Um réquiem (mais um) | Digestivo Cultural

busca | avançada
88011 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Nova Exposição no Sesc Santos tem abertura online nessa quinta, 17/06
>>> Arte dentro de casa: museus e eventos culturais com exposições virtuais
>>> “Bella Cenci” Estreia em formato virtual com a atriz Thais Patez
>>> Espetáculo teatral conta a história de menina que sonha em ser astronauta
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Autores & Ideias no Sesc-PR I
>>> Balangandãs de Ná Ozzetti
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> A sétima temporada de 24 horas
>>> De olho neles
>>> Saudações cinemusicais
>>> 1998 ― 2008: Dez anos de charges
>>> The Book of Souls
>>> Carta ao pai morto
>>> Rousseau e a Retórica Moderna
Mais Recentes
>>> Walter Benjamin: os cacos da história de Gagnebin, Jeanne Marie pela Mercado Editorial (2018)
>>> O Enigma de Teotihuacán de P. Guirao pela Hemus (1984)
>>> O mito, o ritual e o oral de Jack Goody pela Vozes (2012)
>>> O Peregrino Ilustrado de John Bunyan pela Mundo Cristão (2007)
>>> Cancioneiro para Encontro Vocacionais e de Jovens de N/t pela Loyola (1983)
>>> Cristãos Hoje de N. Maccari pela Paulinas (1976)
>>> Salmos de Edgard Armond pela Aliança (1979)
>>> Lobas, Lobos e Afins - a Eterna Busca da Liberdade... de Solange Torino pela Virgo (2001)
>>> Vida, Morte e Destino de Maria Fernanda S. e Edson Olivari de Castro pela Cia Ilimitada (1992)
>>> Rezas, Orações e Preces de Varios Autores pela Rita Carneti (1992)
>>> Como Falar em Publico e Influenciar Pessoas no Munndo dos Negócios de Dale Carnegie pela Record (1962)
>>> Uma Jornada Interior de Sara Mariott pela Pensamento (1993)
>>> Jovens e Adultos Dominical Fidelidade de Varios Autores pela Betel
>>> O Manual da Felicidade de Pe. Alberto Luiz Gambarini pela Ágape (2008)
>>> Como Enfrentar o Stress de Marilda Novaes Lipp e Colaboradores pela Ícone (1990)
>>> Auxiliares Invisíveis de C. W. Leadbeater pela Pensamento (1997)
>>> Oito Passos para Você ter Saúde de Ana Maria Freitas pela N/a
>>> O Livro do Destino de Herman Kirchenhoffer pela Círculo do Livro (1978)
>>> Eles Voltaram de Francisco Cândido Xavier pela Instituto de Difusão Espírita (1982)
>>> Os Remédios Florais do Dr. Bach de Dr. Edward Bach pela Pensamento (2006)
>>> Encontros, Desencontros e Reencontros de Florangela M. Desidério pela Paulinas (1982)
>>> Cavaleiro da Concórdia de Manoel Jacintho Coelho pela Racional (1988)
>>> Fátima, Aurora do Terceiro Milênio de João S. Clá Diaz pela Associação Cultural Nossa Senhora de Fátima (2000)
>>> I Ching, O Livro das Mutações de Juan Echenique Pérsico pela Melhoramento (2012)
>>> O Encontro, os mais Belos Encontros de Cristo de João Mohana pela Agir (1979)
BLOG >>> Posts

Quarta-feira, 4/5/2005
Um réquiem (mais um)

+ de 3000 Acessos

O trampo ideal chegou ao fim com um telefonema. "Se soubesse que aquela seria a última, tinha caprichado", brinquei. "Você continua nos nossos planos", brincou mais ainda a voz do outro lado da linha. Com a polidez e a satisfação inatas aos portadores de notícias desagradáveis, um diretor alegou uma razão econômica qualquer para dizer que o jornal Correio Popular, de Campinas (SP), não vai mais reproduzir minha coluna semanal. Até esqueci que um dia ia acabar, de tanto que durou: quase cinco anos, de longe meu recorde em qualquer atividade remunerada. Por e-mail, enviava na segunda-feira o texto que seria impresso na edição seguinte. Todo dia 5, depositavam a devida merreca. Eis o segredo da longevidade, consultores.

Foi o responsável pelo caderno de cultura, Alexandre Matias, que me convidou. O atual coordenador do Trama Universitário (e cotadíssimo para ocupar uma das cadeiras do conselho da futura Agência Nacional de Incentivo ao Trabalho Autoral - Anita) achava interessante ter meia página por semana assinada pelo então editor-chefe da revista Showbizz. Ele confiava na minha bagagem cultural para levar entretenimento saudável ao rico interior paulista. E, principalmente, sabia que só eu estaria disposto a encarar o desafio pela merreca oferecida. Mas ignorava que terça-feira, o dia determinado para a coluna ser publicada, é o dia do escorpião. O que revestiu tudo de magia a partir de 16 de maio de 2000.

Pouco depois, ele saiu do jornal. Eu, que jamais visitara a cidade nem tinha visto um exemplar do diário e sequer minha coluna impressa, perdi o único contato com a redação campineira. O roteirista, chargista, escritor, videasta e-outras-profissões-que-não-exigem-diploma Zé Dassilva chegou a levantar a hipótese de que não existia coluna nenhuma. Sua suspeita era de que o material por mim remetido ia direto para o computador de um milionário bugrino que nutria uma platônica afeição pela minha prosa, pagando-me para não dividi-la com mais ninguém - em vez de sexo, uma espécie de brochada solitária. A suposição sustentar-se-ia, não fosse pela minha caixa de correspondência, entupida pelas assessorias de imprensa.

Foram 253 colunas inspiradas por uma tela em branco. Sentar diante do monitor para escrever sobre qualquer coisa, de preferência algo que não deixe tão escancarado o despreparo para a missão. Falava das coisas simples do Brasil, como ensinava o Gueto, e também de coisas que você nunca viu. Automonia total, tanto no conteúdo quanto na forma. Valia crítica, ensaio, reportagem, fábula, paráfrase; desde que de acordo com critérios pautados pelo bem-estar. A rigidez ficava com o formato, cinco parágrafos com 700 toques cada. Às vezes um pouco mais, nunca menos de 3500 caracteres. Diz a propaganda que o importante é ter estilo. Quem não tem, inventa um, digo eu. Ou faz da ausência o seu.

Na impossibilidade de farejar minha obra no papel (porque nunca me mandaram um exemplar!), agarrei-me à internet. Pelo menos no site ela aparecia, ao lado de uma caricatura tirada de uma 3x4 de quando eu era jovem. Aí, resolveram que só aos assinantes do jornal seria permitido acessá-la. Entre partir para a ignorância (porque nunca me mandaram uma senha, porra!) ou montar um arquivo de fácil consulta, preferi criar o Fiambres Gasperin. Do envelope que o carteiro não me entregou à democratização via digital, a coluna me viu aposentar a carteira assinada, montar uma editora, ter uma filha, escrever um livro, voltar para Floripa e adotar a informalidade. Não me queixo. Sempre me considerei um autor privilegiado: conheço todos os meus leitores pelo nome. Eles são o pretexto para a minha vaidade de continuar.

Emersong, e mais um ocaso jornalístico, originalmente relatado no Fiambres Gasperin (via Matias).


Postado por Julio Daio Borges
Em 4/5/2005 às 19h16


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O ar de uma teimosia de Ana Elisa Ribeiro
02. Leitura e livros em pauta de Ana Elisa Ribeiro
03. Contos Clássicos de Fantasma de Julio Daio Borges
04. Raízes do Brasil de Celso A. Uequed Pitol
05. Quando não existe diálogo... de Julio Daio Borges


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




História da Ll Guerra Mundial- 1939-1945
Edgard Mc Innis
Globo
(1956)



Iniciação a Administração de Recursos Humanos
Idalberto Chiavenato
Manole
(2014)



O crime do padre Amaro (15ª ed.)
Eça de Queirós
Ática
(2001)



Teatro Grego ( Ésquilo, Sófocles, Eurípedes, Aristófanes)
Osmar Perazzo Lannes (tradução e Adaptação)
Matos Peixoto (rj)
(1965)



Renato Russo: o Filho da Revoluçao
Carlos Marcelo
Agir
(2009)



Os Dispersos - Contos
Janette Fishenfeld
Do Autor
(1966)



Um Assassinato um Mistério um Casamento
Mark Twain
Rideel
(2007)



Como Fazer do Sucesso um Hábito
Mack R. Douglas
Pro Net
(1994)



Vamos para Casa: uma História de Amor
Maria do Carmo Lima de Rezende (dedicatória)
7letras
(2004)



Gregor Mendel - Vida e Obra
Newton Freire Maia
T a Queiroz
(1995)





busca | avançada
88011 visitas/dia
2,7 milhões/mês