Comentários do IP 200.194.102.154 | Digestivo Cultural

busca | avançada
49077 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Quarta-feira, 15/5/2002
Comentários
200.194.102.154


Gigolô de madame
Bernardo, acertou na mosca. Dizem por aqui (Fortaleza) que o colunista social mais badalado, Lúcio Brasileiro, no dia seguinte à publicação das fotos de importantes "eventos sociais", só tem o trabalho de passar nas lojas de grife da cidade para recolher as ecomendas que alguns bons samaritanos deixaram pagas prá ele. Mas essa informação é de ouvir falar. Por favor, se quiserem ter a verdade investiguem. Não vamos ser irresponsáveis ao ponto de acusar alguém de gigolô de madame sem termos qualquer prova, né?

[Sobre "Quem é essa gente?"]

por Rogério Macedo
15/5/2002 às
08h59 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Pontapé na canela do gigante
Depois de ler o comentário do Otávio, lembrei-me de um caso que se passou comigo: Quem lê meu blog (http://pradomacedo.blogspot.com) sabe que sou um suburbano fresco, pois não gosto de zoada e nem tolero desrespeito à privacidade, atributos caros à maioria dos suburbanos. Apareceu em minha rua, a freqüentar o boteco da esquina (nada contra os botecos) um sujeitinho forjado nas academias de ginástica e munido de uma S-10 acoplada a imensas caixas de som (note que o carro é que estava acoplado às caixas, e não o contrário). Depois de alguns meses, eu achei que não era interessante para minha saúde estar sempre atualizado em relação ao último CD do É o Tcham. Fui ao bar e reclamei com o proprietário. Pedi que ele falasse com seu cliente, pois aquele incômodo já tinha alguns meses, e um incômodo de alguns meses é um senhor incômodo. O dono do bar, que não admitia perder a galinha dos ovos de ouro (sim, pois o canelau da vizinhança, que mal tinha o que vestir, se deslumbrava quando o sujeito chegava e corria para o bar, formando a autêntica festa suburbana de rua, que não seria de todo mal vinda se não tivesse que invadir as casas que estivessem num raio de 200 metros), me respondeu impávido: "se eu fosse você não brincaria com ele, pois o último que reclamou teve que suportar o som na porta de casa... ele é sobrinho de uma juiza do interior"! Sou mesmo um Quixote, Alexandre. Achava que podia algo contra a horda. Mas antes de sair dei ao menos um pontapé na canela do gigante. Disse ao dono do bar: "sobrinho de juíza do interior, hein? Hmmm... se ela tivesse estudado mais um pouquinho talvez viesse a ser juíza na capital". E voltei prá casa.

[Sobre "Quem é essa gente?"]

por Rogério Macedo
10/5/2002 às
11h15 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Das axilas para a estante
Alexandre, se não me engano, o colunismo social, essa inequívoca, mas não única, manifestação da estupidez humana, só existe na Terra dos Papagaios. Aqui em Fortaleza (ainda morro de orgulho por essa terra!) a coisa ganha tons picarescos, pois essa provinciazinha esburacada e medonha (que possui concomitantemente a segunda maior frota de carros importados e um dos maiores índices de pobreza do país) tem uma elitezinha econômica analfabeta e meia-boca que mal sabe assinar o nome e que além de casamentos e festinhas de 15 anos, faz fila para receber, em mega-solenidades nos clubes sociais, o autógrafo dos "grandes poetas" da terra, cujas "obras" (haja aspas para descrever as coisas dessa terrinha), quase sempre financiadas pela editora da Universidade Federal do Ceará, fazem somente um percurso na vida: das axilas para a estante. P.S. Aqui no Ceará nós temos (ah! a vaidade) o Príncipe dos Poetas Cearenses! Todo mundo que, por algum motivo, vê coluna social nos jornais daqui, sabe quem é o tal Príncipe. Mas duvido que meio por cento desse pessoal que vai ao lançamento dos livros do tal Príncipe saiba "o que esse cara anda a escrever". Deixando de lado um pouco da compostura: Príncipe dos Poetas é a puta que os pariu, cambada de "bestas sadias"! ... Dennis, que você acharia se a ilha de Caras fosse escolhida para ser o modelo de teste para o lançamento de bombas atômicas em áreas habitadas? Rogério (http://pradomacedo.blogspot.com)

[Sobre "Quem é essa gente?"]

por Rogério Macedo
10/5/2002 às
10h35 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
A grande arte
Estou comovido. Jamais pensei que pudesse ser capaz... Gostaria de agradecer a todos que tornaram possível, direta ou indiretamente, a criação dessa obra. Obrigado.

[Sobre "a ópera mágica"]

por Rogério Macedo
8/5/2002 às
16h07 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Concretesco
aba caxi só fá afaga ga linha caxias grotesco ovóide

[Sobre "a ópera mágica"]

por Rogério Macedo
6/5/2002 às
17h23 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Demodé
De onde foi que tirei mesmo "acalanto"? Demodé, não?

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
6/5/2002 às
09h57 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Paranóico
E eu que já me considerava portador de uma "paranóia controlável"... Mas tenho melhorado. E obrigado pelo acalanto, Sue. Cê é muito doce (controle o ciúme, hein, Fábio).

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
16h51 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Embaraço, reconheço.
Fiquei meio atordoado com o negócio ao ponto de cometer o seguinte paradoxo: "... por motivos que desconheço ..." e logo depois digo que conheço o motivo "e não compreedeu porque..."

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
15h59 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Santa ingnorança!
De novo: foi mal, Fábio. Como sou burro! E como eu pude depreender que a joaninha prado era alusão ao meu sobrenome se tenho assinado com o sobrenome Macedo? Putz, que melada, hein? Rogério

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
15h54 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Num tô intendendo.
Sinceramente, não entendi. No comentário inicial eu não fiz outra coisa senão concordar com o Alexandre. Aí o Fábio vem, também concorda com o Alexandre, diz que o Alexandre tá certo, que o texto é fantástico e... me trata de forma pejorativa (ao menos foi isso que depreendi do "joaninha prado"). Sinceramente, desculpem-me a extensão da minha burrice, mas não entendi patavuna. Vou considerar que o Fábio, por motivos que desconheço, não compreendeu o que escrevi. E não compreendeu, estou certo, porque eu talvez não saiba escrever algo que o Fábio possa "ler e compreender". Foi mal. Rogério

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
15h15 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Num tô intendendo.
Foi mal aí, Fábio. Mas o que é uma joaninha prado?

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
15h10 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Falta um Sokal
E isso, Evandro, sem mencionar a velha tática usada por tais palestrantes iluminados, que é a de se esconder por trás de um jargão nebuloso e impenetrável. Bem que poderia surgir um Alan Sokal por aqui, prá botar em seus devidos lugares uma meia dúzia de densos tagarelas. Abraço Rogério Macedo P.S. Sobre tal jargão já escrevi em meu blog (http://pradomacedo.blogspot.com) no dia 1 de Junho de 2001.

[Sobre "Superficialidade e Reducionismo"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
10h48 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Há quem prefira a cozinha
Alexandre, obviamente, no clube da humanidade, se um membro não quer saber de ler as atas, sua presença ali será, digamos, pouco significativa, ao menos no hall principal. Mas há gente que quer ficar mesmo na cozinha, na ante-sala, no quintal. Quer estar nesses locais, pois lá é melhor prá fornicar, prá beliscar sorrateiro a broa de milho, prá opinar sem responsabilidade sobre a nova roupa da senhora gorda, sobre o novo automóvel do senhor de casaco preto, sobre o cofiar de bigodes do velho barrigudo, etc. Acho que foi o Victor Hugo que disse "tudo que aumenta a liberdade aumenta a responsabilidade". Há quem abra mão da liberdade que o conhecimento traz para não ter que carregar o fardo da responsabilidade. Há quem prefira deixar nas mãos dos governantes a solução de seus problemas mais comezinhos. É em última instância uma escolha pessoal. Como nos grandes centros urbanos, na cidade do saber há a periferia do conhecimento. Só que nesse caso eu acho que o inchaço populacional da periferia é menos uma questão social do que espiritual. Há, claro, o aspecto social, pois há quem nasça e morra nesse país sem nunca ter passado diante de uma biblioteca pelo fato de não haver bibliotecas nesse país. Mas quem não lê porque "logo me cansa a vista" está mentindo prá si mesmo e nem que morasse dentro duma biblioteca saberia que há mais Capitus nesse universo do que aquela putinha da novela das oito. Pessoas muito ligadas a mim já insinuaram que eu devo ser um idiota, dada a quantidade de tempo que "perco" diante de meros pedaços de papel salpicados de letras. Obviamente não tenho o louvável ânimo de um Alexandre para pegar tal pessoa pelo braço e dizer-lhe que "não é bem assim" ou, se o humor não estiver lá essas coisas, um "você quase nunca sabe do que está falando e eu sei a causa disso". Já tomei minha decisão: danem-se, fiquem na sua areia movediça que eu fico no meu vale das sombras. Mais uma coisinha óbvia, mas que pode explicar alguma outra coisa: as pessoas conseguem emular uma vida feliz longe do conhecimento, longe do desejo de saber algo mais do que aquilo que lhes dê um bom bocado da broa de milho. E essa emulação é um mistério da perfeição que suscita uma pergunta fundamental: as pessoas são realmente mais felizes na ignorância ou pensam que são mais felizes na ignorância? É tentador escolher a segunda opção, mas não dá prá fazer isso, pobres humanos caídos em pecado que somos, sem uma considerável dose de soberba. No entando não é soberba ou extrema vaidade o que me leva a concordar com o Alexandre: há muito de joaninha em quem não lê por não nunca ter sido apresentado aos livros. Mas há seres muito mais primitivos, que vivem em fossas abissais, aqueles que tiveram um pouco da educação formal mas que não lêem porque "não tenho tido tempo e quando tenho logo me dá um sono"... Abraço fraternal no amigo Alexandre Rogério Macedo P.S. Mais das minha abobrinhas em http://pradomacedo.blogspot.com

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
09h56 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Delirei.
Vixe! Acho que fugi um pouco do assunto...

[Sobre "Ativismo cibernético"]

por Rogério Macedo
30/4/2002 às
13h01 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Mercado não é gente.
O comércio é voraz, a única regra do mercado é multiplicar seus tentáculos. Tal fato , narrado com esses termos (voraz, tentáculos), parece se referir a algo de natureza monstruosa. Mas são atributos de uma economia de mercado a busca pelo lucro e a racionalização dos métodos pelos quais esses lucros podem ser atingidos. Não há fatores emocionais, não há o lado "humanístico" em questões de mercado. Tais atributos, os humanos, parecem residir num plano mais elevado. Claro, algo de humano começa a surgir quando entra o homem. A relação do homem com o mercado, com a sociedade massificada, com a propaganda, tudo isso é somente mais um aspecto do indivíduo. É triste constatar que o aspecto econômico, na forma do consumismo desregrado tem determinado a vida de muitas pessoas, sobretudo nas grandes cidades. Mas é de foro íntimo a decisão de se insurgir contra as anomalias da relação homem X mercado. É óbvio que as iniciativas dos grupos citados devem ser apoiadas. Mas é preciso distinguir sempre o que é decisão pessoal e o que é o reforço de um grupo a tal decisão. Não há como cobrar um capitalismo humano, um mercado bondoso. Humanidade e bondade não fazem parte da natureza do mercado. Mas isso o torna mal? Ora, claro que não. Se a bondade não faz parte da natureza do mercado, a maldade não caberia lá, né? Quando se fortalece a idéia de que o comércio comporta a maldade, logo aparecem uns tantos comunistas querendo queimar aquela incrível lanchonete dos sanduíches sem gosto. A decisão cabe, em última instância, ao sujeito, ao consumidor. Quando a decisão de reagir contra alguns aspectos do mundo deixa de ser do indivíduo, nasce o seguinte paradoxo : "alguém, que não sou eu, me disse prá não ouvir ninguém além de mim". Rogério Macedo

[Sobre "Ativismo cibernético"]

por Rogério Macedo
30/4/2002 às
11h06 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PERESTROIKA
MIKHAIL GORBACHEV
CÍRCULO DO LIVRO
(1988)
R$ 14,00



NARRATIVAS SENSORIAIS
OSMAR GONÇALVES (ORG.)
CIRCUITO
(2014)
R$ 44,91



POSSUIDA
VANESSA BOSSO
DRACAENA
(2012)
R$ 15,00



AGOSTO
RUBEM FONSECA
COMPANHIA DAS LETRAS
(1990)
R$ 10,00



IMAGENS REVISITADAS: ENSAIOS SOBRE A ESTÉTICA DA HIPERVENÇÃO
DENIZE CORREA ARAUJO
SULINA
(2007)
R$ 30,00



O LIVRO DE COLORIR DE STAR WARS
UNIVERSO GEEK - DISNEY - LUCASFILM
UNIVERSO DOS LIVROS
(2016)
R$ 10,00



RELATOS DE BELCEBÚ A SU NIETO VOL. 3
G GURDJIEFF (CAPA DURA)
HACHETTE
(1980)
R$ 39,28



A ESSÊNCIA DA VIDA
EQUIPE MARTIN CLARET
MARTIN CLARET
(2004)
R$ 23,00



CONTOS SUAVEMENTE ERÓTICOS
TITO RYFF (DEDICATÓRIA)
GRUPO EDITORIAL SCORTECCI
(2015)
R$ 19,28



ATEÍSMO E RELATIVISMO. É POSSÍVEL CONCILIAR?
ANDERSON M. R. ALVES
RAIMUNDO LULIO
(2017)
R$ 28,00
+ frete grátis





busca | avançada
49077 visitas/dia
1,4 milhão/mês