Concisão e sensibilidade | Digestivo Cultural

busca | avançada
74378 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Zé Guilherme recebe o pianista Matheus Ferreira na série EntreMeios
>>> Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos
>>> Lançamento do Mini Doc Tempo dell'Anima
>>> Cinema in Concert com João Carlos Martins une o cinema à música sinfônica em espetáculo audiovisual
>>> Editora Unesp lança 20 livros para download gratuito
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Filmes de saiote
>>> Aerosmith no Morumbi
>>> E aí...
>>> Goodbye, virtual. Hello, new.
>>> Alguém ainda acredita em Deus?
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> As Cem Melhores Crônicas Brasileiras
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> A soberba de Beauvoir
>>> Somos todos consumidores
Mais Recentes
>>> Construindo uma Vida de Roberto Justus pela Larousse (2007)
>>> Espaço de G. Carmo pela Ibrasa (1984)
>>> Senha: "Coragem ! " de John Castle pela Flamboyant (1965)
>>> Don Quixote Americano de Richard Powell pela Nova Fronteira (2003)
>>> As Duas Vidas de Audrey Rose de Frank de Fellita pela Circulo do Livro (1975)
>>> O Duelo de Roger Pla pela Brasileira (1951)
>>> Freud e o Desejo de Marie Cariou pela Imago (1978)
>>> O Ponto da Virada de Malcolm Gladwell pela Sextante (2009)
>>> Passeando Pela Vida Lições de Filosofia de Lúcio Packter pela Garapuvu (1999)
>>> A vulnerabilidade do ser de Claudia Andujar pela Cosac Naif (2005)
>>> A Relação ao Outro em Husserl e Levinas de Marcelo Luiz Pelizzoli pela Edipucrs (1994)
>>> O Pensamento Vivo de Teilhard de Chardin de José Luiz Archanjo pela Martin Claret (1988)
>>> Revista Brasileira de Filosofia – Volume XLVI – Fascículo 190 de Vários Autores pela Instituto Brasileira de Filosofia (1998)
>>> Grandes Tendências na Filosofia do Século XX e Sua Influência no Brasil de Urbano Zilles pela Educs (1987)
>>> Descartes – Os Pensadores de Rene Descartes pela Abril Cultural (1983)
>>> O mistério da estrela cadente de Vários Autores pela Ftd (1996)
>>> Lydia e Eu de Dimia Fargon pela Literis (2010)
>>> Na saga dos anos 60 de Carlos Olavo da Cunha Pereira pela Geração (2013)
>>> O paraíso dos desafortunados de Amanda Hernández Marques pela Chiado (2013)
>>> Madamme C 05 de Vinícius Ulrich pela Rocco (2000)
>>> Bodas de Pedra de Kissyan Castro pela Chiado (2013)
>>> Apague o cigarro da sua vida de Dra. Cammille pela Alaúde (2006)
>>> Transição Revolucionária de David Carneiro pela Atena
>>> Quem sou eu? Como o Evangelho Completo devolve a verdadeira identidade de Willy Torresin de Oliveira pela Victory (2017)
>>> Comunidade - A busca por segurança no mundo atual de Zygmunt Bauman pela Jorge Zahar (2003)
>>> Modernidade Líquida de Zygmunt Bauman pela Jorge Zahar (2001)
>>> Mundos do Trabalho - Novos Estudos Sobre História Operária 3ªed. de Eric J. Hobsbawm pela Paz e Terra (2000)
>>> Sangue suor & lágrimas - A Evolução do Trabalho de Richard Donkin pela M. Books (2003)
>>> Ideologia e Cultura Moderna 6ªed. de John B. Thompson pela Vozes (2002)
>>> Os Anormais - Curso no Collége de France (1974-1975) de Michel Foucault pela Martins Fontes (2002)
>>> Psworld--35--28--16--5--24. de Digerati pela Digerati
>>> Super gamepower--26--46--38--32--43--51. de Nova cultural pela Nova cultural
>>> Triangulo de Ken follett pela Abril cultural
>>> Nintendo world--35--tres vezes tony hawk! de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--49. de Conrad pela Conrad (2002)
>>> Nintendo world--34--cobertura completa da e3--jogamos o gamecube! de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--45--resident evil de Conrad pela Conrad (2002)
>>> Nintendo world--38--mario kart--super circuit de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Curar como jesus curou de Barbara leahy shiemon/dennis linn/mathew linn pela Loyola
>>> Jovem,o caminho se faz caminhando de Dunga pela Cançao nova (2005)
>>> Nintendo world--37--nasceu de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--27--o mundo nao e o bastante para james bons de Conrad pela Conrad (2000)
>>> Nintendo world--76--prince of persia de Conrad pela Conrad (2004)
>>> Nintendo world--40--harry potter de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--29--2001--espetacular de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo world--193--the legend of zelda--tri force heroes de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo--52--invasao metroid. de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo world--6--nos temos a força! de Conrad pela Conrad
>>> Maria Antonieta de Obras Completas de Stefan Zweig pela Guanabara (1951)
>>> As Três Paixões de Obras Completas de Stefan Zweig pela Guanabara (1950)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 2/1/2007
Concisão e sensibilidade

+ de 1100 Acessos

Paulistana nascida em 1981, Elisa Andrade Buzzo estréia na poesia com o livro Se lá no sol (7Letras, 2005, 64 págs.), lançado pela do Rio de Janeiro. Curiosamente, o livro, da coleção Guizos, que já lançou também um pequeno catálogo de bons novos poetas, não sai por alguma das tantas editoras de São Paulo, atualmente o grande centro da literatura brasileira, ainda que pressionado pela produção do Rio Grande do Sul.

Elisa Buzzo apresenta ao leitor uma obra com 43 poemas em apenas um bloco. Embora caiba bem publicar a autora numa coleção inspirada na poeta portuguesa contemporânea Adília Lopes (a coleção tem o nome de Guizos porque este seria o nome de um dos gatos da poeta d'além mar), não é na dicção portuguesa que Se lá no sol mais se afilia. Elisa tem a leveza de quem leu os poetas marginais brasileiros dos anos 1970, relaciona-se com os temas da atualidade e brinca com certo instinto de mineiridade. Em "Cupido", tudo parece acontecer em Ouro Preto: "Anjinho mulato/ surrupiou/ meu coração barroco". E embora ela aponte para um eu poético anguloso e complicado, não é bem assim que se expressa. Muito pelo contrário, Elisa parece saltitar entre os versos com leveza e minimalismo. O coração barroco não se deixa migrar para a forma dos poemas, tão retos e suficientes.

O traço mais prazeroso da poesia de Elisa Andrade Buzzo pode ser, entre tantos outros, a concisão. Difícil, hoje, encontrar poetas que consigam fazer poema com pouco material lingüístico. Mais difícil é que isso aconteça de propósito, numa demonstração de domínio da ferramenta. A poesia, não raras vezes, tem sido verbosa ou mesmo apenas uma coleção de metáforas que pouco comunicam (às vezes nem mesmo entre si).

Uma certa nota musical cai bem, mas poesia "puro som" não convence o leitor que deseja, também, compreender. E a poesia de Elisa Buzzo, além de dar seus pinotes na linguagem ordinária (sem o quê não seria poesia), consegue dizer das coisas, consegue comunicar, algo que, imagino, pode facilitar até mesmo que ela seja falada em público. Tomara que públicos cada vez maiores.

Às vezes Elisa vem com versos auto-retratáveis, mas borrada de um ar de leveza, como em "Renascimento": "criei-me santa,/ mas sou perversa,/ galho de mil pontas". As pontas surgem na combinação de palavras e na flauta que parece ter sido regida por um "Cacaso": "quando meu amor/ tira os olhos de mim/ eu não enxergo". Se a autora não leu o poeta dos '70, é de fato uma coincidência deliciosa.

Em "Amor", Elisa Buzzo atormenta: "Frasco garrafal/ de perfume/ adoro/ tirar/ a tampa". Para o leitor que tira a tampa deste frasco cheio de poemas, fica a sensação de que não havia ali apenas cheiro, mas também uma brisa leve cheia de talentos já revelados no primeiro livro. Que Se lá no sol seja a primeira nota desta essência poética consistente.

Para ir além
Se lá no sol


Postado por Ana Elisa Ribeiro
Em 2/1/2007 à 00h33


Mais Ana Elisa Ribeiro no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O QUE É CONSTITUINTE - COLEÇÃO PRIMEIROS PASSOS VOL.143
MARÍLIA GARCIA
BRASILIENSE
(1985)
R$ 8,00



EM NOME DE TODOS OS MEUS
MARTIN GRAY
LIVRARIA BERTAND
(1971)
R$ 120,00
+ frete grátis



DISCURSOS DO BEM AMADO HILARION 10860
HILARION
PONTE PARA LIBERDADE
(1995)
R$ 10,00



REVISTA NOVA ACRÓPOLE N 63 PRÁBOLAS DE BUDA A PRÁTICA DO YOGA ANGÚS...
DIVERSOS AUTORES
NOVA ACRÓPOLE PORTUGAL
(1996)
R$ 8,93



AS ERVAS QUE CURAM - UM REENCONTRO COM A FARMACOLOGIA NATURAL
ROBERTO WEIL
GAIA
(2010)
R$ 25,00



OS MENINOS DE DEUS
JOSÉ RIBEIRO ROCHA
NOVO SÉCULO
(2012)
R$ 9,88



PERRY RHODAN O ESPEHO DO TERROR P160
KURT MAHR
EDIOURO
(1980)
R$ 5,00



APPUNTI TOPONOMASTICI SUL TERRITORIO DI LU
ALDO DI RICALDONE
PRO LOCO LUESE
(1982)
R$ 120,00



DOLPHIN MUSIC
ANTOINETTE MOSES
CAMBRIDGE
(2014)
R$ 5,00



PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO
ROBERT H. GUNDRY
VIDA NOVA
(1998)
R$ 68,00





busca | avançada
74378 visitas/dia
2,1 milhões/mês