A verdadeira resistência | Celso A. Uequed Pitol | Digestivo Cultural

busca | avançada
38320 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> De vinhos e oficinas literárias
>>> Michael Jackson: a lenda viva
>>> Gente que corre
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Reinaldo Azevedo no Fórum CLP
>>> Introdução ao filosofar, de Gerd Bornheim
>>> Companheiro dileto
>>> O Vendedor de Passados
>>> Eugène Delacroix, um quadro uma revolução
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 2/7/2013
A verdadeira resistência
Celso A. Uequed Pitol

+ de 2400 Acessos

Quando a seleção francesa veio a Porto Alegre disputar um amistoso contra a seleção brasileira, o Estádio Olímpico Monumental, antiga casa do Grêmio e recentemente substituído pela moderníssima Arena Tricolor, foi o escolhido para ser o campo de treinos da equipe. Os motivos para a escolha foram óbvios: a recém-inaugurada Arena, inspirada nos melhores e mais modernos estádios da Europa, havia sido reservada para os canarinhos treinarem, enquanto o Beira-Rio, o outro estádio da cidade, estava - e ainda está - em obras. Restou aos franceses fazer uso do velho Olímpico, cujo destino já está selado: será implodido para dar lugar a um conjunto habitacional.

Acolhidos pelo estádio inaugurado no longínquo 1954, depois de terem jogado no ainda mais antigo Centenário, no Uruguai - inaugurado no ainda mais longínquo 1930 - onde haviam perdido para a Celeste por 1 x 0, os franceses terminaram ali a sua excursão pela América do Sul. Podemos apenas imaginar o que significa uma viagem destas para quem vem da Europa, e ainda mais de um país tão central em todos os sentidos para a cultura européia como a França. Por isso, vale a pena ler o que disse um jornalista francês das suas experiências no velho Olímpico:

"Gostei bastante do Estádio Olímpico. É um estádio que tem mais um ´espírito sul-americano´. Não é depreciativo o que eu falo, é diferente dos estádios que a gente vê na Europa e mais semelhante ao Centenário. Esse tipo de estádio tem um charme". E acrescentou: "Nós passamos pela Arena. Muito bonita e moderna, mas é como qualquer estádio que vemos na França ou na Alemanha."

Detenhamo-nos um pouco num ponto importantíssimo da declaração do francês: "Um estádio com o espírito sul-americano". O que viria a ser isso? Sabemos nós, sul-americanos que frequentamos estádios, o que é um estádio com o "nosso espírito"? Temos, naturalmente, a ideia de que um jogo em La Bombonera ou no Maracanã tem uma vibração muito diferente da que se vê no Santiago Bernabeu, em Old Trafford ou no Delle Alpi: nem o mais complexado sul-americano deixará de reconhecer que nossas torcidas são incomparavelmente melhores do que as deles. Mas isto é a torcida, não o estádio. Entre nós, a expressão "estádio tipicamente sul-americano", se for alguma vez usada, pode significar muitas coisas, mas dificilmente algo parecido com "ter charme". Não vemos nossos estádios como algo típico, como portadores de uma marca, da nossa marca, do nosso "espírito".

E, no entanto, têm. E como têm! Não é preciso que um estádio como o El Cilindro, do Racing de Buenos Aires, esteja cheio de torcedores para saber que ali pulsa algo diferente, algo muito próprio. Assim como não é preciso ver o velho Olímpico cheio, com a Geral apoiando o Grêmio, para sentir a presença deste "espírito". O jornalista francês, que viu-o pela primeira vez, percebeu isso. E percebeu também que a Arena, a impecável Arena, a europeia Arena, a moderníssima Arena, é bonita, sim, moderna, sim, mas em nada diferente do que há de bonito, moderno e impecável nas Arenas europeias. É tudo isto. Mas não é autêntica. Não tem o nosso espírito. Podemos confiar - torcedores vivem de confiança - que, com o tempo, as coisas mudem. Mas, por hora, não tem.

O jornalista ficou pouco tempo aqui em Porto Alegre. Se viajasse para outros estados perceberia que o mesmo processo ocorre no país inteiro. Em todo o Brasil, os Olímpicos com espírito e charme sul-americanos vêm sendo substituídos por estádios iguais aos que se vê na França ou na Alemanha. Qual o motivo para isso? As exigências da Fifa para competições internacionais. É preciso cuidar do tamanho do gramado, da distância das arquibancadas - agora não mais arquibancadas, e sim cadeiras numeradas - para o campo, o número de saídas, a iluminação, o tempo de evacuação, etc, etc. As exigências são muitas, e a maioria delas impede que os velhos estádios da América do Sul se possam adequar e permanecer como são. É preciso então mandá-los abaixo. Ou então promover reformas tão profundas, tão grandes, que do estádio original acabe por restar apenas o nome.

Diante disto, impressiona que a revista alemã Zeit tenha dito, em face dos recentes protestos no país, um caloroso "Obrigado, Brasil" - ver aqui - ao discurso anti-Fifa dos manifestantes. Disse a prestigiada revista que "Os protestos (no Brasil) não só atestam a maturidade democrática de um País que foi governado por generais por 30 anos. Eles estabelecem que até mesmo os gigantes do esporte (futebol) deram um sinal de parada: (vamos) até este ponto, e não mais". E vai além: "A Fifa e o COI agora vão se fazer perguntas, diante das imagens das ruas (...). Os eventos precisam ser humildes, individuais e transparentes (...) Os contratos restritivos (da Fifa), no valor de bilhões, preveem um completo alívio fiscal, além de prever a exclusividade para patrocinadores bilionários, além de demandas ainda maiores para estádios, hotéis e aeroportos".

Um leitor cuidadoso da revista, da realidade dos protestos e da atitude geral dos brasileiros facilmente quantificará o quanto de wishful thinking europeu há neste discurso da Zeit, tanto acerca do que a Fifa decidirá no futuro quanto no que respeita ao que os brasileiros estão exigindo. E o mesmo leitor cuidadoso perceberá que ecoa na Zeit o mesmo sentimento do jornalista francês: pede-se um evento mais humilde, individual e transparente - ou seja, mais autêntico, com mais "espírito" -, e que se tenha coragem para dizer "chega" a quem não liga para autenticidade e transparência.

Este clamor, vindo de onde vem, é sinal indicativo do que é a verdadeira resistência nos tempos que correm: resistir, hoje, é saber permanecer com o que importa.


Celso A. Uequed Pitol
Canoas, 2/7/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Serge Daney: o cinema como espelho de Humberto Pereira da Silva
02. Deseducação Sexual: Boneca vs. Sapo de Débora Carvalho
03. Cisne Negro de Guilherme Pontes Coelho
04. Seleção, que sufoco de Adriana Baggio
05. Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 2 de Rafael Fernandes


Mais Celso A. Uequed Pitol
Mais Acessadas de Celso A. Uequed Pitol em 2013
01. O tempo de Arturo Pérez-Reverte - 5/11/2013
02. De Siegfried a São Jorge - 4/6/2013
03. Os burocratas e a literatura - 5/2/2013
04. A Vigésima-Quinta Hora, de Virgil Gheorgiu - 5/3/2013
05. O Direito mediocrizado - 26/3/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR NO ESTADO DE SÃO PAULO
CEMESP / MPSP
CEMESP / MPSP
(2010)
R$ 15,00



METODOLOGIA DA PESQUISA EM CIÊNCIAS SOCIAIS
KERLINGER
EPU
(1980)
R$ 14,00



MEMÓRIAS DE UM ENGENHEIRO DA CERÂMICA SÃO CAETANO
URAMES PIRES DOS SANTOS
FUNDAÇÃO PRÓ-MEMÓRIA
(2013)
R$ 18,00



O VERAO DO LOBO VERMELHO
MORRIS WEST
RECORD
R$ 6,00



A NOVA TRAIÇÃO DE JUDAS
JAMES ROLLINS
EDIOURO
(2008)
R$ 30,00



XY
SANDRO VERONESI
ROCCO
(2011)
R$ 26,78
+ frete grátis



FASE TERMINAL
ALVARO CARDOSO GOMES
FTD
(1995)
R$ 8,00



CONAN REI #14 - CONCLUSÃO: AQUILÔNIA EM TREVAS
MARVEL ENTERTAINMENT GROUP
ABRIL JOVEM
(1991)
R$ 10,00



MECÂNICA GERAL PARA AS ESCOLAS SUPERIORES VOL 1
G. E. O. GIACAGLIA
NOBEL
(1979)
R$ 15,00



EL PATRON ORO EN LA TEORIA Y EN LA PRACTICA
R. G. HAWTREY
AGUILAR
(1951)
R$ 19,83





busca | avançada
38320 visitas/dia
1,3 milhão/mês