnaire du Cinema acteurs
Jean tulard
Robert Laffont
(1984)
R$ 13,90





busca | avançada
79144 visitas/dia
2,4 milhões/mês