Homens Especiais | Digestivo Cultural

busca | avançada
72475 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> ZapMusic, primeiro streaming de músicos brasileiros, abre inscrições para violonistas
>>> Espetáculo de dança em homenagem à Villa-Lobos estreia nesta sexta
>>> Filó Machado comemora 70 anos de vida e 60 de carreira em show inédito com sexteto
>>> Série 8X HILDA tem sessões com leitura das peças As Aves da Noite e O Novo Sistema
>>> Festival Digital Curta Campos do Jordão chega a todo o território nacional com 564 filmes inscritos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
Blogueiros
Mais Recentes
>>> À propos de Nice (1930)
>>> Sonhos olímpicos nos Lençóis Maranhenses
>>> Lifestyle Media
>>> A voz de Svetlana em Paraty
>>> São João del-Rei
>>> Convite para as coisas que não aconteceram
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Where I End and You Begin
>>> Nós, os afogados, de Carsten Jensen
>>> Dias de Luta, de Ricardo Alexandre
Mais Recentes
>>> Jurisdição Comunitária de Marcelino Meleu pela Lumen Juris (2014)
>>> O Estado e a Revolução de Lenin pela Expressão Popular (2007)
>>> Pedagogia e estética do teatro do oprimido: Marcas da arte teatral na gestão pública de Dodi Leal pela Hucitec (2015)
>>> Constitucionalismo Latino-Americano: Tendências Contemporâneas de Antonio Carlos Wolkmer , Milena Petters Melo pela Juruá (2013)
>>> Qu'est-ce que la démocratie? de Alain Touraine pela Le Livre de Poche (1997)
>>> Sobre a questão judaica de Karl Marx pela Boitempo (2010)
>>> O direito dos oprimidos de Boaventura de Sousa Santos pela Cortez (2015)
>>> La domination masculine de Pierre Bourdieu pela Éditions du Seuil (2002)
>>> Le citoyen de Marie Gaille (Apres.) pela Flammarion (1998)
>>> Le langage silencieux de Edward T. Hall pela Éditions du Seuil (2000)
>>> O 18 Brumário de Luis Bonaparte de Karl Marx pela Escriba (1968)
>>> Citoyenneté et politiques sociales de Annick Madec; Numa Murard pela Flammarion (1995)
>>> Sociologie de la vie politique française de Michel Offerlé pela La Découverte (2004)
>>> Du contrat social de Jean-Jacques Rousseau pela Le Livre de Poche (1996)
>>> Brasil: Uma Biografia de Lília Schwarcz , Heloisa Starling pela Cia das Letras (2015)
>>> Origens do totalitarismo: anti-semitismo, imperialismo, totalitarismo de Hannah Arendt pela Cia das Letras (2012)
>>> Gramatologia de Jacques Derrida pela Perspectiva (2011)
>>> O Espaço Dividido: os Dois Circuitos da Economia Urbana dos Países Subdesenvolvidos de Milton Santos pela Edusp (2008)
>>> Repensando a Pesquisa Jurídica. de Miracy Barbosa de Sousa Gustin pela Del Rey (2014)
>>> Cavaleiros do zodíaco Saint seiya volume 8 de Masami Kurumada pela Conrad (1997)
>>> samurai x volume 3 Rurouni Kenshin de Nobuhiro Watsuki pela Jbc (1997)
>>> Inu- Yasha volume 75 de Rumiko Takahashi pela Jbc (2004)
>>> Inu- Yasha volume 101 de Rumiko Takahashi pela Jbc (2004)
>>> Destino Cativo volume 1 de Matsuri Hino pela Panini Comics /Planet Mangá (2008)
>>> Destino Cativo volume 5 de Matsuri Hino pela Panini Comics /Planet Mangá (2008)
BLOG >>> Posts

Quinta-feira, 2/10/2008
Homens Especiais

+ de 2100 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Demorei para escrever para este Especial sobre as Olimpíadas porque queria falar de algo mais do que superar limites físicos, mentais, pressões familiares e (UFA!!) ainda da mídia.

Gostaria, na verdade, de escrever aos sobre-humanos. A quem o que descrevi acima é verdade, faz parte, mas não é tudo e, para isso, precisei esperar o fim das Olimpíadas: presenciei e acompanhei o que mais me emocionou, me dando prazer e satisfação: as paraolimpíadas.

Parabéns para a China! Parabéns para os E.U.A.! E um parabéns especial para a Grã-Bretanha!

O primeiro país provou que ter mais de 1,1 bilhões de pessoas importa: foi o primeiro colocado tanto nas Olimpíadas, quanto nas paraolimpíadas.

O segundo demonstrou que os números podem e devem ser analisados de acordo com a geopolítica. Para tanto, sua imprensa afirmou que o que vale em uma competição não é a quantidade de medalhas de ouro, e sim a quantidade total de medalhas conquistadas (raciocínio que concordo em parte, não posso mentir).

Já a Grã-Bretanha, como havia dito, merece um parabéns especial. Um país pequeno, que não usou de artifícios para reler os números como os E.U.A., ficou na segunda posição dos jogos paraolímpicos. Não seria isto uma demonstração de cidadania, a oportunidade de todos se desenvolverem?

Notemos alguns fatos, que, se não têm tanto a ver com o artigo, pelo menos são importantes para a cultura geral (inútil, quem sabe):

As paraolimpíadas foram muito pouco noticiadas, não obstante a força de vontade, a superação e a luta diária contra os mais desconhecidos medos e desafios de seus integrantes.

Enquanto nas olimpíadas os homens querem virar máquinas, nas paraolimpíadas os homens querem virar, simplesmente, homens.

Mesmo um escândalo, que contarei abaixo, não foi capaz de retirar das paraolimpíadas os deficientes mentais. Acompanhe os primeiros e bonitos passos da criação dessa competição:

A primeira paraolimpíada foi realizada em 1960, na cidade dos gladiadores (nada mais emblemático), Roma. Mas sua história é um pouco anterior: o neurologista Sir. Ludwig "Poppa" Guttman realizou uma competição com veteranos da II Guerra Mundial, que haviam sofrido lesões na medula. O enorme sucesso da competição culminou nas paraolimpíadas.

Mas mesmo onde deveria reinar esplendor pela idéia, e a celebração no convívio entre os seres humanos, sem preconceitos ou hostilidades, existe a gana por vencer. Os espanhóis, nas paraolimpíadas de 1980, escalaram no seu time de basquete atletas sem deficiência mental. Pelo menos não foi desta vez que uma atitude isolada e de má-fé prejudicou a festividade, mas na época se pensou tirar a oportunidade dos deficientes mentais de participar da competição pela dificuldade de medição do grau de deficiência. Retomando a linha mestra do artigo, o pouco caso dedicado às paraolimpíadas representa o descaso da sociedade com os deficientes e a pouca sensibilidade que nos rodeia.

A nossa cidadania pára nas vagas preferenciais oferecidas em shopping centers e farmácias, sempre com muita reclamação e desrespeito por parte dos "cidadãos".

Onde está nossa consciência?

Queria viver em um mundo com mais homens e menos máquinas...


Postado por Daniel Bushatsky
Em 2/10/2008 às 12h13


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Combattimento em São Paulo de Eugenia Zerbini
02. Como retocar uma mulher de Julio Daio Borges
03. O Valhalla em São Paulo de Eugenia Zerbini
04. Beethoven Quarto com Bernstein de Julio Daio Borges
05. The Doors com Eddie Vedder de Julio Daio Borges


Mais Daniel Bushatsky no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
5/10/2008
21h51min
Prezado Daniel, boa noite. A sua opinião acerca das paraolimpíadas foi muito bem estruturada, pois são estes homens que realmente representam a superação e a força de vontade dos seres humanos. Abraços, Isabel
[Leia outros Comentários de Isabel]
15/10/2008
17h48min
Caro Daniel, numa sociedade justa, nenhum homem precisa esforçar-se para fazer as vezes de herói. Ao contrário, uma sociedade justa implica o deleite de apenas ser.
[Leia outros Comentários de Waldir]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Confissões verídicas de um terrorista albino
Breyten Breytenbach
Rocco
(1985)
R$ 10,00



Diários
Lúcio Cardoso
Civilização brasileira
(2012)
R$ 50,00



Madame Mao - a Mulher Que Mandou Em 800 Milhões de Homens
Roxane Witke
Nova Fronteira
(1977)
R$ 7,50



Cegueira, Um Ensaio
Fernando Meirelles
Master Books
(2010)
R$ 150,00



A Cidade e as Serras
Eça de Queirós
Martin Claret
R$ 10,00



Receitas da Bruxinha Nathy
Roberto Dalpiaz Rech
Imprensa Livre
(2003)
R$ 12,00



Lendas do Bom Rabi
Malba Tahan
Saraiva
(1951)
R$ 18,00



Literatura Comentada Oswald de Andrade
Jorge Schwartz
Nova Cultural
(1988)
R$ 5,00



Viva Com Esperança
Mark Finley e Peter Landless
Casa Publicadora
(2014)
R$ 5,00



Thy Neighbours Wife
Gay Talese
Pan Book
(1981)
R$ 44,10





busca | avançada
72475 visitas/dia
2,1 milhões/mês