Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Festa na floresta
>>> A crítica musical
>>> 26 de Julho #digestivo10anos
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O apanhador no campo de centeio
>>> Curriculum vitae
Mais Recentes
>>> Recordações da casa dos mortos de Fiodor Dostoiévski pela Nova Alexandria (2006)
>>> Elric de Melniboné: a traição ao imperador de Michael Moorcock pela Generale (2015)
>>> O Príncipe de Nicolau Maquiavel pela Vozes de Bolso (2018)
>>> Deuses Americanos de Neil Gaiman pela Conrad (2002)
>>> Deus é inocente – a imprensa, não de Carlos Dorneles pela Globo (2003)
>>> Memórias do subsolo de Fiodor Dostoiévski pela 34 (2000)
>>> Songbook - Tom Jobim, Volume 3 de Almir Chediak pela Lumiar (1990)
>>> Comunicação e contra-hegemonia de Eduardo Granja Coutinho (org.) pela EdUFRJ (2008)
>>> Caetano Veloso Songbook V. 1 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Origami a Milenar Arte das Dobraduras de Carlos Genova pela Escrituras (2004)
>>> O vampiro Lestat de Anne Rice pela Rocco (1999)
>>> Nova enciclopédia ilustrada Folha volume 2 de Folha de São Paulo pela Publifolha (1996)
>>> Esperança para a família de Willie e Elaine Oliver pela Cpb (2018)
>>> Leituras do presente de Valdir Prigol pela Argos (2007)
>>> Insight de Daniel C. Luz pela Dvs (2001)
>>> Política e relações internacionais de Marcus Faro de Castro pela UnB (2005)
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> Filosofia Para Crianças e Adolescentes de Maria Luiza Silveira Teles pela Vozes (2008)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> Vida de São Francisco de Assis de Tomás de Celano pela Vozes (2018)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Astrologia e Fatalismo Magnetismo e Hipnose de Ferni Genevè pela Fase (1983)
>>> Práticas da leitura de Roger Chartier (org.) pela Estação Liberdade (2001)
>>> Universo em Desencanto A Verdadeira Origem da Humanidade Vol 1 de Não Informada pela Mundo Racional
>>> Matemática Financeira de Roberto Zentgraf pela Ztg (2002)
>>> Como Negociar Qualquer Coisa Com Qualquer Pessoa Em Qualquer Lugar do Mundo de Frank L. Acuff pela Senac (1998)
>>> Morte e Vida Severinas: das Ressurreições e Conservações ... Ed. Ltda. de Nelci Tinem e Luizamorim: Organização pela Impre. Univ. J. Pessoa (2012)
>>> Mais Trinta Mulheres que Estão Fazendo a Nova Literatura de Luiz Ruffato pela Record (2005)
>>> Príncipe Sidarta A Fuga do Palácio de Patricia Chendi pela Rocco (2000)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Smart Work Why Organizations Full Of Intelligent People ... de Steven A. Stanton pela Do Autor (2016)
>>> Estatística Objetiva de Roberto Zentgraf pela Ztg (2001)
>>> Diários Messiânicos: uma Experiência de Extensão Universitária de Bruno Cesar Euphrasio de Mello pela Univ. Federal Rgs. (2015)
>>> The Lost Symbol de Dan Brown pela Doubleday (2009)
>>> Dez Dias de Cortiço de Ivan Jaf pela Ática (2009)
>>> Medicina do Além Um Presente de Jesus para a Humanidade de Fabio Alessio Romano Dionisi pela Dionisi (2014)
>>> Energia Renovável de Dme pela Dme
>>> São João Paulo Grande Seus Cinco Amores de Jason Evert pela Quadrante (2018)
>>> At Risk de Patricia Cornwell pela Little Brown And Company (2006)
COLUNAS

Sexta-feira, 7/6/2019
Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
Ana Elisa Ribeiro

+ de 2100 Acessos

Caro ou cara autor(a), muito provavelmente seu livro impresso terá apenas uma edição, com uma pequeníssima tiragem. Mas isso não importa. São tempos de celebrizar. Então não tem muita importância quantos exemplares existiram ou existem desse livro. O importante mesmo é o barulho que se fizer em torno dele. Faz mais sentido, então, você manter bem vivas suas contas no Facebook, no Instagram e sua amizade com jornalistas e outros escritores sob as luzes. O demais é resto.

A diferença entre edição e tiragem? Pouca, na prática. Hoje em dia, devido aos avanços tecnológicos - em especial os digitais, claro, é possível imprimir dois livros apenas, se quisermos. E as pessoas não se importarão muito com isso. Quem procura saber as tiragens de um livro? Quem garante que as tiragens informadas em alguns colofões ou fichas foram mesmo as tiragens reais? Quantas histórias correm pelos bastidores de editores desonestos que informam uma tiragem e imprimem outra? Enfim, tiragem, caro(a) autor(a), é a quantidade de exemplares impressos. No mundo digital isso inexiste, não faz o menor sentido, porque aí nada se mede em existência física, propriamente. Até mesmo os dispositivos onde a pessoa lerá não serão mais os mesmos dentro de alguns anos ou meses. Então pode esquecer. A edição, sim, pode coincidir com a tiragem, mas mudar. Quando se lança uma obra pela primeira vez, trata-se da primeira edição. Se em algum momento forem feitas mudanças de alguma monta, indica-se outra edição. Geralmente isso ocorre porque foram feitas correções, atualizações, acréscimos, etc. Sem mudança alguma, não há por que dizer que foi segunda edição, compreende? Trata-se apenas da primeira edição em segunda tiragem. Mandaram imprimir de novo o mesmo texto. Mas essas coisas podem ser confusas. Coisas do mundo dos impressos.

O seu livro, como eu dizia ou alertava, terá apenas uma edição, provavelmente. E se for impresso, uma pequena tiragem. Nos tempos do offset, era comum que uma tiragem tivesse no mínimo 300 exemplares. Questão de custo, de máquina, de tinta, de ajuste. Hoje, não. A impressão digital prescinde disso. Como já dito, uma edição pode ter dois exemplares impressos: um pro seu arquivo pessoal e outro pra sua mãe, se ela quiser lê-lo(la). No mais, é fazer flyer, anunciar lançamento em livraria ou espaço dado a isso, avisar os amigos e os inimigos, dar-se ao desfrute. Pode sair no jornal uma notinha ou uma capa, dizendo que você lança seu livro de estreia e já pode ser considerado(a) uma promessa. Isso depende de muita coisa e nem tanto do próprio livro.

Aliás, nenhum critério deste jogo é claro. Não espere por isso. Não acredite em histórias pessoais de sucesso e superação como se fossem a regra. Evite investigar o por trás das coisas, se quiser manter a sanidade. Esqueça o lance da meritocracia. Leia apenas de soslaio as discussões sobre critérios extraliterários e os debates sobre qualidade e valor literário. Toque o bonde. Não frequente cursos de como ser escritor de sucesso e não se importe com carreiras meteóricas. Deixe acontecer.

Esta minha carta, até, pode ser ignorada... para ser coerente com o parágrafo anterior. Mas ao menos ela quer lhe dar a real. Não há critérios claros e nem uma escadinha arrumadinha para subir, rumo ao reconhecimento, ao sucesso, ao cânone, se for seu desejo. Para chegar ao cânone, por exemplo, você precisará de muitos elementos, e todos são misteriosos. Mas seria bom que, além de ter seus livros propagados pela imprensa e pela crítica mais visível, você conseguisse ser indicado(a) em escolas - sim, essas de ensino fundamental e médio - e que defendessem algumas dissertações e teses sobre você na universidade. Talvez seja difícil alcançar tudo isso, concorda? Muitos críticos, hoje, são também os professores universitários e os poetas. De maneira que essa multiplicidade de papeis nos confunde tudo. Melhor deixar acontecer.

Não se compare. Pode ser viciante abrir um livro do(a) novo(a) gênio(a) da semana e pensar: o que ele(a) tem que eu não tenho? Bem, às vezes ocorre de você ser melhor, por qualquer razão. Mas aí as explicações são complexas também. Você não é aquela pessoa, não esteve nas mesmas contingências, não nasceu em tal ou qual lugar, não trabalhou aqui ou ali, não teve contato com não sei quem, não teve uma apresentação respeitável de um gênio mais velho (ou velha, mas elas são mais raras), etc. etc. etc. Impossível saber. Portanto evite comparar-se e pensar no mérito alheio. Vá na sua trilha e pronto.

Prepare-se, por toda a sua vida, para a frustração. Nunca se sabe o que uma pessoa quer ao enveredar pelos caminhos da literatura contemporânea (seja em que tempo for). Tenho certeza de que muitos e muitas de nós pensamos, ao encontrar aquela editora disposta (e hoje há mais delas), que nosso livro será uma descoberta, que será comentado, consumido, lido (ah!), falado. Contenha-se. Muitos de nós pensamos assim: lancei meu primeiro livro por esta editora pequena, logo um crítico descobrirá minha genialidade e uma editora grande, dessas multinacionais, virá comprar meu passe e me fará famoso(a). Ano que vem estarei na mesa principal da Flip. Depois ganharei o Oceanos e tudo estará resolvido. De novo: contenha-se. Não acontece assim. Na maioria das vezes, não acontece. Há uma hierarquia para os livros, para as editoras, para os prêmios, para os eventos, para tudo. Drummond já dizia dos poetas municipais, estaduais, etc. Leve na esportiva. Se você escreve para si, para resolver um contentamento seu, saberá sobreviver. O resto será uma partida de... truco. Meio na sorte, meio no grito e com muito blefe.


LeP



Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 7/6/2019


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Nobel, novo romance de Jacques Fux de Jardel Dias Cavalcanti
02. E por falar em aposentadoria de Fabio Gomes
03. O quanto podemos compreender de Guilherme Carvalhal
04. Que tal fingir-se de céu? de Ana Elisa Ribeiro
05. 'As vantagens do pessimismo', de Roger Scruton de Celso A. Uequed Pitol


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2019
01. Treliças bem trançadas - 26/7/2019
02. 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis - 22/3/2019
03. Crônica em sustenido - 5/7/2019
04. Manual para revisores novatos - 21/6/2019
05. Famílias terríveis - um texto talvez indigesto - 15/3/2019


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DESASTRES NATURAIS
ROSANGELA DO AMARAL
SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE
(2012)
R$ 8,25



OS ALICERCES DA FÍSICA
KAZUHITO- FUKE- CARLOS
SARAIVA
(1998)
R$ 45,90
+ frete grátis



O REI - IRMANDADE DA ADAGA NEGRA VOL 12
J. R. WARD
UNIVERSO DOS LIVROS
(2014)
R$ 30,00



CAPITALISMO: MODO DE USAR
FABIO GIAMBIAGI
CAMPUS - GRUPO ELSEVIER
(2015)
R$ 76,61



SS - GB
LEN DEIGHTON
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1979)
R$ 4,50



AVALIAÇÃO DO EFEITO DA SOLDAGEM A ARCO SOBRE A QUALIDADE DA ENERGIA
EZIO SILVA, AMÉRICO SCOTTI UND JOSÉ CARLOS DE OLIVEIRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 363,00



SOL DA LIBERDADE
ÍRIS PAULA ROCHA
BOA NOVA
(2000)
R$ 10,00



HISTÓRIA ESSENCIAL DA FILOSOFIA VOL 5
PAULO GHIRALDELLI JR
UNIVERSO DO LIVRO
(2010)
R$ 15,00



ENTRE REAL E SURREAL: ANTOLOGIA DA LITERATURA BELGA DE LÍNGUA FRANCESA
MARC QUAGHEBEUR, ZILÁ BERND, LEONOR LOURENÇO DE ABREU, ROBERT PONGE
TOMO EDITORIAL
(2009)
R$ 47,00



CINE Y COMUNICACION VISUAL
ANDREW TUDOR
GUSTAVO GILI
(1975)
R$ 16,28





busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês