A Lei de Murici | Blog da Mirian

busca | avançada
57904 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> POETICAS de um outro || BELIZARIO Galeria
>>> Livro ajuda crianças a compreender novas configurações familiares
>>> Sesc Pinheiros recebe Paulinho Moska em ‘Beleza e Medo’,
>>> Sesc 24 de Maio recebe o espetáculo O Pessoa nas Pessoas com Mônica Salmaso e mais artistas
>>> Evento literário em BH reúne João Anzanello Carrascoza, Nelson Cruz e Anna Cunha
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Iguais sempre
>>> Entre outros
>>> Corpo e alma
>>> O tempo é imbatível
>>> Consciência
>>> A cor da tarja é de livre escolha
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Big Brother da Palmada
>>> Família
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Não, não gosto de Harry Potter
>>> A pequena grande obra de Josefina Vicens
>>> PARÁBOLA
>>> Haydn: 200 anos da morte
>>> Paquetá: Ilha Ditosa e Florida
>>> Listen Again
>>> Microcontos ou micropoemas?
Mais Recentes
>>> Coleção Eu Gosto Mais Matemática 2º ano(Edi. Refomulada) de Célio Passos pela Ibep (2012)
>>> Vida de Droga de Walcyr Carrasco pela Ática (2002)
>>> Box Música Clássica para Crianças de Folha de São Paulo pela Folha (2013)
>>> Dicionário De Direito, Economia E Contabilidade Português-Inglês de Marcilio Moreira de Castro pela Gen forense (2010)
>>> Mitos e Lendas - a Criação do Mundo de Ana Maria Machado pela Ática (1995)
>>> Marca da escuridão - Livro 1 de Sylvia Day pela Faro Editorial (2015)
>>> Box Coleção Música Clássica para Crianças de Folha de São Paulo pela Folha (2013)
>>> En Busca De La Excelencia de Thomas J. Peters pela Atlantida (1982)
>>> A Ladeira da Saudade de Ganymédes José pela Moderna (2000)
>>> Wagner de Coleção Música Clássica para Crianças pela Folha (2013)
>>> Reino Colorido da Criança de Não Informado pela Farmar
>>> Round The World In Eighty Days - Level 5 de Jules Verne pela Penguin Readers (1999)
>>> Donoso Cortés Y Su Teoría Política de Santiago Calindo Herrero pela Badajos (1957)
>>> Jornada de Esperança Grandes Sucessos de Brian Aldiss pela Abril (1982)
>>> Regulamento Interno e dos Serviços Gerais (risg) de Ministério da Defesa pela Do Auto (1999)
>>> Uma História de Amor de Carlos Heitor Cony pela Ediouro (2002)
>>> Uma Canção Nas Trevas Grandes Sucessos de Edgar Wallace pela Abril (1982)
>>> Giovanni Grandes Sucessos de James Baldwin pela Abril (1981)
>>> A Comunidade do Rei de Howard Snyder pela Abu (2004)
>>> Tudo Que Você Sempre Quis Saber Sobre o Céu... de Robin Schmidt pela Gw (2005)
>>> Istambul Memória e Cidade de Orhan Pamuk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Olhai os Lírios do Campo de Erico Verissimo pela Globo (2001)
>>> Passos de Gigante de Anthony Robbins pela Viva Livros (2013)
>>> Longe Daqui de Amy Bloom pela Nova Fronteira (2008)
>>> Longe Daqui de Amy Bloom pela Nova Fronteira (2008)
BLOGS >>> Posts

Segunda-feira, 15/11/2021
A Lei de Murici
Mirian de Carvalho (e-mail: [email protected])

+ de 600 Acessos

“Em tempos de murici,
cada um cuida de si.”

No jargão popular, Murici virou nome de uma lei. Entanto, palavras e adágios pulam os muros dos dicionários e enciclopédias e a etimologia se perde nas precisas imprecisões da linguagem do povo, construindo e desconstruindo significados, o que faz a gente entender que a fala desvela uma filosofia do cotidiano. Esse dito popular aponta para vários lados de uma sabença capaz de alertar quanto aos dois lados da moeda: constatação e reflexão sobre o salve-se quem puder, abrindo sentidos da vida e ressonando de forma diversa nas várias classes sociais.

Aliás, é sempre assim. A linguagem pede interpretações. Se alguém da classe A disser: “estou com fome,” de imediato terá à sua frente lauto banquete. Se um morador de rua disser a mesma frase, o sentido muda e pode até indicar que está morrendo de fome.

Já conhecido em Portugal, e citado no século XVI por Gabriel Soares de Souza, tal adágio, aqui posicionado como epígrafe, fincou pé no Nordeste brasileiro, onde o fruto, o murici, aparece após o tempo das chuvas. João Ribeiro, tentando explicar o folclore pelo difusionismo dos antropólogos, atribuiu a origem do dito ao nome “murixi” ou “morexi” – o cólera − terrível epidemia que matava populações na Índia, onde os lusos iam à cata de especiarias. Assim, podem ter surgido corruptela e metáfora!

Visitando cenas de Os Sertões, encontrei referências de Euclides da Cunha a esse dito do povo. Afirma o autor que, após a morte do Cel. Moreira César na terceira expedição de Canudos, o Cel. Pedro Nunes Tamarindo, temendo ser morto, teria invocado tal adágio ao recusar-se a assumir o comando das tropas do governo. Uma vez salva sua pele, a tropa − o povão − que cuidasse de si.

Tempo vai. Tempo vem. Chuva miúda não mata ninguém. E a frutinha amarela deu nome à lei e o nome da lei virou sonoridade ao entrar no samba de vários autores, entre eles Juraci e Bezerra da Silva, ensinando como sobreviver em meio à malandragem.

Na internet há quem afirme que, em tempos de seca, só o muricizeiro retém água e permanece dando frutos: “Quando apenas a frutinha murici (tempo de murici) sobrevive é tempo de cada um cuidar de si, uma vez que, se só sobrou o murici, a coisa está feia. ”

Tempo vai, tempo vem, estamos em maus lençóis. A norma chamada popularmente Lei de Murici parece ter virado Medida Provisória nos últimos tempos, estendendo-se aos danos da Covid-19. Desdobrando o dito popular, eu diria: em tempos de mercado financeiro, não sobrevive nem muricizeiro.

Diante disso, Lima Barreto teria muito a acrescentar às histórias dos bruzundangas. Solidariedade? Farinha pouca, meu pirão primeiro. Pandemia? Todo mundo vai mesmo morrer um dia. Vacina? Cada um que se contamine e siga o rebanho dos mortos. Emprego pra quê? Vagabundo não gosta de trabalhar, afirmam os jogadores da bolsa.

Assim, como grande parte dos dizeres do povo, o adágio em pauta conduz sabença capaz de alertar para a riqueza da fala, escavando sentidos escondidos no fundo das verdades não verdadeiras. Ditos e adágios são feito poesia: suas palavras e imagens viram o mundo de cabeça pra baixo. E a linguagem pode tornar-se ato, dando novo sentido à vida e outro rumo à existência.

Dizem que “boi não sabe a força que tem”. Mas esse ditado pode significar muito mais: Ah! Mas se o boi descobre a força que tem! Por isso, na perspectiva poética, se, ante as dificuldades, cada um tem que cuidar de si, a fala também alcança aqueles que querem revogar a Lei de Murici.

Linguagem é isso: ontogênese. Quando menos se espera, um dito pode ressurgir trazendo antigas e novas ideias e também preciosas contradições que podem virar a mesa.


Postado por Mirian de Carvalho (e-mail: [email protected])
Em 15/11/2021 às 08h59


Mais Blog da Mirian
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Mundo Pitoresco Tomo VII 5 EdiÇÃo
W. M. Jackson
W. M. Jackson
(1954)



Os Eixos da Linguagem (lacrado)
Luiz Costa Lima
Iluminuras
(2015)



Cálculo Vectorial
J. O. Monteiro de Camargo
Renascença
(1946)



Conversations With Myself
Nelson Mandela
Farrar Straus & Giro
(2010)



O Testamento
John Grisham
Rocco
(1999)



Quarenta A Idade da Loba
Regina Lemos
Globo
(1995)



Dinossauros Livro de Colorir
Ieska Tubaldini Labão
Ciranda Cultural
(2021)



Tecnicas Minimamente Invasivas de Rejuvenescimento Oculofacial
Stephen Bosniak
Santos
(2007)



A Viúva Grávida
Martin Amis
Companhia das Letras
(2011)



Antonio Machado - Poesía (espanhol)
Antonio Machado
Alianza editorial
(2001)





busca | avançada
57904 visitas/dia
1,9 milhão/mês