Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
46852 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 7/6/2019
Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
Ana Elisa Ribeiro

+ de 2200 Acessos

Caro ou cara autor(a), muito provavelmente seu livro impresso terá apenas uma edição, com uma pequeníssima tiragem. Mas isso não importa. São tempos de celebrizar. Então não tem muita importância quantos exemplares existiram ou existem desse livro. O importante mesmo é o barulho que se fizer em torno dele. Faz mais sentido, então, você manter bem vivas suas contas no Facebook, no Instagram e sua amizade com jornalistas e outros escritores sob as luzes. O demais é resto.

A diferença entre edição e tiragem? Pouca, na prática. Hoje em dia, devido aos avanços tecnológicos - em especial os digitais, claro, é possível imprimir dois livros apenas, se quisermos. E as pessoas não se importarão muito com isso. Quem procura saber as tiragens de um livro? Quem garante que as tiragens informadas em alguns colofões ou fichas foram mesmo as tiragens reais? Quantas histórias correm pelos bastidores de editores desonestos que informam uma tiragem e imprimem outra? Enfim, tiragem, caro(a) autor(a), é a quantidade de exemplares impressos. No mundo digital isso inexiste, não faz o menor sentido, porque aí nada se mede em existência física, propriamente. Até mesmo os dispositivos onde a pessoa lerá não serão mais os mesmos dentro de alguns anos ou meses. Então pode esquecer. A edição, sim, pode coincidir com a tiragem, mas mudar. Quando se lança uma obra pela primeira vez, trata-se da primeira edição. Se em algum momento forem feitas mudanças de alguma monta, indica-se outra edição. Geralmente isso ocorre porque foram feitas correções, atualizações, acréscimos, etc. Sem mudança alguma, não há por que dizer que foi segunda edição, compreende? Trata-se apenas da primeira edição em segunda tiragem. Mandaram imprimir de novo o mesmo texto. Mas essas coisas podem ser confusas. Coisas do mundo dos impressos.

O seu livro, como eu dizia ou alertava, terá apenas uma edição, provavelmente. E se for impresso, uma pequena tiragem. Nos tempos do offset, era comum que uma tiragem tivesse no mínimo 300 exemplares. Questão de custo, de máquina, de tinta, de ajuste. Hoje, não. A impressão digital prescinde disso. Como já dito, uma edição pode ter dois exemplares impressos: um pro seu arquivo pessoal e outro pra sua mãe, se ela quiser lê-lo(la). No mais, é fazer flyer, anunciar lançamento em livraria ou espaço dado a isso, avisar os amigos e os inimigos, dar-se ao desfrute. Pode sair no jornal uma notinha ou uma capa, dizendo que você lança seu livro de estreia e já pode ser considerado(a) uma promessa. Isso depende de muita coisa e nem tanto do próprio livro.

Aliás, nenhum critério deste jogo é claro. Não espere por isso. Não acredite em histórias pessoais de sucesso e superação como se fossem a regra. Evite investigar o por trás das coisas, se quiser manter a sanidade. Esqueça o lance da meritocracia. Leia apenas de soslaio as discussões sobre critérios extraliterários e os debates sobre qualidade e valor literário. Toque o bonde. Não frequente cursos de como ser escritor de sucesso e não se importe com carreiras meteóricas. Deixe acontecer.

Esta minha carta, até, pode ser ignorada... para ser coerente com o parágrafo anterior. Mas ao menos ela quer lhe dar a real. Não há critérios claros e nem uma escadinha arrumadinha para subir, rumo ao reconhecimento, ao sucesso, ao cânone, se for seu desejo. Para chegar ao cânone, por exemplo, você precisará de muitos elementos, e todos são misteriosos. Mas seria bom que, além de ter seus livros propagados pela imprensa e pela crítica mais visível, você conseguisse ser indicado(a) em escolas - sim, essas de ensino fundamental e médio - e que defendessem algumas dissertações e teses sobre você na universidade. Talvez seja difícil alcançar tudo isso, concorda? Muitos críticos, hoje, são também os professores universitários e os poetas. De maneira que essa multiplicidade de papeis nos confunde tudo. Melhor deixar acontecer.

Não se compare. Pode ser viciante abrir um livro do(a) novo(a) gênio(a) da semana e pensar: o que ele(a) tem que eu não tenho? Bem, às vezes ocorre de você ser melhor, por qualquer razão. Mas aí as explicações são complexas também. Você não é aquela pessoa, não esteve nas mesmas contingências, não nasceu em tal ou qual lugar, não trabalhou aqui ou ali, não teve contato com não sei quem, não teve uma apresentação respeitável de um gênio mais velho (ou velha, mas elas são mais raras), etc. etc. etc. Impossível saber. Portanto evite comparar-se e pensar no mérito alheio. Vá na sua trilha e pronto.

Prepare-se, por toda a sua vida, para a frustração. Nunca se sabe o que uma pessoa quer ao enveredar pelos caminhos da literatura contemporânea (seja em que tempo for). Tenho certeza de que muitos e muitas de nós pensamos, ao encontrar aquela editora disposta (e hoje há mais delas), que nosso livro será uma descoberta, que será comentado, consumido, lido (ah!), falado. Contenha-se. Muitos de nós pensamos assim: lancei meu primeiro livro por esta editora pequena, logo um crítico descobrirá minha genialidade e uma editora grande, dessas multinacionais, virá comprar meu passe e me fará famoso(a). Ano que vem estarei na mesa principal da Flip. Depois ganharei o Oceanos e tudo estará resolvido. De novo: contenha-se. Não acontece assim. Na maioria das vezes, não acontece. Há uma hierarquia para os livros, para as editoras, para os prêmios, para os eventos, para tudo. Drummond já dizia dos poetas municipais, estaduais, etc. Leve na esportiva. Se você escreve para si, para resolver um contentamento seu, saberá sobreviver. O resto será uma partida de... truco. Meio na sorte, meio no grito e com muito blefe.


LeP



Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 7/6/2019


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2019
01. Treliças bem trançadas - 26/7/2019
02. Outros cantos, de Maria Valéria Rezende - 13/9/2019
03. Crônica em sustenido - 5/7/2019
04. 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis - 22/3/2019
05. Manual para revisores novatos - 21/6/2019


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A JOVEM DE PARIS
JOAN AIKEN
LINOART
(1982)
R$ 11,00



BEATLEMANIA
RICARDO PUGIALLI
EDIOURO
(2008)
R$ 45,00
+ frete grátis



SPAIN LONELY PLANET GUIDE
DAMIEN SIMONIS/ FIONA ADAMS/ SUSAN FORSYTH
PLANET GUIDE
(2005)
R$ 25,00
+ frete grátis



O MONOPÓLIO DO CRIME: OS ESTRANHOS LAPSOS DE LARRY LOMAN
EDGAR WALLACE
FRANCISCO ALVES
(1993)
R$ 21,28



GUÍA DIDÁTICA - CURSOS DE ESPAÑOL PARA EXTRANJEROS
VIRGILIO BOROBIO
SM
R$ 60,00



ADEUS, JANETTE
HAROLD ROBBINS
RECORD
(1981)
R$ 7,00



PREFÁCIOS E ENTREVISTAS
MONTEIRO LOBATO
BRASILIENSE
(1956)
R$ 35,00
+ frete grátis



ANTOLOGIA DA MATEMÁTICA VOL I
MALBA TAHAN
SARAIVA
(1960)
R$ 28,00



NEW PRODUCT DEVELOPMENT
ROBERT J. THOMAS
JOHN WILEY PROFESSIO
(1993)
R$ 50,00



DIMENSÕES FUNCIONAIS
SANDRA REGINA DA ROCHA PINTO E OUTROS
FGV
(2007)
R$ 5,00





busca | avançada
46852 visitas/dia
1,1 milhão/mês