A morte do Jornal do Brasil | Digestivo Cultural

busca | avançada
49036 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Quilombaque acolhe 'Ensaios Perversos' de fevereiro
>>> Espetáculo com Zora Santos traz a comida como arte e a arte como alimento no Sesc Avenida Paulista
>>> Kura retoma Grand Bazaar em curta temporada
>>> Dan Stulbach recebe Pedro Doria abrindo o Projeto Diálogos 2024 da CIP
>>> Brotas apresenta 2º Festival de Música Cristã
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
Colunistas
Últimos Posts
>>> Bill Ackman no Lex Fridman (2024)
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
>>> Philip Glass tocando Opening (2024)
>>> Vision Pro, da Apple, no All-In (2024)
>>> Joel Spolsky, o fundador do Stack Overflow (2023)
>>> Pedro Cerize, o antigestor (2024)
>>> Andrej Karpathy, ex-Tesla, atual OpenAI (2022)
>>> Inteligência artificial em Davos (2024)
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> O maior programador do mundo? John Carmack (2022)
Últimos Posts
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
>>> Um verdadeiro romântico nunca se cala
>>> Democracia acima de tudo
>>> Podemos pegar no bufê
>>> Desobituário
>>> E no comércio da vida...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Capitu, a melhor do ano
>>> Vontade de abraçar todo mundo
>>> Italo Calvino: descobridor do fantástico no real
>>> Notícias do Brasil
>>> Making it new
>>> Nick Carr sobre The Shallows
>>> O bom e velho formato site
>>> Escrever não é trabalho, é ofício
>>> A metade da vida
>>> A última discoteca básica
Mais Recentes
>>> Gramática de Hoje - Curso Ilustrado para 5º a 8º Série de Ernani e Nicola pela Scipione (1995)
>>> Guia do Brigadeiro de Sem Autor pela Alto astral (2012)
>>> Dinâmicas de Grupo: Redescobrindo Valores de Giovanna Leal Borges pela Vozes (2002)
>>> A Chave dos Lusíadas 11ª edição. de Luís de Camões (prefacio e notas de José Agostinho pela Figueirinhas Porto
>>> Guia Arte e Artesanato Bonecas de Pano de Varios Autores pela Casadois (2014)
>>> Guia de Ouro: Patch Apliquê - 290 Ideias de Moldes de Guia de Ouro pela Alto Astral (2013)
>>> Páginas Preferidas (versos) primeiro volume de Armando Gonçalves pela Autor (1964)
>>> Guia Arte e Artesanato Applique 52 Modelos Passo a Passo de Janaina Medeiros pela Artesanato (2013)
>>> Market Leader Upper Intermediate Business English Practice File de John Rogers pela Pearson Longman (2006)
>>> Os Temperamentos - a Face Revela o Homem- II de Norbert Glas pela Antroposofica (2011)
>>> Noções fundamentais da língua latina de Napoleão Mendes de Almeida pela Saraiva (1957)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis (14) pela Folha (2008)
>>> Uma Historia de Sabedoria e Riqueza de Mark Fisher pela Ediouro (1997)
>>> Five-minute Activities: a Resource Book of Short Activities de Penny Ur e Andrew Wright pela Cambridge University Press (1992)
>>> Sexo e Sexualidade Adolescência: Feliz... Idade de TodoLivro pela Todolivro
>>> Quem mexeu na minha bagunça ? de Celi Piernikarz pela Cortez
>>> Viagem ao Centro da Terra Em Quadrinhos de Júlio Verne pela Farol Hq (2010)
>>> Crianca Aos 9 Anos, A de Hermann Koepke pela Antroposofica (2014)
>>> Dom Quixote. O Cavaleiro Da Triste Figura - Coleção Reencontro Literatura de Miguel De Cervantes pela Scipione (paradidaticos) (2007)
>>> Quando os Lobos Uivam de Aquino Ribeiro pela Livraria Bertrand (1958)
>>> Amargo Despertar de Sardou Victorien pela O Clarim (1978)
>>> Querida Mamãe: Obrigado Por Tudo de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> Os Mais Relevantes Projetos de Conclusão dos Cursos - Mbas 2014 de Strong Educacional pela Fgv (2015)
>>> Mobimento: Educação e Comunicação Mobile de Wagner Merije pela Peirópolis (2012)
>>> Go beyond students book pack 2 workbook de Nina Lauder, Ingrid Wisniewska pela Macmillan Education (2018)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Imprensa

Quinta-feira, 29/7/2010
A morte do Jornal do Brasil
Julio Daio Borges
+ de 6900 Acessos
+ 4 Comentário(s)




Digestivo nº 467 >>> Foi a Piauí que, fazendo piada, primeiro localizou o "último assinante" do JB. Mas, desde o dia 13 de julho, é oficial. Nelson Tanure — que já havia matado a Gazeta Mercantil em junho de 2009 — anunciou que o Jornal do Brasil "deixará de circular em papel" (em 2010). "Deixar de circular" se tornou um eufemismo para sinalizar que um jornal deixou de existir fisicamente. Morreu. Tanure também anunciou que o JB "continua na internet", mas isso nem sempre diz muita coisa. Afinal, a Gazeta igualmente "sobreviveria" dentro do portal InvestNews — uma hipótese levantada na ocasião de sua morte —, mas até agora... (nada de ressuscitar). A Gazeta Esportiva aventurou-se com sucesso pela internet e a Tribuna da Imprensa é mantida, em formato de blog, por Hélio Fernandes. Enfim, o que é melhor: morrer dignamente, sem espasmos, ou arriscar-se entre um portal e um blogspot? O mais surpreendente, contudo, não foi nem a morte de mais um jornal (algo que já vinha sendo previsto desde a década passada) — mas, sim, as reações coligidas pelo Blog do Noblat. Na redação do mesmo JB, por exemplo, diz-se que "o clima foi de tristeza e nervosismo". Enquanto o Sindicato dos Jornalistas quer "discutir o futuro dos empregados". A redação e os sindicatos que nos perdoem, mas alguém que trabalha em jornal de papel, em pleno século XXI, ainda achar que deve ter "emprego garantido", além de ser jornalista desinformado, deveria merecer demissão por justa causa. Já a Associação Nacional de Jornais apontou, como causa mortis do JB, "equívocos empresariais". "Equívoco empresarial", se houve, foi Nelson Tanure ter adquirido a Gazeta Mercantil, que encerrou suas atividades com 200 milhões em dívidas trabalhistas, e o Jornal do Brasil, que fecha suas portas com dívidas estimadas em 100 milhões de reais. Enquanto os "homens de visão" como esse continuarem adquirindo, lançando ou inventando coisas como "jornais do futuro", outros "equívocos", como esse, terão lugar. Afinal de contas, quando será que os jornalistas vão enxergar que o problema está, justamente, nos jornais?
>>> JB: apenas versão na Internet
 
Julio Daio Borges
Editor
Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Ensaio sobre a Cegueira, por Fernando Meirelles (Cinema)
02. Deus, um delírio, de Richard Dawkins (Literatura)
03. Deus acho que quis me conquistar (Música)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
30/7/2010
00h42min
Tudo bem, tudo bem, Julio, a internet está detonando. Mas 200 milhões em dívidas trabalhistas? Ca-ce-ta-da!! É interessante ressaltar isso porque há montes de empresas fechando as portas pelo mesmo motivo e não têm nada a ver com jornalismo. A internet pode ser (e é) uma ameaça enorme aos jornais, certamente a maior, mas boa parte do problema vem das leis trabalhistas cabeludas e dos famigerados giga-impostos. {}'s B^)
[Leia outros Comentários de Yuri Vieira]
30/7/2010
08h21min
Quando morre fisicamente um órgão da imprensa escrita no papel, perde-se leitores críticos do ponto de vista da análise, da semântica, do apontamento verbal, e quando você só tem o JB na internet, você tem a notícia, arroz com feijão, rápida, fria, sem o tempero da intelectualidade e da beleza da arte de escrever jornal. Que é diferente da arte de escrever com arte. E quando se perde, o que foi com certeza vira só saudade.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
30/7/2010
09h59min
Dói meu coração saber que o JB acabou. Uma parte grande de minha vida li o Jornal do Brasil. Como se deixou chegar num estágio desse? Má gestão, certamente.
[Leia outros Comentários de Liliane ]
30/7/2010
11h44min
A morte anunciada do Jornal do Brasil não demonstra que o caminho é a internet. Demonstra apenas que o jornalismo ficou menos atraente. Há um monopólio no Rio de Janeiro que não faz bem à profissão de jornalista e muito menos aos assuntos que ele deveria cobrir. Mas eu sou de um tempo em que ser repórter de jornal era empolgante. Hoje é uma função quase burocrática, com os assuntos chegando pela internet, twitter e press-releases. Quem lê os jornais on-line percebe que estamos vivendo a cultura do único. Os textos são os mesmos, as notícias também. Nada se salva da mesmice.
[Leia outros Comentários de Sandra Chaves]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Razão da Vida
Cesar Romão
Mandarim
(1999)



Mais que Vencedor
Alex Dias Ribeiro
Alex
(1981)



A Floresta Adormecida
Naoma Zimmerman
Melhoramentos
(1969)



Arcangelo Ianelli
Maria Carolina Duprat Ruggeri
Cultural
(2013)



Cancer Nursing: Principles and Practice
Connie Henke Yarbro e Outros
Jones & Bartlett Learning
(2010)



Just Promoted!
Edward Betof / Frederic Harwood
Mc Graw Hill
(1992)



El Mundo Del Jardín de Infantes
Willi Vogt
Kapelusz
(1976)



Mate-me por Favor: a História sem Censura do Punk
Legs Mcneil e Gillian Mccain
L&Pm Editores
(2021)



Livro Literatura Brasileira Onze Minutos
Paulo Coelho
Rocco
(2003)



Reforma Economica para o Brasil
Abilio Diniz
Nobel
(1990)





busca | avançada
49036 visitas/dia
1,8 milhão/mês