Como detectar MAVs (e bloquear) | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
28584 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> Brandenburg Concertos (1 - 6)
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Christian Barbosa no MitA
>>> Obama e o oba-oba
>>> E se Amélia fosse feminista?
>>> O que é ser jornalista?
>>> Toda forma de amor
>>> O filósofo da contracultura
>>> Oderint Dum Metuant
>>> Beleza e barbárie, ou: Flores do Oriente
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> A fragilidade dos laços humanos
Mais Recentes
>>> Império do Café: a Grande Lavoura do Brasil (1850 a 1890) de Ana Luiza Martins pela Atual/ Sp. (1994)
>>> Independência Ou Morte: a Emancipação Política do Brasil de Ilmar Rohloff de Mattos /Lui Affonso Seigneur de Albuquerque pela Atual/ Sp. (1992)
>>> Código da Vida - Fantástico Litígio Judicial de Uma Família de Saulo Ramos pela Planeta (2008)
>>> Independência Ou Morte: a Emancipação Política do Brasil de Ilmar Rohloff de Mattos /Lui Affonso Seigneur de Albuquerque pela Atual/ Sp. (1992)
>>> Independência Ou Morte: a Emancipação Política do Brasil de Ilmar Rohloff de Mattos /Lui Affonso Seigneur de Albuquerque pela Atual/ Sp. (1991)
>>> O Império da Boa Sociedade: a Consolidação do Estado Imperial Brasil de Ilmar Rohloff de Mattos / Marcia de A. Gonçalves pela Atual/ Sp. (1993)
>>> O Império da Boa Sociedade: a Consolidação do Estado Imperial Brasil de Ilmar Rohloff de Mattos / Marcia de A. Gonçalves pela Atual/ Sp. (1993)
>>> O Império da Boa Sociedade: a Consolidação do Estado Imperial Brasil de Ilmar Rohloff de Mattos / Marcia de A. Gonçalves pela Atual/ Sp. (1992)
>>> Contabilidade introdutória de Sergio Iudicibus, Stephen e outros pela Atlas (1977)
>>> Language Its Nature - Development and Origini de Otto Jespersen, (Prof. Univ. Coppenhagen)./ pela George Allen & UnwinnLtd/London (1949)
>>> El Espejo y La Lámpara: Teoría Romántica y Tradición Clásica de M. H. Abrams pela Eitorial Nova/ Argentina (1962)
>>> Clause Sauf Encaissement de Casimir Pajot pela Librairie Nouvelle de Droit Et de Jurisprudence (1891)
>>> Catolicismo para Leigos de John Trigilio e Kenneth Brighenti pela Altabooks (2008)
>>> Estudos Sobre Sucessões Testamentária de Orosimbo Nonato pela Forense (1957)
>>> Los Caminos Actuales de La Critica (Encadernado) de René Girard/ G. W. Ireland/ Jacques Leenhardt... pela Planeta/ Barcelona (1969)
>>> Instituições de Direito Civil Portuguez de M.A. Coelho da Rocha pela Garnier Livreiro (1907)
>>> Régimen Argentino de la Propiedad Horizontal de José A. Negri pela Arayú (1953)
>>> Enciclopédia de Cultura de Joaquim Pimenta pela Freitas Bastos (1963)
>>> Direitos de Família de Lafayette Rodrigues Pereira pela Freitas Bastos (1945)
>>> Demarcação Divisão Tapumes de Alfredo de Araujo Lopes da Costa pela Bernardo Alves S.A. (1963)
>>> Consultor Civil de Carlos Antonio Gordeiro pela Garnier (1913)
>>> El Derecho de Familia en La Legislacion Comparada de Luis Fernandez Clerico pela Hispano Americana (1947)
>>> Estudos de Direito Civil de Manoel Martins Pacheco Prates pela São Paulo (1926)
>>> Direitos Reaes de Garantia de J.L. Ribeiro de SouSa pela C. Teixeira
>>> Obrigações de Pagamento em Dinheiro (Três Estudos) de Paulo Barbosa de Campos Filho pela Jurídica e Universitária (1971)
>>> Teoria e Pratica dos Testamentos de Manoel Ubaldino de Azevedo pela Saraiva (1965)
>>> Les Groupements D' Obligataires de Albert Buisson pela Librairie Générale de Droit et de Jurisprudence (1930)
>>> Novo Código Civil Anotado Volume II ( Direito das Obrigações) de J.M.Leoni Lopes de Oliveira pela Lumen Juris (2002)
>>> Curso de Direito Civil ( Volume 6 ) Direito das Sucessões de Washington de Direito Monteiro pela Saraiva (1964)
>>> Curso de Direito Civil ( Volume 5 ) (Direto das Obrigações 2ª parte) de Washington de Direito Monteiro pela Saraiva (1991)
>>> Curso de Direito Civil ( Volume 4 ) Direito das Obrigações de Washington de Direito Monteiro pela Saraiva (2019)
>>> Curso de Direito Civil ( Volume 3 ) Direito das Coisas de Washington de Direito Monteiro pela Saraiva (1991)
>>> Curso de Direito Civil ( Volume 2 ) Direito Família de Washington de Direito Monteiro pela Saraiva (1992)
>>> Curso de Direito Civil ( Parte Geral) Volume 1 de Washington de Direito Monteiro pela Saraiva (1964)
>>> Usucapião de Imóveis de Lourenço Mario Prunes pela Sugestões Literárias S/A
>>> Instituições de processo Civil (Volume VI) de Caio Mário da Silva Pereira pela Forense (2007)
>>> Direito Civil Volume 6 de Silvio Rodrigues pela Saraiva (2004)
>>> O Pensamento Vivo de Einstein (Edição Ilustrada) de José Geraldo Simões Jr.: (Pesquisa e Tradução) pela Martin Claret (1986)
>>> Direito Civil Volume 2 de Silvio Rodrigues pela Saraiva (2002)
>>> Posse o Direito e o Processo de Guido Arzua pela Revista dos Tribunais (1957)
>>> Estudo da Posse e das Acções Possessorias de Leopoldino Amaral Meira pela Livraria Academica (1928)
>>> Acção Possessória de J.M. de Azevedo Marques pela São Paulo (1923)
>>> O Direito de Ação e o Modo de Execê-lo de Ataliba Vianna pela Forense (1969)
>>> O Pensamento Vivo de Darwin (Edição Ilustrada) de Eide M. Murta Carvalho (Pesquisa/Org. Tradução) pela Martin Claret (1986)
>>> Contratos de Seguro de Vários pela Juruã (1990)
>>> O Pensamento Vivo de Darwin (Edição Ilustrada) de Eide M. Murta Carvalho (Pesquisa/Org. Tradução) pela Martin Claret (1986)
>>> Do Seguro Contra Fogo de J. Stoll Gonçalves pela Empreza Graphica (1926)
>>> O Pensamento Vivo de Darwin (Edição Ilustrada) de Eide M. Murta Carvalho (Pesquisa/Org. Tradução) pela Martin Claret (1986)
>>> O Pensamento Vivo de Darwin (Edição Ilustrada) de Eide M. Murta Carvalho (Pesquisa/Org. Tradução) pela Martin Claret (1986)
>>> Seguros Legislação de Nilton Alberto Ribeiro pela Francisco Alves (1974)
COLUNAS

Quarta-feira, 22/10/2014
Como detectar MAVs (e bloquear)
Julio Daio Borges

+ de 28700 Acessos

Como detectar MAVs (e bloquear antes que seja tarde...):

MAV é a sigla para Militância em Ambiente Virtual. E MAVs, com "s", é uma sigla associada aos *militantes* (às "pessoas"). Todo mundo conhece essa gente. Eles infestam as caixas de comentários em portais, sites, blogs e no Facebook. Também as "timelines" do Twitter. Isso quando não fazem spam, via e-mail, ou enviam SMS "não solicitado".

Todo mundo conhece a ideologia dos MAVs. Não preciso nem dizer para qual partido eles trabalham.

"Por que então um 'manual' para detectar MAVs?", você pode me perguntar. Porque talvez um internauta mais desavisado tome um MAV por uma pessoa normal, e resolva "conversar" com ele...

Meu conselho é detectar e bloquear logo. Abaixo, enumero minhas razões para tal:

* "MAVs não são pessoas": Por isso coloquei "pessoas", entre aspas, no primeiro parágrafo. Já visitou o "perfil" de um MAV? Só tem as informações básicas - porque o perfil acaba de ser criado. MAVs se aproveitam do anonimato que grassa na internet, a fim de promover ataques "apócrifos". Você olha a foto do MAV e se sente atacado por uma pessoa. A foto é, justamente, para fazer você se sentir mal - só que não há uma pessoa "de verdade" por trás. Bloqueie. E não se sinta mal.

* "Por não serem humanos, MAVs não vão te respeitar": Sabe aquela história de respeito, que te ensinaram em casa? Então: não vale para MAVs. Eles vão invadir sua casa - sua página, seu post, sua timeline - e vão te atacar sem cerimônia. Eles não são como um "convidado trapalhão" do qual você acha graça. No mínimo, no mínimo, eles vão rir da sua cara logo na entrada. Tentarão te desqualificar. Se puderem soar ofensivos, *vão* soar. Trabalham com terapia de choque. Para, quando você for se lembrar do que publicou, ficar com um gosto amargo na boca. Não fique. Bloqueie o MAV.

* "MAVs não tem sentimentos": Imagine um atendente de telemarketing acessando uma longa lista de telefones e discando o primeiro número. Qual a relação do atendente com a pessoa para a qual ele telefona? Nenhuma. Para o atendente, aquela pessoa é apenas um número de telefone. Mesma coisa os MAVs. É como se cada MAV recebesse uma lista de links para visitar - e pichar ("pichar" no sentido de pichador; e, não, no de grafiteiro, antes que me ataquem...). A analogia com a pichação é boa. A lógica do MAV é a seguinte: "Como é que eu posso arruinar aquele post, aquela timeline - de modo que fique imprestável?". Entendeu? Então bloqueie logo.

* "MAVs são à prova de argumentos": Você já sofreu algum assalto? Você, que já foi assaltado, acha que dá para discutir com o assaltante? Dá para argumentar com ele? Mesmo você que nunca foi assaltado, pense... Não dá, né? O assaltante não vai querer ouvir você. Ele não quer saber das *suas* razões. Você simplesmente deu azar de cruzar com ele. E ele vai te agredir e passar para o próximo, sem ressentimentos. A imagem do assaltante pode parecer um pouco forte, mas muitos MAVs, se pudessem, te deletavam (para usar uma metáfora light). Você, que já discutiu com MAV: é ou não é verdade? É ou não é para bloquear?

* "MAVs são autômatos": MAVs trabalham com palavras-chave. Pense no corretor ortográfico. Agora pense no corretor ortográfico do seu celular, cujo teclado é menor e as letras são mais apertadas: para digitar uma palavra errada e ele te sugerir outra mais errada ainda é um pulinho, ou uma escorregadela. A "inteligência" dos MAVs é mais ou menos como a desses corretores ortográficos: para uma determinada palavra-chave, eles vêm com outra pronta, "pressetada". Assim como os atendentes de telemarketing (coitados), trabalham com um "roteiro" pré-fabricado. Você pode até achar que está "argumentando" com eles, mas não está. A "aparência" humana só serve para te atordoar, trata-se de um robô, no duro. Bloqueie com a mesma sem-cerimônia com que você desliga na cara de um operador de telemarketing (coitado; mas quem mandou trabalhar com telemarketing?).

* "MAVs são mercenários": Não adianta apelar para os "bons sentimentos" dos MAVs. Eles não têm alma. Eu falei de ideologia (no segundo parágrafo), mas nem ideologia eles têm. Seus ataques são orquestrados. Como grandes coreografias em estádios olímpicos. Sabe aquele ponto, naquela "formação" que você admirou? Aquele pontinho colorido - aquela pessoa - quase nunca é o autor da coreografia. Ele (o ponto) recebe a parte dele, ele treina, e ele pode até executar com maestria, mas, normalmente, não foi ele quem concebeu "o todo". Se você tiver alguma questão, sobre o todo, não é com ele que você vai conversar, é com o coreógrafo. Os MAVs também decoraram a "parte" deles, mas não estão aptos a discutir nada. Bloqueie sumariamente.

* "MAVs são mal remunerados": Os atendentes de telemarketing, pelo menos, são sindicalizados, já os MAVs... Sabe aqueles desocupados que você encontra dando sopa na internet? Geralmente, desempregados - são ótimos candidatos a MAV. Quanto mais desiludidos da vida, melhor. Fracassados? Melhor ainda. Revoltados contra o sistema? Vão dar excelentes MAVs! Tipo aqueles touros bravos, que são incitados, antes de enfrentar o toureiro: quanto pior a vida do MAV, quanto mais "sem saída" ele estiver, mais ele vai funcionar nos ataques coordenados. Ele nem precisa ter raiva do alvo "a priori". Basta canalizar toda a sua frustração e... voilà! Agora imagina um sujeito desses - sem perspectivas - vindo pra cima de você? Bloqueie sem pensar duas vezes.

Sabe aquele "bode" que todo mundo sente das redes sociais? São os MAVs que provocam. Os MAVs são os "black blocks" da internet. Assim como os vândalos esvaziaram as manifestações de rua, para que as pessoas não protestassem mais, os MAVs estão invadindo a internet para interromper as "conversações" (no sentido que o Manifesto Cluetrain dá ao termo).

Os MAVs estão preparando o terreno para a ditadura do partido único. Uma única verdade... que deve ser imposta. Jamais questionada. Os contestadores devem ser combatidos... até a morte.

Felizmente nós ainda podemos bloquear os MAVs.

E votar.


Julio Daio Borges
São Paulo, 22/10/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva de Renato Alessandro dos Santos
02. As Lavadeiras, duas pinturas de Elias Layon de Jardel Dias Cavalcanti
03. De quantos modos um menino queima? de Duanne Ribeiro
04. Dilapidare de Elisa Andrade Buzzo
05. E não sobrou nenhum (o caso dos dez negrinhos) de Gian Danton


Mais Julio Daio Borges
Mais Acessadas de Julio Daio Borges em 2014
01. Como detectar MAVs (e bloquear) - 22/10/2014
02. Sobre o caso Idelber Avelar - 8/12/2014
03. 40 - 29/1/2014
04. Meu Primeiro Livro - 18/6/2014
05. Mamãe - 19/1/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




HOTEL GARNI - A HISTÓRIA DA SENSIBILIDADE
HUBERT FICHTE
BRASILIENSE
(1989)
R$ 11,12



PLANTAS PARA CASA
JOAN COMPTON
MELHORAMENTOS
(1970)
R$ 5,00



ESTACAO CARANDIRU
DRAUZIO VARELLA
CIA DAS LETRAS
(2002)
R$ 15,00



EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA - 9859
JOSÉ PRADO MARTINS / ELISABETH CASTELLANO (ORG.)
EDUNICEP
(2003)
R$ 14,00



O PATINHO FEIO VAI TRABALHAR
METTE NORGAARD
DVS
(2007)
R$ 32,00



A FILOSOFIA NA ÉPOCA TRÁGICA DOS GREGOS
FRIEDRICH WILHELM NIETZSCHE
ESCALA
(2008)
R$ 29,90
+ frete grátis



SKYLINE 3 STUDENTS BOOK A
SIMON BREWSTER E OUTROS
MACMILLAN
(2005)
R$ 7,90



O CÔNSUL HONORÁRIO
GRAHAM GREENE
ARTENOVA
(1973)
R$ 25,90
+ frete grátis



INCLUSIVE EDUCATION: A GLOBAL AGENDA
SEAMUS HEGARTY, COR AND MEIJER, SIP JAN PIJL
ROUTLEDGE
(1996)
R$ 129,00



SAFARI EMCANTOS DE ÁFRICA ENCHANTED CORNERS OF AFRICA
LUÍS LOURO
BOOK TREE
(2013)
R$ 100,48





busca | avançada
28584 visitas/dia
1,0 milhão/mês