Questionário Amós Oz | Digestivo Cultural

busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
>>> Curso de Formação de Agentes Culturais rola dias 8 e 9 de graça e online
>>> Ciclo de leitura online e gratuito debate renomados escritores
>>> Nano Art Market lança rede social de nicho, focada em arte e cultura
>>> Eric Martin, vocalista do Mr. Big, faz show em Porto Alegre dia 13 de abril
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Para amar Agostinho
>>> Discos de MPB essenciais
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> O Passado, de Hector Babenco
>>> Curtas e Grossas
>>> Caneando o blog
>>> Arte é entropia
>>> Amor fati
>>> 50 anos da língua de Riobaldo
>>> Dando nome aos progres
Mais Recentes
>>> Livro de bolso - Assassins Creed - Renaissance de Oliver Bowden pela Berkley Publishing (2010)
>>> Livro de bolso - Todos os Sonetos de Augusto dos Anjos pela L&pm (2001)
>>> Livro de bolso - The Name Of The Wind de Patrick Rothfuss pela Orion Books
>>> Paladar Brasileiro de Antonio Bellini & Ana Paula Amorim pela Antonio Bellini (2007)
>>> Mara Rúbia A Loura Infernal 372 de Isis Baíão pela Aeroplano (2011)
>>> Livro de bolso - Stravaganza: City of Stars de Mary Hoffman pela Bloomsbury (2003)
>>> Criando Adolescentes 372 de Michael Carr-Gregg pela Fundamento (2003)
>>> 101 Posições Sexuais de Sofia Capablanca pela Marco Zero (2006)
>>> Quantificação dos danos morais e materiais e o acidente do trabalho no setor sucroalcooleiro 372 de José Guido Texeira Júnior pela LTr 75 (2011)
>>> Suceden los Espejos de Miguel Angel B. pela Cn Ap (2000)
>>> Livro de bolso - São Paulo - Folha Explica de Raquel Rolnik pela Publifolha (2001)
>>> Livro de bolso - Stravaganza City Of Flowers de Mary Hoffman pela Bloomsbury Juvenile UK (2008)
>>> Inteligência multifocal de Dr. Augusto Jorge Cury pela Cultrix (2006)
>>> Vidas e Lendas de Jacques Lacan de Catherine Clément pela Moraes (1983)
>>> Livro de bolso - Til de José de Alencar pela Martin Claret (2012)
>>> Livro - O Sol é para Todos de Harper Lee pela Circulo do Livro (1960)
>>> Livro - As Brumas de Avalon - a Senhora da Magia - Livro 1 de Marion Zimmer Bradley pela Imago (1989)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Ática (2011)
>>> Sierra Nevada - Santa Marta, Ciudad Perdida, Guajira de Patrick Rouilard pela Cia. Litografica Nacional, Editorial Colina (1988)
>>> Largo do Desterro de Josué Montello pela Nova Fronteira (1981)
>>> Livro - Direito Previdenciário de Miguel Horvath Júnior pela Quartier Latin (2008)
>>> Livro - Aprenda a Viver o Agora - Conceitos de zen-budismo e atenção plena para praticar em até 10 minutos de Monja Coen pela Academia (2020)
>>> A batalha do apocalipse de Eduardo Sophr pela Verus (2013)
>>> De Volta ao Mosteiro - O Monge e o Executivo Falam de Liderança e Trabalho Em Equipe de James C. Hunter pela Sextante (2014)
>>> Livro - Operação Cavalo de Tróia 2 de J. J. Benítez pela Mercuryo (1988)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 30/9/2008
Questionário Amós Oz
+ de 3900 Acessos
+ 2 Comentário(s)

E estas são as principais perguntas: por que você escreve. Por que você escreve exatamente dessa maneira. Se você quer influenciar seus leitores. E se quer ― em que sentido tenta influenciá-los. Que função exercem suas histórias. Se você apaga e corrige o tempo todo ou deixa o texto fluir direto de sua inspiração. Como é ser um escritor famoso e como isso afeta a sua família. Por que você descreve quase que somente os lados negativos das coisas. Qual a sua opinião sobre outros escritores, quem influenciou você e quem você não suporta. Aliás, como você define a si mesmo? Como responde àqueles que o atacam, e como se sente quanto a isso? Como esses ataques mexem com você? Você escreve à caneta ou usa um teclado? E quanto você ganha mais ou menos com cada livro? Você vai buscar material para suas histórias em sua imaginação ou na vida real? O que pensa a sua ex-mulher das figuras femininas em seus livros? E por que, aliás, você abandonou sua primeira mulher ― e a segunda também? Você tem horas fixas para escrever ou só escreve quando a musa lhe ordena? Você é um escritor engajado, e, se é, em que causa? Suas histórias são autobiográficas ou ficcionais? E, principalmente, sendo você um artista, como é que sua vida pessoal não é tão movimentada assim? Pode-se dizer que é uma vida pessoal bem quadradinha? Ou ainda há uma porção de coisas sobre você que não sabemos? E como é que pode um escritor, um artista, trabalhar a vida inteira como contador? O quê? Isso é só um meio de ganhar a vida? E, diga, o fato de ser um contador não acaba totalmente com sua musa inspiradora? Ou você tem também outra vida que não quer revelar? Talvez nesta noite você concorde em nos dar pelo menos algumas dicas quanto a isso. E quem sabe poderia nos relatar, resumidamente e em suas próprias palavras, o que exatamente você quis dizer em seu último livro...

Amós Oz, na abertura de Rimas da vida e da morte, seu último livro.


Postado por Julio Daio Borges
Em 30/9/2008 às 18h48

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Rushdie, FHC e Maquiavel de Julio Daio Borges
02. 20 de Janeiro #digestivo10anos de Julio Daio Borges
03. Nova ortografia: tira dúvidas de Julio Daio Borges
04. Olhar fotográfico de Ana Elisa Ribeiro
05. Twittando da Campus Party de Julio Daio Borges


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/9/2008
09h20min
Prezados leitores, cuidado, cilada! No máximo reflitam sobre tais questões! Atentem ao título do livro: "Rimas da vida [linguagem] e da morte" = o homem é ser negativo, ele "é o que não é, e não é o que é" (citação de Heidegger in Giorgio Agamben); nesse caso, o referido livro exige um lugar para ser lido = o lugar da negatividade, em poucas palavras, levar em consideração que o falante é mortal! Abraços do Sílvio Medeiros.
[Leia outros Comentários de Sílvio Medeiros]
26/9/2008
12h39min
Se fosse escritor, morderia a isca e diria: escrevo para arquitetar o futuro. Por que só consigo escrever assim. Quero leitores inteligentes. Escrevo para reflexão. Apago e corrijo. Jamais serei famoso. Sou positivo. Os outros escritores são melhores. Quem me influenciou foi meu pai. Um mutante, em extinção em público. Todos que me criticam têm razão. Aprendo com eles e faço diferente. Uso caneta, teclado e lápis. Não escrevi nenhum livro. O mundo não precisa. Busco material na vida real com imaginação. Figuras femininas são maravilhosas, e podem pensar o que quiserem, sempre. Fui abandonado por todas. A musa me ordena a escrever na hora certa. Jamais me considerarei escritor. Minha biografia se tornará uma ficção barata. A maioria dos artistas é pura fama e não proveito (já foi dito e cantado). Vida enquadrada. Há lenha e há brasa. Vivo da arte. Fundamento, meio e fim. A musa consola. Lenha e brasa. Todas as anteriores são verdadeiras. Sempre tentarei fazer melhor. E daí? Tudo é o caminho do fim.
[Leia outros Comentários de Guto Maia]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro - Entre o Dogmatismo Arrogante e o Desespero Cético
Alberto Oliva
Instituto Liberal
(1993)



Seu Filho Adolescente - Orientação Psicológica para os Pais
Varios
Imago
(1975)



O Advogado de Deus
Zibia Gasparetto
Vida e Consciencia
(1998)



Mensagens do Padre Marcelo Rossi
Vários Autores
Gold
(2011)



Contabilidade e Controle de Operações Com Derivativos
Iran Siqueira Lima, Alexsandro Broedel Lopes
Thomson
(2003)



Direitos Humanos e Hiv Aids um Direito Em Construção
Áurea Celeste da Silva Abbade
Grupo de Apoio a Prevenção



Livro - O Xangô de Baker Street
Jô Soares
Companhia das Letras
(1995)



Bagunça na Cozinha. o 1º Livro do Aprendiz de Cozinheiro
Kiko Farkas
Callis
(2006)



A Evolução do Capitalismo Moderno
John A. Hobson
Nova Cultural
(1985)



Livro - A Moreninha - Coleção Ler é Aprender - Volume 17
Joaquim M. de Macedo
Klick
(1997)





busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês