Rip Off Press | Digestivo Cultural

busca | avançada
53064 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Música: Fabiana Cozza se apresenta no Sesc Santo André com repertório que homenageia Dona Ivone Lara
>>> Nos 30 anos, Taanteatro faz reflexão com solos teatro-coreográficos
>>> ‘Salão Paulista de Arte Naïf’ será aberto neste sábado, dia 27, no Museu de Socorro
>>> Festival +DH: Debates, cinema e música para abordar os Direitos Humanos
>>> Iecine abre inscrições para a oficina Coprodução Internacional para Cinema
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
>>> Fly Maria: espaço multicultural em Campinas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Agosto, mês augusto
>>> Silêncio e grito
>>> Affirmative action
>>> Cozinhando com mamãe
>>> Conheça Carácolis (parte 1)
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> Mob Flash
>>> A Geração Paissandu
>>> História de um papagaio de papel
>>> Saleté S.A.
Mais Recentes
>>> Espiritualidade no Trabalho e nos Negócios de Kathleen Hawkins pela Madras (1999)
>>> Tenho Algo a Lhe Dizer de Pe. Carlos Afonso Schimitt pela Edições Paulinas (1978)
>>> Mais de 200 Receitas de Sucos! de N/d pela Dedone
>>> Lei de Execução Penal e Legislação Correlata de Alípio Carlos da Silva (org.) pela Senado Federal
>>> Economia - Introdução à Economia de José Paschoal Rossetti pela Atlas (1976)
>>> A Arte de Curar - a Ciência e a Fé: Curas e Milagres de Ruy Mercúrio pela Marco Zero (2005)
>>> Organize Sua Vida! de Donald Weiss pela Nobel (2003)
>>> O Monte Cinco de Paulo Coelho pela Objetiva (1996)
>>> Introdução à Microbiologia Alimentar (acompanha Caderno de Exercícios de Denise Lacasse pela Instituto Piaget (2000)
>>> Fairy Tales From Hans Christian Andersen - a Classic Illustrated Editi de Russell Ash and Bernard Higton (org.) pela Pavilion (1992)
>>> A Missão - Coleção o Contador de Histórias da Matemática de Egidio Trambaiolli Neto pela Ftd (1998)
>>> Sedução Irresistível de Kacau Tiamo pela Universo dos Livros (2017)
>>> Madonna - 50 Anos de Lucy Obrien pela Nova Fronteira (2010)
>>> Vida Depois da Vida de Djalma Santos pela Ideia Jurídica (2016)
>>> Kramer Versus Kramer de Avery Corman pela Record (1977)
>>> Go Dive - Experience Intense Adventure de Drew Richardson pela Padi (1999)
>>> A Passagem de Ricky Medeiros pela Vida e Consciência (1999)
>>> O Noviço - Coleção Livros o Globo de Martins Pena pela Klick
>>> O Arquivo da Hyena de Luiz Carlos Obravo pela Ampersand (1999)
>>> Aldeia da Escuridão de Eliane Macarini (espírito Vinícius) pela Lúmen Editorial (2008)
>>> O Tempo dos Desenraizados de Elie Wiesel pela Record (2004)
>>> Como Fazer 3- Guia Prático de Técnicas Projetos e Ideias para o Lar de Jorge Adib e Outros pela Rio Gráfica (1982)
>>> Ministérios Femininos Em Perspectiva Histórica de Duncan A. Reily pela Editeo (1989)
>>> Último Tango Em Paris de Robert Alley pela Civilização Brasileira (1973)
>>> Comédias da Vida Privada - Seleção Especial para Escolas de Luis Fernando Verissimo pela L&pm Editores (1996)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Artes

Sexta-feira, 26/11/2004
Rip Off Press
Julio Daio Borges

+ de 1800 Acessos




Digestivo nº 203 >>> Gilbert Shelton assistia às aventuras dos Irmãos Marx e às cretinices dos Três Patetas, quando pensou: “Eu também posso fazer isso”. O ano era 1968 e nasciam os Freak Brothers. No Brasil, os Freaks são mais conhecidos de “ouvir falar” do que propriamente lidos. Até agora: até a chegada da edição caprichadíssima, em português, dos Fabulous Furry Freak Brothers, pela Conrad. Para o público tupiniquim, a ligação direta é com os personagens de Angeli e, mais remotamente, com a mal adaptada (e extinta) revista Mad brasileira. Felizmente, os Freak Brothers são bem mais que isso. É tentador reduzi-los ainda a uma fatia de tempo entre os beatniks, dos anos 50, e a ressaca hippie, dos anos 70. Acontece que, avançando por algumas dezenas de páginas, percebemos que o retrato comportamental sintetizado por Shelton transcende, em muito, a época – porque, desde maconheiros inofensivos até junkies terminais, seguimos convivendo com a fauna e a flora que nasceu, cresceu e frutificou nos psicodélicos anos 60. E os Freak Brothers são hilariantes. Qualquer pessoa que já tenha se dado com desocupados, permanentemente dopados e parcialmente “esquecidos”, vai se identificar com as trapalhadas, confusões, frias – e até entender melhor a “visão de mundo” de alguém que troca tudo (ou quase tudo) pela próxima “viagem”; alguém cuja única preocupação é o entretenimento egoisticamente ilícito; alguém com uma cabeça presa nos picos hedonistas dos tempos de Woodstock e afins. E os Freak Brothers, por mais simplistas e imediatistas que pareçam, servem para mostrar também que os anos 60 foram um pouco mais que o desejo, hoje emulado, de “estar alto”, de “ficar bem louco” e de “tentar pôr fogo na noite” (se é que se pode traduzir o verso antológico de Jim Morrison). Os Freak Brothers, enfim, revelam que os anos 60 acabaram – ou, então, para não desanimar os neo-hippies e os neo-drug-addicteds, que os anos 60 ficaram confinados a um álbum como esse de Gilbert Shelton. Por último, os Freaks, como publicação, servem de exemplo – porque, embora “consagrados” atualmente, começaram e se mantiveram no mercado underground dos Estados Unidos da América. É sintomático que reapareçam, no Brasil, reluzentes, enquanto aqui nunca se realizou, por exemplo, uma compilação decente da produção quadrinística do Pasquim (o “nanico” que, mal comparando, foi igualmente mainstream).
>>> Fabulous Furry Freak Brothers - Gilbert Shelton - 184 págs. - Conrad
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. 7º Cordas na Mantiqueira, em São Francisco Xavier (Música)
02. Centenário de Noel Rosa, por Francisco Bosco, na Rádio Batuta (Música)
03. E a Apple virou mainstream (e Steve Jobs, também)... (Além do Mais)
04. Maria Bethânia em Amor Festa Devoção (Música)
05. Um enigma chamado Brasil, 29 intérpretes e um país (Artes)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Código Eleitoral Anotado e Legislação Complementar
Tribunal Superior Eleitoral
Tse
(2012)



Curso Prático de Microondas - Carnes, Aves & Peixes
Vários Autores
Globo
(1985)



Volta à Caldeira do Diabo (peyton Place)
Grace Metalious
Ibrasa
(1962)



Delírio Sangrento
Justin Scott
Record



Pela Noite Adentro
Mary Higgins Clark
Rocco
(2001)



A Lenda dos Guardiões a Captura 1
Kathryn Lasky
Fundamento
(2014)



Nosso Jogo
John Le Carré
Record
(1996)



Pequena História do Mundo Contemporâneo
David Thomson
Zahar
(1971)



A Alma do Tempo - Memórias
Afonso Arinos de Melo Franco
Topbooks
(2018)



Geografia do Brasil - Grande Região Sul Tomi I e Ii Vol Iv
Varios
Ibge
(1963)





busca | avançada
53064 visitas/dia
2,2 milhões/mês