A secretária de Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
71230 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOG >>> Posts

Segunda-feira, 11/12/2006
A secretária de Borges

+ de 7500 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Há alguns meses, depois de ler quatro livros impactantes, eu não conseguia dar seqüência a uma leitura. Isso fez com que eu atrasasse algumas resenhas de livros, e isso não é nada legal, pode ter certeza.

Mas eis que em um certo domingo eu resolvo ler A secretária de Borges (Record, 2006, 176 págs.), da carioca Lúcia Bettencourt.

O livro de contos, vencedor do Prêmio Sesc de Literatura de 2005, foi minha salvação, digamos assim. Depois de lê-lo por inteiro naquele domingo mesmo, consegui deixar pra trás a urucubaca que me impedia de ler outros livros.

Mas se por um lado a leitura me foi providencial, por outro me deu uma preocupação. Por conta de o livro não ter me agradado completamente, fiquei com a mesma dúvida que o colega Spalding: escrever ou não uma crítica não muito elogiosa sobre o livro de uma "nova autora"? Resolvi escrever pelo seguinte: a omissão não seria boa nem para mim nem para a autora. Imagino que todo autor leva a sério o que os outros dizem sobre seus livros. Se elogios ou se críticas, não importa. Desde que sejam bem argumentadas e justas, devem ser levadas a sério. Digo isso porque A secretária de Borges é um livro irregular, e poderia ser bem melhor do que é, na minha opinião.

No primeiro conto, que dá título ao livro, Jorge Luis Borges é o narrador-personagem. Ele conta que em determinado momento de sua vida, quando a cegueira já havia se apoderado de seus olhos, sua secretária, que colocava no papel as palavras ditadas pelo escritor argentino, passou a fazer pequenas alterações em seus textos. Mas essas pequenas alterações, a troca de uma determinada palavra por um sinônimo, por exemplo, aumentaram. Ao perceber isso, Borges convoca outra pessoa para reproduzir no papel seus ditados. É quando percebe que a sua secretária era quem dava vida a seus textos, melhorando-os, e ele a chama de volta. Com o tempo, ela se torna uma espécie de ghost-writer. Borges colhe os frutos do sucesso frente ao grande público, enquanto que a secretária se contenta em ser uma reles coadjuvante. Vê-se que é uma ótima história. Talvez seja este colunista querer demais, mas acho que se o conto fosse escrito em terceira pessoa, faria muito mais efeito e seria bem melhor.

Em "O inseto" Lúcia Bettencourt inverte a situação de A metamorfose, de Kafka. Uma barata se torna um ser humano. E uma mulher acaba por cuidar desse ser, e tenta inseri-lo na sociedade, tenta educá-lo. Ótima idéia para um conto também, e a execução não deixa de ser boa, mas talvez a extensão da história, 21 páginas, tenha prejudicado o texto. Ao fim dele, fica a sensação de que pouco foi dito, pois o que quer tenha sido dito, ficou diluído em todo o texto.

Mas há pequenas obras-primas em A secretária de Borges. Quando a autora não se deixa levar por algum autor é quando ela mostra sua verdadeira pena.

"Minha avó dançava charleston" é talvez o melhor conto do livro. Uma história simples, curta e muito bonita, de uma mulher lembrando-se dos tempos de menina e de sua convivência com a avó. Não há o que tirar nem pôr, no conto.

"Perfeição" prova aquela história de que não importa o que se diz, mas sim como se diz. E de um tema que não parece nada propício para um conto, um velho que, ao ver uma bela jovem sentada ao seu lado num banco perto da praia, Lúcia Bettencourt constrói mais uma boa história, que contra tudo o que se pode imaginar no decorrer do conto, tem um fim trágico. E não dizem que o bom conto é aquele que surpreende o leitor? Mas no caso de "Perfeição" o surpreendente não é como um prato de metal caindo no chão em pleno silêncio. É o surpreendente de uma brisa inesperada em um lugar fechado...

Pode ser pretensão minha querer aqui apontar o caminho que a escritora carioca deve ou não seguir, mas acredito que se ela se afastar um pouco das "recriações", digamos assim, como nos contos citados "A secretária de Borges" e "O inseto", e no não citado até agora "Os três últimos dias de Marcel Proust", e se aproximar das criações simples, porém profundas, como "Perfeição" e "Minha avó dançava charleston", Lúcia Bettencourt escreverá algumas das mais belas páginas da nossa literatura contemporânea.


Postado por Rafael Rodrigues
Em 11/12/2006 às 07h32


Mais Rafael Rodrigues no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
11/12/2006
1. BBB
09h32min
Boa. Bom dia.
[Leia outros Comentários de Ed]
15/12/2006
19h48min
Agradeço ao Rafael por ler o livro pra mim. É provavel, devo confessar, que eu não o leia. A não ser que ele se encaixe naquela especial categoria de livros que, de vez em quando, pulam no nosso colo. Borges talvez seja um dos escritores menos indicados para ter alguém alterando suas palavras. Olha, ele não ia gostar nem um pouco. Isso soa quase como uma provocação da autora e, talvez, seja mesmo essa a intenção. Se for, merece respeito pela audácia. De qualquer maneira, o Rafael resenha de uma forma muito legal. Dá vontade de ler, apesar de eu ficar rebatendo o argumento.
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
23/3/2007
10h45min
Há um conto do Eça de Queiroz (na minha opinião um dos melhores do escritor) também chamado Perfeição e é uma paródia do Canto V da Odisséia, mas sob o ponto de vista do próprio Ulisses. Neste conto, ele justifica a vontade de Ulisses em voltar para Penélope, justamente por ela ser imperfeita (em detrimento da perfeição de Calipso). Acredito que a autora do livro "Secretária de Borges" conheça este conto e que o "Perfeição" dela também seja, não diria releitura, mas uma paródia do conto.
[Leia outros Comentários de Vera Helena]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TWILIGHT - DIRECTORS NOTEBOOK
CATHERINE HARDWICK
LITTLE BROWN AND COMPANY
(2009)
R$ 8,11



POESIA COMPLETO DE ALBERTO CAEIRO
FERNANDO PESSOA
COMPANHIA DE BOLSO
(2001)
R$ 4,00



A MODERNIZAÇÃO DA UNIVERSIDADE E A TRANSFORMAÇÃO DA INTELLIGENTZIA UNIVERSITÁRIA
MARIA DE FÁTIMA DE PUALA
INSULAR
(2002)
R$ 13,00



TRADUÇÃO: HISTÓRIA, TEORIAS E MÉTODOS
MICHAËL OUSTINOFF
PARÁBOLA
(2011)
R$ 15,00



DEPRESSAO DOENCA: O GRANDE MAL DO SECULO XXI
CARLOS VIEIRA
VOZES
(2016)
R$ 71,95



EQUILIBRIO Á CIDO-BÁSICO
EUCLYDES FONTEGNO MARQUES DARIO BIROLINI
SARVIER
(1969)
R$ 14,01



O TRABALHO DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE
ALINE AZEVEDO DA SILVA
MINISTÉRIO DA SAÚDE
(2009)
R$ 8,00



A LUVA DE COBRE
CASSANDRA CLARE; HOLLY BLACK
GRUPO EDITORIAL RECORD
(2015)
R$ 30,00



O INSECTO IMPERFEITO ROMANCE
BEATRIZ LAMAS DE OLIVEIRA
GRADIVA
(1999)
R$ 18,70



ESSÊNCIA DE TUDO
RONALDO VIEIRA
MEIRELES
(2017)
R$ 20,00





busca | avançada
71230 visitas/dia
1,4 milhão/mês