Defesa dos Rótulos | Alexandre Soares Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
32790 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fernanda Young (1970-2019)
>>> Estratégia das Privatizações
>>> Estratégia Econômica Governo
>>> Brandenburg Concertos (1 - 6)
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> A morte do professor de literatura
>>> Centenário de Noel Rosa, por Francisco Bosco, na Rádio Batuta
>>> A trilogia Qatsi
>>> Graça Foster também sabia
>>> Um gadget de veludo
>>> A polêmica da leitura labial
>>> A ousadia de mudar de profissão
>>> O assassinato e outras histórias, de Anton Tchekhov
>>> O Livro dos Insultos, de H.L. Mencken
Mais Recentes
>>> Instalações Elétricas de Hélio Creder pela LTC (2002)
>>> Não é a Mamãe de Guilherme Fiuza pela Record (2014)
>>> O Que É Ideologia de Marilena Chauí pela Brasiliense (1995)
>>> Minigramática de Ernani Terra pela Scipione (2002)
>>> O Seminarista de Bernardo Guimarães pela Martin Claret (2015)
>>> Do-In: Livro dos Primeiros Socorros - Vol. 1 de Juracy Campos L. Cançado pela Ground (1985)
>>> Das Wunschhaus und Andere Geschichten de Leonhard Thoma pela Hueber Verlag (2018)
>>> Caçando e Pescando Por Todo o Brasil - 1ª Série de Francisco de Barros Júnior pela Melhoramentos (1955)
>>> La France J'Aime! de Gilbert Quénelle pela Hatier International (1985)
>>> Como Conquistar Clientes e Mantê-los Para Sempre de Michael LeBoeuf pela Harbra (1996)
>>> Sozinha no Mundo de Marcos Rey pela Ática (1994)
>>> O Maior Milagre do Mundo de Og Mandino pela Record (1996)
>>> O Maior Segredo do Mundo de Og Mandino pela Record (1979)
>>> Cálculo com Geometria Analítica de Earl W. Swokowski pela Makron Books (1994)
>>> Amor de Leo Buscaglia pela Record (1972)
>>> Fundamentos de Física - Eletromagnetismo de David Halliday pela LTC (1996)
>>> Microeletrônica de Sedra, Adel S., Smith, Kenneth C. pela Makron Books (2019)
>>> O Fim do Brasil de Felipe Miranda pela Escrituras (2014)
>>> Manifesto do Nada na Terra do Nunca de Lobão pela Nova Fronteira (2013)
>>> Contra a Maré Vermelha de Rodrigo Constantino pela Record (2015)
>>> O País dos Petralhas II de Reinaldo Azevedo pela Record (2012)
>>> O País dos Petralhas de Reinaldo Azeved pela Record (2008)
>>> Privatize Já de Rodrigo Constantino pela Leya (2012)
>>> Assassinato de reputações: um crime de estado de Romeu Tuma Junior pela Topbooks (2013)
>>> Por que virei à direita de Denis Rosenfield, João Pereira Coutinho, Luiz Felipe Pondé pela Três Estrelas (2012)
>>> A Terra de Deus de Taylor Caldwell pela Record
>>> The Secret Garden de Frances Hodgson Burnett pela Hub (2011)
>>> The Lung: Physiologic Basis of Pulmonary Function Tests de Robert E. Forster II pela Year Book Medical Publishers (1986)
>>> Star Wars Darth Vader. Vader de Panini pela Panini (2019)
>>> Treinamento em Informática: Windows 95 de Tba Informática pela Tds Distribuidora (1999)
>>> Access 97 Passo a Passo Lite de Núcleo Técnico e Editorial Makron Books pela Makron Books (1997)
>>> PowerPoint 97 Passo a Passo Lite de Núcleo Técnico e Editorial Makron Books pela Makron Books (1998)
>>> De Agora Em Diante, Uma Pessoa Diferente de Lama Surya Das pela Rocco (2007)
>>> Veda: Segredo do Oriente. Uma Antologia de Artigos e Ensaios de A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada pela The Bhaktivendanta Book Trust (2013)
>>> O Livro Da Transformação de Osho pela Sextante (2003)
>>> O Futuro Chegou  de Domenico de Masi pela Casa da Palavra (2014)
>>> Você é Inteligente o Bastante para Trabalhar no Google?  de William Poundstone pela Zahar (2012)
>>> A Prosperidade do Vicio - uma Viagem (inquieta) pela Economia  de Daniel Cohen; Wandyr Hagge pela Zahar (2010)
>>> Mitos Sobre a Fundação dos Estados Unidos  de Ray Raphael pela Civilização Brasileira (2006)
>>> A Startup Enxuta - Inovação Contínua para Criar Empresas Bem-sucedidas  de Eric Ries; Carlos Szlak pela Leya (2012)
>>> O Estilo Startup-empresas Modernas Usam o Empreendedorismo para Cresce  de Eric Ries pela Leya (2018)
>>> Como Se Tornar Inesquecível  de Dale Carnegie pela Companhia Nacional (2012)
>>> O Naturalista da Economia  de Robert H. Frank pela Best Business (2009)
>>> A Prisão da Fé  de Lawrence Wright; Denise Bottmann; Laura Motta pela Companhia das Letras (2013)
>>> A Escola da Liderança - Ensaios Sobre a Política Externa  de Sérgio Danese pela Record (2009)
>>> A Força da Convicção - Em Que Podemos Crer?  de Jean Claude Guillebaud; Maria Helena Kühner pela Bertrand Brasil (2007)
>>> A Beira do Abismo Financeiro - a Corrida para Salvar a Economia Global  de Henry M. Paulson Junior pela Elsevier (2010)
>>> O Fim da Vantagem Competitiva - Novo Modelo de Competição  de Rita Mcgrath pela Elsevier (2013)
>>> Risco Digital na Web 3. 0  de Leonardo Scudere; Scudere Soluções pela Elsevier (2014)
>>> A Disneyzação da Sociedade  de Alan Bryman pela Ideias e Letras (2007)
COLUNAS

Sexta-feira, 30/5/2003
Defesa dos Rótulos
Alexandre Soares Silva

+ de 22900 Acessos

O ódio à simplificação é uma forma de imbecilidade. Você chama um esquerdista de esquerdista e logo aparece alguém para dizer, isso é um reducionismo, ele é muito mais do que uma pessoa de esquerda, ele faz macramé também, aos sábados, e é muito boa pessoa. São pessoas tão sutis que (insistem) não são nem de esquerda, nem de direita, nem de centro; não são crentes em Deus, nem ateus, nem agnósticos; e se calhar não são nem homens, nem mulheres, nem hermafroditas. Isso são rótulos! E eles foram ensinados que rótulos são feios. Devem tirar os rótulos dos potes de maionese, achando isso um reducionismo absurdo, a maionese é muito mais do que uma maionese, é uma coisa muito complexa, ao mesmo tempo gosma e alimento.

Olha, rótulos existem por um motivo. Há pessoas de esquerda. Há pessoas de direita. Há pessoas de centro. Uma pessoa só pode não ser nem de esquerda, nem de direita, nem de centro, se estiver em coma, ou for uma menininha linda de nove anos fazendo desenhos de pôneis num caderno. Uma outra possibilidade ainda é que a pessoa mude tão rapidamente de opinião política, que nunca possa ser flagrada na esquerda, na direita ou no centro - algo como um elétron ideológico. Para o resto da humanidade, rótulos são ok, pare com essa frescura. E me deixe dizer, a expressão ficar rotulando (você fica rotulando, ou pior ainda, você fica aí rotulando) é quase sempre dita por idiotas (outro rótulo mui útil).

Mas passa a simplicidade por burra, sempre, sempre. Esse é o mal de aprender a sutileza muito tarde na vida, que se passa a ficar fanático por ela; de tal forma que qualquer constatação simples, como a de que aquele homem ali é japonês, passa a ser encarada com desprezo. Não é bem assim, diz o amante da sutileza, arqueando os lábios com desdém; você acha mesmo que a vida é simples assim, que ela cabe nos seus parâmetros simplórios? Mas ué, aquele homem é japonês. Japonês como? Ele nasceu no Japão? Liv Ullman nasceu no Japão, você sabia? Você diria que Liv Ullman nasceu no Japão? Ou você quer dizer que aquele homem ali é filho de japoneses? É isso? Mas como você sabe que é filho e não neto? Em que sentido você usou o rótulo "japonês"? Não é simples assim, percebe? Você tem que ver a vida de modo mais inteligente, mais aberto. Não existem japoneses, Alexandre.

Atribuo o ódio aos rótulos ao descobrimento repentino de que nem todos os rótulos foram colocados no vidro certo; e daí a pessoa, toda empolgada, passa a tentar tirar os rótulos de todos os vidros do mundo. Ah, Alexandre, mas você acha mesmo que as pessoas são potes de maionese, para merecer rótulos? Ué, acho. Noto que ninguém reclama de ser rotulado de ser humano, por exemplo. Ninguém reclama de ser rotulado de alto. As pessoas reclamam sobretudo dos rótulos que consideram ruins, como impotente ou fanho. No caso político, especificamente, a pessoa reclama do rótulo que colamos nele porque o rótulo que ela quer ter, o mais cobiçado de todos, é o rótulo de complexo. De esquerda? De direita? De centro? Acha mesmo que eu sou tão simplório? Eu sou muito complexo.

O que a literatura não é: séria
O que escritores não querem dizer, sobretudo os mais pomposos, é que o que fazem é uma variante de moleques brincando com bonequinhos, fazendo o som do soco, pshhhhh; as histórias podem ter ficado mais complexas e menos físicas, os bonequinhos passaram a existir só mentalmente, pode ser que não haja soco, mas é isso. Ana Karênina era um bonequinho que se atirou debaixo de um trem, piuiiiii, tchrammm...., fez Tolstoi na sua escrivaninha, só que de modo mais sutil; e é isso, escritores vestem ternos e enchem o peito e falam em simpósios, e se metem a falar de política, mas basicamente são brincadores de bonequinhos internacionais, que brincam tão bem que foram arrastados de seus quartos em Trinidad Tobago ou de Mensk ou de Tatuí, e se tornaram conhecidos; mas por mais fátuos e pomposos que sejam, por mais que falem da identidade européia ou da narrativa metalingüística, ainda têm os bolsos cheios de bonequinhos. Durante os simpósios intermináveis, em que homens solenes se caceteiam em tcheco, os melhores metem as mãos nos bolsos para sentir que os bonequinhos ainda estão ali, e dizem olá.

Antipatiquices
1) Me parece haver algo de moralmente errado nessas pessoas que vão ao supermercado e fazem amizades no corredor de laticínios. São pessoas simpáticas que não colocam cercas no próprio espírito; e a qualquer momento você encontra dois jardineiros, uma manicure e dois borracheiros dormindo na cozinha de sua psique. Ser simpático é bom, mas respeitar o próprio mistério é melhor ainda. Cada pessoa devia ser reservada e misteriosa como uma mulher de véu. Era para isso que o véu existia; uma lembrança de que as pessoas devem ser sociedades secretas, não clubes de bingo. Coloque cercas. Coloque muros.

2) No paisagismo (li não sei onde) se busca um elemento de surpresa: que depois de um caminho despretensioso de cascalho, ao virar uma curva se veja, de repente, um lago. O charme perfeito devia ser assim: você conhece uma mulher, e ela é antipática; dias depois, ela é gentil, mas fria; e meses depois ela sorri quando você se aproxima, e só quando você se aproxima. O contraste entre a frieza com que ela trata os outros e a alegria que ela reserva para você é o charme mais intenso que existe. Antipatia é necessária; a antipatia é o vison do charme.

3) Um sotaque leve é charminho; pesado é boçalidade. Paulistas ouvem certos atores cariocas com nojo; cariocas ouvem certos apresentadores paulistas com nojo; e todos têm razão. Não é xenofobia - é o reconhecimento instintivo da boçalidade alheia. Ninguém que tenha lido mais de cem livros tem sotaque forte.

Nota do Editor
Alexandre Soares Silva assina hoje o soaressilva.wunderblogs.com, ondes estes textos foram originalmente publicados.


Alexandre Soares Silva
São Paulo, 30/5/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Wunderteam de Celso A. Uequed Pitol
02. O caso Luis Suárez de Humberto Pereira da Silva
03. A firma como ela é de Adriane Pasa
04. Os 60 de Eugenia Zerbini
05. Mamilos de Adriane Pasa


Mais Alexandre Soares Silva
Mais Acessadas de Alexandre Soares Silva em 2003
01. Defesa dos Rótulos - 30/5/2003
02. Que espécie de argumento é uma bunda? - 2/5/2003
03. Breve História do Cinismo Ingênuo - 11/4/2003
04. A Mente dos Outros - 23/5/2003
05. As Quatro Salas - 9/5/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




THE RED BALLOON - STAGE 1
EDUARDO AMOS E OUTROS
MODERNA
(1991)
R$ 9,78



FRONTEIRA SUTIL ENTRE A SOCIOLOGIA E A LITERATURA - 5316
MARCOS ALMIR MADEIRA
NORDICA
(1993)
R$ 8,00



O SEGREDO DOS SINAIS MÁGICOS
SÉRSI BARDARI
ATICA
(1993)
R$ 4,00



MODELOS E MÉTODOS EM PEDAGOGIA
FRANC MORANDI
EDUSC
(2002)
R$ 18,00



PLEASANT BOOKS IN EASY ENGLISH - STORIES OF TODAY
G. C. THORNLEY - M. A. - PH. D.
LONGMAN
(1973)
R$ 4,00



STRIDING FOLLY
DOROTHY L. SAYERS
HODDER & STOUGHTON
(1973)
R$ 40,00
+ frete grátis



MEDITACION DE LA TECNICA Y OTROS ENSAYOS SOBRE CIENCIA Y FILOSOFIA
ORTEGA Y GASSET
ALIANZA EDITORIAL
(1982)
R$ 58,00



CRÍTICA À LÓGICA DA EXCLUSÃO - ENSAIOS SOBRE ECONOMIA E TEOLOGIA
HUGO ASSMANN
PAULUS
(1994)
R$ 25,00



ROTEIRO PRATICO DAS LICITAÇÕES - 8ª EDIÇÃO
LUIZ ALBERTO BLANCHET
JURUÁ
(2014)
R$ 26,82



NINHO DE VÍBORAS
LINDA DAVIES
OBJETIVA
(1995)
R$ 10,00





busca | avançada
32790 visitas/dia
1,0 milhão/mês