Torcendo pelo Brasil na Copa | Digestivo Cultural

busca | avançada
50081 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Balé de repertório, D. Quixote estará no Teatro Alfa dia 27/1
>>> Show de Zé Guilherme no Teatro da Rotina marca lançamento do EP ZÉ
>>> Baianas da Vai-Vai são convidadas de roda de conversa no Teatro do Incêndio
>>> Airto Moreira e Flora Purim se despedem dos palcos em duas apresentações no Sesc Belenzinho
>>> Jurema Pessanha apresenta sambas clássicos e contemporâneos no teatro do Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> O melhor da Deutsche Grammophon em 2021
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
Últimos Posts
>>> Brega Night Dance Club e o afrofuturismo amazônico
>>> Fazer o que?
>>> Olhar para longe
>>> Talvez assim
>>> Subversão da alma
>>> Bons e Maus
>>> Sempre há uma próxima vez
>>> Iguais sempre
>>> Entre outros
>>> Corpo e alma
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Na minha opinião...
>>> Tempo vida poesia 4/5
>>> Torce, retorce, procuro, mas não vejo...
>>> Lambidinha
>>> Lambidinha
>>> 12 tipos de cliente do revisor de textos
>>> A Grande História da Evolução, de Richard Dawkins
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Malcolm, jornalismo em quadrinhos
>>> PETITE FLEUR
Mais Recentes
>>> Jogos para a Estimulação das Múltiplas Inteligências de Celso Antunes pela Vozes (1999)
>>> Por Amor de Nossos Filhos - de Dietmar Rost pela Paulinas (1985)
>>> O jogo do anjo de Carlos Ruiz Zafón pela Objetiva (2011)
>>> Reflexões Sobre O Ensino Da Leitura E Da Escrita de Ana Teberosky e Beatriz Cardoso pela Unicamp (1991)
>>> Reflexões Sobre O Ensino Da Leitura E Da Escrita de Ana Teberosky e Beatriz Cardoso pela Unicamp (1991)
>>> Os 100 Segredos dos Bons Relacionamentos de Davd Niven pela Sextante (2003)
>>> Minha Vida de Walter Sandro pela Wgs Group (2004)
>>> Minha Vida de Walter Sandro pela Wgs Group (2004)
>>> Apologia de Sócrates-Banquete-Platão de Platão pela Martin Claret (2008)
>>> Manual de Direito Penal volume 3 de Julio Fabbrini Mirabete pela Atlas (1987)
>>> Motivação e Sucesso de Walter Sandro pela Wgs Group (1990)
>>> Manual de Direito Penal volume 2 de Julio Fabbrini Mirabete pela Atlas (1987)
>>> Cigarros Coleção Doutor Drauzio Varella de Drauzio Varella pela Gold (2009)
>>> Teoria Geral da Administração de Antonio Cesar Amaru Maximiano pela Atlas (2000)
>>> Matemática Financeira de João Carlos dos Santos pela Educacional (2015)
>>> Contabilidade de Gisele Zanardi P Wagner Luiz V Willian F dos Santos pela Educacional (2015)
>>> Elementos de Direito Constitucional de Michel Temer pela Revista Dos Tribunais (1983)
>>> Solanin 2 - Pocket de Inio Asano pela L&pm Pocket (2006)
>>> Niño y adolescentes creciente en contextos de pobreza de Irene Rizzini, Maria Helena Zamora e Ricardo Fletes Corona pela Puc (2006)
>>> Solanin 1 - Pocket de Inio Asano pela L&pm Pocket Manga (2006)
>>> 25 Anos do Menino Maluquinho - Já? Nem Parece! de Ziraldo pela Globinho (2006)
>>> Todos os Milhões do Tio Patinhas - Volume 1 de Vitaliano; Fausto pela Panini Comics (2020)
>>> Chavez Nuestro de Rosa Miriam Elizalde e Luis Báez pela Abril
>>> Nos labirintos da moral de Mario Sergio Cortella e Yves de La Taille pela Nos labirintos da moral (2005)
>>> Minha Imagem -Romance Espirita de Schellida / Eliana Machado Coelho pela Lumen (2013)
BLOG >>> Posts

Quarta-feira, 28/6/2006
Torcendo pelo Brasil na Copa

+ de 3000 Acessos
+ 4 Comentário(s)


Ilustra by Tartaruga Feliz

O Conde Afonso Celso, autor do famoso Por que me ufano de meu País, dizia que "em matéria de amor à pátria, como em carinho filial, que se peque por excesso, nunca por deficiência".

Pois bem, para aplicar a máxima do Conde a esses tempos de Copa do Mundo - que é o período em que o brasileiro mais se lembra que é brasileiro - podemos contar com o apoio de indústrias e prestadores de serviços.

Para começar o dia, você precisa ter na sua mesa o Salsichão da Copa, lançado por uma empresa de embutidos de nome alemão. Cada fatia tem o desenho, digamos, rupestre, de uma figura humana chutando uma bola. Duas delas são suficientes para rechear um dos Pães da Copa, cuja produção o sindicato dos panificadores vem divulgando. Pães esverdeados e amarelados com a ajuda de muito espinafre, milho, abacaxi, kiwi. Enfim, feitos com qualquer combinação de itens comestíveis com as cores da bandeira, independente do sabor e do bom senso.

Não havendo restrições alimentares, acrescente um pouco de maionese da Copa. Há três sabores para escolher, mas é claro que como patriota você vai optar pela versão molho vinagrete (é isso mesmo: maionese sabor vinagrete), que o fabricante considera como símbolo do Brasil. Para os traidores há ainda maionese sabor carne, representando a Alemanha e sabor queijo, para a colônia italiana. Os outros países não são importantes.

Para beber, escolha entre o Iogurte da Copa, o Achocolatado da Copa ou, se seu estômago agüentar logo assim no desjejum, por uma Coca-Cola da Copa. A Coca-Cola continua preta, mas a embalagem é redonda. O achocolatado ainda é marrom, mas vem acondicionado em uma imitação de taça dourada. O iogurte pode até ser vermelho, mas a embalagem é verde e amarela e ainda traz curiosidades sobre futebol.

Ah, é lógico que você não vai me colocar na mesa uma toalha qualquer, quando está à sua disposição a Toalha da Copa. Custa quase oitenta reais, mas tem bandeirinhas e é daquela marca que a Tônia Carrero anunciava fazendo biquinho.

Devidamente alimentado, é hora de se produzir para assistir aos jogos do dia. Comece se lavando com o sabonete líquido esfoliante Lima-Limão e finalize o banho com a loção bifásica hidratante remineralizante de Carambola e Erva doce (Carambola com Erva Doce! Tudo bem, podia ser pior, como Ovo com Arruda). Se você é obsessivo compulsivo por limpeza, use também o gel anti-séptico de Aloe Vera com vitamina E, que possui bolinhas verdes e amarelas para a higiene das mãos e mata 99% dos germes. E não fique pensando no 1% que não morre nem assim. Outra opção é um sabonete infantil que tem como ícone um ursinho: na versão aveia e óleo de amêndoas ele aparece assistindo os jogos pela TV e "comendo pipoca com sua avó". Pobre urso.

Depois, aplique duas gotas do Hexa, o Perfume da Copa com "cheiro de Brasil". Eu que sou maldosa penso em muitas coisas que me lembram cheiro de Brasil, mas o fabricante do perfume em questão diz que se trata de um "cítrico floral refrescante frutal musk madeira". Ainda por cima é unissex e tem "notas de frutas, folhas verdes aromáticas e lavanda".

Se você é mulher ou mesmo homem e lhe piacce, pinte os lábios, olhos e bochechas com a Maquiagem da Copa, que são lápis que vão "transformar os brasileiros nos torcedores mais bonitos do campeonato". Para os cabelos, tem um hair stylist que pinta mechas com as cores que você já sabe. Ele também tem uma máquina que bola uns desenhos com temas patrióticos e que são pintados com jatos de tintas nas suas unhas.

Quando terminar de se montar, procure pela casa onde anda o Rex, aquele seu cão espada. Provavelmente ao ver você assim ele estará assustado, tentando cavar um túnel para fugir de casa. Agarre-o pelo rabo e lhe informe que ele também tem que assumir seu amor pelo País. Afinal, "o seu cãozinho já tem visual garantido para acompanhar ao seu lado a Copa do Mundo". Isso também com tinta para os pelos e esmalte para as unhas.

O jogo já vai começar e a parafernália para a ocasião dispensa apresentação. Apitos, cornetinhas, cornetões. Rojões, cerveja, pipoca e tremoço. Bandeirinha não pode faltar. E se você cansar de abaná-la porque o gol demora para sair, não se aperte. Apele para a Mão de Cera da Copa. A "atração diferente e inusitada" segura o lindo pendão da esperança para você poder roer suas unhas coloridas em paz.


Postado por Adriana Carvalho
Em 28/6/2006 às 08h53


Mais Adriana Carvalho no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
28/6/2006
10h15min
Pra ser sincero, não consigo me empolgar com a seleção; durante os jogos eu me sinto um pária. Não consigo nem comemorar os gols direito. Não dá pra ligar a televisão, nem sair na rua, nem nada, sem topar com a cara do Ronaldo, do Parreira, do Kaká, do Robinho... antes de começar a Copa eu já estava de saco cheio!
[Leia outros Comentários de Paulo Osrevni]
28/6/2006
11h56min
Esse "hexagero" de produtos ridículos com inspiração verde-e-amarela cansa. Salsichão da Copa? Perfume do Hexa? Tô fora!
[Leia outros Comentários de Cassia]
28/6/2006
15h40min
Legal, Drica, isso me deixou mais tranquilo, tava pensando que só eu via esse exagero todo e achava anormal! Beijo
[Leia outros Comentários de Kibão]
28/6/2006
20h53min
Faz muita diferença o apelo dos Ronaldos esponjas de dinheiro, ou do Bob Sponja? Não seremos também bombardeados pelo Novo Super-Hómi, Homem Aranha, Cars ou Speedy Racer? Bem, eu também estou tentando não ser tragado pelas ondas verde-amarelo que inundaram as ruas. Tentei trabalhar, mas quando ví que todos estavam tããão preocupados com a seleção do Japão, aproveitei para relaxar. E aí, o governo aprovou a escolha do padrão japonês de TV digital, abafada pela torcida lobbista de nossas democráticas emissoras... "fachhh párrrti", né? Mas também estou curtindo a empolgação do meu filho, colecionando figurinhas, maravilhado com a bandeira da Arábia Saudita (que tem uma espada e umas letras legais)... trocando com os amigos, jogando bafo e turbinando seus conhecimentos geográficos. "Tôôôgo??!" Hmmm... não conheço, filho. Acho que deve ficar na África...!
[Leia outros Comentários de Dani Amadei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Português Linguagens 7ª Série Manual Professor
Willian Roberto Cereja Thereza Cochar Magalhães
Atual
(2006)



Economia Bandida (lacrado)
Loretta Napoleoni
Bertrand Brasil
(2010)



DEF 2000/01 Dicionário de Especialista farmacêuticas
Não informado
Jornal Brasileiro de Medicina
(2000)



Finanças Corporativas
José Carlos Franco de Abreu Filho
Fgv
(2008)



Teoria do Reforço para Professores
Madeline Hunter
Vozes
(1981)



Guerra Civil
Stuart Moore
Novo Século
(2016)



Como Lidar com a Mídia
Paulo Henrique Amorim
Geração
(2019)



Completa Biblioteca do Ensino Atual - História, Soc., Filos e Psic.
Não informado
Difusão Cultural do Livo
(2006)



O Caso - Sem Aviso - O Bagalô - Segundas Chances
r Lee Child - David Rosenfelt - Sarah Jio - Nick Trout
Seleções Reader`s Digest
(2015)



Brasil Iluminado
Gustavo Soares
Arteensaio
(2011)





busca | avançada
50081 visitas/dia
1,9 milhão/mês