O Valhalla em São Paulo | Digestivo Cultural

busca | avançada
59064 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Joca Andreazza dirige leitura de Auto da Barca de Camiri na série 8X HILDA
>>> Concerto Sinos da Primavera
>>> Aulas on-line percorrem os caminhos da produção editorial
>>> Rapsódia capital de Mário de Andrade resgata a grandeza do modernismo nacional
>>> Livro: Os Festivais de Rock - Uma Vida Rock n Roll
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
>>> Sou rosa do deserto
>>> Os Doidivanas: temporada começa com “O Protesto”
>>> Zé ninguém
>>> Também no Rio - Ao Pe. Júlio Lancellotti
>>> Sementinas
>>> Lima nova da velha fome
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Twitter: A Crítica Como Vocação
>>> John Lennon, o homem
>>> 1998 ― 2008: Dez anos de charges
>>> I-ching-poemas de Bruna Piantino
>>> Literatura Falada (ou: Ora, direis, ouvir poetas)
>>> A busca
>>> Eu quero é rosetar
>>> Em defesa de Harry Potter
>>> Tunturi, de António Vieira
>>> Copa do Mundo: agonia e êxtase
Mais Recentes
>>> Bolos Decorados, volume 1,2 e 3 de Editora Três pela Três (2002)
>>> Psicologia Legislação de Conselho Federal de Psicologia pela Conselho Federal de Psicologia (1982)
>>> Boitempo & A Falta Que Ama de Carlos Drummond de Andrade pela José Olympio (1979)
>>> O Dom Supremo de Henry Drummond, adaptação de Paulo Freire pela Rocco (1994)
>>> Psicologia Educacional de Robert S. Ellis pela Nacional (1967)
>>> Jesus, A Dor e a Origem de Sua Autoridade Volume II de Paiva Netto pela Elevação (2016)
>>> Restaurante Chinês e Outras Histórias de Vários Autores pela Nova Prova (2002)
>>> Condição Física de José Antônio Pires Gonçalves pela Imprensa do Exército (1968)
>>> Taxitramas – Diário de um Taxista de Mauro Castro pela Sulina (2006)
>>> Comunicação Incomunicação no Brasil de Vários Autores pela Loyola (1976)
>>> Os Versos do Capitão de Pablo Neruda pela Bertrand Brasil (1997)
>>> Lira e Antilira - Mário, Drummond, Cabral de Luiz Costa Lima pela Civilização Brasileira (1968)
>>> A Arte de Educar de Flávio Gikovate pela Mg (2002)
>>> Recados da Lua (Coleção Amores Extremos) de Helena Jobim pela Record (2001)
>>> O Homem no Cotidiano - Alicerce do Paraíso 4 de Meishu-sama pela Immb (2007)
>>> Bíblia Sagrada de João Ferreira de Almeida pela Sociedade Bíblica do Brasil (1999)
>>> Bíblia Sagrada de João Ferreira de Almeida pela Sociedade Bíblica do Brasil (1999)
>>> Histologia de Leon O Weiss e Roy O Greep pela Guanabara Koogan (1981)
>>> Embriologia e Taxonomia das Malformações Cardiovasculares de José Hortencio de Medeiros Sobrinho pela Dante Pazzanese (1977)
>>> Crônicas 2 – Coleção Para Gostar de Ler de Vários Autores pela Ática (2011)
>>> A Usina Nuclear de Papai de Marc Laidlaw pela Nova Cultural (1989)
>>> A Virgem do Sol - os Quatros Cantos do Mundo - Tahuantinsuyo de Ana Cristina Vargas - José Antônio pela Boa Nova (2005)
>>> O rei artur e os cavaleiros da távola redonda de Thomas Malory pela Scipione (2002)
>>> A Morte do Clóvis & Outras Histórias do Teatro Gaúcho de Zé Victor Castiel pela L&PM (2001)
>>> Poluição das Drogas de J Alves Garcia pela Rio (1972)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 22/10/2013
O Valhalla em São Paulo

+ de 2400 Acessos

Na mitologia nórdica, o Valhalla era o paraíso para onde a alma dos guerreiros mortos em combate eram levadas, conduzidas pelas Valkyrias. Nesse fim de semana, tal paraíso desceu aos palcos da Sala São Paulo para aqueles que foram ouvir a Orquestra Sinfônica Finlandesa de Lahti, em sua primeira apresentação no Brasil, e sua solista, a violinista Elina Vähälä.

Na noite de sábado, o programa iniciou com a abertura Manfredo, de Robert Schumann (1810-1856), música incidental sobre obra homônima de Lord Byron (1788-1824). De acordo com o programa, Schumann - filho de um livreiro que traduziu Byron para o alemão - chorou e passou noites em claro depois de ler Manfredo, peça escrita por Byron após a crise de seu casamento com Annabelle Milbanke, sob acusações de incesto com sua meio-irmã, Augusta Leigh. No texto byroniano, Manfredo, por coincidência, arde de amores por sua meio-irmã... Mad, bad and dangerous to know (Louco, mau e perigoso de conhecer), como a pessoa de Byron foi sintetizada por uma de suas amantes, Lady Caroline Lamb. A sonoridade da orquestra mostrou-se à altura do romantismo exasperado que inspirou a partitura.

Dando continuidade ao programa, o concerto para violino nº 1 em sol menor, op. 26, do compositor alemão Max Bruch (1838-1920). Só a poesia de Lord Byron é que estaria à altura para descrever a solista, Elina Vähälä, no palco da Sala São Paulo:She walks in beauty, like the night/Of cloudless climes and starry skies (Ela caminha em beleza, como a noite/De clima sem nuvens e céu estrelado). Linda e elegante, Vähälä trouxe consigo o paraíso - o nórdico Valhalla -, com sua interpretação magistral, carregada de expressão. Cada compasso com seus músculos, nervos e tendões. E a beleza edênica da música, da grande sala de concerto e da bela solista que se encarregou da interpretação.

Após o intervalo, a Sinfonia nº 5 em mi bemol maior, op. 82, de Jean Sibelius (1865-1957), o mais festejado compositor da Finlândia. Porém, por mais correta que estivesse a orquestra, em alguns ouvidos ainda ecoavam as notas do concerto de Bruch, com seus solos enérgicos de violino e o som da orquestra em tutti.

Fundada em 1910, apenas na década de 1990 a Orquestra Sinfônica Finlandesa de Lahti (cidadezinha a menos de uma hora de Helsinque) começou a excursionar de forma sistemática nos palcos internacionais. Atualmente, com mais de 60 CDs gravados, além de premiada, é um sucesso de crítica.

Por sua vez, a carreira de Elina Vähälä - nascida nos Estados Unidos, mas criada na Finlândia - está intimamente ligada à trajetória da orquestra. Tendo iniciado seus estudos aos três anos, aos 12 com ela tocou pela primeira vez. Pouco depois, foi chamada para ser sua jovem solista, dando início a uma parceria que dura até o presente.

A Orquestra Sinfônica Finlandesa de Lahti apresentou-se duas vezes na Sala São Paulo (sábado e domingo passados), como penúltima atração da série de concertos da Sociedade de Cultura Artística, temporada de 2013. Os concertos de encerramento, nos dias 2 e 6 de novembro, irão contar com a apresentação do grupo Combattimento Consort Amsterdam. No programa, obras do período clássico e barroco (Mozart, Rameau e Haydn).

A seguir, a gravação de trecho do concerto para violino nº 1 de Max Bruch (opus 26), na interpretação da Orquestra Sinfônica Finlandesa de Lahti, sob a regência de Okko Kamu, tendo como solista a mais que talentosa Elina Vähälä, que levou platéia paulistana às alturas. A gravação do trecho, disponibilizada pela própria orquestra, infelizmente é cortada de modo abrupto antes do final.





Postado por Eugenia Zerbini
Em 22/10/2013 à 00h03


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O papel do escritor de Yuri Vieira


Mais Eugenia Zerbini no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Ponta - 8201
Charles D Ambrosio
Grua
(2008)
R$ 10,00



Horizonte Perdido - Grandes Sucessos
James Hilton
Abril
(1980)
R$ 7,00



Civilizações Pré Clássicas
António Augusto Tavares
Universidade Aberta
(1995)
R$ 137,00



Satiricon
Perrônio Marcos Santarrita Trad
Victor Civita
(1981)
R$ 8,05



Clt Saraiva Acadêmica - Constituição Federal
Saraiva
Saraiva
(2010)
R$ 35,00



Os Bastidores do Second Life - Notícias de um Novo Mundo
Wagner James Au
Idéia & Ação
(2008)
R$ 15,00



El Mecanismo de La Vida Consciente
Carlos Bernardo González Pecotche
Logosófica
(1998)
R$ 100,00



O Profeta
Kahlil Gilbran
Ediouro
(2002)
R$ 11,90



Um Porto Seguro
Nicholas Sparks
Novo Conceito
(2012)
R$ 10,90



A Conquista da Matemática 6º Ano
Giovanni/giovani Júnior/castrucci
Ftd
(2015)
R$ 40,00





busca | avançada
59064 visitas/dia
2,3 milhões/mês