Portunhol Selvagem Reloaded | Digestivo Cultural

busca | avançada
73635 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Estreia de Pantanal A Boa Inocência de Nossas Origens
>>> Sesc 24 de Maio apresenta o quarto episódio do Desafinados Entrevista
>>> Unil oferece curso sobre preparação e revisão de texto
>>> Sesc 24 de Maio apresenta o terceiro episódio do Desafinados Entrevista
>>> Anexo LONA - Interações 1 - Cristina Elias & Thais Stoklos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Cameron Frye: o rapaz que se cansou de sentir medo
>>> Mighty Good Leader
>>> Réquiem
>>> Entrevista com André Fonseca
>>> Blogs, livros e blooks
>>> 8 de março: não aos tapas, sim aos beijos
>>> Universo Elétrico, de David Bodanis
>>> ordinary life: complex stuff
>>> Uma jornada Musical
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
Mais Recentes
>>> O que Faz o Brasil, Brasil de Roberto Da Matta pela Rocco (1986)
>>> Tudo Tem Seu Tempo de Philip Gulley pela Sextante (2005)
>>> As Pedagogias do Conhecimento de Louis Not pela Difel (1981)
>>> Menino Maluquinho O Livro do Sim de Ziraldo pela Melhoramentos (2014)
>>> Mitologia Grego Romana de Abelardo Perseke Junior pela Giostri (2017)
>>> O Primeiro Imperador da China de Frances Wood pela Landscapa (2009)
>>> Domando a Língua - Praticando o Cuidado com o Falar de Josadak Lima pela Santos (2013)
>>> Análise do Homem de Erich Fromm pela Zahar (1961)
>>> Business Dictionary de Michael Greener pela Penguin (1971)
>>> The City Experiment de Theo Walker pela Cambridge (2014)
>>> Eros e verdade: Lacan, Foucault e a questão da ética de John Rajchman pela Jorge Zahar Editor (1993)
>>> Série Jurisprudência : Extorsão de Iracema Valverde e Lou Shen pela Esplanada (2000)
>>> Crônicas Brasileiras de Darcy Ribeiro pela Desiderata (2009)
>>> História Política da República de José Roberto do Amaral Lapa (Org.) pela Papirus (1990)
>>> Série Jurisprudência : Acidente de Trabalho de Iracema Valverde pela Esplanada (2002)
>>> The lost canvas Os cavaleiros dos zodiaco a saga de hades volume 11 de Masami Kurumada / Shiori Teshirogi pela Jbc (2008)
>>> Os partidos políticos de Daniel-Louis Seiler pela Universidade de Brasília (2000)
>>> 9788567798509 de Maytê Regina Vieira pela Maytê Regina Vieira
>>> Saber Marionette volume 1 de Satoru Akahori/ Yumisuke Kotoyoshi pela Jbc (2011)
>>> Série Jurisprudência : Construções e Edificação de Lou Shen e Ana Cláudia pela Esplanada (1999)
>>> A Imagem da Imprensa - um Estudo dos Jornais Folha e o Estado de Sp de Angela Maria Farah pela Uniuv (2012)
>>> O modelo político brasileiro e outros ensaios de Fernando Henrique Cardoso pela Difusão Europeia do Livro (2021)
>>> O Cozinheiro do Rei D. João VI de Hélio Loureiro pela Planeta (2014)
>>> Rosario + vampire volume 3 de Akihisa Ikeda pela Jbc (2010)
>>> Buso renkin volume 3 de Nobuhiro Watsuki pela Jbc (2010)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 20/11/2007
Portunhol Selvagem Reloaded

+ de 2900 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Hoje quando amaneci eu ainda bomitava bocê. Durante toda la mañana continuei vomitando bocê y parecia que eu non ia parar de te vomitar nunca mais. Cuanto mais yo te bomitaba mais eu me sentia leve. Mesmo assim bocê continuaba entalada em mio estômagu. Continuei a te bomitar por la tarde. Y el dolor de cabeça non pasaba. El dolor de estômagu non pasaba. Era noche nuebamente. E yo te bomitava ainda. Vomitaba solamente água. Felizmente yo ainda era jobem. Non tenía quarenta anos todabía. Tenía tempo pra continuar te bomitando. Y continuei a te bomitar. Porque se eu non te vomitasse, se deixasse bocê apodrecer em mim, sei lá, morreria enbenenado. Por eso yo non tinha mais remédio além de continuar te bomitando. Amor bichado, amor estragado, amor com data de bencimento vencida, sei lá, mi dá un feroz dolor di barriga. Depois de tanto vomitar bocê, amore, comecei a cagar bocê. O sol non tinha ainda aparecido. Era uma feroz disenteria no escuro. Yo te cagaba copiosamente. Bocê salía con dificuldade. Non queria salir. Pero salía, apesar de toda la dificuldade. Era una cólica etrusca. Non ia terminar de te cagar tan cedo. A veces paraba de te cagar por algun tempo. Y empezaba a bomitar bocê nobamente. A bomitar tus cachos. A bomitar tus mechas bermelhas. Mais una noite sem bocê, amore, y mio cuerpo en transe. Depois vai aparecer u sol. Enton irei pru quintal. Dou bom dia pru sol. Y começo a mijar bocê, amore. Mijar bocê, confuso. Mijar bocê como un débil mental. Mijar bocê como un passarinho. Yo era bello como un menino de cuatro años mijando bocê, amore. Y era legal mijar bocê. Una sensação de prazer nascia en mis bolas y cruzava u canal da urina como una felicidade merecida. Nunca había mijado tan gustoso, amore. Fiquei mijando bocê por una hora mais ou menos. E te mijar foi bom. E depois de te mijar, longamente, fiquei mais leve, mais livre, mais feliz. Estava pronto para nascer di nuebo. Estaba pronto pra te encontrar mais bela. Estava pronto para beber novamente du teu mel y ficar envenenado. Estava pronto para me curar bebendo du teu beneno. Estava pronto para curar tua epilepsia com u beneno du meu miel, u beneno du meu esperma azul, u bebeno du meu carinho.

Douglas Diegues, que eu também descobri na Fliporto, em entrevista a Marcelino Freire.


Postado por Julio Daio Borges
Em 20/11/2007 à 00h52


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
16/11/2007
13h02min
Oi, Júlio! Muito doido esse poeta. Gostei. Escatológico, mas poético. Valeu. Abraços. Adriana
[Leia outros Comentários de adriana]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Fonoaudiologia Atual
Ruth Araújo;anna Pracownik e Liana S
Revinter
(1997)
R$ 12,00



Fica sem Resposta o Que os Livros Dizem...
Cleiza Quadros Afonso
Papirus
(1996)
R$ 7,50



Guia Practica para El Profesional En Fitoterapicos
Augusto Piazza/jorge Perez Lissarrague
Dunken
(1999)
R$ 221,64



Devaneios
Domício P. Mattos
Princeps Digital
(2007)
R$ 12,00



Alvo: Iraque o Que a Imprensa Não Contou
Norman Solomon e Reese Erlich
Expressão Popular
(2004)
R$ 20,00



Quero Lhe Dizer... Você é Importante para Mim
Marion Licht
V&r
(2005)
R$ 7,94



A Cadeira do Diabo
Grace Metalious
Nova Cultural
(1986)
R$ 5,00



Solução de Problemas Em Endodontia
James L. Gutmann - Thom C. Dumsha e Outros
Guanabara Koogan
(1999)
R$ 90,00



O Indiscutível Talento das Escritoras Brasileiras
Vários Autores
Rebra
R$ 5,00



Rio De Janeiro 360º
Luiz Cláudio Lacerda
360º
(2012)
R$ 70,00





busca | avançada
73635 visitas/dia
2,1 milhões/mês