Digestivo nº 202 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
77507 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Coletivo Mani Carimbó é convidado do projeto Terreiros Nômades em escola da zona sul
>>> CCSP recebe Filó Machado e o concerto de pré-lançamento do álbum A Música Negra
>>> Premiado espetáculo ‘Flores Astrais’ pela primeira vez em Petrópolis no Teatro Imperial para homenag
>>> VerDe Perto, o Musical Ecológico tem sessões grátis em Santo Antônio do Pinhal e em São Paulo
>>> Projeto Sinos volta a Teresópolis para oferecer aulas gratuitas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> 2006, o ano que não aconteceu
>>> Com ventilador, mas sem educação
>>> Nem capitalismo, nem socialismo, nem morte
>>> O blog do Luiz Schwarcz
>>> Do Surrealismo
>>> Fórum das Letras 2007
>>> Um conto-resenha anacrônico
>>> Andaime, de Sérgio Roveri
>>> Um lugar para o tempo
Mais Recentes
>>> Segredos para uma garota vencedora de Cristina Alemany pela V&r (2011)
>>> Empire - The Epic Novel of Imperial Rome de Steven Saylor pela Corsair (2010)
>>> Livro Infanto Juvenis A Grande Mala Vermelha de Silvana Hilgemberg pela Ftd (2016)
>>> Livro Literatura Estrangeira Outliers The Story Of Success de Malcolm Gladwell pela Back Bay Books (2009)
>>> Livro Ciência Política Capitalismo E Social-Democracia de Adam Przeworski pela Companhia das Letras (1995)
>>> Lee - An Abridgement In One Volume de Douglas Southall Freeman pela Collier Books (1993)
>>> Uma Estrela para minha amiga de Stella Jakoby pela V&r (2006)
>>> Livro Infanto Juvenis A Operação De Lili de Rubem Alves pela Ftd (2016)
>>> A Orillas Del Rio Piedra Me Sente Y Llore de Paulo Coelho pela Martínez Roca (1994)
>>> Livro O Cotidiano Da Creche Um Projeto Pedagógico de Durlei De Carvalho Cavacchia pela Loyola (1993)
>>> Brotherband ,Livro 3 : Os Caçadores de Jhon Flanagan pela Fundamento (2014)
>>> Colégio De Princesas. Uma Coroa Para Vicky de Prunella pela Fundamento (2012)
>>> Literatura Estrangeira A Garota No Trem de Paula Hawkins pela Record (2016)
>>> Os Mistérios Do Corvo Edgar : Fantasmas E Engenhocas - Volume 2 de Marcus Sedgwick pela Fundamento (2014)
>>> The Gunpowder Plot - Terror & Faith in 1605 de Antonia Fraser pela Weindfel e Nicolson (1997)
>>> Livro Infanto Juvenis Verdade Ou Desafio? 1 Mentiras Inocentes E Verdades Escancaradas de Cathy Hopkins pela Vergara & Riba (2007)
>>> War Beneath the Sea - Submarine Conflict 1939-1945 de Peter Padfield pela Pimlico (1997)
>>> Brasil Em Alta: A Historia De Um Pais Transformado de Larry Rohter pela Geração (2012)
>>> Livre ou Ocupado? Histórias E Reflexões Vividas Em Um Táxi de Elso Fagundes Correia pela AD Santos (2015)
>>> Gibis Tokyo Ghoul Re 16 de Sui Ishida pela Panini Comics, Planet Manga (2020)
>>> Livro Biografia Anarquistas, Graças A Deus de Zélia Gattai pela Record (1993)
>>> Sea Combat off the Falklands - The Lessons That Must Be Learned de Antony Preston pela Willow Books (1982)
>>> Sombras Da Noite: A Vinganca De Angelique de Lara Parker pela Geração (2012)
>>> Finest Years - Churchill As Warlord 1940-45 de Max Hastings pela Harper Press (2009)
>>> Conspiracy 365 : Fevereiro de Gabrielle Lord pela Fundamento (2012)
DIGESTIVOS

Quarta-feira, 24/11/2004
Digestivo nº 202
Julio Daio Borges
+ de 3400 Acessos
+ 2 Comentário(s)




Imprensa >>> Dentro do contexto
Num mercado editorial em que a qualidade das publicações é de média para baixa, quando surge um periódico melhor do que o normal, os leitores custam a acreditar – e a assimilar. É o caso da revista Nossa História, que aparentemente tinha um mar de dificuldades para enfrentar – dificuldades, digamos, históricas – mas que, ao mesmo tempo, já está completando um ano de presença mensal nas bancas. Nossa História poderia, por exemplo, fracassar na sua escolha, persistente, em abordar a História do Brasil. Mas, não: fez do tema assunto interessante e trouxe ao presente figuras, no mais, esquecidas nos bancos da escola (ou nos livros mofados da biblioteca). Nossa História poderia, então, se perder no meio do jargão acadêmico, tão contrário ao bom jornalismo, ao investir em luminares das nossas ciências humanas. Mas, não: incluiu uma porção de medalhões em seu conselho editorial e em sua “linha de frente”, sem – nem por um minuto – tornar-se ilegível ou inacessível aos meros mortais. Nossa História poderia, ainda, arrefecer os ânimos depois de seus incansáveis esforços – por um texto polido, por um cuidado inédito com documentos e imagens –, objetivando um público, hoje, inatingível ou simplesmente inerte (que ou demora a responder ou praticamente não responde). Mas, não: Luciano Figueiredo e seus comandados mantiveram o mesmo fôlego e a mesma disposição do início, insistindo num alto nível de exigência, apesar da audiência letrada (ou com ambições para tanto), no Brasil, ser numericamente inexpressiva ou em vias de extinção. Pode-se questionar, é claro, seu modus operandi, sua ligação com a Biblioteca Nacional e até a orientação ideológica de determinados autores – mas são colocações, obviamente, menores dentro da realização maior que é, vale repetir, a revista Nossa História. Basta pensar que, antes desse feito, não havia um espaço nas bancas de jornal, nem nas opções editoriais para “leigos”, reservado à História do Brasil. Não se sabe, porém, se antes, se durante ou se depois, pipocaram outros títulos sobre “História” em geral – mas seria totalmente injusto confundi-los com a iniciativa, por enquanto isolada, da editora Vera Cruz. Por esses e por tantos outros motivos, é importante que se leia, que se consuma e que se conheça a Nossa História. Nela, o Brasil – tão aviltado em outras esferas – merece sempre o respeito devido. [Comente esta Nota]
>>> Nossa História
 



Literatura >>> Mongólia
E os escritores continuam desconfortáveis em sociedade... Se antes não eram reconhecidos, e reclamavam, sentiam-se como párias. Como extraterrenos – algo que se costuma admirar com um interesse zoológico, mas de um ponto de vista antropomórfico. Acontece que os escritores, de repente, deixaram de ser ficção e tornaram-se objeto de diversas honrarias. As mais bizarras, como experiência, são as premiações literárias. Os escritores arrastam-se pelas paredes como lagartixas e se esgueiram quando há um ameaça concreta de contato físico. Muitos nem comparecem às cerimônias de entrega. Outros desfilam com o ar aviltado por ter perdido, e desaparecem o mais depressa possível. Não foi diferente na celebração do II Prêmio Portugal Telecom de Literatura Brasileira. Apesar de toda a pompa e circunstância (Vinicius de Moraes, Nelson Motta e Júlia Lemmertz), as grandes estrelas da noite não foram propriamente os vencedores, mas, sim, os principais executivos da Portugal Telecom. E não por culpa desses últimos; mas por inabilidade dos primeiros. Marcelo Mirisola, um dos concorrentes, avançava apressadíssimo por entre as fileiras – num temor que misturava: a possibilidade escassa de ser reconhecido e a ameaça iminente de anonimato completo. Já Décio Pignatari, outro concorrente, sabendo-se vencido, desvencilhava-se de mãos efusivas, que o obrigavam a parar, enquanto arrastava sua senhora rumo à saída. Certos estavam os que agiram com fleuma – e levaram o cheque e a estátua. Diante da chance de abocanhar um dos troféus, Sérgio Sant’Anna, entre bandejas de canapés, desviava de si as expectativas: “Tá difícil... Tá difícil...”. Segundos depois, transmutava-se para o telão – onde, do palco, via-se que ficava com o 2ª lugar. No preâmbulo, Carlos Lyra diluiria o alto teor literário do encontro, com histórias do Poetinha, e Olívia Byington iria além das medidas, ao cantar mais que o recomendável. O comentário geral, sobre sua performance, seria: “Podia ter ficado em 3 ou 4 músicas...”. Enfim, tirando a falta de tato dos nossos pares, foi uma homenagem justa às letras nacionais. Sem confundir literatura com MPB, os jurados não incensaram, mais uma vez, Chico Buarque; e, sem embarcar nas vanguardas-que-já-não-são, deixaram os Irmãos Haroldo de fora. Malgrado, portanto, a falta de traquejo do escritor médio brasileiro, a coisa vai ficando cada vez mais séria e interessante. [Comente esta Nota]
>>> Prêmio Portugal Telecom de Literatura Brasileira 2004
 



Artes >>> Meninos, eu vi...
Cícero Dias mal teve tempo de pisar na Faap e de mostrar, aos paulistanos, que o mundo começava no Recife. Soa inverossímil que o pintor falecido há poucos anos tenha sido contemporâneo dos modernistas. Em carta reproduzida na exposição, Manuel Bandeira recomenda-o a Mário de Andrade. Dias auto-exilou-se em Paris e permaneceu, junto com sua obra, encapsulado no Brasil – entre o mais evidente Marc Chagall e o parentesco, por contágio, com Frida Khalo. André Breton, se o encontrasse no México, como encontrou a Frida, provavelmente lhe diria – como disse a ela – que esse (seu) “surrealismo” era o que ele (Breton) e Dalí há tempos perseguiam. Algo como a tarja que colaram, de “realismo fantástico”, em todos os escritores inclassificáveis, de um certo período, na América Latina. A mostra na Faap, como que compactuando com a “imagem cristalizada” de Cícero Dias, restringiu-se às décadas de 20 e 30. Apenas para ficar no seu mural mais conhecido: houve formas inspiradas na elefantíase do Abaporu de Tarsila; houve referências à industrialização representada pela mesma e pelo Portinari comunista; houve o movimento e a embriaguez (ivresse) dos vanguardistas do Velho Continente; e houve um erotismo e um ar de contravenção, ambos muito sutis, que instigaram os bem-pensantes a retalhar 2,5 dos originais 15 metros. Já as cores são um show à parte. Se antecipou os pigmentos fluorescentes em pelo menos meio século, Dias se irmanou à companheira de Diego Rivera não apenas nos tons, mas numa temática que confundia sonho e realidade, um país agrário com outro em processo de modernização a fórceps. Suas aquarelas são de uma alegria quase infantil, e qualquer criança poderia em princípio se deliciar com elas (embora algumas esperneassem dentro da mesma Faap, pouco antes do fim). Num canto, um Cícero Dias idoso proferia uma conferência em videotape, para ninguém ouvir (provavelmente invocando o tradicional hábito tupiniquim de esquecer seus heróis e de, num reflexo tardio, desenterrá-los, em documentários, ainda mortos ou semivivos). Dias circulou pelos salões da capital francesa mas não encontrou o mesmo eco em seu próprio país. Atualmente, como ninguém mais sabe disso, talvez desfrute da compreensão de olhares contemporâneos: regados à estética atordoante de um Pedro Almodóvar; sobreviventes do entorpecimento sessentista à base de psicotrópicos; objeto do bombardeio televisivo e da linguagem alucinada do videoclipe. [Comente esta Nota]
>>> Cícero Dias | Faap
 
>>> EVENTOS QUE O DIGESTIVO RECOMENDA



>>> Cafés Filosóficos
* Dos Planetas Habitáveis ao Coração das Estrelas - Eduardo Janot Pacheco (USP) (Qui., 25/11, 19h30, VL)

>>> Palestras
* Semana Moda e Cultura: Abertura - Dhora Costa
(Seg., 22/11, 18hrs., CN)
* Processo criativo - Walter Rodrigues
(Seg., 22/11, 20hrs., CN)
* A evolução da marca Sommer - Marcelo Sommer
(Ter., 23/11, 19hrs., CN)
* Introdução ao Jornalismo de Moda - Tarcísio D'Almeida
(Qua., 24/11, 19hrs., CN)
* Performance Modelo Vivo - Rodrigo Villalba
(Qui., 25/11, 18hrs., CN)
* Design do corpo vestido - Agda Carvalho
(Sex., 26/11, 20hrs., CN)
* Reflexões sobre história da moda - João Braga
(Sáb., 27/11, 15hrs., CN)

>>> Noites de Autógrafos
* Matarazzo - Ronaldo Costa Couto
(Seg., 22/11, 19hrs., CN)
* A história da V.: uma visão da sexualidade feminina - Catherine Blackledge (Ter., 23/11, 19h30, VL)
* Depoimentos da Vida Profissional - Verner Dittmer
(Qui., 25/11, 18h30, VL)

>>> Shows
* Música das Nações - Martin Tuksa (violino) e Ana Cláudia Brito (piano)
(Seg., 22/11, 20hrs., VL)
* Duke Ellington - Traditional Jazz Band
(Sex., 26/11, 20hrs., VL)
* Espaço Aberto - Banda Armazém
(Dom., 28/11, 18hrs., VL)

* Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos (VL): Av. Nações Unidas, nº 4777
** Livraria Cultura Conjunto Nacional (CN): Av. Paulista, nº 2073
*** a Livraria Cultura é parceira do Digestivo Cultural

 
Julio Daio Borges
Editor
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
21/11/2004
00h34min
Julio, posso até entender a licença poética, mas poderia um "anônimo completo" ser reconhecido por você e ainda estar entre os finalistas de tal prêmio? Parabéns pelo Digestivo, aquele abraço, Augusto Sales, Revista Paralelos
[Leia outros Comentários de Augusto Sales]
24/11/2004
13h06min
Li o seu texto sobre "Nossa História", por ter estado a comprar essa revista nas bancas de jornais. Concordo com o que disseram sobre ela. Gratíssimo, o acima assinado, Dinaldo Borba de Oliveira
[Leia outros Comentários de Dinaldo]

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O poder de realização da Cabala
Ian Mecler
Mauad X
(2006)



Psychologie de la Relation D'autorité - Connaissance du Probleme + Applications Pratiques - Voir au Verso
Vários autores
Libraires Techniques
(1978)



O melhor De Hagar O Horrível 7
Die Browne
Lpm
(2016)



Dossiê dos mortos e desaparecidos políticos a partir de 1964 354
Dossiê dos mortos e desaparecidos políticos a partir de 1964
Impresa Oficial do Estado
(1996)



A Guerra Dos Tronos - Vol. 3 (quadrinhos)
George R. R. Martin
Casa Da Palavra
(2014)



Comunicação Empresarial no Brasil; uma Leitura Critica
Wilson da Costa Bueno
Contexto
(2005)



Origens Mágicas da Wicca - História e Nascimento dos Rituais da Bruxaria Moderna
Sorita D'Este / David Rankine
Alfabeto
(2019)



Vidas muito boas
J.K. Rowling
Rocco



Livro Infanto Juvenis Dom Quixote Música de Minkus Coleção Folha Concertos e Ópera Para Crianças
Folha de S. Paulo
Folha de S. Paulo
(2018)



Coleção Arte & Criação - Fuxico Nº 4
Escala
Escala





busca | avançada
77507 visitas/dia
2,1 milhões/mês