Digestivo nº 337 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
70777 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Clube do Conto Apresenta: Criaturas, de Carol Bensimon
>>> Vancouver Animation School apresenta webinário gratuito de animação
>>> Núcleo Menos1 Invisível evoca novas formas de habitar o mundo em “Poemas Atlânticos”
>>> Cia O Grito faz intervenção urbana com peças sonoras no Brás
>>> Simbad, o Navegante está na mostra online de teatro de Jacareí
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
Últimos Posts
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
>>> Rogai por nós
>>> Na cacimba do riacho
>>> Quando vem a chuva
>>> O tempo e o vento
>>> “Conselheiro do Sertão” no fim de semana
>>> 1000 Vezes MasterChef e Nenhuma Mestres do Sabor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Seriados made in the USA
>>> American Horror Story: Asylum
>>> Nos braços de Tião e de Helena
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> A semente da impunidade
>>> Não existem autores novos
>>> Have a Book in You?
>>> O desafio dos media-watching
>>> Gerald Thomas: arranhando a superfície do fundo
>>> Realismo fantástico
Mais Recentes
>>> Ponte aérea para a China de William J. Koenig pela Renes (1977)
>>> Ponte aérea para a China de William J. Koenig pela Renes (1977)
>>> Ponte aérea para a China de William J. Koenig pela Renes (1977)
>>> Ponte aérea para a China de William J. Koenig pela Renes (1977)
>>> Ponte aérea para a China de William J. Koenig pela Renes (1977)
>>> Ponte aérea para a China de William J. Koenig pela Renes (1977)
>>> Ponte aérea para a China de William J. Koenig pela Renes (1977)
>>> Ponte aérea para a China de William J. Koenig pela Renes (1977)
>>> Ponte aérea para a China de William J. Koenig pela Renes (1977)
>>> Ponte aérea para a China de William J. Koenig pela Renes (1977)
>>> Histórias do Modernismo de Ivan Marques pela Scipicione (2011)
>>> Mísseis Ar-ar e Antitanque - Guias de Armas de Guerra de Bill Gunston pela Nova Cultural (1986)
>>> Mísseis Ar-ar e Antitanque - Guias de Armas de Guerra de Bill Gunston pela Nova Cultural (1986)
>>> Guias de Armas de Guerra: Marinha Soviética Volume 2 de John Jordan pela Nova Cultural (1986)
>>> Guias de Armas de Guerra: Marinha Soviética Volume 1 de Nova Cultural pela Nova Cultural (1986)
>>> Submarinos Convencionais e Com Mísseis - Guias de Armas de Guerra de Nova Cultural pela Nova Cultural (1982)
>>> BIOLOGIA - volume único de Armênio Uzunian e Ernesto Birner pela Harbra (2004)
>>> Guias de Armas de Guerra : Tanques da Segunda Guerra Mundial de Nova Cultural pela Nova Cultural (1983)
>>> Guias de Armas de Guerra - Usaf a Moderna Força Aerea dos Eua de Nova Cultural pela Nova Cultural (1986)
>>> Guias de Armas de Guerra - Usaf a Moderna Força Aerea dos Eua de Nova Cultural pela Nova Cultural (1986)
>>> Guias de Armas de Guerra Caças e Aviões de Ataque Modernos de Novo Cultural pela Novo Cultural (1986)
>>> Caças dos Eua e Aeronaves de Ataque - Volume I - Guias de Armas de Guerra de Barry Wheeler pela Nova Cultural (1986)
>>> Caças da Otan - Volume II - Guias de Armas de Guerra de Bill Gunston pela Nova Cultural (1986)
>>> Guias de Armas de Guerra - Aviação Naval de Carmo Chagas pela Nova Cultural (2000)
>>> Guias de Armas de Guerra-cores da Aviação de Barry C. Wheeler pela Nova Cultural (1991)
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 27/7/2007
Digestivo nº 337
Julio Daio Borges

+ de 2300 Acessos




Imprensa >>> Os Jornais Podem Desaparecer?, de Philip Meyer
Veio rapidamente a tradução de um dos livros mais polêmicos dos últimos tempos sobre jornalismo. The Vanishing Newspaper ou — em português, ainda mais provocativo — Os Jornais Podem Desaparecer? é um lançamento da editora Contexto. Embora a obra tenha ficado famosa por anunciar a morte dos jornais em papel, exatamente em 2043, sua intenção é, como diz o subtítulo, "salvar o jornalismo na era da informação". E seu autor não é — ao contrário do que possa parecer — um arrivista das novas mídias, mas, sim, um catedrático, em matéria do jornalismo, na Universidade de Carolina do Norte. Philip Meyer retrocede até os primórdios — relembrando porque uma imprensa saudável é importante para o bom funcionamento da democracia —, explica didaticamente como os jornais ganham dinheiro, passa pelo problema dos anunciantes, pela credibilidade, pela reportagem e até pelo papel fundamental dos editores. Reserva um capítulo inteiro para a "salvação" do jornalismo e outro para o que pode, efetivamente, ser feito. O livro é inteligente o suficiente para não menosprezar a internet — e para não colocar os velhos jornais como vítimas do sistema —, e é sábio, em igual medida, ao demonstrar que a herança do velho jornalismo não vai toda para o ralo, boa parte dela permanece. No Brasil, será um grande teste para revelar quais veículos (e quais profissionais) estão realmente maduros para essa transição. Certamente, os que ignorarem o vaticínio de Meyer — e serão muitos — apenas revelarão sua miopia, e terão grandes chances de perecer, junto com o papel, nos próximos anos (antes até de 2043 — o dono do The New York Times, por exemplo, não dá nem mais cinco anos para os impressos). Afinal, não é mais uma questão de se perguntar se os jornais vão acabar ou não (porque, em papel, eles já estão acabando), mas, sim, uma oportunidade única de reinventar o jornalismo, preservando o que ele tem de melhor e jogando todo fora o resto (hierarquias e burocracias inúteis, inclusive). Philip Meyer percebeu isso a tempo, e seu livro vai sobreviver. [3 Comentário(s)]
>>> Os Jornais Podem Desaparecer?
 



Música >>> Carnaval só ano que vem, da Orquestra Imperial
De uma atração mais localizada para um público específico do Rio, a Orquestra Imperial vem se firmando como uma séria alternativa para a música brasileira que, há muito, não se renova. Luís Antônio Giron mostrou, na Bravo!, que a MPB é autofágica (afinal, os grandes nomes estão à beira da aposentadoria criativa, mas não largam o osso), e até os fãs já perceberam que o rock BR não sobreviveu musicalmente aos anos 80. Sobrou a geração surgida na década de 1990, entre as majors e a decadência delas, entre as poses estudadas e o escasso talento. A esperança para a música brasileira no novo século, não adianta, está em nomes como Kassin, Rodrigo Amarante e Domenico Lancelotti – e a prova, justamente, está no segundo álbum da Orquestra Imperial, Carnaval só ano que vem, que mistura essas figuras com outras, pelo selo Ping Pong. Abre com “O mar e o ar”, que é Amarante ainda melhor do que na época do Los Hermanos, segue com “Não foi em vão”, de Thalma de Freitas, que além de ótima intérprete é boa compositora, registra pérolas como “Yarusha Djaruba”, alternando a malandragem com as melhores intenções, junta veteranos como Wilson das Neves com Max Sette, em “Era bom”, e fecha com a superbacana “Supermercado do amor”, onde Nina Becker faz as vezes de Gal Costa e Pedro Sá (ou Bartolo) as de Lanny Gordin. A O.I. abriu a quinta edição da Festa Literária Internacional de Parati, mas soou muito moderna (e/ou desconhecida) para o público médio da FLIP – portanto, não foi unânime. O resgate da gafieira – muito alardeado pela imprensa viciada em press releases – é hoje, felizmente, mais um pretexto, porque, ao contrário da linha de regravações do primeiro EP da Orquestra Imperial, Carnaval só ano que vem aposta saudavelmente na veia autoral. Em fins de agosto, São Paulo confere o vanguardismo da Orquestra. E a grande lição da O.I. talvez seja, finalmente, a de que um grupo eclético, mas coeso, chega a soluções mais interessantes do que artistas individualistas emulando o batido mainstream. [Comente esta Nota]
>>> Orquestra Imperial
 



Além do Mais >>> Com: Atitude, 5ª edição
A marca, que sempre foi a jóia da coroa de qualquer empresa, anda meio ressabiada ultimamente. Saindo por aí pela internet, caindo na boca do povo, forjando uma relação tão pessoal, mas tão pessoal, com o consumidor, que as próprias empresas não conseguem mais controlar suas marcas como antigamente. As marcas se tornaram rebeldes, desobedeceram solenemente as velhas regras da comunicação corporativa e, graças às novas mídias, decidiram fazer o que querem (e ser o que bem entendem). Assim, casos abafados de marcas vazam pela internet, mal-entendidos evitados nas empresas são perpetuados na blogosfera e qualquer passo em falso pode redundar num “fora” eterno. Algumas empresas entenderam estes novos tempos, soltaram as rédeas de suas marcas e deixaram os consumidores fazerem de sua comunicação o seu playground. Outras empresas ainda resistem: pensam que podem controlar tudo, como antes; acham que têm a primazia no discurso; e, depois, não entendem porque estão perdendo mercado, e porque suas marcas, aos olhos do consumidor, estão se tornando irrelevantes. A mensagem, como o meio, está hoje livre – uma novidade ainda não processada por todos... A fim de travar essas e outras discussões, em torno da marca – essa entidade palpitante –, a agência Significa, presidida por Yacoff Sarkovas, vai realizar a 5ª edição do seu Com: Atitude, no início de agosto, no Centro Fecomercio de Eventos, em São Paulo. Desta vez, vai trazer Jim Andrews, vice-presidente do IEG, que falará, naturalmente, de marcas globais e do mercado nos EUA. Ao longo de dois dias, outros cinco painéis abordarão, ainda, as expectativas em relação às marcas contemporâneas, as experiências pessoais dos consumidores e as diferenças entre “atitude” e simples publicidade. A comunicação, como o jornalismo, não morreu com a internet – mas, até em termos de marcas, é preciso entender o que está acontecendo. [Comente esta Nota]
>>> Com: Atitude
 
>>> EVENTOS QUE O DIGESTIVO RECOMENDA



>>> Noites de Autógrafos
* Doce vôo da juventude - Alex Botsaris e Flávia Addor
(Ter., 31/07, 19h00, VL)
* A esquerda difícil - Ruy Fausto
(Sex., 03/08, 18h30, CN)

>>> Exposições
* Anne Frank - Uma história para hoje
(De 1 a 31 de agosto, CN)

>>> Shows
* Tito Martino Jazz Band
(Ter., 31/07, 12h30, CN)
* Traditional Jazz Band
(Sex., 03/08, 20h00, VL)
* Célia e Dino Barioni
(Sáb., 04/08, 17h00, MP)
* Wejah
(Dom., 05/08, 17h00, VL)

* Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos (VL): Av. Nações Unidas, nº 4777
** Livraria Cultura Conjunto Nacional (CN): Av. Paulista, nº 2073
*** Livraria Cultura Market Place Shopping Center (MP): Av. Chucri Zaidan, nº 902
**** a Livraria Cultura é parceira do Digestivo Cultural

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Poesia Vicente de Carvalho
Fausto Cunha
Agir
(1977)



American More Workbook Com Cd
Herbert Puchta
Cambridge
(2001)



Pesquisa Qualitativa: um Instigante Desafio - 2ª Edição
Maria Lucia Martinelli ( Organizadora )
Veras
(2012)



Curso de Direito Penal - Parte Especial - Volume Iii
Rogério Greco
Impetus
(2012)



Volta ao Mundo Em 52 Histórias - 2ª Edição - 17ª Reimpressão
Neil Philip & Nilesh Mistry
Companhia das Letrinhas
(2014)



Market Biruta
Mario Kempenich
Casa da Qualidade
(1997)



A Vida de Jesus do Presépio à Ascensão - Autografado
Ernestina Giordano
Paulinas
(1978)



No País dos Sonhos
Irineu Furtado
Companhia Nacional
(1986)



E o Acaso Continua...
Leila Sarhan Salomão
Bartira



Ensaios Sobre a Ciência Política na Itália - 1ª Edição
Norberto Bobbio
Unesp
(2016)





busca | avançada
70777 visitas/dia
2,4 milhões/mês