Soco no saco | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
46447 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Novo livro de Vera Saad resgata política brasileira dos anos 90 para destrinchar traumas familiares
>>> Festival de Cinema da Fronteira e Sur Frontera WIP LAB abrem inscrições
>>> O Pequeno Príncipe in Concert
>>> Estreia da Orquestra Jovem Musicarium ocorre nesta quarta, dia 21, com apresentação gratuita
>>> Banda Yahoo se apresenta na Blue Note SP
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
>>> Minha história com o Starbucks Brasil
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
>>> Philip Glass tocando Opening (2024)
>>> Vision Pro, da Apple, no All-In (2024)
>>> Joel Spolsky, o fundador do Stack Overflow (2023)
>>> Pedro Cerize, o antigestor (2024)
>>> Andrej Karpathy, ex-Tesla, atual OpenAI (2022)
>>> Inteligência artificial em Davos (2024)
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> O maior programador do mundo? John Carmack (2022)
>>> Quando o AlphaGo venceu a humanidade (2020)
Últimos Posts
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
>>> Um verdadeiro romântico nunca se cala
>>> Democracia acima de tudo
>>> Podemos pegar no bufê
>>> Desobituário
>>> E no comércio da vida...
>>> HORA MARCADA
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 14 de Outubro #digestivo10anos
>>> Scott Henderson, guitarrista fora-de-série
>>> O primeiro parágrafo
>>> O prazer da literatura em perigo
>>> Aulas de filosofia on-line
>>> Mezzo realidade, mezzo ficção
>>> Telemarketing, o anti-marketing dos idiotas
>>> Esquema Dilma opta por Russomano
>>> Chiaroscuro
>>> Internet e Videocasts
Mais Recentes
>>> Criando Filhos em Tempos Difíceis (capa. dura) de Dr Benjamin Spock pela Círculo do Livro (1976)
>>> A Investigação (capa. dura) de Dorothy Uhnak pela Círculo do Livro (1981)
>>> A Arte de Educar de Flávio Gikovate pela Nova Didática (2001)
>>> Zugaib Obstetrícia de Marcelo Zugaib pela Manole (2012)
>>> Educação Para o Trabalho no Ensino de 1 Grau - série ensino fundamental 16 de Ministério da Educação e Cultura pela Departamento Comunicação (1976)
>>> Colposcopia - Patologia e Tratamento do Trato Genital Inferior de Adhemar Longatto Filho pela Revinter Ltda. (2002)
>>> Livro História Geral A Enxada e a Lança a África Antes dos Portugueses de Alberto da Costa e Silva pela : Nova Fronteira (2006)
>>> A Saúde da Mulher baseada em Evidências de Adriana Bittencourt Campaner et al. pela Limay (2019)
>>> Livro História Da Pedagogia de Franco Cambi pela Unesp (2024)
>>> Livro História Geral Teorias da Historia de Patrick Gardiner pela Calouste Gulbenkian
>>> Livro História Geral Colapso Como as Sociedades Escolhem o Fracasso Ou o Sucesso de Jared Diamond pela Record (2005)
>>> Livro Capa Dura História Geral 365 Dias Que Mudaram o Mundo de Não Encontrado pela Planeta do Brasil (2014)
>>> Ginecologia de Manoel João Batista Castello Girão pela Manole (2009)
>>> Livro Economia de Paul e Ronald Wonnacott pela Willey (1994)
>>> Livro Saúde Manual de Medicina Legal de Delton Croce e Delton Croce Filho pela Saraiva (1998)
>>> Mal dos Séculos: o melhor da literatura clássica brasileira e tiras de Álvares de Azevedo-Luiz Gê pela Melhoramentos (1988)
>>> Livro Comportamento O Investidor Inteligente de Benjamin Graham pela Harper Collins (2017)
>>> Livro Capa Dura Literatura Estrangeira La Fiesta del Chivo de Mario Vargas Llosa pela Alfaguara
>>> Livro Literatura Estrangeira Musashi Volume 1 de Eiji Yoshikawa pela Liberdade (1999)
>>> O Desafio do Pantanal de Silvia Cintra Franco pela Ática (1991)
>>> Vogue The Shoe de Harriet Quick pela Conran (2018)
>>> Endocrinologia Feminina e Andrologia de Ruth Clapauch pela AC Farmacêutica (2012)
>>> Livro Literatura Estrangeira Musashi Volume II de Eiji Yoshikawa pela Estação Liberdade (1999)
>>> Livro Literatura Brasileira Casa-grande, Senzala de Joaquim Pedro de Andrade pela Aeroplano (2001)
>>> Livro Linguística Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa de Não Encontrado pela Global (2009)
COLUNAS

Sexta-feira, 22/12/2023
Soco no saco
Luís Fernando Amâncio
+ de 900 Acessos

Minha filha não quer ter irmãos. Em seus quatro anos de existência, ela não está certa se gosta ou não de suco de maçã ou das aulas de natação. Mas sobre dividir o centro das atenções com um pequeno ser que baba e usa fraldas, ela está bem decidida.

Não são apenas afirmações. A menina tem se empenhado silenciosamente em me deixar estéril. A cada semana, às vezes em dias consecutivos, ela me desfere golpes nas partes baixas. Socos, chutes, arremesso de brinquedos, cabeçadas um arsenal variado de maldades.


Claro, estou falando de acidentes. Afinal, quando confrontada, a meliante apresenta uma expressão fofa e usa mão do artigo incontestável da infância: foi sem querer.

Passadores de pano dirão que é isso, mesmo. Coisa de criança, que se move pelo mundo com a intensidade de uma explosão nuclear, como se tudo fosse urgente e não houvesse amanhã.

Mas quem apanha, sente. E como sente.

O curioso é que, quando um homem fala que levou uma pancada no saco, as pessoas esboçam sorrisos. É automático. Dizem que dó, mas seus olhos gargalham. É possível sentir suas mentes delirando: hahaha, um soco no saco.

O que me faz refletir. O humor bocó, pastelão, que intoxicou nossa formação, pode ter contribuído para isso. Além de gordofobia, racismo, homofobia, misoginia nossas comédias nos deixaram insensíveis a essa dor essencialmente masculina.

Quantos filmes não usaram esse alívio cômico? O vilão corpulento encurrala o jovem herói, mas é surpreendido por um pontapé no saco e se retorce bestialmente. Para o cinema, é o tipo de gag que, no mundo real, chamamos de piada de tiozão.

Dores não são engraçadas. Ainda mais quando ocorrem numa área de tamanha sensibilidade. É dor daquelas de dar tela preta na cabeça. De fazer a gente amaldiçoar a vida, o universo e tudo mais.

E o pior é que eu posso imaginar mulheres lendo esse texto e pensando: ah, pronto, agora o macho quer que eu sinta pena dele por ter um saco. O alecrim dourado não aguentaria dez minutos sendo mulher nesse mundo e vem se fazer de coitado.

Pode ser.

Mas acredito que a dor no saco nos mostra como a masculinidade é construída para esconder as fraquezas do homem. Quando sentimos uma dor bem nossa, preferimos tratá-la como uma blague.

E, convenhamos, o escroto é uma fragilidade. Se o pênis é o símbolo da virilidade, de poder, abaixo dele carregamos uma pequena bolsa de vulnerabilidade. É como se o Superman levasse no peito, no lugar do S, uma vistosa pedra de kriptonita. Ei, Lex Luthor, me acerte aqui. Não faz sentido.

Em resumo: homens são fortes e garotos não choram. Caso sintam dor, serão uma piada. É uma forma de negação das nossas eventuais fraquezas.

Como eu não sou (muito) burro, estou providenciando uma coquilha para quando for brincar com minha filha. Afinal, o prevenido não morreu esterilizado por porradas no saco.


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 22/12/2023

Quem leu este, tambm leu esse(s):
01. Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti de Ronald Polito
02. Xingando semáforos inocentes de Renato Alessandro dos Santos
03. Um conto-resenha anacrônico de Cassionei Niches Petry
04. Silêncio e grito de Ana Elisa Ribeiro
05. Literatura Falada (ou: Ora, direis, ouvir poetas) de Fabio Gomes


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Lus Fernando Amncio em 2023
01. As turbulentas memórias de Mark Lanegan - 20/1/2023
02. Do chão não passa - 30/6/2023
03. Insônia e lantanas na estreia de Rafael Martins - 25/8/2023
04. O batom na cueca do Jair - 17/3/2023
05. Nélio Silzantov e a pátria que (n)os pariu - 19/5/2023


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Totalmente Amável
Ardis Dick Stenbakken
Casa Publicadora Brasileira
(2016)



Mobilização Social
José Bernardo Toro e Nísia Maria Duarte Werneck
Autêntica
(2007)



Livro História Geral An Introduction to Greek Tragedy
Ruth Scodel
Cambridge
(2010)



Como Educar Seus Pais
Obrigado Esparro
Objetiva
(2001)



Bençãos de Outono 2022 Capa Dura Gospel
R. R. Soares
Graça
(2021)



A mulher que escreveu a Bíblia
Moacyr Scliar
Companhia das Letras
(2003)



Cleophas e seus Milênios
Renato Benevides
Revan
(2006)



Marketing Basico: uma Perspectiva Brasileira
Marcos Cobra
Atlas
(1985)



O Cronista da América
Francis Ford Coppola
Voa
(2015)



Métodos e Técnicas de Pesquisa Em Turismo
Ada de Freitas Maneti Dencker
Futura
(1998)





busca | avançada
46447 visitas/dia
1,8 milhão/mês