A imagem do Brasil em Turistas | Digestivo Cultural

busca | avançada
63818 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Morando sozinha II
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> A Piauí tergiversando sobre o fim dos jornais
>>> Mário Sérgio Cortella #EuMaior
>>> O Gabinete do Dr. Caligari
>>> Ser intelectual dói
>>> Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge
>>> É Julio mesmo, sem acento
Mais Recentes
>>> Dicionário Inglês/português Português/inglês: Mini Yes de Larousse pela Larousse (2005)
>>> O encontro marcado de Fernando Sabino pela Record (1975)
>>> Larousse de Poche de Précis de Grammaire pela Librairie Larousse (1979)
>>> A Burrice do demônio de Hélio Pellegrino pela Rocco (1988)
>>> Curso de Decoração Casa Claudia de Vários Autores pela Abril (1990)
>>> Verdades e Mistérios da Amazônia de Barros Ferreira pela Clube do livro (1967)
>>> Tempo de Esperas de Pe. Fabio de Melo pela Planeta (2011)
>>> Romance com cocaína de M. Aguêiev pela Círculo do Livro (1983)
>>> O Clube do Filme de David Gilmour pela Intrínseca (2009)
>>> O Alquimista de Paulo Coelho pela Klick (1988)
>>> Vida e contemplação de P. Nelson Carloni pela Loyola (1975)
>>> Sem Rodeios de Oscar Niemeyer pela Revan (2006)
>>> Brida de Paulo Coelho pela Klick (1990)
>>> Zélia, uma Paixão de Fernando Sabino pela Record (1991)
>>> H. Stern Um Passeio pelas Curvas Infinitas de Oscar Niemeyer de Oscar Niemeyer e outros pela H. Stern
>>> Tempo de esperança. 24 horas para você renovar suas energias. de Mark Finley pela Casa Publicadora Brasileira (2009)
>>> O Monstro de Olhos Azuis (memórias) de Tonia Carrero pela Lpm (1986)
>>> Introdução à Crítica do Direito do Trabalho de Tarso Genro pela Lpm (1979)
>>> Virando a Própria Mesa de Ricardo Semler pela Best Seller (1998)
>>> O Segredo das Quatro Letras de Gabriel Chalita pela PlugMe
>>> Elisão Tributária de Diva Prestes Marcondes Malerbi pela Revista dos Tribunais (1984)
>>> Linux - Guia do Administrador do Sistema de Rubem E. Ferreira pela Novatec (2003)
>>> Bellini e os Espíritos de Tony Bellotto pela Companhia das Letras (2005)
>>> O menino e o bruxo de Moacyr Scliar ; Maurício Veneza pela Ática (2007)
>>> Sou João : verdade e diálogo por uma Igreja-comunhão de João Braz Aviz pela Cidade nova (2015)
>>> Elt Pocket Dictionary de Ronald Ridout pela Nelson (1979)
>>> Ensaio Avaliação e Políticas Públicas em Educação 48 Volume 13 Julho Setembro 2005 de Fundação Cesgranrio pela Fundação Cesgranrio (2005)
>>> Relações desumanas no trabalho: da primeira entrevista à aposentadoria de Max Gehringer pela Casa da qualidade (1998)
>>> O Manual do Guerreiro da Luz de Paulo Coelho pela Klick (1997)
>>> Revista de Teatro n. 475 de Aldo Calvet pela Cbag (1990)
>>> Revista de Teatro n. 468 de H.Pereira da Silva pela Sbat (1988)
>>> Revista de Teatro n. 467 de H.Pereira da Silva pela Sbat (1988)
>>> O Processo Tributário - Edição ampliada e atualizada de Cleide Previtalli Cais pela Revista dos Tribunais (1996)
>>> Revista de Teatro n. 466 de H.Pereira da Silva pela Sbat (1988)
>>> Justiça Distributiva e Aplicação de Direito de Plauto Faraco de Azevedo pela Fabris (1983)
>>> O Conto da Ilha Desconhecida de José Saramago pela Companhia das Letras (1999)
>>> Confia filho ... de Pe. Fernando Maria Alvarez de Miranda pela Loyola (1983)
>>> Revista Economia y Sociedad Enero Junio 2016 de Roxana Morales Ramos Editora pela Euna (2016)
>>> Revista de Teatro n. 465 de Sbat pela H.Pereira da Silva (1988)
>>> Direito Internacional Público de Ivo Sefton de Azevedo pela Jurídica/Acadêmica (1982)
>>> A senhora do jogo de Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe pela Record (2009)
>>> Evangelização e libertação de J. B. Libânio pela Vozes (1976)
>>> Revista de Teatro n. 452 (Out.Nov.Dez.1984) de H.Pereira da Silva pela Dalugraf (1984)
>>> Direito Internacional Público de Ivo Sefton de Azevedo pela Jurídica/Acadêmica (1982)
>>> Álbum de Retratos Ferreira Gullar de Por: Geraldo Carneiro pela Folha Seca (2008)
>>> O Direito Penal e o Novo Código Penal Brasileiro de Vladimir Giacomuzzi org. pela Fabris (1985)
>>> Depois da escuridão de Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe pela Record (2011)
>>> Legislação Aduaneira comentada - Mercosul, Aladi, Gatt, Dumping, Drawback e Zona Franca de Guilherme A. dos Santos Mendes pela Meta (1995)
>>> Anuário 1918 =1978 Casa dos Artistas de Francisco Moreno pela Gráfica Jóia (1978)
>>> O Leitor de Bernhard Schlink pela Record (2009)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 24/10/2006
A imagem do Brasil em Turistas

+ de 9000 Acessos
+ 14 Comentário(s)

O filme Turistas nem estreou e já está dando o que falar. Passado no Rio de Janeiro, famoso por ser a Cidade Maravilhosa, a trama mostra as férias de um grupo de amigos norte-americanos que quer muita diversão num paraíso natural. Após uma noitada de muita festa, regada a mulatas e muita caipirinha, eles acordam numa praia qualquer sem documentos e muito menos dinheiro. O "paraíso" se torna um inferno quando eles percebem que caíram no temido golpe do "Boa Noite, Cinderela".

Quem assiste ao trailer, fica com a impressão de que apesar da beleza natural, o Brasil é povoado somente por pessoas maliciosas e aproveitadoras. Há um homem suspeito que lembra um índio. Mulheres e homens (inclusive os norte-americanos) dançando sensualmente e adorando a grande "orgia". Após o golpe, o grupo de amigos acorda desnorteado na praia e recebe ajuda de moradores. Após serem abrigados em uma casa simples, os jovens passam a ser torturados e a lutar para sobreviver numa selva fechada e sem comunicação.

"Parece o paraíso. Mas em um país em que tudo vale... tudo pode acontecer", é com esta frase torpe e preconceituosa que o trailer é apresentado. Eu, como brasileira, senti-me profundamente atingida e estou indignada. Como assim um país em que tudo vale? Pelo jeito, é esta a imagem que o nosso belíssimo país vai continuar exportando, o da prostituição e do "oba-oba".

A polêmica surgiu ao se questionar se o filme prejudicaria o turismo no país, em especial no Rio de Janeiro. Honestamente, se eu assistisse a um filme como aquele, falando de um país específico, eu, no mínimo, evitaria ter que passar por lá. O problema não é mostrar a violência no Rio, até porque todos nós (e os estrangeiros também) conhecemos os perigos da Cidade Maravilhosa. A questão é a forma odiosa e canalha como o assunto é abordado. O Brasil não é feito apenas de futebol, mulher, carnaval e violência. Temos que aprender a valorizar nossas riquezas culturais diversas e a mostrá-las de forma correta para que o mundo nos enxergue de forma diferente, até porque o trabalho de muitas pessoas pode ser afetado negativamente.

Com estréia prevista para 1º de dezembro nos Estados Unidos, Turistas pertence ao Fox Atomic, mesmo canal que polemizou ao lançar o episódio do seriado Simpsons, em que a família de Hommer viaja ao Rio de Janeiro e se depara com macacos, ratos nas ruas, e uma população agressiva sexualmente.

Para ir além
Trailer de Turistas


Postado por Tatiana Cavalcanti
Em 24/10/2006 à 00h56


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Mirian de Carvalho de Julio Daio Borges
02. Lou Reed Transformer 1972 de Julio Daio Borges
03. Políticas Culturais na Folha de Duanne Ribeiro
04. The post-Jobs era de Julio Daio Borges
05. 27 de Abril #digestivo10anos de Julio Daio Borges


Mais Tatiana Cavalcanti no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
24/10/2006
09h11min
é o portfolio do nosso país... e o que mais os "americanos" vão querer mostrar? nossa política séria: nosso presidente, nossos deputados, nossos magistrados? nosso IDH? nossas favelas super infra-estruturadas e nosso povo crítico e bem polido? nossos policiais eficientes e heróicos no combate ao crime??? não estamos em Washington! me espanta toda a sua surpresa (mas da indignação, eu compartilho), como se fosse de hoje que o Brasil é o país das bundas e do futebol?! bem sabemos que uma produção holywoodiana não faz jus ao inve$timento se não for sensacionalista e exagerada. é a melhor fórmula de sucesso para o filme: praias paradisíacas, putaria e norte-americanos bonzinhos sofrendo nas mãos de bandidos selvagens do sub-3º-mundo!
[Leia outros Comentários de debdub]
30/10/2006
15h34min
A questão é, dentro da ficção, cada um faz o que quer. Eu fiz o que queria no conto "O Doutor", que publiquei na Playboy de agosto e também em meu romance Souvenir Iraquiano. Tô vingado e ainda vou me vingar mais ainda.
[Leia outros Comentários de robinson]
31/10/2006
13h27min
Engraçado como nós nos indignamos com essas coisas... Achei ótima a premissa do filme, retratando a realidade de nossas grandes cidades... Vou assitir a esse filme na estréia!
[Leia outros Comentários de Juliano Maesano]
1/11/2006
15h14min
Olá! Tive exatamente as mesmas impressões quando assisti ao trailer. Concordo que o Brasil tem muitos problemas. Mas, para mim, o brasileiro que achar positivo um filme desse tipo, ainda mais produzido pelos EUA, deveria fazer as malas e tentar a felicidade em outro lugar!
[Leia outros Comentários de Carla Martins]
3/11/2006
19h39min
Algumas manchetes de hoje: 600 vôos atrasam no país num só dia; Quinto acidente fatal este ano em curva mal projetada; PM recomenda não abrir o vidro do carro; Dono de carro roubado em área azul reclama com fiscal e é mandado "se queixar com o governador"; Bandido com 5 mortes é posto em liberdade e mata mais um... Em um país que tudo vale.
[Leia outros Comentários de Julio Salgado]
20/11/2006
18h23min
O filme nem estreeou e já temos críticas à "suposta crítica à sociedade brasileira"? É só um filme de ficção... Acho que há um exagero na mente do brasileiro: não importa o que os outros acham do nosso país, especialmente se esta suposta opinião é baseada num filme trash tipo B. O que importa mesmo é o que cada um acha do seu próprio bairro... Cada vez que acontecem coisas assim, dá o maior escarcéu entre a classe média... Imagina se os americanos fizessem o mesmo escarcéu... Meus colegas aqui não estão nem aí, nem mesmo para o hilário Borat, que desmoraliza completamente a sociedade americana... Sinceramente: o primeiro passo para sair desse complexo de terceiro mundo é parar de se importar com o que os outros pensam... Ainda mais por causa de "opinião" cinematográfica... (Outro momento tragicômico foi a vergonhosa saliva gasta pelos diplomatas tupiniquins contra um mero episódio dos Simpsons...) Eu adoro o meu país e não ligo para quem fala o que quer dele. Turistas, já!
[Leia outros Comentários de Ram]
2/12/2006
00h39min
É apenas um filme. Como muitos que mostram os americanos como corruptos, os menos abastados, como bandidos, onde todos estão armados e os políciais atiram pra matar sempre que querem. Terror, tiros, lugares exóticos e mulheres sensuais sempre vendem filmes e este tem a mesma pretensão. Vamos cair de novo na discussão igual à daquele hilário episódio dos Simpsons no Rio. O episódio é tão absurdo que fica difícil acreditar que alguém realmente tenha ligado. Devíamos usar esse "nacionalismo" pra coisas úteis, como cobrar nossos políticos e não votar nesses que nos roubam há anos.
[Leia outros Comentários de Curumim]
4/12/2006
16h23min
Para todos os que estão dizendo assim: "É só um filme de ficção..." Acordem!!! Todos sabem que é ficção, mas não é esse o problema. A confusão maior foi a divulgação do site do filme. Se vocês não entraram, então peço que confiram o endereço! Não tem como não ficar revoltado olhando o site... Sobre esse produtor, o brasileiro Raul Guterres que mora em Los Angles, ele diz assim numa entrevista: "Minha indignação agora se direciona ao povo e à sociedade brasileira como um todo. Esse nossso 'sangue de barata' e personalidade 'carnavalesca' TÊM QUE ACABAR. Gostaria muito que nosso povo, comandado pelas cabeças pensantes de nossa sociedade, se mobilizassem num movimento nacional e fosse às ruas, promovesse greves gerais, enfim, que parasse o país e mostrasse aos nossos 'líderes' que este país é NOSSO". Muito bem: se ele diz tudo isso, é porque o trouxa mora fora... Por que ele não é o primeiro a vir aqui e começar um movimento???
[Leia outros Comentários de William]
5/12/2006
13h51min
Não vejo nada demais nesse filme, retratando uma violencia q existe, sim, aqui no brasil e pode acreditar q é mais feia q no filme... A pobreza infelizmente não sera' retrada pois acho q deveria, para envergonhar o governo... Mas o governo liga pra isso? Claro q nao! Não achei uma pessima ideia fazer um filme aqui, agora se o filme vai prejudicar a embratur, isso não me interessa... Sinceramente: as pessoas passam fome neste país, sera q ninguem enxerga? E ainda pensam em turismo... Sabe, fico revoltada so' de pensar nisso.
[Leia outros Comentários de Talita ]
5/12/2006
16h25min
continuo achando que ficção é ficção. eles vivem mostrando filmes nos quais há tiroteios e perseguições monstruosas nas cidades dos EUA. realmnente, se considerarmos seriados como "Miami vice", filmes como "A Rocha" e outros, só podemos considerar que morar lá deve ser muito perigoso. discordo do ponto de vista adotado no filme e acho super fantasiosa a trama, mas continuo afirmando que o maior problema disso tudo é a nossa produção ficcional. que tal um pouco mais de liberdade dentro de nossa criação literária ficcional? que tal uma produção maior? que tal cutucar os americanos como eles nos cutucam? desde garoto vejo o brasil nas telas norte-americanas como sendo um "paiseco" da américa central, e desde garoto vejo nossa criação ficcional amarrada, engessada dentro de generozinhos repetitivos e de temáticas umbilicais. se não fosse assim, não ficaríamos tão chocados com um filme como esse.
[Leia outros Comentários de robinson]
6/12/2006
17h31min
Apesar das opiniões pejorativas ao nosso país, feitas pelos meus próprios compatriotas aqui em cima (sinceramente, me envergonha ver brasileiros que não ficam, no mínimo, preocupados ao com uma afronta desse tipo...), em uma coisa eu concordo com vocês: o Brasil, realmente, não é os EUA (se é que alguém ainda não percebeu...). Assim, pela nossa fragilidade e imagem (fraca) no exterior, um filme desses causa de um tremendo arranhão, sim! E isso pode impactar nossas vidas, e muito... Trabalho em uma organização que promove intercâmbios culturais, e um dos problemas que mais enfrentamos na hora de atrair jovens para o Brasil é: a preocupação excessiva com segurança, principalmente por parte dos pais. Claro que temos nossos problemas, pois todos os países têm os seus... Acontece que esse filme vai afetar o turismo aqui, se tiver uma boa audiência; e tem mais: isso pode afetar a economia do turismo também... Só nos resta agora torcer para que seja um fracasso de bilheteria.
[Leia outros Comentários de Bruno]
25/1/2007
21h01min
Eu vi o filme recentemente e, como em qualquer espectador, fiquei chocado e indignado. Nada contra a violência mostrada no filme, que é igual a milhares de outros filmes. O que mais deixa a gente estarrecido é o roteiro discriminatório. E quando vemos aqueles atores(?) brasileiros, ficamos ainda mais tristes e indignados com os brasileiros... Desde a sua abertura até o final, o filme é um poço de discriminação, mas, conhecendo bem o nosso país, acho que o filme vai fazer sucesso. Não com o meu dinheiro, é claro!
[Leia outros Comentários de Marcelo]
17/2/2007
14h56min
Este filme mostra nada mais que a realidade em que vivemos, principalmente nas grandes cidades brasileiras. Em meses, tivemos ônibus queimados com pessoas dentro, um menino de 5 anos arrastado por 7 quilômetros por assaltantes que só queriam roubar trocados e pertences de um carro. O que queremos? Que mensagem achamos que deveríamos ter no mundo? A realidade de hoje em nosso país é um pouco pior que a mostrada no filme, e se queremos mudá-la temos que sair nas ruas e pedir mais segurança, educação para nossas crianças e jovens, e leis muito mais duras para os crimes com vítimas, pois senão filmes de terror não mais nos assustarão, pois nossa realidade é pior que a criatividade de muitos roteiristas da nobre arte.
[Leia outros Comentários de Alexandre]
21/5/2007
22h58min
Há um pequeno equívoco quanto ao local de filmagem, pois foi filmado em Ubatuba/SP. (Assista Às letrinhas que ficam rodando na tela no final do filme que voce verá onde foi rodado...)
[Leia outros Comentários de Arquimedes]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




UMA VIDA INVENTADA
MAITÊ PROENÇA
AGIR
(2008)
R$ 5,00



MOTIVADO PARA VENCER VOL. 2 HISTORIAS PARA TRANSFORMAR SUA VIDA
D. DCARTIO
LIO
(2008)
R$ 5,00



UM PRESENTE DE NATAL
MARY HIGGINS CLARK E CAROL HIGGINS CLARK
RECORD
(2006)
R$ 7,50



A MAIOR POÇA DE LAMA DO MUNDO
MARK BAKER
SALAMANDRA
(2014)
R$ 7,50



REVISTA BRASILEIRA DE ECONOMIA - VOL. 26/ Nº 1/ JAN./MAR 1972
FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS
FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS
(1972)
R$ 5,00



DEUS E MEU SUCESSO - COMO TRANSFORMAR OBSTACULOS EM VANTAGENS
LARRY S. JULIAN
LAROUSSE
(2008)
R$ 5,99



O COMUNICADOR
RENATO CASTELO BRANCO
PRESTIGIO
(2004)
R$ 6,90



HEADWAY ELEMENTARY STUDENTS BOOK
LIZ & JOHN SOARS E PAUL HANCOCK
OXFORD
(2019)
R$ 239,90



UM NOVO MUNDO
ALFONS BALBACH
EDIFICAÇAO DO LAR
R$ 6,90



NOVAS BASES DA BIOLOGIA - SERES VIVOS E COMUNIDADES
NÉLI BIZZO
ÁTICA
(2011)
R$ 12,00





busca | avançada
63818 visitas/dia
2,2 milhões/mês