Palavra na Tela – Blogs | Digestivo Cultural

busca | avançada
24586 visitas/dia
890 mil/mês
Mais Recentes
>>> Palavraria Conversa e Versa
>>> Supercombo no Templo Music: Tour “Adeus, Aurora'
>>> Barracão Cultural estreia montagem de rua a partir de livro de Eva Furnari
>>> Marina Peralta lança novo EP, 'Leve'
>>> Dan Stulbach faz ensaio aberto de Morte Acidental de um Anarquista para alunos da Escola Wolf Maya
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
>>> Paris branca de neve
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
>>> Nos braços de Tião e de Helena
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Efervescências
>>> Justoresoluto
>>> Em segundo plano
>>> A ver navios
>>> As esquinas dos amores
>>> Pelagem de flor I: VERMELHO
>>> Idade Mídia
>>> Quando a alma é visível
>>> A MECÂNICA CELESTE
>>> Diagnóstico falho
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O assassinato de Herzog na arte
>>> Animismo
>>> Para tudo existe uma palavra
>>> Lendo Virgílio, ou: tentando ler os clássicos
>>> Entrevista com André Fonseca
>>> Google: utopia ou distopia?
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> A Casa do Saber no Rio de Janeiro
>>> Marcel Proust e o tempo reencontrado
>>> Pedro Paulo de Sena Madureira
Mais Recentes
>>> Sherlock Holmes - The complete facsimile edition de Arthur Conan Doyle pela Wordsworth Classics (1989)
>>> Pride and Prejudice and Zombies - The Graphic Novel de Jane Austen, Seth Grahame-Smith pela Quirk Classics (2010)
>>> Eating Animals de Jonathan Safran Foer pela Hamish Hamilton (2009)
>>> O desejo da escrita em Italo Calvino: para uma teoria da leitura de Rita de Cássia Maia e Silva Costa pela Companhia de Freud (2003)
>>> Lacrimae rerum: ensaios sobre cinema moderno de Slavoj Zizek pela Boitempo (2009)
>>> Ideografia dinâmica: para uma imaginação artifical? de Pierre Lévy pela Instituto Piaget (1997)
>>> Harry Potter and the Half-Blood Prince de J. K. Rowling pela Bloomsbury (2005)
>>> Orlando de Virginia Woolf pela Wordsworth Classics (2003)
>>> History of the Peloponnesian War de Thucydides pela Penguin Classics
>>> Manual do Roteiro de Syd Field pela Objetiva (2001)
>>> O mundo assombrado pelos demônios de Carl Sagan pela Companhia de Bolso (2016)
>>> Romeo and Juliet - Original + Inglês contemporâneo de William Shakespeare pela Lorenz Educational Publishers (2003)
>>> A hora da estrela de Clarice Lispector pela Rocco (1999)
>>> Guia Prático da Tradução Francesa de Paulo Rónai pela Nova Fronteira (1983)
>>> Reparação de Ian McEwan pela Companhia das Letras (2002)
>>> The Child in Time de Ian McEwan pela Vintage (1992)
>>> O Senhor dos Anéis - As Duas Torres de J. R. R. Tolkien pela Martins Fontes (2000)
>>> O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel de J. R. R. Tolkien pela Martins Fontes (1999)
>>> 1984 - em inglês de George Orwell pela Penguin/Signet Classic
>>> Diary de Chuck Palahniuk pela Random House (2003)
>>> Pigmy de Chuck Palahniuk pela Anchor Books (2009)
>>> Tell-All de Chuck Palahniuk pela Anchor Books (2010)
>>> Damned de Chuck Palahniuk pela Anchor Books (2011)
>>> L'arrache coeur de Boris Vian pela Livre de Poche (1976)
>>> Musashi - Vol. 1 de Eiji Yoshikawa pela Estação Liberdade (1999)
>>> Tim Burton de Antoine de Baecque pela Cahiers du Cinéma (2011)
>>> O Jardim das Ilusões de Susan Trott pela Círculo do Livro (1992)
>>> Hermenêutica e Unidade Axiológica da Constituição de Glauco Barreira Magalhães Filho pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2004)
>>> Elizabeth Levanta Vôo de Elizabeth Taylor pela Círculo do Livro (1988)
>>> O Verão de Katya de Trevanian pela Círculo do Livro (1983)
>>> Dias na Birmânia/ Capa Dura de George Orwell pela Círculo do Livro (1988)
>>> Os Monstros da Alma de Athur Thompson pela Bruguera (1965)
>>> Changing Their Skies: Stories From Africa - Oxford Bookworms Stage 2 de Steve Chimombo (...) Retold By Jennifer Bassett pela Oxford University Press (2008)
>>> Changing Their Skies: Stories From Africa - Oxford Bookworms Stage 2 de Steve Chimombo (...) Retold By Jennifer Bassett pela Oxford University Press (2008)
>>> Changing Their Skies: Stories From Africa - Oxford Bookworms Stage 2 de Steve Chimombo (...) Retold By Jennifer Bassett pela Oxford University Press (2008)
>>> Changing Their Skies: Stories From Africa - Oxford Bookworms Stage 2 de Steve Chimombo (...) Retold By Jennifer Bassett pela Oxford University Press (2008)
>>> Direito Constitucional da Educação de José Luiz Borges Horta pela Decálogo/ Belo Horizonte (2007)
>>> Direito Constitucional da Educação de José Luiz Borges Horta pela Decálogo/ Belo Horizonte (2007)
>>> Direito Constitucional - Tomo I/ Capa Dura de José Luís Quadros de Magalhães pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2002)
>>> Diários do Vampiro - Reunião Sombria de L. J. Smith pela Galera Record (2011)
>>> Acima de Qualquer Suspeita de Scott Turow pela Record (1987)
>>> Poder Constituinte e Patriotismo Constitucional de Marcelo Cattoni pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2006)
>>> Acima de Qualquer Suspeita de Scott Turow pela Altaya/Record (1996)
>>> Enterrem-me de Botas (Tóxicos o sub-mundo dos tóxicos visto e vivido por uma adolescente) de Sally Trench pela Paulinas (1979)
>>> O Supremo Tribunal Federal e as Constituições Brasileiras de Luís Carlos Martins Alves Jr. pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2004)
>>> As Aventuras de Tom Sawyer (Grandes Sucessos) de Mark Twain pela Abril Cultural (1980)
>>> O Assassino Dentro de Mim de Jim Thompson pela Paulicéia (1991)
>>> A Era da Incerteza de John Kenneth pela Universidade de Brasil (1980)
>>> A Ideologia do Trabalho de Paulo Sérgio do Carmo pela Moderna (1993)
>>> A cabana do Pai Tomás de E. B. Stowe (Tradução Mario Gardelin) pela Paulinas (1966)
BLOG >>> Posts

Segunda-feira, 8/10/2007
Palavra na Tela – Blogs

+ de 4300 Acessos


Esquerda para a direita: Julio Daio Borges, Alexandre Inagaki, Marcelo Tas e Pedro Dória

Muita gente lamentou não estar em São Paulo na última quinta-feira (04/10), quando três dos blogueiros mais lidos do país (Marcelo Tas, Pedro Doria e Alexandre Inagaki) abriram o primeiro debate do ciclo A Palavra na Tela: Jornalismo, Literatura e Crítica Depois da Internet, organizado pelo Digestivo Cultural. Com mediação de Julio Daio Borges, eles deram uma aula magna sobre a blogosfera na Oficina da Palavra - Casa Mário de Andrade.

Pelo rumo da discussão, ficou claro que o "bom blogueiro" domina diferentes ferramentas: a administração dos blogs (como se fossem micro-empresas), a criação de conteúdos atraentes, a delicada relação com os leitores, e a quebra de fronteiras da informação. O papo fluiu com tanto gosto que saiu da blogosfera e foi cair na Wikipedia, no Google e em toda a Web 2.0. Até que desviou para o curral eleitoral do Sarney, para o filme Tropa de Elite e até para a sofrida Birmânia. Mesmo com a mudança de foco, foi visível que ninguém se incomodou.

Uma conversa entre blogueiros, cara a cara, é tão informal quanto na blogosfera. Com a diferença de que poucos centímetros separam cada um. Fora isso, o debate na Casa foi como um chat virtual, sem aquele "empurrão" para alguém tomar a dianteira, típico das mesas redondas. Não faltou conhecimento de causa (Tas inaugurou o primeiro blog do UOL, em 2003; Doria já acompanhava a onda nos anos 90; e Inagaki assistiu, desde o começo, a evolução da blogosfera). Também sobrou repertório para consonâncias e uma amigável guerra de idéias nos tópicos debatidos.

Na intenção de tirar proveito do encontro, segue uma compilação dos "melhores momentos", sem obedecer, necessariamente, uma ordem cronológica - porém priorizando pontos altos com links entre si. Você pode ouvir a íntegra aqui, e obter informações sobre os próximos bate-papos na casa em que Mário de Andrade viveu longos anos.

Quem dá o furo
"Leio no jornal o que li ontem nos blogs". A frase de Doria é, no mínimo, provocante. Sugere que a informação corre numa velocidade surpreendente pelo boca-a-boca da internet. Ele também vê um "algo mais" que não está presente na mídia convencional. Depois de ler a Folha ou o Estado, Tas só sacia a sede por informação na blogosfera, como se ela fosse um complemento à notícia. No que os blogueiros ainda deixam a desejar em criatividade (assim lamenta Inagaki), não perdem em agilidade para informar, garante Doria.

Falta apuração
Uma crítica do Inagaki: há pouca investigação de verdade nos blogs jornalísticos. Falta ir às ruas e sujar a sola do sapato atrás de informação. O editor do Interney Blogs sente falta de mais consistência na notícia. Para piorar, Doria acrescenta que os blogs americanos e franceses são (bem) mais pró-ativos que os nossos. Mas também pondera. Para ele, não é sair a campo que faz a diferença, mas ter boas sacadas na própria internet. Significa conseguir destilar uma notícia fria de jornal, pesquisar informações adicionais e curiosidades para, assim, fisgar o leitor. Aí entra a tal da criatividade que Inagaki sente falta. Blogs que se limitam a fazer um copydesk dos jornais não vão muito longe.

Jornalistas?
Para Tas, no fim das contas, não faz diferença tentar classificar o jornalismo nos blogs. O que interessa, para o blogueiro do UOL, é a história que o cara conta, até porque as fronteiras profissionais não existem mais. "Ele vai praticar, no blog, o bom ou mal jornalismo que sempre praticou", acredita. E complementa que os blogs não validam o talento de ninguém. Mas bem que, na opinião de Tas, muitas feras do jornalismo tradicional, como Clóvis Rossi, teriam todos os atributos para fazer sucesso na blogosfera. O feedback do seu editorial na Folha de S. Paulo seria instantâneo.

O que escrever hoje?
Todo blogueiro tem uma série de preocupações paralelas. Precisa dominar as técnicas para ser bem lido, entender a melhor distribuição de anúncios, saber criar um titulo interessante, entre outros macetes para obter o melhor retorno com a empreitada. Mas a maior preocupação é outra. "O que eu vou escrever hoje?", questiona Doria. A falta de assunto é um problema sintomático quando há leitores, até porque os mais fiéis exigem periodicidade religiosa. A dica dos profissionais para se pautar bem é estar sempre atento aos noticiários.

Segmentação
"Tem blog sobre tudo que você possa imaginar", lembra Inagaki. Não precisa ser conhecedor para concordar com o editor do Interney, já que a blogosfera é ultra-democrática: aceita do jornalismo sério ao diário da pré-adolescente. Até as empresas que já possuíam um site próprio estão incluindo essa rota alternativa para criar uma relação mais direta com a clientela. Fora a vantagem de que o custo de um blog é bem mais baixo.

Blogs multimídia
A diversidade da blogosfera não está apenas na temática, mas na forma. Significa que, quando se fala em blogs, não é somente texto que vem à mente. Vídeo e áudio são ferramentas (possíveis) amplamente incorporadas nos melhores endereços. O próprio Inagaki é um dos que usam e abusam da convergência das mídias no seu espaço. Outras iniciativas pioneiras, como o grupo teatral Barbixa's produz vídeos e veicula, inclusive, publicidade por meios ainda não-convencionais.

O mercado está de olho
Para quem acredita que publicidade não combina com internet, Inagaki manda um recado. "O mercado publicitário está percebendo o valor dos blogs. Viu que eles formam opinião, têm um carisma, um vínculo forte com o público", analisa. As campanhas das agências já chegaram com força no Kibe Loco e no Jacaré Banguela, blogs humorísticos com audiência considerável.

Imprensa na internet
Os três blogueiros concordam que a imprensa está - finalmente! - prestando mais atenção aos blogs. Inclusive, já cuidou de inclui-los em seus portais, a exemplo do Estadão. Mas Tas lembra que muitos jornais, "na pré-história dessa consciência", ainda fecham seu conteúdo virtual. Exemplo contrário, para o ex-apresentador do Vitrine, é o site do The New York Times, que agora oferece todo seu conteúdo gratuitamente. Um pioneiro, também, na interação com blogs, vídeos e podcasts. "É a maior audiência da internet", comemora Tas, com um ar de "não deve ser à toa". E essa abertura vai refletir, na opinião do blogueiro, numa mudança de mentalidade.

Profissionalização
"O termo 'blogueiro profissional' vai funcionar um dia?" A pergunta do Julio deixou respostas em aberto. Inagaki acha que é cedo para definir, dando a entender que pouco importa se blogar é profissão. Para Tas, é difícil, e até desnecessário, definir papéis na rede. Ele nem gosta do termo "blogosfera brasileira", porque seria uma contradição à universalização dos blogs. Contudo, não veio à baila a questão dos "blogs de Babel": a diversidade de línguas é uma barreira para que blogs em russo ou português, por exemplo, tenham a mesma visibilidade que os de língua inglesa.

Alcance dos blogs
Tudo começou porque Inagaki afirmou que a internet tem pouco alcance no Brasil e, portanto, os blogs (um grão de areia na rede) são menos acessados do que poderiam ser. De imediato, Tas disparou uma artilharia de informações - com o apoio do Doria - para demonstrar que inclusive as classes mais baixas, na periferia e nas favelas, já estão conectadas. O problema não seria o acesso em si, mas o uso que se faz das possiblidades oferecidas. A maioria ainda está na superfície, navegando em sites de busca e em mediadores de relacionamento, como o Orkut. Nos blogs mesmo, uma seleta minoria. Ainda assim, os blogueiros consideram que a internet está proporcionando uma silenciosa revolução educacional às gerações mais jovens, capaz de desenvolver o aprendizado como nunca. E ela pode ser a responsável por uma mudança de comportamento nos próximos anos.

Wikipedia
Os blogueiros lamentaram a onda do "CtrlC + CtrlV" (copia e cola) na internet. Admitiram o quanto é cômodo roubar o conteúdo de alguém, apagar a autoria e tirar proveito disso. Nesta linha, o ex-editor do No Mínimo aproveitou para dizer que a Wikipedia não é confiável (o Digestivo já tratou disso em um Especial). Novamente, os ânimos de Marcelo Tas incendiaram. Discordou do colega, com o argumento de que um recente estudo científico comparou a Wikipedia com a respeitável Enciclopédia Britânica e concluiu que o índice de erros é o mesmo. Mas, segundo Doria, é preciso tomar cuidado com o aspecto tendencioso da colaboração coletiva. "O verbete do Papa pode ter sido editado pelo Vaticano", argumenta. Ainda assim, é preferível, nas palavras de Tas, acreditar no próprio discernimento e senso crítico ao pesquisar uma informação.

Googlemania
A crítica que Doria faz à Wiki, Tas faz ao Google. É um perigo sem tamanho, segundo ele, que os jornalistas confiem cegamente nas buscas da mega-empresa ao pesquisar informações. Seria uma fonte duvidosa e viciada, já que a hierarquia das buscas é editada automaticamente, por razões que fogem do alcance de quem pesquisa.

Moderar faz diferença?
Cada blogueiro decide se deve autorizar a entrada de comentários ou se deve deixar que o leitor se expresse como bem entender. Vale a pena moderar? Devido à grande quantidade de mensagens, Doria afirma que seria inviável controlar tudo o que chega. Ele se limita a excluir os spams e a apagar comentários que considera ofensivos, racistas ou discriminatórios. No começo, Tas apoiava a livre expressão, mas quando o clima começou a ficar pesado, ele passou a moderar. Para surpresa do jornalista, o blog deu um "salto de qualidade". Já Inagaki não só modera, como também gosta de responder a todos os comentários. O consenso foi de que moderar dá trabalho, mas faz diferença, sim.

Não é só jornalismo
A certa altura do debate, alguém instigou os blogueiros a lembrarem dos blogs não-jornalísticos. E os blogueiros concordaram que esquece-se que há vários outros campos de interesse na blogosfera. O jornalismo é apenas um deles.

Para ir além
"A Palavra na Tela"


Postado por Tais Laporta
Em 8/10/2007 às 12h10


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 5ª MUMIA em BH de Pilar Fazito


Mais Tais Laporta no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O REI ARTUR E OS CAVALEIROS DA TÁVOLA REDONDA
THOMAS MALLORY
RIDEEL
(2002)
R$ 10,00



2012: A GUERRA PELAS ALMAS
WHITLEY STRIEBER
PLANETA DO BRASIL
(2011)
R$ 25,28



A LUA NAS MÃOS
MARIA DEOSDEDITE
SCORTECCI
(1994)
R$ 14,00



APORTES ESTRUTURAIS E PROFISSIONAIS PARA A ATENÇÃO A SAÚDE DO IDOSO
ELÍDIO VANZELLA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 230,00



PEDAGOGIA DA AUTONOMIA
PAULO FREIRE
PAZ E TERRA
(2007)
R$ 14,80



THE SOCIOLOGY OF MARX
HENRI LEFEBVRE
PENQUIN UNIVERSTITY BOOKS
R$ 25,00



DIA DE MATAR O PATRÃO
JULIETA DE GODOY LADEIRA
SUMMUS
(1978)
R$ 10,00



A MALDIÇÃO DO OLHAR
JORGE MIGUEL MARINHO
BIRUTA
(2011)
R$ 20,00
+ frete grátis



CASA FORTE
DANIELLE STEEL
RECORD
(1985)
R$ 11,80



CONTRA TODOS OS INIMIGOS - 8744
RICHARD A. CLARKE
FRANCIS
(2004)
R$ 10,00





busca | avançada
24586 visitas/dia
890 mil/mês