A Queda | Julio Daio Bløg

busca | avançada
49127 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projeto que une cultura e conscientização ambiental traz teatro gratuito a Minas Gerais
>>> Show da Percha com Circo do Asfalto
>>> Evento Super Hacka Kids reúne filmes, games, jogos de mesa e muita diversão para a família
>>> SESC BELENZINHO RECEBE RÁDIO DIÁSPORA
>>> Música de Feitiçaria
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
Colunistas
Últimos Posts
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
Últimos Posts
>>> Direitos e Deveres, a torto e a direita
>>> Os chinelos do Dr. Basílio
>>> Ecléticos e eficazes
>>> Sarapatel de Coruja
>>> Descartável
>>> Sorria
>>> O amor, sempre amor
>>> The Boys: entre o kitsch, a violência e o sexo
>>> Dura lex, só Gumex
>>> Ponto de fuga
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Entrevista com Milton Hatoum
>>> Prenda-me se for capaz
>>> Entrevista com o tradutor Oleg Andréev Almeida
>>> O nome da morte
>>> 21º de Mozart: Pollini e Muti
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Jornalismo: as aulas de Joel Silveira
>>> O 4 (e os quatro) do Los Hermanos
>>> Homenagem a Yumi Faraci
>>> Teledramaturgia ao vivo
Mais Recentes
>>> Fixed Income Analytics de Kenneth D Garbade pela Um Livro (2021)
>>> Time in Literature de Hans Meyerboff pela California Press
>>> International Economics de Ingo Walter pela The Ronald Press Company (1968)
>>> Statistical Analysis de Samuel B Richmond pela The Ronald Press Company
>>> Prime Letture Italiane Per Stranieri de Armida Roncari pela Scolastiche Mondadori
>>> Tabela de Notas de Dr. Guilherme de Azevedo Ribeiro pela Bertrand Brasil
>>> Contos - Vol. 1 de Ernest Hemingway pela Bertrand Brasil (2015)
>>> Dieta Nota 10 de Guilherme de Azevedo Ribeiro pela Bertrand Brasil (2005)
>>> A Influencia da Correção Monetaria no Sistema Financeiro de Walter L. Ness Jr pela Ibmec (1977)
>>> A Industrializacao Brasileira de Sonia Mendonca pela Moderna (1997)
>>> De Homens e Maquinas de Roberto Mange pela Senai São Paulo (1991)
>>> Projetos e Presepadas de um Curumim na Amazônia de Edson Kayapó pela Positivo (2019)
>>> O Enraizamento de Simone Weil pela Edusc
>>> Adolescencia de Arminda Aberastury pela Kargieman
>>> Como Encontrar a Medida Certa de Carlos Marcondes; Nelson Gentil pela Atica (1992)
>>> A Essência do Franchising de Martin Mendelsohn pela Difusão de Educação e Cultural (1994)
>>> Engenharia Econômica - Cem Tabelas de Juros Impressas Em Computador de Geraldo Hess e Outros pela Difel (1982)
>>> Uma Vida Em Segredo de Autran Dourado pela Ediouro
>>> Os Melhores Contos da America Latina de Flávio Moreira da Costa pela Agir (2008)
>>> A Casa da Madrinha de Lygia Bojunga pela Agir (1932)
>>> Um Hotel na Esquina - Coleção 100 Milhões de Leitores de Jamie Ford pela Agir (2012)
>>> Vira- Lata Virador de Daniel Pennac pela Agir (1995)
>>> 2 Grau Matematica 3 Serie de Atual pela Atual
>>> A Historia de Fernao Capelo Gaivota de Richard Bach pela Editorial Nordica Ltda. (1970)
>>> Almas Antigas de Tom Shroder pela Sextante (2001)
BLOGS >>> Posts

Sábado, 12/9/2015
A Queda
Julio Daio Borges

+ de 6800 Acessos

Ontem assisti a "A Queda", filme de 2004, sobre os últimos dias de Hitler.

Como todo mundo sabe, Berlim estava sendo invadida pelo exército russo, enquanto continuava bombardeada pelos Aliados, mas Hitler insistia.

No final, não sobravam soldados e o Führer apelava para crianças, que tentavam conter os tanques russos, com pequenas bazucas. (Imagine a cena.)

Algumas reações de Hitler à derrota, que se instalava:

Primeiro, ele se dizia "traído". Cada um que decide abandonar o bunker, sem a sua autorização, é considerado traidor. A alguns, ele manda fuzilar (e consegue).

Depois, ele diz que suas ordens não foram cumpridas à risca. Se tivessem sido, a Alemanha teria vencido a guerra, e não o contrário.

Por último, além de desqualificar seus subordinados - e o exército como um todo -, ele conclui que o povo alemão é que não é digno de si (digno dele, Hitler).

São antológicas as suas explosões, no filme. São o grande momento do ator que encarna Hitler.

O Führer, obviamente, não admitia ser contestado. E nunca havia errado, naturalmente.

Numa determinada cena, os subordinados começam a discutir entre si. Quem vai informar o Führer da situação? Quem vai lhe contar toda a verdade? Quem, afinal de contas, vai suportar sua cólera diante dos fatos?

Mas os delírios não cessam. Hitler, volta e meia, ainda sonha com a vitória. Imagina exércitos (escondidos) que virão em seu resgate.

Dentro de uma câmara hermeticamente fechada - que não lhe permite ver o que se passa no mundo exterior -, refugia-se em mapas e traça planos para o Terceiro Reich...

São constantes os apelos para que abandone Berlim. Mas ele sempre se recusa. Na imagem de Albert Speer - o arquiteto do Reich -, "quando o pano descer, o Führer tem de estar no palco".

Também são constantes os apelos para que, ao menos, poupe a população civil. Hitler responde, entre outras coisas, que, se a Alemanha perdeu a guerra, seu povo não merece sobreviver.

"Os melhores já se foram", Hitler pondera. "Só restaram os fracos". E encerrando o assunto: "Eliminei a compaixão da minha vida há muito tempo. Não vou derramar sequer uma lágrima".

Num dado momento, alguém apela para a simples lógica: "Mein Führer, mas você é o *líder* deles!?"

Ao que Goebbels, mais pra frente, responde: "Ninguém obrigou o povo alemão a nada". (Como se dissesse: "A culpa não é nossa".)

E conclui: "Eles nos deram mandato. Nós o estamos exercendo".

Goebbels assume como chanceler, quando Hitler se suicida (junto com Eva Braun e sua cachorra, Blondi).

E uma das sequências mais impressionantes de "A Queda" é quando a senhora Goebbels envenena, pessoalmente, cada um dos seis filhos do casal. Todos crianças.

A justificativa da mãe, para o ato: "Eles não merecem viver num mundo onde não haverá mais o Nacional Socialismo".

"O nosso ideal morreu", a senhora Goebbels escreve numa carta. E termina executada pelo próprio marido (que, igualmente, se mata)...

Vale lembrar que a Europa quase acabou naqueles dias.

Mas o mundo sobreviveu, ao menos, para contar essa história.

"A Queda" é um filme muito elucidativo...

Para ir além
Compartilhar


Postado por Julio Daio Borges
Em 12/9/2015 às 11h38


Mais Julio Daio Bløg
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




One Universe: At Home in the Cosmos
Neil de Grasse Tyson, Charles Liu
Joseph Henry Press
(2000)



É Golpe, Sim! Terceiro Turno sem Urnas
Adão Villaverde
Sulina
(2016)



Práticas do Yoga 2° Edição
Horivaldo Gomes
Pallas
(2000)



Insight - Worldwide Com Cd - Ensino Médio
N. Mitrano Neto e Outros
Richimond
(2010)



Gestão de Pequenas e Médias Empresas de Base Tecnológica
Antonio Valerio Netto
Manole
(2006)



O Cidadão de Papel
Gilberto Dimenstein
Atica
(1995)



Faíscas Verbais (lacrado)
Márcio Bueno
Gutenberg
(2016)



Cartografias da Alegria na Clinica e na Literatura
Bruno Vasconcelos de Almeida
Crv
(2005)



A Extraordinária Viagem do Faquir Que Ficou Preso Em um Armário Ikea
Romain Puértolas
Record
(2014)



Decamerão
Boccaccio
Nova Cultura
(1979)





busca | avançada
49127 visitas/dia
2,0 milhão/mês