O Medium e o retorno do conteúdo | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
63898 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Documentário inédito sobre Luis Fernando Verissimo estreia em 2 de maio nos cinemas
>>> 3ª Bienal Black abre dia 27 de Abril no Espaço Cultural Correios em Niterói (RJ)
>>> XV Festival de Cinema da Fronteira divulga programação
>>> Yassir Chediak no Sesc Carmo
>>> O CIEE lança a página Minha história com o CIEE
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
Últimos Posts
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A hora certa para ser mãe
>>> Cenas de abril
>>> Por que 1984 não foi como 1984
>>> A dicotomia do pop erudito português
>>> Coisas nossas
>>> Caso Richthofen: uma história de amor
>>> Apresentação autobiográfica muito solene
>>> Nem Aos Domingos
>>> Aprender poesia
>>> São Luiz do Paraitinga
Mais Recentes
>>> História Sociedade E Cidadania - 7º Ano de Alfredo Boulos Júnior pela Ftd (2018)
>>> Seis Ferramentas Para o Desenvolvimento De Um Texto de Alex Giostri pela Giostri (2015)
>>> Panoramas Ciências - 6º Ano de Leandro Godoy pela Ftd - Didáticos (2019)
>>> A Linguagem De Deus de Francis S. Collins pela Gente (2007)
>>> Geração Alpha Geografia 6 Ed 2019 - Bncc de Fernando Dos Santos Sampaio pela Sm (2019)
>>> O Castelo De Papel de Mary Del Priore pela Rocco (2013)
>>> Criaturas De Um Dia de Irvin D. Yalom pela Agir (2015)
>>> Biologia 2 - 3 edição de Armenio Uzunian pela Harbra (2005)
>>> Batman, Tempestade de Sangue de Jones Hermest pela Mythos
>>> Postais Paulistas de Frederico Branco pela Senac (2002)
>>> Assim Falou Zaratustra de Nietzsche pela Hemus
>>> Guia Técnico de Hotelaria a arte e a ciência dos modernos serviços de restaurante de Joaquim Antonio pela Cetop (1991)
>>> Livro Direito Meio Ambiente e Sistema Tributário Novas Perspectivas de Cláudia Campos de Araújo e Outros pela Senac (2003)
>>> O Sonho Do Celta de Mario Vargas Llosa pela Alfaguara (2011)
>>> The Branded Mind: What Neuroscience Really Tells Us About The Puzzle Of The Brain And The Brand de Du Plessis, Erik pela Kogan Page (2011)
>>> Livro Comunicação As Teorias da Comunicaçao da Fala à Internet de Roberto Elisio dos Santos pela Paulinas (2008)
>>> O Grande Livro Dos Jogos E Brincadeiras Infantis de Debra Wise pela Madras (2005)
>>> Exercícios Práticos De Dinâmica De Grupo - Volume II de Silvino José Fritzen pela Vozes (2001)
>>> Curso de Maçonaria Simbolica de Theobaldo Varoli Filho pela A Gazeta Maçônica
>>> Lebre Com Olhos De Ambar de Edmund de Waal pela Intrinseca (2011)
>>> Coleção olho da rua - Majestic Hotel de Sergio faraco pela L e pm (1991)
>>> A tragédia do ensino público e outras crônicas de Arnaldo Niskier pela Consultor (1995)
>>> Livro Auto Ajuda Gasparetto Responde! de Luiz Gasparetto e Lúcio Morigi pela Vida & Consciência (2015)
>>> Libertinagem E Estrela Da Manha de Manuel Bandeira pela Folha de S.Paulo (2008)
>>> A Educação Negada: Introdução Ao Estudo Da Educação Brasileira Contemporânea (biblioteca Da Educação) de Ester Buffa pela Cortez (1997)
COLUNAS

Segunda-feira, 15/2/2016
O Medium e o retorno do conteúdo
Julio Daio Borges
+ de 3600 Acessos

"A televisão me deixou burro, muito burro ― demais. Agora vivo dentro desta jaula ― junto dos animais."
Antunes, Bellotto e Former (1985)

Eu sempre achei que a televisão emburrecia as pessoas. E eu sempre me recusei a acreditar que a internet pudesse emburecer as pessoas. Mas ela emburrece igual

O Facebook nos emburrece a todos. Mas não só ele. Essa história de entregar só o que é do seu interesse... enjoa. Como comer um pote de Nutella sozinho toda manhã. Ou jantar pizza toda noite. Ou ― pense em qualquer coisa da qual você goste muito e que possa consumir diariamente (até perder o gosto) ―...

O Facebook, por exemplo, detecta as pessoas que "curtimos" mais ― até o ponto em que não aguentamos mais elas: acompanhamos tudo o que elas fazem, até coisas extremamente pessoais ― que não nos interessam at all... E que a pessoa *pensa* estar compatilhando só com os "muito íntimos" ― mas está compartilhando conosco

De perto, ninguém é normal. E de perto... ninguém é tão interessante. Se encontramos "uma meia-dúzia de três ou quatro" ― ao longo da vida ― já é muito. Só que o Facebook acha que "encontrou" para nós ― e fica nos bombardeando com os mínimos detalhes dessas pessoas...

O Facebook é só a ponta do iceberg. Por vício, por comodismo ou porque a internet nos entrega de bandeja, só consumimos o conteúdo que nos apetece mais ― até enjoar. E nos vemos enjoando das coisas de que mais gostamos. E nos sentimos entediados, insatisfeitos e sem esperança

Eu ainda sou de uma geração que, quando abria um jornal (ou uma revista), de repente lia a página ao lado ― e descobria um assunto que poderia ser interessante, também. Ou acompanhava um colunista, e lia tudo dele ― porque confiava no "corte" que ele fazia do noticiário

Por costume ou dever de ofício, presto atenção no que faz mais "sucesso" nas redes ― e tenho achado os textos, ou "posts", cada vez mais comezinhos. Para soarem "universais", as experiências são cada vez mais banalizadas. E apenas para não deixar de citar o cancioneiro popular: "Narciso acha feio o que não é espelho"

A preguiça intelectual grassa. Se não for em 1 (um) clique, se não for "em vídeo" e se for demorar muito, eu não quero mais. Não me interessa. Tchau! #Fui

Você deve achar estranho, *eu* falando mal da internet "desse tanto" (como se diz lá em Minas Gerais). Eu... que sempre fui tão entusiasmado com o meio... Que achava que nenhuma "ferramenta" poderia ser, assim, tão prejudicial...

Só que eu mudei. E eu não mudei sozinho...

(Agora vou entrar numa parte "bem específica" do assunto ― e eu espero que "a nossa preguiça intelectual de cada dia" não te impeça de continuar...)

Se você conhece alguma coisa da história da internet, ou da história das plataformas, você já ouviu falar do Evan Williams, que criou o Blogger e o Twitter. Ele não criou os blogs, mas a principal plataforma. E ele não criou o Twitter sozinho, teve a ajuda de Biz Stone e Jack Dorsey

Mas agora ele criou o Medium. Não "agora". Ele criou em 2012. (Eu é que descobri agora)

O Medium, pelo que eu entendi, quer retomar a "conversação" que os blogs proporcionavam na década de 2000 ― e que acabou sendo "engolida" pelas redes sociais, até desaparecer por completo

Você abre o Facebook e pensa em publicar alguma coisa, digamos, "mais específica" ― então pensa, na sequência: "Mas quem vai querer ler isso???"

Sua tia-avó não quer saber da história da blogosfera. "Blog-o-quê?". Seus colegas do primário querem saber que você está "vivo e bem" ― mas não querem ouvir suas opiniões técnicas sobre a sua área. E seus (ex-)colegas de trabalho podem até se interessar, mas não é no Facebook que eles vão procurar...

Também não é no Twitter, que costumava ser a "segunda rede". Até porque, no Twitter, não cabe: são 140 caracteres. Passamos um link, que a pessoa abre, até vê do que se trata, às vezes se programa para ler, mas se esquece ― e nunca mais volta...

Por que, então, as ditas "conversações" não continuaram nos blogs (ou nos sites)? Porque o Facebook é a melhor plataforma de publicação ― todo mundo achou que as conversações iriam pra lá... Só que elas se perderam lá dentro ― e as pessoas foram desistindo, pouco a pouco, de publicar...

Também porque os "feeds" ― que permitiam a intercomunicação entre os blogs ― migraram todos para o Google Reader, a melhor plataforma de "leitura de feeds" jamais inventada... Só que um belo dia, o Google tirou-a do ar... E as conversações ficaram suspensas... Como se, de repente, a internet perdesse os hyperlinks e sobrassem apenas as páginas isoladas...

(Eu sei que está ficando "muito técnico" e que, daqui a pouco, você vai desistir de ler ― mas aguenta só mais um pouco que já vai acabar...)

O Facebook acabou com o nosso sonho de uma plataforma "de todos"... "para todos". No limite, *nada* interessa a "todo mundo" *o tempo todo*. E, para não brigar, vamos nos calando ― aos poucos...

Assim como o WhatsApp ― e as "vozes" que enviamos ― estão (re)inventando o telefone, o Medium quer retomar a noção perdida de "veículo":

Não entrega só o que a gente quer consumir, mas entrega um "corte" ― no qual devemos confiar

E a noção perdida de "autor":

Palavra cuja raiz é a mesma de "autoridade" ― alguém em quem confiamos: para nos guiar ― nesta selva oscura, do inferno ao paraíso...

Evan Williams vai conseguir essa façanha? Não sei; mas acho que quem se interessa por conteúdo tem a obrigação de se cadastrar ;-)

Para ir além
Medium


Julio Daio Borges
São Paulo, 15/2/2016

Mais Julio Daio Borges
Mais Acessadas de Julio Daio Borges em 2016
01. Elon Musk - 11/7/2016
02. Nunca fomos tão vulgares - 6/5/2016
03. A noite do meu bem, de Ruy Castro - 18/7/2016
04. O Medium e o retorno do conteúdo - 15/2/2016
05. E+ ou: O Estadão tentando ser jovem, mais uma vez - 11/4/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




As Clavículas de Salomão
Carlinhos Lima
Anubis
(2016)



Estratégias Empresariais e Formação de Competências
Afonso Fleury; Maria Tereza Leme Fleury
Atlas
(2004)



Temas de Filosofia
Maria Lúcia e Maria Helena
Moderna
(1998)



Fundamentos do Mercado de Capitais
Umbelina Cravo Teixeira Lagioia
Atlas
(2011)



Proclim Programa de Atualização Em Clinica Médica
Antonio Carlos Lopes
Artmed
(2010)



Vocabulário de Filosofia
Régis Jolivet
Agir
(1975)



Vade Mecum Acompanha Cd
Saraiva
Saraiva
(2006)



Livro Literatura Estrangeira Balada da Praia dos Cães
José Cardoso Pires
Bertrand Brasil
(2009)



Perfil profissiográfico clínico 502
Vicente Pedro Marano
LTr
(2008)



Demon Slayer - Flor da Felicidade
Aya Yajima
Panini
(2022)





busca | avançada
63898 visitas/dia
2,0 milhão/mês