Entrevista a Fernanda Munhão | Digestivo Cultural

busca | avançada
24651 visitas/dia
954 mil/mês
Mais Recentes
>>> 36Linhas lança Graphic Films Collection
>>> Em novo dia e horário, Trilha de Letras presta tributo a Darcy Ribeiro
>>> Teatro do Incêndio é indicado ao Prêmio Governador do Estado
>>> Nathalia Timberg é homenageada no Recordar é TV desta terça (20)
>>> Premiado drama russo "Tigre Branco" marca estreia da nova faixa de filmes da TV Brasil
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Piada pronta
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba
>>> Claudio Willer e a poesia em transe
>>> Paul Ricoeur e a leitura
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 12. Rumo ao Planalto
>>> Dilúvio, de Gerald Thomas
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 11. A Quatro Braçadas
>>> Crônica de Aniversário
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 10. O Gerador de Luz
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lauro Machado Coelho
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
Últimos Posts
>>> Cidadão de 2ª Classe - Você se Reconhece Como Um?
>>> Espectros
>>> Bojador
>>> Inversões
>>> Estado alterado
>>> Templo
>>> Divagações
>>> Convicto
>>> Ação e reação
>>> Fio de Eros IV
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A arte de se vender
>>> The Accidental Billionaires
>>> Amores serão sempre amáveis
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana
>>> Discos que me mudaram
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Ensaio sobre a Cegueira, por Fernando Meirelles
>>> ConaLit
>>> A Música Erudita no Brasil
>>> Porque assim é São Paulo
Mais Recentes
>>> Casais Inteligentes Enriquecem Juntos
>>> O Significado da Vida - Superando Obstáculos e Valorizando a Vida
>>> Devocional para Casais - Reflexões para uma Vida a Dois
>>> Australia Through Time - 2006 Edition
>>> Australia Sport Through Time - 2006 Edition
>>> Física 3ª Série - Coleção Quanta
>>> Física 3 - Ensino Médio - Manual do Professor
>>> Compreendendo a Física 2 - Ondas Óptica e Termodinâmica
>>> Física 2 - Interação e Tecnologia - Manual do Professor
>>> Física - 2ª Série - Coleção Quanta
>>> Física 1 - Mecânica - Manual do Professor
>>> Gramática da Língua Portuguesa - Nova Edição
>>> Matemática - 3ª Série - Coleção Porta Aberta
>>> A Conquista da Matemática - 4º Ano
>>> A Conquista da Matemática Teoria e Aplicação - 8ª Série
>>> Matemática - 6ª Série - 1º Grau
>>> Matemática - 8ª Série - 1º Grau
>>> Os Últimos Mistérios do Mundo
>>> Fotobiografia
>>> A Roda da Vida
>>> Seis Lições para os meus Filhos
>>> Iansã do Balé - Senhora dos Eguns
>>> O Efeito Sombra
>>> Atendimento ao Público nas Organizações
>>> O Beijo das Sombras - Academia de Vampiros 1
>>> Peça-me o que Quiser
>>> Para Sempre Sua
>>> Profundamente Sua
>>> Toda Sua
>>> Encontro com Teilhard de Chardin e a Evolução das Religiões
>>> Os Bichos que Tive ( Memórias Zoológicas )
>>> Um mil novecentos e oitenta e quatro ( 1984)
>>> O Rei Artur e os Cavaleiros da Távola Redonda
>>> Como Resolver Conflitos- A Causa da Supressão- 2 volumes
>>> Aritmética da Emília - edição comentada
>>> Mangá - O Livro Monstro do Mangá
>>> O Fim da Pobreza
>>> A Dieta do Suco
>>> A Dieta do arroz
>>> Bilionarios
>>> Acento em português - abordagens fonológicas
>>> Livro de um Desconhecido
>>> Questões de linguagem: passeio gramatical dirigido
>>> Pororoca, pipoca, paca e outras palavras do tupi
>>> Português ou brasileiro?
>>> Pesquisar no labirinto: a tese, um desafio possível
>>> Sete erros aos quatro ventos
>>> Sociolinguística quantitativa
>>> Semântica para a educação básica
>>> Todo mundo devia escrever
BLOG >>> Posts

Sexta-feira, 15/7/2011
Entrevista a Fernanda Munhão

+ de 2800 Acessos

Formado em Engenharia de computação pela Escola Politécnica da USP, Julio Daio Borges foi "redação nota dez" da FUVEST em 1992, e hoje atua como editor-executivo do Digestivo Cultural, um dos mais importantes sites culturais do país, além de vários projetos... ― F.M.

Tornar-se um "redação nota dez" foi mera sorte, facilidade nata com a escrita ou fruto de um trabalho constante nos estudos?

Vou tentar responder contando a história... Eu comecei um diário no ano do vestibular (terceiro colegial). Era mais para registrar os dias, que eu achava que passavam muito rápido... Supreendentemente, minhas redações foram melhorando. Eu comecei a "me colocar" mais nos textos também: meus sentimentos, minhas ideias... Acabei tirando um 9,5 na escola. E um 10, que foi parar no mural do Cursinho.

Claro que sempre fui bom aluno. Na terceira série, com 9 anos, lembro que fui o primeiro da classe. Não estudava só para isso, mas aconteceu. "Estudar", "ir bem na escola", "ser inteligente"... eram valores na minha casa. Tanto que meus dois irmãos também entraram na USP... E, além de estudar, eu lia os livros sugeridos. Mesmo quando não gostava, lia até o fim. Eu achava que era importante ler ;-)

Contudo, não imaginava o "10" da Fuvest. Nem imaginava que fosse entrar na USP (sou o "mais velho"). Não estudei num colégio forte (na época do colegial). Fiz um Cursinho muito bom, mas havia tanta gente "concorrendo", e tanta matéria que eu não dominava... Minha sorte foi o tema da redação: o próprio vestibular. Estava vivendo aquilo, achei bem fácil "desenvolver"... Tanto que gostei bastante do resultado. E pensei em reescrever a redação quando chegasse em casa. (Tinha ela toda de memória.)

Infelizmente não fiz isso... Quando soube da nota 10, meses depois (já dentro da Poli), tentei ir até o prédio da Fuvest, na USP, para tentar recuperar a redação. Eles, anualmente, escolhiam algumas das melhores, para republicar... Mas a minha não estava entre as "sorteadas"... Anos depois, reencontrei minha professora de redação do Cursinho, através da minha irmã, e contei a ela (que ficou orgulhosa)...

Um bom escritor é, necessariamente, um bom leitor? Qual é a relação ou não-relação entre a leitura e a escrita?

Eu descobri que escrevia bem meio que "por acaso". Era um leitor "dentro da média". Tinha um amigo que era um grande leitor, mas que era, também, uma exceção... Depois do 10, na redação da Fuvest, fiquei pensando que eu deveria investir mais na minha escrita. E comecei a ler com mais afinco. Creio que me tornei leitor, de verdade, um pouco tarde, na época da faculdade.

Meus contos dessa fase ― que estão na internet ― são quase ingênuos. Como disse uma vez, trocava "conto" por "crônica" e confundia jornalismo com literatura. De qualquer forma, descobri minhas três primeiras grandes admirações nessa época: o contista Rubem Fonseca, o cronista Nélson Rodrigues e o jornalista cultural Paulo Francis.

Respondendo, objetivamente, à sua pergunta: escrita é repertório; e repertório, para quem escreve, é leitura. Como diz aquela frase do Wittgenstein: "Os limites da minha linguagem são os limites do meu mundo". Compreender uma grande obra é ganhar uma nova compreensão da vida. E eu sempre tento evoluir nas minhas leituras; para evoluir não só como escritor, mas como ser humano ;-)

Como editor do Digestivo você tem contato com inúmeros textos. De um modo geral, é possível perceber as falhas ou dificuldades mais freqüentes de quem escreve?

Quase todos os dias, recebemos textos de candidatos que desejam publicar no site. Como o nosso foco é jornalismo cultural, me concentro no que funciona dentro do Digestivo. Por exemplo, se alguém enviar um poema, por melhor que seja, não cabe no site e eu não vou publicar (mesmo que seja impecável literariamente).

Respondendo à segunda parte da sua pergunta... Hoje sinto que está cada vez mais difícil, para as pessoas, desenvolver uma ideia. Não tem a ver com inteligência, e talvez nem com educação, mas tem a ver com o aspecto fragmentário desta nossa época. Já escrevi que "nos articulamos mal" e, de uns tempos pra cá, não tenho visto melhora... Quando nossos próprios representantes não dão bola para o português correto, fica complicado...

Falando em educação, que é a sua área, existe uma carência dos aspectos básicos. Como disse, é comum a mistura entre jornalismo e literatura, entre poesia e prosa... Depois, os "candidatos a jornalista" nem sempre leram os grandes jornalistas; tanto quanto os "candidatos a escritor" nem sempre leram os grandes escritores... Além da fragmentação, o "imediatismo" da nossa época atrapalha bastante.

Diante de vestibulares tão competitivos, quais as dicas aos estudantes que ainda não têm tanta habilidade com a escrita?

Duas dicas (confirmando o que já foi dito): leia e escreva.

Leia, mas não só o que a escola pede. Leia por curiosidade. Leia o que tiver vontade. Mas leia. Ver o filme (sobre o livro) não é a mesma coisa. Peça dicas para amigos "leitores". Visite bibliotecas. Frequente livrarias. Navegue pela internet. Tem tanta coisa pra ler na Web...

E escreva, mas não só as redações que te pedem. Escreva para você mesmo. Escreva um diário. Escreva para os seus amigos. Escreva para as suas namoradas. Escreva e-mails. Escreva cartas. Expresse seus sentimentos, para as pessoas que você ama. Se coloque no papel (ou na tela). Se exponha. Tenha coragem. E, sobretudo, seja você mesmo. De repente, você vai se descobrir escritor... ;-)

Para ir além
Site de Fernanda Munhão (para onde esta entrevista foi, originalmente, produzida)


Postado por Julio Daio Borges
Em 15/7/2011 às 09h24


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Chileno de Julio Daio Borges
02. 120 anos da Poli de Julio Daio Borges
03. Poesia BR em Paris de Ana Elisa Ribeiro
04. Para onde vai o governo? de Julio Daio Borges
05. Um governo que nasceu morto de Julio Daio Borges


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




FOGO MORTO - JOSÉ LINS DO REGO (LITERATURA BRASILEIRA)
JOSÉ LINS DO REGO
NOVA FRONTEIRA
(1986)
R$ 6,00



ORAÇÕES QUE TRANSFORMAM O MUNDO
GORDON LINDSAY
GRAÇA
(1999)
R$ 7,00



MACARIO,NOITES NA TAVERNA E POEMAS MALDITOS.
ALVAREZ DE AZEVEDO--SELEÇAO DE HILDON ROCHA
FRANCISCO ALVES
(1983)
R$ 35,00
+ frete grátis



NEW TOTAL ENGLISH - PRE INTERMEDIATE - STUDENTS BOOK
ARAMINTA CRACE, RICHARD ACKLAM
PEARSON EDUCATION
(2016)
R$ 23,00



ORÇAMENTO PÚBLICO SÉRIE PROVAS E CONCURSOS
JOSÉ CARLOS OLIVEIRA DE CARVALHO
CAMPUS
(2009)
R$ 25,00



MACROMEDIA DREAMWEAVER M X - GUIA PRÁTICO
MARCELO GINO PEREIRA
VIENA
(2002)
R$ 14,00



A BRASILEIRA DE PRAZINS
CAMILO CASTELO BRANCO
CEDIC
(2010)
R$ 5,00



TURMA DA MÔNICA JOVEM - Nº 80
MAURÍCIO DE SOUSA
PANINI
(2015)
R$ 3,00



A PSEUDO AUDITORIA E A AUDITORIA DE FATO
NILSON ANTONIO RIBEIRO
ZAGAIA
(1991)
R$ 10,00



UM MILHÃO DE QUILÔMETROS EM MIL ANOS
DONALD MILLER
GARIMPO
(2010)
R$ 15,00





busca | avançada
24651 visitas/dia
954 mil/mês