Há um corpo estendido no chão | Glória Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
46447 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Novo livro de Vera Saad resgata política brasileira dos anos 90 para destrinchar traumas familiares
>>> Festival de Cinema da Fronteira e Sur Frontera WIP LAB abrem inscrições
>>> O Pequeno Príncipe in Concert
>>> Estreia da Orquestra Jovem Musicarium ocorre nesta quarta, dia 21, com apresentação gratuita
>>> Banda Yahoo se apresenta na Blue Note SP
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
>>> Minha história com o Starbucks Brasil
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
>>> Philip Glass tocando Opening (2024)
>>> Vision Pro, da Apple, no All-In (2024)
>>> Joel Spolsky, o fundador do Stack Overflow (2023)
>>> Pedro Cerize, o antigestor (2024)
>>> Andrej Karpathy, ex-Tesla, atual OpenAI (2022)
>>> Inteligência artificial em Davos (2024)
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> O maior programador do mundo? John Carmack (2022)
>>> Quando o AlphaGo venceu a humanidade (2020)
Últimos Posts
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
>>> Um verdadeiro romântico nunca se cala
>>> Democracia acima de tudo
>>> Podemos pegar no bufê
>>> Desobituário
>>> E no comércio da vida...
>>> HORA MARCADA
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A Loja de Tudo - Jeff Bezos e a Era da Amazon, de Brad Stone
>>> De perto, ninguém é normal
>>> 14 de Outubro #digestivo10anos
>>> Scott Henderson, guitarrista fora-de-série
>>> O primeiro parágrafo
>>> O prazer da literatura em perigo
>>> Aulas de filosofia on-line
>>> Mezzo realidade, mezzo ficção
>>> Telemarketing, o anti-marketing dos idiotas
>>> Esquema Dilma opta por Russomano
Mais Recentes
>>> O Livro da sua Vida de Osho pela Cultrix (2019)
>>> Inveja - O Inimigo Oculto de Alexandre Bez pela Juruá (2011)
>>> O Livro Do Tibete de M. Nilsa Lopes e J. C Alarcon pela Caioá (1996)
>>> Rituais Celtas de Andy Baggott pela Madras (2002)
>>> Apresentaçao da Poesia Brasileira de Manuel Bandeira pela Ediouro (2001)
>>> Tarô de Stefanie Caponi pela Mantra (2022)
>>> Livro de Tarefas Pense Magro de Judith Beck pela Artmed (2009)
>>> Calendário Cósmico de Stellarius pela Nova era (2000)
>>> A Magia dos Metais de Mellie Uyldert pela Pensamento (1990)
>>> Multiletramentos na Escola de Roxane Rojo pela Parábola (2012)
>>> Dicionário do doceiro brasileiro de Dr Antonio José de Souza Rego pela Senac (2010)
>>> Video Marketing. Como Usar O Dominio Do Video Nos Canais Digitais Para Turbinar O Marketing De Produtos Marcas E Negocios de Jon Mowat pela Autêntica Business (2018)
>>> O livro de Gizé de M. Nilsa Lopes e J. C Alarcon pela Caioá (1996)
>>> Salmos - Misterios Revelados de Moacyr Martins pela Empório do Livro (1998)
>>> Gastroenterologia Pancreatites de José Galvão Alves pela Rubio (2002)
>>> O livro do Brasil 2 de M. Nilsa Lopes pela Humi (2007)
>>> Apertada E Sem Espaço de Julia Donaldson pela Brinque-book (2003)
>>> Ícaro Redimido de Gilson Freire pela Inede (2020)
>>> Gestao Do Design de Cyntia Malagutti pela Belas Artes (2008)
>>> Dinossauros de Paul Barret pela Wmf Martins Fontes (2011)
>>> Pai rico, pai pobre de Robert Kiyosaki, Sharon Lechter pela Elsevier (2000)
>>> Italian Folktales de Italo Calvino pela Mariner Books (1980)
>>> Introdução Ao Novo Testamento de Douglas Moo, Leon Morris, D.A. Carson pela Vida Nova (1992)
>>> Fonte Não Precisa Perguntar Pelo Caminho de Bert Hellinger pela Atman (2019)
>>> Enciclopédia do Sobrenatural de Marcos Santarrita pela Lpm (2002)
COLUNAS

Sexta-feira, 17/7/2009
Há um corpo estendido no chão
Glória Fernandes
+ de 7000 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Durante a exposição da World Press Photo 2009, que acontece até o dia 19 de julho no Museu da Eletricidade, em Lisboa, uma das fotos chamou mais a atenção dos visitantes. Por coincidência, em meio a fotos do mundo inteiro, essa era brasileira. Um corpo estendido no chão. Em volta dele, crianças, risadas e conversa jogada fora. Como num bar, num encontro casual de amigos. Tudo normal. Como numa tarde qualquer, em que se sai para se divertir e distrair a cabeça. Porém, com um detalhe: há um corpo estendido no chão.

A foto em questão é de Eraldo Peres e ganhou menção honrosa na irônica categoria "Cotidiano". Foi tirada durante uma reportagem sobre violência em janeiro de 2008 para a agência de notícias The Associated Press (AP). Na imagem, é retratado o assassinato de Thiago Franklino de Lima, de 21 anos, morto na Favela do Coque, no Recife. Thiago permanece ali, sob a indiferença dos olhares dos moradores. O que antes chocava, agora é ignorado.

Até que ponto a violência se tornou normal para a população das grandes cidades brasileiras? O corpo, estendido e ensanguentado, passa a ser apenas mais um elemento que compõe a foto. Como um carro, um cachorro, uma bicicleta que passa. Ou até mesmo como uma pedra no chão. Honestamente, fotos que contrastam uma tragédia com a normalidade das pessoas já não são raras hoje em dia Infelizmente já vi muitas. Mas a risada farta da garota choca. O que será que levou a garota a uma risada tão aberta frente a um cenário tão ruim? Será que ela conhecia a pessoa que está ali caída? Será que era um vizinho? E as crianças, ainda de chupeta, o que fazem tão tranquilamente próximas a um cadáver? Tornou-se tão banal que nem mesmo as crianças ligam para a cena. Seus pais, então, se estiverem presentes, muito menos. A foto só conseguiria passar mais a sensação do quão banal esse tipo de cenário se tornou se, na composição, existisse um grupo jogando baralho, quem sabe dominó, ou até mesmo futebol.

A legenda explica para os estrangeiros que Recife é duas vezes mais violenta do que o Rio de Janeiro e possui uma média de 90 homicídios por 100 mil habitantes. Há anos a cidade vem se destacando nas linhas de estudo sobre criminalidade. E, pelo que parece, os moradores da favela onde Thiago morreu já consideram os fatos uma coisa normal.

Além da foto de Eraldo Peres, havia mais brasileiros se destacando no concurso. Na categoria "Notícias gerais" o fotógrafo Luiz Vasconcelos, do jornal A Crítica, levou o primeiro prêmio com a foto de uma indígena que carrega uma criança no colo e, ao mesmo tempo, tenta conter um batalhão da polícia durante uma invasão de terras em Manaus. A foto relata o desespero de uma mãe, que, ao se ver sem saída, enfrenta a dezena e talvez centena de polícias que tentam lhe tirar o pouco que tem. Numa categoria mais leve, André Vieira, da Focus Photo und Presse Agentur, ficou em terceiro lugar na categoria "Artes e Entretenimento" por um registro do estilista angolano Xhunos, feito em Luanda. Além dos brasileiros, várias fotos do fotógrafo mexicano Carlos Cazalis, que traziam mendigos dormindo em frente ao elitista Jóquei Club de São Paulo, se destacavam na exposição.

A foto principal de que trato no texto é brasileira, e talvez tenha me chamado mais a atenção por isso. Mas havia outras com o mesmo tema, mostrando que esse tipo de situação não é exclusiva do Brasil. No primeiro prêmio da categoria "Cotidiano", a foto de Lissete Lemos, do El Diário De Hoy, mostra crianças dentro de uma van escolar que observam o corpo de Petrona Rivas, mãe de dois alunos e morta a 200 metros do portão da escola, em El Salvador.

São adultos e crianças expostos à violência diariamente, o que os leva a tratar fatos como esses com normalidade. Na exposição, também não há limite de idade. No meio disso tudo, uma criança aparentando cinco anos pergunta para o pai: "Papai, o que é aquilo?". E o pai responde, sem cerimônia: "É uma pessoa morta, boiando". Ele se refere à foto de Olivier Laban-Mattei, sobre o ciclone que devastou Mianmar, em maio de 2008.

Durante o tempo que se leva para percorrer a exposição, também nota-se que a violência não é novidade nem mesmo para aqueles que estão ali só a olhar. Entre fotos com temas como natureza, esportes, retratos, política, desastres e mortes, as duas últimas são as que mais atraem as atenções e onde as pessoas parecem demorar mais a ir embora.

Desde 1955, a missão da fundação holandesa que organiza o World Press Photo é encorajar o fotojornalismo. A competição recebeu este ano o número recorde de 5.019 candidatos, de mais de 125 países. No total, 96.268 fotografias foram avaliadas pela comissão julgadora. Os prêmios para os vitoriosos foram entregues em Amsterdã no dia dois de maio. As fotos seguirão em exposição, chegando ao Rio de Janeiro no dia 29 de julho, onde ficará até 23 de agosto. Para conferir essas e outras fotos vencedoras do prêmio deste ano basta acessar o site oficial do evento.

Nota do Editor
Glória Fernandes mantém o blog Museu de Grandes Novidades.


Glória Fernandes
Lisboa, 17/7/2009

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Poética e política no Pântano de Dolhnikoff de Jardel Dias Cavalcanti
02. A Poética do Extravio, Júlio Castañon Guimarães de Jardel Dias Cavalcanti
03. Pílulas III de Sol Moras


Mais Glória Fernandes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
17/7/2009
03h04min
Prezada Glória, é a partir destas barbáries que se confirma uma das teses da ilustre filósofa alemã Hannah Arendt, na qual se afirma a fragilidade das ditas democracias modernas, as quais podem vir a servir de base para a construção de novos regimes políticos totalitários, novos horrores, novos holocaustos...
[Leia outros Comentários de Sílvio Medeiros]
18/7/2009
12h01min
A foto da índia versus a polícia é, sem dúvidas, a mais impressionante e bonita. A outra, virou clichê, neste país onde a carne humana, na maioria dos casos, é mais barata do que a de um bovino.
[Leia outros Comentários de Julio Corrêa]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Como Criar Filhos na Era Digital
Dra. Elizabeth Kilbey
Fontanar
(2018)



Livro Sociologia Indignai-vos!
Stéphane Hessel
Leya
(2011)



A Alma Encantadora das Ruas
João do Rio
Biblioteca Carioca
(1995)



Clínica e discurso
Vários Autores
Desconhecida



A Corrida para o Século Xxi: no Loop da Montanha-russa
Nicolau Sevcenko
Companhia das Letras
(2001)



Qual a Medida do seu Amor?
Wanderley Oliveira, Ermance Dufaux
Dufaux
(2013)



Livro - Vivendo Uma Vida Autêntica
Authentic Games
Astral Cultural
(2016)



Livro Infanto Juvenis Tapa
Ciça Zelio
Ftd
(1998)



Ousando a Missão - Espiritualidade e Profecia Em Francisco Pianzola
Enrico Masseroni
Paulinas
(2017)



Dia Da Tempestade, O
Rosamunde Pilcher
Bertrand
(1997)





busca | avançada
46447 visitas/dia
1,8 milhão/mês