Homem no escuro | Digestivo Cultural

busca | avançada
80332 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Projeto aborda riqueza da tradicional Festa da Carpição
>>> Canto dos Recuados - espetáculo musical mergulha na cultura afrobarroca
>>> Primeiro Roteiro
>>> Festival Cine Inclusão abre inscrições de curtas-metragens com o tema terceira idade
>>> Musical Guerra de Papel estreia dia 3 de setembro no Teatro Viradalata
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
>>> Poesia como Flânerie, Trilogia de Jovino Machado
>>> O mundo é pequeno demais para nós dois
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Unchained by Sophie Burrell
>>> Deep Purple em Nova York (1973)
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
Últimos Posts
>>> O cheiro da terra
>>> Vivendo o meu viver
>>> Secundário, derradeiro
>>> Caminhemos
>>> GIRASSÓIS
>>> Biombos
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Dia Marisa: todas as mulheres merecem
>>> O Filho da Noiva
>>> O rei nu do vestibular
>>> Selvageria Nunca Sai de Moda
>>> Você cumpre as promessas de final de ano?
>>> A cabeça de Steve Jobs
>>> O sublime Ballet de Londrina
>>> A vida subterrânea que mora em frente
>>> Por que as curitibanas não usam saia?
>>> Incubus - Circles
Mais Recentes
>>> Pimenta Neves - uma Reportagem de Luiz Octavio de Lima pela Scortecci (2013)
>>> O Estado do Planeta de Carlos Gabaglia Pena pela Record (1999)
>>> Escassez De Razão de Liberdade pela Liberdade (2021)
>>> Escola De Vendas K.L.A de Ser Mais pela Ser Mais (2021)
>>> A Estratégia Do Oceano Azul de Kim Mauborgne pela Elsevier (2008)
>>> Confissões de um Vira-lata de Origenes Lessa - Orlando Pedroso pela Global (2012)
>>> ESocial. Você E Sua Empresa Estão Preparados? de Leader pela Leader (2021)
>>> Ensaios E Conferências de Vozes pela Vozes (2021)
>>> Inocência - Série Bom Livro de Visconde de Taunay pela Ática (2011)
>>> Dicionário de Mitologia Grega e Romana de Mário da Gama Kury pela Zahar (1990)
>>> Mitologia Grega - Vol II de Junito de Souza Brandão pela Vozes (1997)
>>> Como Se Preocupar Menos Com Dinheiro de John Armstrong pela Objetiva (2012)
>>> Dicionário de Maçonaria de Joaquim Gervasio Figueiredo pela Pensamento (1996)
>>> Psicologia e Alquimia de C. G. Jung pela Vozes (1994)
>>> Símbolo, Rito, Iniciação de Vários Autores pela Ícone (1995)
>>> Sketchbook de Will Conrad pela Criativo (2013)
>>> Ensaios Psicanalíticos de Imprensa Livre pela Imprensa Livre (2021)
>>> João Turin - Vida, Obra, Arte - Vol 1 de José Roberto Teixeira Leite pela Nossa Cultura (2014)
>>> Leonard da Vinci. L de Vários pela Fondation Pierre Gianadda (2021)
>>> Ensinando Sobre O Holocausto Na Escola de Artmed pela Artmed (2021)
>>> Bye Bye Kitty!!! de David Elliott, Tetsuya Ozaki pela Yale University Pres (2011)
>>> Ensino Jurídico E A Formação Do Bacharel Em Direito de Livraria do Advogado pela Livraria do Advogado (2021)
>>> Frida By Ishiuchi de Miyako Ishiuchi pela RM Verlag (2014)
>>> Enthüllungen Aus Brasiliens Geschichte de Ordem do Graal pela Ordem do Graal (2021)
>>> Managing Our Natural Resources - 5ª Ed. de William G. Camp pela Cengage Learning (2008)
BLOG >>> Posts

Sábado, 6/9/2008
Homem no escuro

+ de 5000 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Se você, assim como eu, pertence ao grupo de leitores que costuma seguir seus autores prediletos lendo tudo o que eles publicam, então pode ser que o americano Paul Auster também conste da sua lista de escritores que devem ser acompanhados de perto.

No Brasil foram traduzidos todos os seus doze livros de ficção, sendo o mais novo Homem no escuro (Companhia das Letras, 2008, 168 págs.), lançado antes aqui e depois em seu país de origem, atestando a ótima recepção do público leitor brasileiro em relação ao seu estilo.

No entanto, na crítica informal, no chamado "boca a boca", seu romance anterior Viagens no scriptorium, publicado no Brasil em 2007, não alcançou a expectativa desejada ― o que pode contribuir para que Homem no escuro seja recebido com uma certa dose de desconfiança. Mas vale a pena conferir.

Os que já são fãs poderão se reconciliar com o autor, e quem nunca leu será apresentado a um universo literário em que predominam várias camadas ficcionais de um modo direto, sem as barreiras do experimentalismo. Aliados a essa forma, em que uma história contém outras, estão temas da contemporaneidade como a arbitrariedade das guerras, o impacto do envelhecimento e da decrepitude humana numa sociedade em que a jovialidade, a saúde e a beleza se sobrepõem a tudo e a todos e, o mais importante, a combinação dessas características com a sensibilidade desejada para tocar o leitor. Lida a última palavra da última linha da última página, as histórias contidas ali reverberam para o nosso universo particular fazendo-nos pensar e sentir, tudo o que esperamos da boa literatura.

Numa dada madrugada, August Brill, crítico literário em fim de carreira, tenta driblar a insônia criando histórias para afugentar pensamentos insistentes de acontecimentos que prefere esquecer. Há um ano, desde que sofreu um grave acidente que quase o deixou inválido, Brill passou a morar com sua única filha, Miriam, e com sua neta Katya. Miriam está separada do marido e Katya voltou a morar com a mãe depois de seu namorado ter sido brutalmente assassinado no Iraque.

Numa determinada noite, enquanto o sono não vem, Brill dá continuidade à história de Owen Brick, um nova-iorquino que acorda em 2007 dentro de um buraco e ao sair se vê em plena Guerra de Secessão. Ocupando o cômodo de baixo da casa, Brill segue noite adentro rememorando seu passado, prosseguindo com a história de Brick e ainda permanece atento aos ruídos vindos dos cômodos de cima, tentando adivinhar se é Miriam ou Katya quem se levanta para usar o banheiro.

Muitas histórias vão surgindo durante o pensamento embaralhado de Brill nessa madrugada, cada uma retrata homens e mulheres que atravessam momentos de plena escuridão, quando se dá a perda da esperança e não há mais nada a fazer a não ser prosseguir com a vida.

Quando, nessa mesma madrugada, Brill tenta se distrair lendo o livro que Miriam está escrevendo, sobre a poetisa Rose Hawthorne, elege um verso dessa escritora do qual diz gostar imensamente: "Enquanto o mundo bizarro continua a girar".

Trata-se de uma espécie de síntese do pensamento de Brill, um reflexo do que ele vive nesse momento. Enquanto ele permanece praticamente inválido, o mundo continua aleatoriamente com suas atrocidades.

Mas algo acontece durante essa madrugada e Brill se vê impelido a sair da indiferença pela qual se sente tomado. No momento final do livro, durante a conversa entre avô e neta, são oferecidos ao leitor os pontos de ligação entre as histórias dos três moradores da casa e, depois de tantas revelações, cabe a cada leitor decidir se nos é dado a pensar e sentir com alguma esperança.


Postado por Mariana Mendes
Em 6/9/2008 às 13h48


Mais Mariana Mendes no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
7/9/2008
12h05min
Realmente, o último livro de Auster, "Homem no Escuro", vem redimir seu anterior. A análise arguta de Mariana Mendes não só instiga a leitura, como também aponta os caminhos intrincados da narrativa que celebrizou o autor. Parabéns.
[Leia outros Comentários de Andre Rosemberg]
8/9/2008
17h39min
É sempre muito bom compartilhar impressões de outros leitores seguidores de Paul Auster. Gosto desse autor desde sempre e aguardo suas publicações com muita ansiedade.
[Leia outros Comentários de Júlia]
8/9/2008
17h51min
Ainda não li o último de Paul Auster, mas a resenha de Mariana Mendes de fato instigou a leitura.
[Leia outros Comentários de Tarcila Lucena]
16/9/2008
08h54min
o paul auster é demais mesmo e estou curiosíssima para ler este novo livro. nas palavras da mariana a história já ganhou vida e me fez ter mais vontade de começar logo!
[Leia outros Comentários de Ana Luiza]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Para um Homem de êxito
Lídia Maria Riba
Vergara & Riba
(1999)



Direito Á Saúde
Alvaro Luis de A. S. Ciarlini
Saraiva
(2013)



Os Regimes de Bens no Novo Código Civil
Heloísa Helena Barbosa e Luiz P V de Carvalho
Espaço Jurídico
(2003)



Quem Mexeu no Meu Queijo? - 49ª Edição - Revista e Ampliada
Spencer Johnson M. D.
Record
(2005)



Kairós
Marcelo Rossi; Fábio de Melo
Principium
(2013)



O Sindicato Em um Mundo Globalizado
Jose Carlos Arouca
Ltr
(2003)



Furacão Elis
Regina Echeverria
Nórdica
(1985)



Perigos Que Rondam o Ministério
Richard Exley
Ucb
(2003)



Emílio Ou da Educação - 4ª Edição
Jean- Jacques Rousseau
Martins Fontes - Selo Martins
(2018)



Tatibitati e os Mitos da Floresta
Fatima Maia e Paulo Caldas Ilustrações
Typografia
(2010)





busca | avançada
80332 visitas/dia
2,6 milhões/mês