Fotos e Charutos | Digestivo Cultural

busca | avançada
73635 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Estreia de Pantanal A Boa Inocência de Nossas Origens
>>> Sesc 24 de Maio apresenta o quarto episódio do Desafinados Entrevista
>>> Unil oferece curso sobre preparação e revisão de texto
>>> Sesc 24 de Maio apresenta o terceiro episódio do Desafinados Entrevista
>>> Anexo LONA - Interações 1 - Cristina Elias & Thais Stoklos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 8 de março: não aos tapas, sim aos beijos
>>> Universo Elétrico, de David Bodanis
>>> ordinary life: complex stuff
>>> Uma jornada Musical
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
>>> Do que você precisa?
>>> Descobertas responsáveis
>>> Homens, cães e livros
>>> Palestra de Rubem Fonseca
>>> Elvis 2015
Mais Recentes
>>> Universo: o Cosmos segundo a Super de Revista Super Interessante pela Abril (2014)
>>> A caminho da Indústria 4.0 – Fundamentos e orientações para a transformação digital na Indústria de Luciano Raizer Moura pela Brazil Publishing (2020)
>>> Psicologia & saúde treino de habilidades de vida e saúde mental em universitários de Leide Silva do Carmo, Nelson Iguimar Valerio pela Brazil Publishing (2021)
>>> Nosso Século - Brasil 1945/1960 - a era dos Partidos 2ª Parte de Abril Cultural pela Abril (1987)
>>> Mesmos poemas de Renan Nuerberger pela Selo Sebastião Grifo (2010)
>>> Cinquenta Tons de Cinza de E. L. James pela Intriseca (2011)
>>> Os bestializados de José Murilo de Carvalho pela Companhia das Letras (2001)
>>> Capitães da areia de Jorge Amado pela Companhia das Letras (2008)
>>> Eragon de Christopher Paolini pela Rocco (2005)
>>> Novelas Exemplares de Miguel de Cervantes Saavedra pela Abril (1971)
>>> Nostalgia de Circo Vox pela Nellpa (2011)
>>> Nosso Século - Brasil 1960/1980 - Sob as Ordens de Brasília 2ª Parte de Abril Cultural pela Abril (1987)
>>> Ser Vencedor - o Caminho para o Sucesso de Marco Cuadros pela Livre Expressão (2012)
>>> Como Estudar a Bíblia Sozinho de Tim Lahaye pela Betânia (1984)
>>> Os sertões de Euclides da Cunha pela Martin Claret (2003)
>>> The innocent de Avi Arad/ Junichi Fujisaku/ Yasung Ko pela Jbc (2013)
>>> Loveless Volume 1 de Yun Kouka pela New Pop (2014)
>>> Crônicas Brasileiras de Darcy Ribeiro pela Desiderata (2009)
>>> Vende-se Gente - o Comércio de Escravos na Formação do Nosso Mundo de Revista de História B. N. Ano 10 Nº 108 pela Biblioteca Nacional
>>> Seu Obstinado Amor de Joyce Landorf pela Vida (1979)
>>> João Ubaldo Ribeiro de Wilson Coutinho pela Relume Dumará (2005)
>>> Kierkegaard - Cá Entre Nós de Alvaro Valls pela Liberars
>>> Poderosa 5 - Diário de uma Garota Que Tinha o Mundo na Mão de Sérgio Klein pela Fundamento (2009)
>>> Feridas Kizu Volume único de Otsuichi e Hiro Kiyohara pela Jbc (2015)
>>> João Ubaldo Ribeiro de Wilson Coutinho pela Relume Dumará (2005)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 16/1/2007
Fotos e Charutos

+ de 3600 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Bar Otoni 16, Belo Horizonte, noite, 09/01/2007

Parei o carro debaixo da chuva e dei uma corrida rápida até o bar. Ia ver a exposição de fotos Fantasias de Fidel, de ´ Élcio Paraíso. Os bares às vezes são mínimos e esse não escapou, mas o essencial é o clima e, nesse, eu vi que era bom. (Deus fez o céu, a terra, os bares e também viu que era bom.)

Localizei Élcio, mesa lateral, cercado de conhecidos. Antenas ligadas, atento ao ambiente, o que dá a impressão contrária quando se conversa com ele, como se estivesse meio distraído. É uma falsa impressão. Está atento a você e a tudo mais. Imagino que é a marca do fotógrafo profissional.

Me explicou, em rápidas palavras, a idéia básica da mostra: Fidel faz um discurso de cinco, seis horas e depois vai fumar um charuto. A cabeça deve se soltar, depois do esforço. E isso deve gerar imagens... Olhei pra parede e lá estavam algumas. Nove fotos em branco e preto, o ato de empunhar um charuto em diversas situações: uma enfermeira, um cãozinho (com um charuto na boca), freiras jogando cartas, um mecânico de motonetas, a barba maior que a do El Comandante, uma moça de perfil; todos manuseando um substancial tarugo.

Notei uma do sujeito na janela de um carro; me chamou a atenção o design daquela porta. Élcio percebeu e me apontou o carro, estacionado na rua, em frente ao bar: "é aquele, meu Karman Ghia." Élcio tem um Karman Ghia(!) prateado.

Um trio alegre e ladino tocava música latina. Ou vice-versa. Violão, percussão e sopros (sax e flauta). E vozes, claro. Três elementos de uma banda maior, União Latina (acho que é isso), formada de treze ou mais hermanos del continiente. O violonista e cantor, Sinuhé, competente e seguro na marcação, quase me fez acreditar que tocariam a "Rumba Azul", pedido meu. A moça da percussão não sabia que música era. Soube depois que não era um trio cubano, apesar da infalível "Guantanamera". Tudo bem, a música tava ótima.

Conheci Liliane Pelegrini, organizadora do evento, a simpatia dela deixa a gente logo à vontade. É jornalista cultural do jornal O Tempo, há tempos o melhor caderno de cultura de Belo Horizonte. Acho eu, mas há controvérsias.

Eu sou leigo em fotografia e me interesso pela transformação da coisa em arte. Quando uma foto entra pra essa categoria? Solicitei, no dia seguinte, uma pequena entrevista (duas perguntas) com Élcio, por e-mail.

Ele respondeu tão bem, por escrito, que o melhor é mostrar na íntegra:

1. O que, na sua opinião, define uma boa foto? (Já que uma foto que esteja nítida e enquadrada, pelo menos, está ao alcance de quase qualquer pessoa...)

Uma fotografia é fruto de como o fotógrafo vê o mundo. Eu, por exemplo, tenho consciência de que uso todo o feedback (que nem é tão grande assim) que tenho de literatura, história, cinema, arte, a serviço da minha fotografia. A técnica também é utilizada a serviço dessa criação, mas é uma parte disso. A técnica fotográfica é bastante simples de aprender, não leva muito tempo, não. O mais difícil dentro da fotografia é entender, identificar e evoluir um estilo. A boa foto, para mim, tem a marca do fotógrafo e por si só diz a que veio. E para dizer a que veio o processo de preparação é essencial, captar o momento é importante, mas primeiramente acho necessário identificar o que vai ser fotografado, criar uma história, estudar as possibilidades e sentir o clima. Só depois disso posso resolver qual filme usar, temperatura de cor e iso (sensibilidade do filme ou de captura digital).

2. Em quais momentos você escolhe tirar fotos em preto-e-branco? E coloridas?

Muitas vezes faço o material colorido e quando vou tratar no computador (isso no caso do digital e mesmo da digitalização de um filme) decido que deveria ser preto-e-branco e aí converto a imagem, mas isso é raro acontecer. Gosto de decidir, na hora, a melhor forma de captar o momento. No caso de Fantasias de Fidel decidi o tema, criei o argumento e imaginei as cenas. Neste ponto de preparação decidi que seria feito com uma câmera médio formato (hasselblad 6x6) e, como não conseguia imaginar as cenas coloridas, soube que todo o trabalho teria que ser feito em preto-e-branco. Podemos dizer que a cena nos pede como gostaria de ser captada.

* * *

Élcio me explicou sua formação, jornalista que usa sua experiência em fotojornalismo para a arte no ato de fotografar. Utiliza a técnica para criar seus próprios trabalhos ou projetos, "a possibilidade de contar uma história sem palavras me fascinou completamente". Possui uma agência de fotografia, a Benditafoto. Diz ainda ter tido excelentes resultados aplicando essa técnica em fotos de casamento, por exemplo e "presto serviço para assessorias de imprensa e produtoras culturais fotografando música, comportamento e moda. E ainda toco meus projetos pessoais e trabalho como professor de fotojornalismo em uma escola de fotografia, a Techimage."

Grande Élcio. Foi um prazer conhecê-lo.

Para ir além
As fotos podem ser vistas no site Benditafoto.


Postado por Guga Schultze
Em 16/1/2007 às 02h53


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Contos Clássicos de Fantasma de Julio Daio Borges
02. Nick Denton sobre Peter Thiel de Julio Daio Borges
03. Elon Musk Code Conference 2016 de Julio Daio Borges
04. A ideologia que faltava de Julio Daio Borges
05. A pátria de Fernando Pessoa de Yuri Vieira


Mais Guga Schultze no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
29/1/2007
15h08min
Vc chamaria aquela coisa que circula no "Estrago de Minas" de "caderno de cultura"? É ruim, hein?
[Leia outros Comentários de Julio Porto]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Quem Tem Medo Do Boitatá?
Manuel Filho
Escala Educacional
(2007)
R$ 45,00



Funil De Vendas: Um Jeito Fácil Para Você Realizar Bons Negócios
Humberto Marques , Renato Levi
Senac São Paulo
(2019)
R$ 29,60



Pense e Enriqueça para Mulheres
Sharon Lechter - Lucia Brito
Cdg
(2014)
R$ 23,90



Serviço social e filosofia das origens a Araxá
Antonio Geraldo de Aguiar
Cortez
(1989)
R$ 26,00



O Capital Moral
Marcelo Gabriel Diniz
QualityMark
(2004)
R$ 9,99



A Arte de Liderar
Sonia Jordão
Tecer
R$ 17,00



Celebrando a Santa Eucaristia
Cardeal Francis Arinze
Ecclesiae
(2014)
R$ 28,00



A Explosão da Besta
Paulo San Martin Rodolfo Lagos
Icone
(1985)
R$ 9,20



O primo Basílio
Eça de Queirós
Abril Cultural
(1979)
R$ 12,00



O Tesseracto
Alex Garland
Rocco
R$ 9,00





busca | avançada
73635 visitas/dia
2,1 milhões/mês