A Eleição de Barack Obama | Digestivo Cultural

busca | avançada
48473 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Namíbia, Não! curtíssima temporada no Sesc Bom Retiro
>>> Ceumar no Sesc Bom Retiro
>>> Mestrinho no Sesc Bom Retiro
>>> Edições Sesc promove bate-papo com Willi Bolle sobre o livro Boca do Amazonas no Sesc Pinheiros
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Assim criamos os nossos dois filhos
>>> Compreender para entender
>>> Para meditar
>>> O que há de errado
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
>>> A relação entre Barbie e Stanley Kubrick
>>> Um canhão? Ou é meu coração? Casablanca 80 anos
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Fantasmas do antigo Recife
>>> Luther King sobre os fracos
>>> O centenário do Castor
>>> O comercial do Obama
>>> Por que Dilma tem de sair agora
>>> Mininas no Canto Madalena
>>> Quase cinquenta
>>> Bate-papo com Odir Cunha
>>> Entrevista com Sérgio Rodrigues
>>> Leblon
Mais Recentes
>>> O Brasil e Seu Duplo de Luiz Eduardo Soares pela Todavia (2019)
>>> Este Não é Mais Um Livro de Dieta de Rodrigo Polesso pela Gente (2018)
>>> Seu Cachorro é o Seu Espelho de Kevin Behan pela Magnitudde (2012)
>>> Mini Becky Bloom - Tal Mãe, Tal Filha de Sophie Kinsella pela Record (2011)
>>> O Presidente Que Sabia Javanês de Carlos Heitor Cony; Angeli pela Boitempo (2000)
>>> Introdução ao Pensamento Sociológico de Anna Maria de Castro; Edmundo F. Dias pela Eldorado (1977)
>>> Como Falar em Público Corretamente e Sem Inibições de Reinaldo Polito pela Saraiva (1999)
>>> As Mais Belas Orações de Todos os Tempos de Rose Marie Muraro: Raimundo Cintra pela Rosa dos Tempos (1993)
>>> Empreenda Sem Fronteiras de Bruno Pinheiro pela Gente (2016)
>>> Eu Fico Loko -As Desventuras de Um Adolescente Nada Convencional de Christian Figueiredo de Caldas pela Novas Páginas (2015)
>>> Teoria Geral do Direito e Marxismo de Evguiéni B. Pachukanis pela Boitempo (2017)
>>> O Caso dos Dez Negrinhos de Agatha Christie pela Abril Cultural (1981)
>>> A Revolução Russa de 1917 de Marc Ferro pela Perspectiva (1974)
>>> A Questão Urbana de Manuel Castells pela Paz e Terra (1983)
>>> Esquerdismo Doença Infantil do Comunismo de V. I. Lenin pela Expressão Popular (2014)
>>> Crônicas de Nuestra América de Augusto Boal pela Codecri (1977)
>>> A Desumanização da Arte de José Ortega y Gasset pela Cortez (1991)
>>> Homens Em Tempos Sombrios de Hannah Arendt pela Companhia De Bolso (2013)
>>> A Música do Tempo Infinito de Tales A. M .Ab'Sáber pela Cosac & Naify (2012)
>>> Poesia e Filosofia de Antonio Cicero pela Civilização Brasileira (2012)
>>> A Estrada da Noite de Joe Hill pela Sextante (2007)
>>> O ornamento da massa de Siegfried Kracauer pela Cosac & Naify (2009)
>>> O Horror Econômico de Viviane Forrester pela Unesp (1997)
>>> Merleau-ponty e a Educação de Marina Marcondes Machado pela Autentica (2010)
>>> Revoluções de Michael Lowy pela Boitempo (2009)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Imprensa

Sexta-feira, 14/11/2008
A Eleição de Barack Obama
Julio Daio Borges
+ de 7100 Acessos
+ 7 Comentário(s)




Digestivo nº 389 >>> Mal foi eleito já estão acusando Barack Obama de querer salvar o mundo, sendo que salvadores da pátria não existem — todo mundo sabe — e sendo que a maior comemoração agora é pela saída de uma administração que não funcionou, que causou prejuízo para o globo e que, envergonhada, se retira... justamente esperando que... Obama...(!) salve a situação. Não é irônico? Mas, mais que uma disputa partidária, ou uma briga de torcidas (como no Brasil), a vitória de Barack Obama reflete um desejo de mudança mais ampla, que talvez não passe só pela política ou pelo que o virtual presidente pode, efetivamente, realizar: o planeta simbolicamente anseia por uma mudança de mentalidade, e parece sinalizar que está finalmente preparado para ela, consagrando não apenas um negro, mas, historicamente, uma minoria, um quase desconhecido, com objetivos — talvez ingênuos — de união suprapartidária, num esforço, também histórico, de diálogo na política externa, despertando, em grande parte da humanidade, uma esperança que verdadeiros líderes só despertam uma vez por século. Obama era o candidato do século XXI, da internet, do fim da guerra no Oriente Médio, das finanças menos descontroladas, da elite intelectual de Harvard, do enterro dos fundamentalismos religiosos... Agora, se o Barack Obama, presidente empossado dos Estados Unidos, vai encarnar isso... são outros quinhentos. Por enquanto, a votação deve ser encarada com um ato político em si — de repúdio a uma administração que fracassou no 11 de Setembro, com o furacão Katrina e durante o tsunami do subprime da economia. Obama pode não ser uma solução no futuro, mas é uma resposta no presente.
>>> Vídeo do Discurso da Vitória (em Chicago)
 
Julio Daio Borges
Editor
Quem leu esta, também leu essa(s):
01. O Capital no Século XXI, de Thomas Piketty, o livro do ano (Além do Mais)
02. Bem-vindo à sua crise, de Laura Day (Além do Mais)
03. O Google na capa da Economist (Imprensa)
04. A doutrina do engodo (Literatura)
05. Várzea (Artes)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
10/11/2008
08h48min
Uma teoria: prefiro que os heróis da política sempre permanaçam no banco, sem encarnar, efetivamente, o poder. Prefiro assim, pois o mercado para heróis e ídolos está em recessão. Imaginem se o "presidente negro" fracassa e decepciona a "geral". Em quem depositaremos as esperanças? Sei não... Ainda tô relutando em sorrir com a vitória de Obama...
[Leia outros Comentários de Eduardo Marinho]
10/11/2008
09h56min
Ponderada e pertinente a matéria demonstra que a humanidade não mudou muito com relação à necessidade de "seguir um líder". O engano, que está justamente no que foi colocado, que ele não é o "Messias". O que sinto com o resultado desta eleição, é a necessidade das pessoas de viver em um mundo mais igualitário, onde as diferenças não sejam tão discrepantes e a solidariedade seja mais presente. Obama é, sem dúvida, a resposta ao que estava estabelecido, o que já é um grande passo para uma consciência mais democrática e menos capitalista.
[Leia outros Comentários de Rosangela Friedrich ]
10/11/2008
10h57min
O Obama ainda vai deixar a direita americana numa sinuca e a esquerda internacional decepcionada.... Notem que não escrevi perplexa, nem indignada, nem que ele vai deixar todo mundo na pindaíba.
[Leia outros Comentários de Felipe Pait]
10/11/2008
13h53min
Julio: voce tirou as palavras da minha boca... (rs) Ou melhor: eu já disse isso (com algumas mudanças) para amigos que ficaram seduzidos pela eleição do Obama e logo em seguida tiveram acesso a dados que desconheciam. Acredito que o Messias já veio e foi crucificado. Não esperemos deste homem que salve coisa alguma. Ele pode ser tudo isso que é - culto, inteligente etc. -, e querer mudar as coisas. Mas não esqueçamos que ele faz parte de um sistema. Quem o elegeu? Os milhões de dólares vieram de quem? Alguém aí está iludido? Evidente que os americanos, mais que ninguém no mundo - aliás, todo mundo -, também querem uma saída urgente para este status quo introduzido pela era Bush e que acabou com a imagem paradisíaca dos Estados Unicos como nação poderosa e democrática. Apenas as máscaras caíram, e agora eles elegeram alguém em quem supostamente podem confiar. Como disse alguém aí em comentário: resta saber como será o Obama presidente. Por enquanto, o discurso foi para ganhar a eleição.
[Leia outros Comentários de Ana L.Vasconcelos]
10/11/2008
14h07min
Nosso Barack Obama: Depois da atitude do Dr Protógenes eu voltei a ter fé no ser humano! Creio que ele deveria ser candidato a presidente na próxima eleição. E tenho a plena convicção de que não nos será apresentado candidato mais capaz para este cargo! Eu já me cansei de votar no menos pior, e tinha decidido votar nulo, pois não acredito mais nestes políticos apresentados pela mídia sensacionalista e interesseira! Mas o senhor Dr Protógenes foi como uma luz no fim do túnel, e não só pra mim, mas para todo este povo que se sente enganado! Seja candidato a presidente; nós mesmos nos encarregaremos de divulgar sua candidatura, e faremos sua campanha sem dar tanta despesa para os cofres públicos! E tenho a plena convicção de que será eleito, e voltaremos a ter orgulho de ser brasileiros!
[Leia outros Comentários de João Cirino Gomes]
16/1/2009
11h15min
Julio, vem a calhar, o seu texto. Sem expectativas exageradas, porém indicando que Obama indica que "há algo no ar, além dos aviões de carreira" para os States, certamente, e, talvez, para o mundo. Conhecendo-o apenas superficialmente, me chama a atenção ele montar a "equipe" sem medo de sombra, com figuras expressivas.
[Leia outros Comentários de Ubirajara S. Mota]
23/1/2009
14h05min
A eleição de Barack, ou o repúdio ao seu oponente, é inacreditável. Ele representa o preconceito em quase todas as formas: é negro, filho de pais separados, de sobrenome oriental, garoto problema na escola, experiências com drogas, canhoto, só falta ser gay e ex-presidiário. Isso é extremamente significativo num país que tem problemas sérios com racismo. A festa popular foi bonita, a crença do povo no novo presidente é comovente. Não espero milagres, espero que a origem do governante pese nas decisões que ele tomar em relação á sua política internacional, ecologia e direitos humanos.
[Leia outros Comentários de Eliane Ratier]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Conversas Com Gestores de Ações Brasileiros - a Fórmula dos Grandes...
Luciana Seabra
Portfolio Penguin
(2018)



Modern Business® - Corporation Finance
Jules I. Bogen
Alexander Hamilton Institute
(1954)



Sao Bernardo e Caetés (2 Livros Pocket Em 1)
Graciliano Ramos
Record
(1996)



Livro - Despindo a Morte
Gabrielle Biondi
Letra Espírita
(2019)



Névoa
Kathryn James
Farol Literario
(2013)



Maquina do Tempo
H. G. Wells
Alfaguara
(2010)



Drácula
Bram Stoker
L&pm
(1998)



Batman 80 Anos Detective Comics
Chris Conroy Jamie S Rich Dave Wielgosz
Panini Comics Dc
(2019)



Livro - o Drama Sagrado de Elêusis
Edouard Schuré / de Bolso
Antroposófica
(2011)



A Promessa
Pearl S. Buck
Melhoramentos
(1964)





busca | avançada
48473 visitas/dia
1,4 milhão/mês