Uma nação, duas culturas | Digestivo Cultural

busca | avançada
57174 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Kura retoma Grand Bazaar em curta temporada
>>> Dan Stulbach recebe Pedro Doria abrindo o Projeto Diálogos 2024 da CIP
>>> Bert Jr. aponta sintomas de uma sociedade mal-orientada em “Fict-Essays e Contos Mais Leves”
>>> Novo livro de Vera Saad resgata política brasileira dos anos 90 para destrinchar traumas familiares
>>> Festival de Cinema da Fronteira e Sur Frontera WIP LAB abrem inscrições
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
>>> Minha história com o Starbucks Brasil
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
>>> Philip Glass tocando Opening (2024)
>>> Vision Pro, da Apple, no All-In (2024)
>>> Joel Spolsky, o fundador do Stack Overflow (2023)
>>> Pedro Cerize, o antigestor (2024)
>>> Andrej Karpathy, ex-Tesla, atual OpenAI (2022)
>>> Inteligência artificial em Davos (2024)
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> O maior programador do mundo? John Carmack (2022)
>>> Quando o AlphaGo venceu a humanidade (2020)
Últimos Posts
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
>>> Um verdadeiro romântico nunca se cala
>>> Democracia acima de tudo
>>> Podemos pegar no bufê
>>> Desobituário
>>> E no comércio da vida...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Sociedade dos Poetas Mortos
>>> 23º Festival Mix Brasil de Cultura e Diversidade
>>> De Lucia, McLaughlin, Di Meola
>>> Dos portões abertos de Auschwitz, 58 anos depois
>>> A reação do cinemão
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Minha história com Marisa Monte
>>> Eu não uso brincos
>>> Meu filho e minha mãe
>>> Literatura para quê?
Mais Recentes
>>> Destino de Ally Condie pela Suma De Letras (2011)
>>> Contágio de Robin Cook pela Best Bolso (2008)
>>> Garota Infernal de Diablo Cody pela Record (2009)
>>> O Teatro de Um Homem Só de Ademar Guerra pela Senac
>>> Garota Infernal de Diablo Cody pela Record (2009)
>>> Turbilhão de James Clavell pela Record (1986)
>>> O Lesbianismo no Brasil de Luiz Mott pela Mercado Aberto (1987)
>>> 3001 A Odisséia Final de Arthur C. Clarke pela Nova Fronteira (1997)
>>> Wilhelm Reich: Biografía de una idea, de Luigi de Marchi pela Ediciones Penisula (1970)
>>> Gai-jin Volumes 1 e 2 de James Clavell pela Record (1995)
>>> Duas Mulheres de Martina Cole pela Record (2008)
>>> O Trono Lobo Gris Vol. III de Cinda Williams Chima pela Suma De Letras (2015)
>>> Sr. Daniels de Brittainy C. Cherry pela Record (2015)
>>> A Viagem De Theo de Catherine Clement pela Cia. Das Letras (1998)
>>> O Centro E As Margens: Prostituic§aƒo E Vida Boe‚mia Em Londrina, 1930-1960 de Antonio Paulo Benatti pela Aos Quatro Ventos (1999)
>>> Casa Nobre Volumes 1 e 2 de James Clavell pela Circulo do Livro (1981)
>>> O Livro Dos Espelhos de E. O. Chirovici pela Record (2017)
>>> O Meio Irmao de Lars Saabye Christensen pela Objetiva (2005)
>>> Cidade Das Cinzas de Cassandra Clare pela Galera Record (2014)
>>> O Fantasma Dos Grandes Bancos de Arthur C. Clarke pela Publicações Europa-américa (1990)
>>> Segredos Destruidores de Mary Higgins Clark pela Record (2007)
>>> Casa Nobre Volumes 1 e 2 de James Clavell pela Record (1981)
>>> Armada de Ernest Clyne pela Leya (2015)
>>> O Codex Dos Cacadores De Sombras de Cassandra Clare pela Galera Record (2014)
>>> O Retorno De Merlim de Deepak Chopra pela Rocco (1996)
BLOG >>> Posts

Sexta-feira, 23/6/2023
Uma nação, duas culturas
+ de 500 Acessos



O Ocidente, dizem todos, vive nesta década uma ascensão do extremismo político. O termo parece impreciso. No célebre “Dicionário de Política” organizado por Norberto Bobbio, o cientista político Silvano Belligni propõe uma definição: extremistas, diz ele, são aqueles que rejeitam as regras do jogo de uma comunidade política. De onde vem o extremismo de hoje? Uma das hipóteses explicativas mais aceitas está no divórcio entre os valores da maioria da população, geralmente denominados tradicionais, e aqueles apregoados por políticos, jornalistas e artistas progressistas, com espaço na mídia e poder de decisão. Segundo essa percepção, a agenda destes últimos, frequentemente denominada “globalista”, com sua ênfase em temas como aborto, imigração e gênero, encontrariam no povo, na pior das hipóteses, um inimigo, e na melhor, um ouvinte cético. Jamais, contudo, um aliado.

A historiadora americana Gertrude Himmelfarb mostra, em “Uma nação, duas culturas” (É Realizações, 232 páginas, tradução de Rafael Sales de Azevedo), que está mais do que ciente desse divórcio. Segundo ela, os valores que acompanham os americanos desde a fundação do país têm sido atacados por diversos grupos políticos e sociais a partir dos anos 1960, perdendo considerável espaço na mídia e na academia desde então. Mas isso não significa que tenham desaparecido: permanecem vivos no seio da sociedade civil, onde as concepções tradicionais de família, religião e convivência ainda vigem.

O diagnóstico de Himmelfarb passa longe do tom fatalista encontrado na brigada “anti-globalista” da maioria dos países, e a autora é quase o oposto do estereótipo de “culture warrior” tão frequente nas redes sociais, sempre pronto a cingir suas lanças contra os supostos inimigos da tradição. Em primeiro lugar, não entende os anseios dos progressistas como ilegítimos: ao contrário, reconhece-lhes, em alguns casos, um papel renovador. Em segundo lugar, encontra pontos de diálogo entre as duas culturas a que alude, inspirada por uma – muito americana – fé na América e na sua capacidade de absorver novidades e combina-las com a tradição. Os EUA, entende Himmelfarb, podem ter suas divisões. Mas ainda são uma só nação.


Postado por Celso A. Uequed Pitol
Em 23/6/2023 às 22h27

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Conectividade, o documentário de Julio Daio Borges
02. Inventor fala do Twitter de Julio Daio Borges
03. Festival de Ouro Preto de Fabio Silvestre Cardoso
04. Mídia e capital estrangeiro de Julio Daio Borges


Mais Celso A. Uequed Pitol no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro Literatura Estrangeira The Red Tent
Anita Diamant
Picador
(1997)



Nuvem de poeira
Daisy Nogueira
7 Letras
(2017)



Lentendement Freudien - Logos et Anankê
Paul-laurent Assoun
Gallimard
(1984)



Villa-lobos - Coleção Crianças Famosas
Nereide S. Santa Rosa / Angelo Bonito
Callis
(1994)



Livro Direito A Justiça Em Aristóteles
Eduardo Carlos Bianca Bittar
Forense Universitaria
(1999)



/Startup Brasil
Pedro Mello e Marina Vidigal
Agir
(2011)



Introducción a la Lengua y Cultura Latinas
Jenaro Costas Rodríguez, José López de Ayala y Genovés
Uned
(1997)



Manual de introdução ao estudo do direito
Dimitri Dimoulis
Revista dos Tribunais
(2012)



Vamos Dividir! - Coleção Brincando com Números
Vários Autores
Lafonte
(2012)



Livro Infanto Juvenis O Gato de Botas
Irmãos Grimm
Paulus
(1996)





busca | avançada
57174 visitas/dia
1,8 milhão/mês