Irmãos Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
59843 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Pousada e Recanto dos Pássaros – Sítio Vô Elias Maffei
>>> Coreógrafa carioca Esther Weitzman ministra oficina gratuita de dança no Sesc Santana
>>> Caleidos apresenta “Entrevista” para gestores e professores da rede pública de São Paulo
>>> É HOJE (30/9): Mostra Imaginários no Cine Bijou
>>> Etapa apresenta concerto gratuito da Camerata Fukuda com o violinista Ricardo Herz
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
Colunistas
Últimos Posts
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
Últimos Posts
>>> Cabelos brancos
>>> Liberdade
>>> Idênticos
>>> Bizarro ou sem noção
>>> Sete Belo
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
>>> Conforme o combinado
>>> Primavera, teremos flores
>>> Além dos olhos
>>> Marocas e Hermengardas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> 50 anos de Bossa Nova
>>> O humor da Belle Époque
>>> 24 de Março #digestivo10anos
>>> Lendo Virgílio, ou: tentando ler os clássicos
>>> Introdução ao filosofar, de Gerd Bornheim
>>> Kindle DX salvando os jornais?
>>> A Casa de Ramos
>>> Reconhecimento
>>> A hora exata em que me faltaram as palavras
Mais Recentes
>>> Análise de Balanços ao Alcance de Todos de A Lopes de Sá pela Atlas (1965)
>>> Turiscultura: Viagens pelo Brasil de Zefinha Louça pela Kelps (2000)
>>> Nobel o Prêmio e o Homem 100 Anos de Medicina de João J Noro Coord pela Jsn (1999)
>>> Ela foi Até o Fim de Meg Cabot pela Galera Record (2010)
>>> Depoimentos Literários de Rita Canter pela Flama (1971)
>>> Manual de Direito Penal Vol III -parte Especial Arts. 235 a 361 do Cp. de Julio Fabbrini Mirabete / Renato N. Fabbrini pela Atlas (2007)
>>> Os Meninos Morenos de Ziraldo pela Melhoramentos (2005)
>>> A Casa do Escritor de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho pela Petit (1993)
>>> Competências e Aprendizagem Organizacional de Andrea Valéria Steil pela Stela (2006)
>>> Cinco Cenários para o Brasil 2001-2003 de Claudio Porto, Elimar Nascimento, Sérgio Buarque pela Nórdica (2001)
>>> Por Que Faltam os Alimentos? de Egon Nort pela Ufsc (1988)
>>> Psicologia e Profissão Em São Paulo de Sylvia Leser de Mello pela Ática (1977)
>>> Desafios Éticos de José Eberienos Assad Coord pela Conselho Federal de Medicina (1993)
>>> Drogas: Qualidade de Vida e Cidadania de Ifsc / Ufrj pela Do Autor
>>> Juizados Especiais Cíveis e Criminais - Vol. 15 - Tomo II de Marisa Ferreira dos Santos e Ricardo Cunha pela Saraiva (2006)
>>> Trilhos e Trilhas História 4ª Série de Jane Gasparotto Fernandes Maria Angela Borges pela Saraiva (2003)
>>> Complexo de Clark Kent - São Super-homens os Jornalista? de Geraldinho Vieira pela Summus Editorial (1991)
>>> Public Auction 469 - General Sale de A. Karamitsos pela Hilton Athens (2013)
>>> Ulster Story de Michael Villeneuve pela Longman (1977)
>>> Flashlight 1 - Combined Students Book and Workbook de Paul a Davies Tim Falla pela Oxford
>>> Um Olhar Sobre I Mercoseti de I Encontro do Mercosul Sobre a Terceira Idade pela Sesc (1997)
>>> Estudo da História da Administração- Sua Presença Em Goiás de Ubirajara Galli pela Kelps (2010)
>>> Liberdade de Comunicação de Derrick Sington pela Fundo de Cultura (1996)
>>> Contrato Administrativo Equilíbrio Econômico Financeiro de José Renato Gaziero Cella pela Juruá (2006)
>>> Ser Deficiente Não é Defeito de Rafael Carlos pela Escala
BLOG >>> Posts

Segunda-feira, 20/7/2015
Irmãos Amâncio

+ de 4400 Acessos

Atendendo a pedidos, publicamos pequenas entrevistas com os Blogueiros do Digestivo. (Até que a plataforma esteja 100% pronta e você conheça os blogs propriamente ditos...!) - JDB

1. Qual é a sua história com o Digestivo? (Como conheceu; há quanto tempo lê; por que acredita na iniciativa do Digestivo Blogs.)

Angélica Amâncio ― Um amigo me encaminhou um texto, anos atrás. Li outro, outro... E passei a acompanhar a página, que tem muitas contribuições interessantes, como a ideia do Digestivo Blogs!

Luís Fernando Amâncio ― A iniciativa do Digestivo Blogs é muito boa. O Digestivo se tornou um canal de confluência para pessoas que acompanham a produção cultural. Dar voz a esses leitores, que não por acaso acompanham o site, certamente ampliará o diálogo, potencializará as trocas de experiências.

2. Qual é o seu "background" (sua formação)? De onde vem; o que estudou; quais trabalhos seus citaria etc.

Angélica ― Eu nasci em Três Corações e passei a vida, até aqui, estudando Literatura: graduação, mestrado e doutorado... Pode parecer um tanto quanto "monocromático" a princípio, mas a gente sabe que, de monocromática, a literatura não tem nada. No meu caso, posso dizer que ela colore muito a minha vida.

Luís Fernando ― Minha formação é em História. Fiz a graduação e o mestrado na UFMG, com dissertação sobre o movimento de Cinema Novo e o conceito de culturas políticas. Paralelamente, me dedicava à produção literária, atividade à qual dou maior atenção agora.

3. Sobre quais temas vai falar/tratar no seu blog?

Angélica ― Sobre coisas que façam o coração pulsar diferente: filmes, livros, viagens, shows de rock, dias de chuva, partidas de futebol e ― por que não? ― política, desigualdade, dor.

Luís Fernando ― Estou com muita vontade de escrever crônicas, justamente por ser um gênero que nos permite, com o pretexto de tratar do cotidiano, flutuar entre vários temas.

4. Você já teve blog? Se sim, qual (ou quais), e com que repercussão?

Angélica ― Tenho um blog que, ultimamente, atualizo muito pouco. Foi criado com o intuito de domesticar um pouco a escrita, produzir semanalmente, disciplinadamente. Nos primeiros anos, o projeto foi eficaz e teve alguns leitores. Depois minha energia foi sendo sugada pela escrita acadêmica. Agora é hora de redirecioná-la para o "literário" outra vez.

Luís Fernando ― Também tenho um blog, forma que encontrei para compartilhar textos com amigos ou quem mais se aventurar a lê-los. De fato, ter um blog é um ótimo exercício ― não dá para deixar os textos empoeirando no HD do computador. Mas também tenho atualizado pouco meu blog...

5. Qual é sua relação com a escrita? Já escreveu em outros veículos/sites? Já publicou? Como foi a sua experiência nesse sentido (de colaborar e/ou publicar)?

Angélica ― Publiquei contos em coletâneas, poemas em revistas, textos em jornal, além de resenhas, artigos, ensaios acadêmicos. Estou com meu primeiro livro de poemas pronto, para ser lançado até o final deste ano.

Luís Fernando ― Participei de coletâneas de poemas, de crônicas e de contos. Recentemente, como premiação no "Prêmio LiteraCidade Jovem", publiquei meu primeiro livro, Contos de Autoajuda para Pessoas Excessivamente Otimistas, pela editora que nomeia o certame.

6. Como é se interessar por cultura, ou ter uma atividade intelectual, ou simplesmente ler o Digestivo, num país como o Brasil, ou sendo brasileiro? É uma profissão de fé? Ou é um desafio que te motiva (no dia a dia)?

Angélica ― Acredito que cultura seja uma questão de círculo social, de vontade, de oportunidade ― não exatamente de país. Há muita gente interessada em cultura no Brasil, assim como há muitos indivíduos nos países ditos "desenvolvidos" que passam as noites vidrados na programação paupérrima de certos canais de TV (e, sim, a programação também pode ser paupérrima por lá!). Ter uma atividade cultural, seja onde for, tem a ver com isso: ajudar a produzir a oportunidade ― que as pessoas são livres para apreciar ou refutar, é claro.

Luís Fernando ― Não consigo pensar em cultura por um viés que não seja o antropológico, ou seja, cultura como conjunto de práticas e representações que determinada coletividade tem em comum. E, nesse sentido, o Brasil tem uma cultura muito rica, diversa. Particularmente, acho que o maior desafio para a atividade intelectual é transformá-la em um diálogo amplo com o maior número possível de pessoas. Não basta ficar restrito a um pequeno círculo de pares, de iguais. Nem achar que só será ouvido: diálogo indica troca. O intelectual também precisa ouvir.

7. Você acha que, através da internet, podemos mudar esse cenário (de pouca cultura, pouco interesse pela vida intelectual, parca discussão de ideias etc.)?

Angélica ― A internet ajuda a difundir a cultura, isso é inegável. Mas a gente sabe que tem muito vídeo engraçado no YouTube, muita chamada sensacionalista na primeira página do Yahoo, muito famoso mostrando a boa forma na praia. Convenhamos: é difícil competir com tudo isso. Só que a gente insiste, sabendo que não dá para ganhar todas ― nem para perder também.

Luís Fernando ― Penso na internet como um oceano. Quantas possibilidades de trajetos e de descobertas um oceano guarda? Muitas. Mas as pessoas costumam seguir por caminhos que já conhecem, dia após dia, o mesmo trajeto: ou seja, mal utilizado, oceano é como um riacho, um caminho só. A internet tem muito potencial, já é uma revolução por agrupar pessoas por afinidades e não pela geografia. Mas, sem espírito desbravador, a internet não se efetiva em todo seu vigor.

8. Quais foram suas maiores influências? (Não precisa, necessariamente, ser alguém conhecido ou "famoso". Pode citar obras e/ou experiências também.) Quais "modelos" pretende seguir (ou te servem de referência)?

Angélica ― São muitas as influências. Professores, escritores, amigos, familiares, personagens. Meursault, Sal Paradise, Antoine Roquentin, e tantos outros, ensinaram-me um pouco a ser assim no mundo.

Luís Fernando ― Literatura beat, contemporânea, animes, rock, Hermes e Renato, o cinema menos domesticado... Há tanto para se experimentar que fico pouco pensando em quem realmente me influencia.

9. Mais alguma coisa que os Leitores precisam saber de você (mais alguma coisa que você gostaria de falar e eu não te perguntei)?

Angélica ― A ideia para o blog era escrevê-lo em parceria com o meu irmão e, por isso, chamá-lo Irmãos Amâncio - numa referência descarada aos Irmãos Coen, Campos ou Lumière, tanto faz. É um projeto antigo nosso e vimos na proposta do Digestivo Cultural uma oportunidade de colocá-lo em prática. Ele acabou sendo dividido (Luís Fernando e Angélica), para evitar confusões nas autorias, mas a ideia é a mesma. Afinal, sob o título de Digestivo Blogs, continuamos escrevendo juntos!

10. Onde mais a gente pode te encontrar? (Links ou referências, na internet, que você quiser/puder passar...)

Angélica ― Dá para ler textos antigos no blog fragellytee.blogspot.com.br

Luís Fernando ― E meu blog é o wwsuicide.blogspot.com

Nota do Editor
Angélica e Luís Fernando Amâncio compõem o grupo de blogueiros do Digestivo Cultural ;-)


Postado por Julio Daio Borges
Em 20/7/2015 às 18h57


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Uma história do Fogo de Chão de Julio Daio Borges
02. A biblioteca de Rodrigo Gurgel de Julio Daio Borges
03. Arte, cultura e democracia de Ana Elisa Ribeiro
04. A Passagem das Horas [a] de Yuri Vieira
05. O paulistano cordial de Julio Daio Borges


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




No Tempo de Picasso - Coleção Arte ao Redor do Mundo
Antony Mason
Callis
(2011)



Descubra uma França Diferente / Capa Dura
Stela Bueno
Edição Própria
(2002)



Livro - 101 Viagens de Sonho e Como Torna las Realidade
Ediouro
Ediouro



A Morte dos Deuses - Vida e Afetividade Em Nietzsche
Michel Henry
Jorge Zahar
(1985)



A Moreninha - Coleção Descobrindo os Clássicos / 2ªed
Joaquim Manuel de Macedo
Record
(1998)



História das Idéias Sociológicas (vol. 1) das Origens a Max Weber
Michel Lallement
Vozes
(2003)



O Maior Milagre do Mundo / 24ª Ed - Confira !!!
Og Mandino
Record
(1997)



Às Voltas Com LautrÉamont - Confira!
Laymert Garcia dos Santos
N-1 Ediçoes
(2019)



O Marxismo no Brasil - das Origens a 1964
Edgard Carone
dois pontos
(1986)



A Ponta do Iceberg - os Humanóides 1 - Confira !!!
J. J. Benitez
Mercuryo
(1992)





busca | avançada
59843 visitas/dia
2,0 milhão/mês