Pagando promessas na terra do sol | Marcelo Miranda | Digestivo Cultural

busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Os 60
>>> Tico-Tico de Lucía
>>> Abdominal terceirizado - a fronteira
>>> Cinema é filosofia
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Mulher no comando do país! E agora?
>>> YouTube, lá vou eu
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Bar azul - a fotografia de Luiz Braga
>>> Eu + Você = ?
Mais Recentes
>>> Vade Mecum acadêmico de direito de Organização; Anne Joyce Angher pela Rideel (2004)
>>> Processo de Execução e Cumprimento de Sentença/ Encad. de Humberto Theorodo Júnior pela Leud (2009)
>>> Processo Civil Commercial de Manoel Aureliano de Gusmão pela Livraria Academica (1924)
>>> Dieta Mediterrânea com sabor brasileiro de Dr. Fernando Lucchese e Anonymus Gourmet pela L&PM Pocket (2005)
>>> Derecho Procesal Civil de Eduardo Pallares pela Porrua S.A Argentina (1961)
>>> Topografia Prática: Tratado da Clotóide - Teoria, Fórmulas, Exemplos.. de Ruey- Chien Lin pela Hemus/ SP. (2019)
>>> La Reconvencion de M. Sanpons Salgado pela Coleccion Nereo (1962)
>>> Construcciones Metalicas (Encadernado) de Fernando Rodriguez- Avial Azcunaga pela Madrid/ Espanha (1958)
>>> tratado das ações (Tomo V ) Condenatórias de Pontes de Miranda pela Revista dos Tribunais (1974)
>>> Tratados das Ações Declarativas Tomo II de Pontes de Miranda pela Revista dos Tribunais (1971)
>>> Tratado das Ações Tomo III Ações Constitutivas de Pontes de Miranda pela Revista dos Tribunais (1972)
>>> Ação Discriminatória de Jacy de Assis pela Forense (1978)
>>> Dos recursos no Código de Processo Civil de João Claudino de Oliveira e Cruz pela Forense (1954)
>>> Petições contestações e recursos de Valdemar P. da Luz pela Forense (2000)
>>> Curso de processual Civil de Luiz Fux pela Forense (2001)
>>> Curso Didático de Direito Processual Civil de Elpídio Donizetti Nunes pela Atlas (2012)
>>> Código de processo Civil Anotado de Sálvio de Figueiredo Teixeira pela Saraiva (2003)
>>> Manual Execução de Araken de Assis pela Revista dos Tribunais (2004)
>>> As Concepções Antropológicas de Schelling de Fernando Rey Puente pela Loyola (1997)
>>> Manual do Processo de Execução de Araken de Assis pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> Ministério público e Persecução Criminal de Marcellus Polastri Lima pela Lumen Juris (2002)
>>> Des Problèmes de Droit Judiciaire que Pose L'Union Économique Franco Sarroise de Eugéne Schaeffer pela Librairie Générale de Droit et de Jurisprudence (1953)
>>> Escrever Vidas, Narrar a História de Maria da Glória de Oliveira pela Fgv (2011)
>>> La Accion Civil para la Reparacion de los Perjuicios de Ricardo C. Nuñez pela Bibliográfica Argentina (1948)
>>> Tratado de Los Recursos en El Proceso Civil de Manuel Ibañez Frocham pela Lavalle Buenos Aires (1963)
>>> Theoria e pratica na Execução das Sentenças de Affonso Fraga pela C. Teixeira (1922)
>>> Os Juízes os Escrivães e os oficios de Justiça em Ação ( Código de Processo Civil) de Nemias Nunes Carvalho pela Forense (1997)
>>> Honorários de Advogado de Sebastião de Souza pela Saraiva (1952)
>>> Medidas Preventivas de Alfredo de Araujo Lopes da Costa pela Sugestões Literárias S/A (1966)
>>> Guia para Concurso do Ministério Público de Joaquim Cabral Netto pela Del Rey (1994)
>>> princípios de direito processual Civil (Da Ação Judicial) de Benedicto Barros pela Borsoi (1959)
>>> Dos Processos Especiais de Alfredo de Araujo Lopes da Costa pela Sugestões Literárias S/A
>>> Primeiras Linhas O Processo Civil de Joaquim José Caetano Pereira e Souza pela Freitas Bastos (1879)
>>> Votos e Accordams Julgamentos Proferidos de M. da Costa Manso pela Academica Saraiva (1922)
>>> Dos Aggravos Theoria e Pratica de Martinho Garcez pela Jacintho Ribeiro dos Santos (1914)
>>> Decisões de Laudo de Camargo pela Saraiva (1931)
>>> Lições de direito processual Civil ( Vol. III) de Alexandre Freitas Câmara pela Lumen Juris (2001)
>>> Lições de direito processual Civil Vol. III de Alexandre Freitas Câmara pela Lumen Juris (2003)
>>> Lições de direito processual Civil Volume II de Alexandre Freitas Câmara pela Lumen Juris (2002)
>>> Da Ação Rescisória de Jorge Americano pela Academica Saraiva (1926)
>>> Estudo Theorico e Pratico da Acção Rescisoria de Jorge Americano pela Saraiva (1939)
>>> Tratado da Ação Rescisória de Pontes de Miranda pela Forense (1976)
>>> Manual Doutrinário e prático para o Exercício da Advocacia de Ulderico Pires dos Santos pela Forense (2001)
>>> Medidas Preventivas de Alfredo de Araujo Lopes da Costa pela Liv. Bernardo Álvares (1958)
>>> Retirada de Patrocinadora de Wladimir Novaes Martinez pela LTr (2007)
>>> Um decênio de Judicatura Acórdãos e Votos (Volume 1) de Cordeiro Guerra pela Saraiva (1984)
>>> Direito Processual Civil em 03 Volumes de João Bonuma pela Saraiva (1946)
>>> Estudos Mineiros - Vol. 1 de Diva Ruas Santos: Org. pela Cuatiara (1995)
>>> Estudos Mineiros - Vol. 1 de Diva Ruas Santos: Org./ Autografado pela Cuatiara (1995)
>>> Igual a Ti só no Inferno de Antonio Carlos Resende pela L&PM/ Porto Alegre (1988)
COLUNAS

Segunda-feira, 23/10/2006
Pagando promessas na terra do sol
Marcelo Miranda

+ de 6500 Acessos

Uma retrospectiva de quase toda a obra de Glauber Rocha está mobilizando o Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, aqui em Belo Horizonte. Numa parceria com o Tempo Glauber - entidade sediada no Rio de Janeiro que cuida do acervo e memória do diretor -, a coordenação do cinema vem exibindo desde a semana passada grande parte do que o baiano realizou, entre curtas e longas-metragens. E então fui rever Deus e o Diabo na Terra do Sol, marco da cinematografia de Glauber, epopéia social e política que ainda hoje mexe com as emoções de quem assiste. Ver na tela grande, então, é de lacrimejar.

Mas o que me fez aparecer com este assunto aqui é uma curiosidade que apenas agora me veio à cabeça. Pode ser que outros já tenham falado disso, às vezes existem livros sobre o assunto, estudos, teses e sabe-se lá o que mais. Eu admito que apenas agora me dei conta do quanto Deus e o Diabo na Terra do Sol é semelhante a O Pagador de Promessas. Dirigido por Anselmo Duarte e lançado em 1962, esta adaptação da peça de Dias Gomes ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes daquele ano, feito máximo do cinema brasileiro jamais igualado.

São filmes, a princípio, muito diferentes. O de Anselmo utiliza certo classicismo formal na narrativa e linguagem; o outro é um apanhado de imagens e montagens ideológicas. Um foi dirigido por um ex-galã de estúdios, em especial da Vera Cruz; o outro tinha no comando um artista enfezado, porreta, disposto a desbancar os poderosos em nome de sua utopia. Isso, para não falar em outras diferenças aparentes no simples assistir de cada filme.

Então, onde estão as semelhanças dos filmes? Antes disso: por que relacioná-los? Ora, apesar de pouca gente reconhecer, O Pagador de Promessas está, de certa forma, inserido no Cinema Novo. Anselmo Duarte participou da reunião de diretores que "criou" o termo imortalizado ao longo da história. Ele era membro da turma, cineasta insatisfeito com os rumos da arte brasileira e disposto a participar desse movimento cujo objetivo era criar um novo tipo de olhar na tela. Pois fez O Pagador..., causou impacto, foi a Cannes e ganhou. Acabou sendo a maldição de Duarte. Nunca mais ele conseguiu os apoios que buscava. Passou a ser enxergado como um intruso entre os cinemanovistas. "Nós aqui, fazendo política com imagens, vai esse galãzinho adaptar uma peça de teatro e leva o maior prêmio do cinema?!", pareciam bradar. Anselmo, rancoroso e irritadiço, largou pra lá a confusão e seguiu em frente - para jamais conseguir um grande sucesso como aquele que o consagrou.

Pagador

Segundo o próprio conta em depoimento ao crítico Luiz Carlos Merten no livro O Homem da Palma de Ouro, Anselmo Duarte recebeu tapinhas nas costas até de Glauber enquanto realizava O Pagador. Quando voltou da França, diz ter sido desprezado. No ano seguinte, o mesmo Glauber colocou em cena Deus e o Diabo na Terra do Sol, e foi aquele baque. Nunca um cineasta tinha lançado com tamanha força aos olhares de tanta gente e daquela forma tão politizada as mazelas sociais, políticas e econômicas do brasileiro comum. Imediatamente laureado como líder informal do movimento então em voga, Glauber capitaneou uma "rebelião" e seguiu realizando trabalhos controversos. Anos depois, enveredou por um cinema de poesia extremamente complexo.

Apesar de terem trilhado caminhos tão distintos, O Pagador de Promessas e Deus e o Diabo na Terra do Sol têm curiosas semelhanças. A começar por serem os segundos projetos em longa de seus realizadores. Glauber fizera Barravento anos antes, já demonstrando a verve combativa; Anselmo dirigiu a comédia Absolutamente Certo, brincadeira com a chanchada e de singela ingenuidade. Depois, quando ambos partiram para o próximo trabalho, escolheram histórias de cunho político, religioso e social. Deus e o Diabo... tem na figura de Manuel o homem injustiçado pelo poder, o rebelde que foge desembestado em busca de alguma resposta. Depara-se, primeiro, com o sincretismo e a fé inabalada no poder de Deus; depois, torna-se cangaceiro e enxerga na figura do "diabo loiro" Corisco a índole do terror e da luta física. No fim, não escolhe lado algum e decide, ele mesmo, definir um caminho.

Em O Pagador, o protagonista é Zé do Burro. Homem simples e humilde, vai a pé até a cidade. Carrega nas costas uma cruz de madeira, a fim de cumprir a promessa feita a Iansã que, supostamente, salvou seu burrico. Na porta da igreja, é barrado pelo padre, que não admite um homem do candomblé entrar em seu templo católico. Zé não admite a recusa e se fixa nas escadarias da igreja. Atrai jornalistas, políticos e cafetões em busca da capitalização de sua inocência.

Deus e o Diabo na Terra do Sol

Percebe-se que, nos dois filmes, existe o gancho do homem do campo atrás de resoluções. Um quer novos destinos; o outro quer manter a palavra. São confrontados com o poder da Igreja, sempre por meio da crença de que existe um ser maior a reger o universo e responsável por resolver os problemas do planeta. Seja curando burros ou transformando o sertão em mar, Deus é figura simbólica de esperança e conforto. Glauber e Anselmo trabalham esta idéia de jeitos bastante diferentes, mas a essência está toda lá. Outro fator ligado à religião e aproximador dos filmes é a desilusão com a tal crença. Em Deus e o Diabo, é a esposa Rosa quem enxerga a impossibilidade do pregador lhes dar novos rumos; em O Pagador, o representante da igreja em pessoa torna a vida de Zé um inferno e o leva à destruição. Há, também, uma esposa de nome Rosa, a soprar no ouvido do personagem o nível de loucura ao qual ele se submete. Tanto num filme como no outro, os maridos não escutam suas mulheres, para em seguida perceberem que elas estavam certas.

Uma leitura lado a lado dos filmes ainda pode permitir a percepção de rostos conhecidos. Othon Bastos interpreta personagens importantes: com Anselmo, ele estréia nos cinemas na pele de um jornalista encarregado de descolar uma grande matéria em cima da história de Zé do Burro; com Glauber, toma a tela de assalto como um alucinado e rodopiante Corisco, cangaceiro parceiro de Lampião que brada e corre a defender a barbárie em nome da justiça. Geraldo Del Rey é outro a aparecer duplamente. Em O Pagador de Promessas, surge como um cafetão que dispensa a prostituta vivida por Norma Bengell e tenta seduzir a inocente Rosa (Glória Menezes); na terra do sol de Glauber, Del Rey é Manuel, protagonista do filme, homem dividido entre a pregação e a danação.

Na diferenciação que caracteriza cada filme, a maior entre os dois em questão, além da discussão sobre linguagem, conceito e montagem, deve ser, afinal, a forma de olhar para o futuro. Em Glauber, existe uma esperança muito poderosa de que, agindo, deixando de lado a passividade, o homem comum pode atingir seus objetivos e destronar os poderosos. Pode transformar o sertão em mar. Já em Anselmo, este mesmo homem comum parece fadado a sucumbir ante os poderes estabelecidos, a não resistir à pressão de gente que se assume maior que o próximo, gente que leva ao limite uma imaginária cadeia de forças - e lutar contra tal cadeia parece apenas provocar mais dor.

Irônico que Anselmo Duarte, com seu triste O Pagador de Promessas, tenha seguido caminho parecido ao de seu protagonista, caindo em desgraça quando achou que estava por cima. E Glauber, este gigante, plantou sementes de esperança e, mesmo morto precocemente em 1981, deixou florescer um cinema ainda hoje reverberado. O que importa, em suma, nem é se um ou outro filme possa ser melhor que o outro. Ambos, cada um à sua maneira, são grandes tratados imagéticos e ideológicos que se complementam.


Marcelo Miranda
Belo Horizonte, 23/10/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O fim do livro, não do mundo de Marta Barcellos


Mais Marcelo Miranda
Mais Acessadas de Marcelo Miranda em 2006
01. Tabus do Orkut - 6/2/2006
02. Filmes extremos e filmes extremistas - 6/3/2006
03. Vida ou arte em Zuzu Angel - 14/8/2006
04. Caso Richthofen: uma história de amor - 31/7/2006
05. Eu vejo gente morta - 11/9/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




FINANÇAS FEMININAS
CAROLINA RUHMAN
BENVIRA
(2015)
R$ 11,90



NOSSO LAR
FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER - EMMANUEL
FEB
(2001)
R$ 5,20



A MAIOR PAIXÃO DO MUNDO, A HISTORIA DA FREIRA MARIANA ALCOFORADO
MYRIAM CYR
CASA DA PALAVRA
(2007)
R$ 25,28



JAPA MEDITAÇÃO COM MANTRA
SWAMI DAYANANDA SARASWATI
VIDYA-MANDIR
(1998)
R$ 78,00
+ frete grátis



A NEUROSE OBSESSIVA SOB A ÓTICA DE MELANIE KLEIN
MARCOS L. KLIPAN
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



A ILHA DAS COBRAS
M. C. SILVA
BRASIL
(1985)
R$ 4,00



TUDO TEM UMA PRIMEIRA VEZ
VITORIA MORAES
INTRINSECA
(2016)
R$ 21,87



CANCÃO DE FOGO
IRANI MEDEIROS
SEBO VERMELHO
(2018)
R$ 30,00



ESTADO, GLOBALIZAÇÃO E INTEGRAÇÃO REGIONAL
LIER PIRES FERREIRA JUNIOR
AMÉRICA JURÍDICA
(2003)
R$ 10,00



COBRA MY PASSION
JENS OLESEN
JENS OLESEN
(1999)
R$ 120,00
+ frete grátis





busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês