Jeitos de trabalhar | Digestivo Cultural

busca | avançada
86234 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> ZapMusic, primeiro streaming de músicos brasileiros, abre inscrições para violonistas
>>> Espetáculo de dança em homenagem à Villa-Lobos estreia nesta sexta
>>> Filó Machado comemora 70 anos de vida e 60 de carreira em show inédito com sexteto
>>> Série 8X HILDA tem sessões com leitura das peças As Aves da Noite e O Novo Sistema
>>> Festival Digital Curta Campos do Jordão chega a todo o território nacional com 564 filmes inscritos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
Blogueiros
Mais Recentes
>>> À propos de Nice (1930)
>>> Sonhos olímpicos nos Lençóis Maranhenses
>>> Lifestyle Media
>>> A voz de Svetlana em Paraty
>>> São João del-Rei
>>> Convite para as coisas que não aconteceram
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Where I End and You Begin
>>> Nós, os afogados, de Carsten Jensen
>>> Dias de Luta, de Ricardo Alexandre
Mais Recentes
>>> Amêndoa de Nedjma pela Objetiva (2004)
>>> Tatu - Balão de Sônia Barros pela Alegria (2014)
>>> Papai! (Livro infantil) de Philippe Corentin pela Cosac Naify (2014)
>>> Documentos historicos municipais de Valeria agra pela C E H m (2011)
>>> Jurisdição Comunitária de Marcelino Meleu pela Lumen Juris (2014)
>>> O Estado e a Revolução de Lenin pela Expressão Popular (2007)
>>> Pedagogia e estética do teatro do oprimido: Marcas da arte teatral na gestão pública de Dodi Leal pela Hucitec (2015)
>>> Constitucionalismo Latino-Americano: Tendências Contemporâneas de Antonio Carlos Wolkmer , Milena Petters Melo pela Juruá (2013)
>>> Qu'est-ce que la démocratie? de Alain Touraine pela Le Livre de Poche (1997)
>>> Sobre a questão judaica de Karl Marx pela Boitempo (2010)
>>> O direito dos oprimidos de Boaventura de Sousa Santos pela Cortez (2015)
>>> La domination masculine de Pierre Bourdieu pela Éditions du Seuil (2002)
>>> Le citoyen de Marie Gaille (Apres.) pela Flammarion (1998)
>>> Le langage silencieux de Edward T. Hall pela Éditions du Seuil (2000)
>>> O 18 Brumário de Luis Bonaparte de Karl Marx pela Escriba (1968)
>>> Citoyenneté et politiques sociales de Annick Madec; Numa Murard pela Flammarion (1995)
>>> Sociologie de la vie politique française de Michel Offerlé pela La Découverte (2004)
>>> Du contrat social de Jean-Jacques Rousseau pela Le Livre de Poche (1996)
>>> Brasil: Uma Biografia de Lília Schwarcz , Heloisa Starling pela Cia das Letras (2015)
>>> Origens do totalitarismo: anti-semitismo, imperialismo, totalitarismo de Hannah Arendt pela Cia das Letras (2012)
>>> Gramatologia de Jacques Derrida pela Perspectiva (2011)
>>> O Espaço Dividido: os Dois Circuitos da Economia Urbana dos Países Subdesenvolvidos de Milton Santos pela Edusp (2008)
>>> Repensando a Pesquisa Jurídica. de Miracy Barbosa de Sousa Gustin pela Del Rey (2014)
>>> Cavaleiros do zodíaco Saint seiya volume 8 de Masami Kurumada pela Conrad (1997)
>>> samurai x volume 3 Rurouni Kenshin de Nobuhiro Watsuki pela Jbc (1997)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 25/11/2014
Jeitos de trabalhar

+ de 1000 Acessos

Jeitos de trabalhar (e formas de vida)

Estudar é solitário. Assistir aula é em grupo.

Na faculdade, fiz um estágio bem técnico, num dos departamentos, mas passava a maior parte do tempo produzindo resultados sozinho, para depois apresentar ao meu supervisor direto.

Em seguida, fiz um estágio numa consultoria e tive a experiência de trabalhar com "peers". É muito estimulante conviver com alguém que seja um "igual" mas que, ao mesmo tempo, seja um agente provocador.

Trabalhei em bancos. No primeiro, me identificava pouco com as pessoas. No segundo, me identificava mais. Mesmo assim, não era um lugar onde eu queria fazer "carreira" pelo resto da vida.

O começo do Digestivo foi em paralelo ao banco. Em horários de almoço, à noite e durante os fins de semana. Depois trabalhei na casa dos meus pais e minha mãe ficava feliz da vida porque podia me servir um lanche à tarde ;-)

Para abrir a empresa, fui para um escritório. Mas como sempre tivemos colaboradores remotos no site, passei uns bons dez anos trabalhando sozinho, como sabem meus poucos estagiários e editores-assistentes.

Quando viemos para uma casa, eu, a Carol e a Catarina, havia espaço para os nossos respectivos "home offices" e assim fizemos.

Agora, começo um projeto novo (mais pra frente comento dele com vocês) e um sócio, e amigo, me ofereceu seu espaço para dividir comigo. E depois de quase vinte anos me sinto trabalhando com "peers" de novo...

Nos primeiros anos do Digestivo, para escrever eu precisava de muita concentração, silêncio. Às vezes acordava mais cedo. Às vezes produzia de madrugada.

Depois que veio a Catarina, eu tive de aprender a produzir em qualquer situação. Como eu me revezava com a Carol, meus horários não eram tão fixos. E como a Catarina queria atenção, muita coisa ficava para depois que ela dormia. Então, a gente dormia mais tarde, e menos.

O tempo foi passando, a Catarina foi crescendo, e eu fui aprendendo a produzir - mesmo coisas que exigiam concentração - ao lado dela, respondendo perguntas às vezes complexas, em meio aos seus desenhos e às primeiras letras.

Agora entro numa estrutura de escritório novamente e eu gostando de racionalizar, outra vez, os processos.

Acredito que a vida é um "vai e vem" de fases e organizamos nossa rotina conforme a demanda.

Foi um privilégio participar dos primeiros anos da Catarina bem de perto. Ao mesmo tempo, sinto que a oportunidade do meu novo projeto surgiu na hora certa: a Catarina tem cada vez mais autonomia e vai formando o círculo dela, com crianças da idade dela. Tem já o seu mundo.

Lembro de uma discussão com a minha mãe, sobre um projeto de intercâmbio, em que ela foi muito crítica mas, no final, concluiu: "Eu não criei vocês pra mim; criei vocês para o mundo".

É verdade. Mas continuamos temerosos de introduzir nossos filhos ao mundo. E de se embrenhar nele...


Postado por Julio Daio Borges
Em 25/11/2014 às 12h27


Quem leu este, também leu esse(s):
01. in-octavo de Julio Daio Borges


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Eu Aprendi
Fernando Wosniak Steler
Elsevier
(2006)
R$ 15,00



Ascensão da Meia Noite
Lara Adrian
Universo dos Livros
(2012)
R$ 45,00



A Vida do Ives Ota - o Mensageiro da Paz
Iolanda Keiko Ota
Do Autor
(1999)
R$ 5,00



Serafim Ponte Grande
Oswald de Andrade
Círculo do Livro
R$ 14,22



Anatomia Emocional - 5ª Edição
Stanley Keleman
Summus
(1992)
R$ 107,95



200 Dias de Leitura e Escrita na Escola
Rossana Ramos
Ed. Cortez
(2011)
R$ 36,96



Defesas Do Devedor Alimentar - Direito
Alexandre Paiva Marques
Led
R$ 20,00



Historia do Brasil
Francisco de Assis Silva
Moderna
(1994)
R$ 20,00



Prática Tributária 9561
Eduardo Sabbag
Método
(2014)
R$ 16,00



Encontros Com o Brasil
Paulo Rónai
Batel
R$ 10,00





busca | avançada
86234 visitas/dia
2,1 milhões/mês