Teoria dos jogos perdidos | Vicente Escudero | Digestivo Cultural

busca | avançada
74378 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Zé Guilherme recebe o pianista Matheus Ferreira na série EntreMeios
>>> Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos
>>> Lançamento do Mini Doc Tempo dell'Anima
>>> Cinema in Concert com João Carlos Martins une o cinema à música sinfônica em espetáculo audiovisual
>>> Editora Unesp lança 20 livros para download gratuito
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Filmes de saiote
>>> Aerosmith no Morumbi
>>> E aí...
>>> Goodbye, virtual. Hello, new.
>>> Alguém ainda acredita em Deus?
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> As Cem Melhores Crônicas Brasileiras
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> A soberba de Beauvoir
>>> Somos todos consumidores
Mais Recentes
>>> Construindo uma Vida de Roberto Justus pela Larousse (2007)
>>> Espaço de G. Carmo pela Ibrasa (1984)
>>> Senha: "Coragem ! " de John Castle pela Flamboyant (1965)
>>> Don Quixote Americano de Richard Powell pela Nova Fronteira (2003)
>>> As Duas Vidas de Audrey Rose de Frank de Fellita pela Circulo do Livro (1975)
>>> O Duelo de Roger Pla pela Brasileira (1951)
>>> Freud e o Desejo de Marie Cariou pela Imago (1978)
>>> O Ponto da Virada de Malcolm Gladwell pela Sextante (2009)
>>> Passeando Pela Vida Lições de Filosofia de Lúcio Packter pela Garapuvu (1999)
>>> A vulnerabilidade do ser de Claudia Andujar pela Cosac Naif (2005)
>>> A Relação ao Outro em Husserl e Levinas de Marcelo Luiz Pelizzoli pela Edipucrs (1994)
>>> O Pensamento Vivo de Teilhard de Chardin de José Luiz Archanjo pela Martin Claret (1988)
>>> Revista Brasileira de Filosofia – Volume XLVI – Fascículo 190 de Vários Autores pela Instituto Brasileira de Filosofia (1998)
>>> Grandes Tendências na Filosofia do Século XX e Sua Influência no Brasil de Urbano Zilles pela Educs (1987)
>>> Descartes – Os Pensadores de Rene Descartes pela Abril Cultural (1983)
>>> O mistério da estrela cadente de Vários Autores pela Ftd (1996)
>>> Lydia e Eu de Dimia Fargon pela Literis (2010)
>>> Na saga dos anos 60 de Carlos Olavo da Cunha Pereira pela Geração (2013)
>>> O paraíso dos desafortunados de Amanda Hernández Marques pela Chiado (2013)
>>> Madamme C 05 de Vinícius Ulrich pela Rocco (2000)
>>> Bodas de Pedra de Kissyan Castro pela Chiado (2013)
>>> Apague o cigarro da sua vida de Dra. Cammille pela Alaúde (2006)
>>> Transição Revolucionária de David Carneiro pela Atena
>>> Quem sou eu? Como o Evangelho Completo devolve a verdadeira identidade de Willy Torresin de Oliveira pela Victory (2017)
>>> Comunidade - A busca por segurança no mundo atual de Zygmunt Bauman pela Jorge Zahar (2003)
>>> Modernidade Líquida de Zygmunt Bauman pela Jorge Zahar (2001)
>>> Mundos do Trabalho - Novos Estudos Sobre História Operária 3ªed. de Eric J. Hobsbawm pela Paz e Terra (2000)
>>> Sangue suor & lágrimas - A Evolução do Trabalho de Richard Donkin pela M. Books (2003)
>>> Ideologia e Cultura Moderna 6ªed. de John B. Thompson pela Vozes (2002)
>>> Os Anormais - Curso no Collége de France (1974-1975) de Michel Foucault pela Martins Fontes (2002)
>>> Psworld--35--28--16--5--24. de Digerati pela Digerati
>>> Super gamepower--26--46--38--32--43--51. de Nova cultural pela Nova cultural
>>> Triangulo de Ken follett pela Abril cultural
>>> Nintendo world--35--tres vezes tony hawk! de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--49. de Conrad pela Conrad (2002)
>>> Nintendo world--34--cobertura completa da e3--jogamos o gamecube! de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--45--resident evil de Conrad pela Conrad (2002)
>>> Nintendo world--38--mario kart--super circuit de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Curar como jesus curou de Barbara leahy shiemon/dennis linn/mathew linn pela Loyola
>>> Jovem,o caminho se faz caminhando de Dunga pela Cançao nova (2005)
>>> Nintendo world--37--nasceu de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--27--o mundo nao e o bastante para james bons de Conrad pela Conrad (2000)
>>> Nintendo world--76--prince of persia de Conrad pela Conrad (2004)
>>> Nintendo world--40--harry potter de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--29--2001--espetacular de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo world--193--the legend of zelda--tri force heroes de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo--52--invasao metroid. de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo world--6--nos temos a força! de Conrad pela Conrad
>>> Maria Antonieta de Obras Completas de Stefan Zweig pela Guanabara (1951)
>>> As Três Paixões de Obras Completas de Stefan Zweig pela Guanabara (1950)
COLUNAS

Quinta-feira, 27/1/2011
Teoria dos jogos perdidos
Vicente Escudero

+ de 3000 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Não me recordo de quando fui apresentado à criptografia, mas desconfio que nessa ocasião o conteúdo da mensagem escondida pela aplicação de diversos algoritmos era importante o bastante para tomar o tempo de seus pais matemáticos por noites a fio. Talvez eu também tenha relacionado a ideia de esconder uma mensagem ao caráter confidencial de seu conteúdo e, finalmente, a sua origem em algum órgão de espionagem, como num filme de suspense em que agentes secretos carregam segredos roubados e se comunicam através de códigos, evitando o vazamento de suas operações.

Talvez essas expectativas não façam parte do mundo real, pois foi nesta frágil dimensão que surgiram os telegramas diplomáticos vazados a conta-gotas pelo WikiLeaks. De um lado estão as informações diplomáticas do país que possui como maior empregador de matemáticos um órgão público, a Agência Nacional de Segurança (NSA), famosa por ser muito maior do que a CIA e ninguém conhecer suas atividades. Do outro está um site formado por jornalistas e hackers que publica informações sensíveis de qualquer país. O resultado do confronto dessas forças revela a fragilidade do sistema de informações da maior potência militar do mundo, mesmo ainda não havendo a confirmação segura da autoria dos vazamentos pelo analista militar preso, Bradley Manning.

Segundo Adrian Lamo, o hacker que delatou Bradley ao FBI e teria conversado com ele sobre os vazamentos em um chat, o analista fingiu que ouvia e cantava "Telephone", de Lady Gaga enquanto copiava as informações dos servidores do Exército em Bagdá, onde estava alojado. O analista ainda teria dito que a segurança era "vulnerável pra cacete... ninguém suspeitou de nada... =L meio triste... servidores fracos, logging fraco, segurança física fraca, contra inteligência fraca, rastreamento das operações inexistente... uma tempestade perfeita". Também esclareceu sua intenção em copiar os telegramas "e se eu estivesse mal intencionado?". Questionado sobre a possibilidade da venda das informações à Rússia e China, teria dito "as informações são públicas... deveriam circular livremente".

Bradley pode ter sido ingênuo ao revelar a história, mas teve coragem para repetir a atitude de Daniel Ellsberg, outro analista militar que em 1969 vazou ao New York Times e ao Washington Post as informações confidenciais sobre a Guerra do Vietnã, ajudando a opinião pública a pressionar o governo contra a continuação de uma guerra perdida. Nesses mais de quarenta anos entre os vazamentos, a facilidade com que ocorreram revela a estagnação da filosofia de controle das informações sensíveis produzidas pela administração americana. Uma grande quantidade de documentos ainda é produzida com caráter confidencial e um número excessivo de pessoas tem acesso a eles. Estima-se que as informações vazadas pelo WikiLeaks estariam acessíveis a mais de quinhentos mil empregados do governo pelo mundo todo. A expansão da rede de informações confidenciais depois dos atentados de 11 de setembro de 2001 para permitir a rápida descoberta de potenciais ameaças ao país fracassou e, aparentemente, apenas facilita o fluxo para quem não deveria acessá-la.

Além de diminuir o mito da capacidade de mobilização do poderio militar americano, o vazamento das informações confidenciais expôs a fragilidade da liberdade de imprensa nas democracias. As primeiras reações oficiais dos governos envolvidos, aliados e rivais dos Estados Unidos, democracias e ditaduras, foram desde a reprovação à publicação dos documentos até os calorosos pedidos de assassinato de Julian Assange pela CIA e execução de Bradley Manning. É incrível a elasticidade de certos valores quando aplicados em prejuízo aos seus defensores. Enquanto Assange era colocado no alvo da Justiça pelo crime de espionagem, o governo americano anunciava a escolha de Washington como sede para a Conferência de 2011 das Nações Unidas Sobre o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

Poucos princípios são tão inerentes à democracia americana como o da liberdade de imprensa. Em momentos anteriores, quando as notícias entraram em conflito direto com os interesses do governo ou de políticos, a justiça do país tratou de colocar cada um em seu devido lugar e garantiu ao cidadão disposto a gastar alguns centavos o direito de saber o que estava sendo discutido nos corredores dos prédios das altas instâncias do governo. No caso dos papéis do Pentágono, repassados aos jornais por Daniel Ellsberg, num primeiro momento a justiça impediu a publicação apenas pelo New York Times. Entretanto, como a decisão alcançava apenas este jornal, o Washington Post decidiu corajosamente enfrentar o Procurador-Geral e publicou a documentação, não se rendendo às pressões da máquina pública até que a Suprema Corte decidisse a favor da liberdade de imprensa e colocasse uma pá de cal nas pretensões autoritárias do governo Nixon. A decisão, por 6 votos a 3, estabeleceu que o Espionage Act, a lei que impede a publicação de documentos confidenciais que possam causar perigo de dano grave e irreparável, só tem validade quando demonstrada de forma cabal o risco de prejuízo aos Estados Unidos na publicação dos documentos.

Esta novela que parece não ter um fim próximo caminha para a desmoralização da administração de Obama. Desde o início da publicação dos documentos, o Presidente não se pronunciou sobre o assunto, deixando que o Procurador-Geral, membros de seu governo e do partido democrata tomassem a dianteira à frente das críticas ao site. Embora esta estratégia possa servir para acalmar os ânimos da oposição republicana a longo prazo, nada garante que no futuro próximo o Presidente não seja forçado a se pronunciar diante de novas revelações do WikiLeaks, num momento em que ele terá de lutar pelo seu partido ou para se reeleger. Aí já será tarde demais para entrar no jogo. Sem muitas opções, não é possível acreditar que ele sustente a liberdade do WikiLeaks durante a campanha presidencial. Cenário pior do que esse, só no frio do Alaska...


Vicente Escudero
Campinas, 27/1/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. As luzes se apagam de Cassionei Niches Petry
02. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal de Jardel Dias Cavalcanti
03. Você é África, Você é Linda: abaixo o preconceito! de Fabio Gomes
04. Se a vida começasse agora de Luís Fernando Amâncio
05. Dando nome aos progres de Celso A. Uequed Pitol


Mais Vicente Escudero
Mais Acessadas de Vicente Escudero em 2011
01. Kindle, iPad ou Android? - 14/4/2011
02. O incompreensível mercado dos e-books - 3/3/2011
03. O ponto final da escrita cursiva - 15/9/2011
04. Lynch, David - 8/12/2011
05. Diário da Guerra do Corpo - 9/6/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
27/1/2011
15h05min
Bom texto. Interessante principalmente por notar a permanência da mesma política em relação aos vazamentos e a posição do Obama no jogo. Só para acrescentar: o Wikileaks, os vazamentos do grupo, assim como o anonimato de ativistas ao redor do mundo, é garantido também por um sistema que permite nublar o rastreamento das informações. A Rolling Stone publicou um perfil do hacker por trás desse sistema. Sua bandeira por privacidade é um dos temas interessantes de todo esse caso.
[Leia outros Comentários de Duanne Ribeiro]
1/2/2011
14h43min
Parabéns, Vicente, uma amiga em comum me enviou o presente texto, é claro que irei ler todos os demais. Temos que fazer a diferença neste mundo conturbado. Liberdade de Imprensa sempre. Vamos que vamos ao debate, e que possamos sempre estar atentos a tudo, e agir sempre. Abraços, Rafael Cury
[Leia outros Comentários de Rafael Cury]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LE SALAIRE DE LA PEUR - 1771
GEORGES ARNAUD
JULLIARD
(1950)
R$ 12,00



A MEDIADORA - CREPÚSCULO
MEG CABOT
GALERA
(2010)
R$ 21,00



O ÚLTIMO MINUTO NA VIDA DE S. - 7843
MIGUEL REAL
QN III
(2007)
R$ 30,00



DOSSIER B... COMME BARBOUZES
PATRICE CHAIROFF
ALAIN MOREAU (PARIS)
(1975)
R$ 19,28



O DIREITO PASSADO A LIMPO
SÉRGIO SANTOS RODRIGUES
PERGAMUM
(2012)
R$ 6,90



CUCA 2000 - SUPER ENCICLOPÉDIA DE NUTRIÇÃO SAÚDE E BELEZA
NÃO CONSTA
NOVO BRASIL
(1986)
R$ 5,00



UMBANDA OMOLOCÔ - LITURGIA RITO E CONVERGÊNCIA NA VISÃO DE UM ADEPTO
CAIO DE OMULU
ÍCONE
(2002)
R$ 119,95



O COLECIONADOR DE CREPÚSCULOS - AUTOGRAFADO
ANNA MARIA CASCUDO BARRETO
DO AUTOR
(2003)
R$ 23,00



COMO ME LIVRAR DE MATTHEW
JANE FALLON
RECORD
(2008)
R$ 5,90



MENSAGEM DE VITÓRIA + CDS
R R SOARES
GRAÇA EDITORIAL
(2013)
R$ 70,00





busca | avançada
74378 visitas/dia
2,1 milhões/mês