O trem de Thomaz Ianelli | Digestivo Cultural

busca | avançada
72475 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Série 8X HILDA tem sessões com leitura das peças As Aves da Noite e O Novo Sistema
>>> Festival Digital Curta Campos do Jordão chega a todo o território nacional com 564 filmes inscritos
>>> Cia de Teatro Heliópolis realiza debates sobre Cárcere, projeto que celebra 20 anos de grupo
>>> Mentoria Artística Anti-análise com Pêdra Costa
>>> Dias 06,13, 20 e 27 de março terão apresentações circenses virtuais da Arca de Vandé
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Top 10 da literatura
>>> A Eclosão do Twitter, de Nick Bilton
>>> Queime depois de ler, de Joel e Ethan Coen
>>> Chorões e seresteiros
>>> Carles Camps Mundó e a poética da desolação
>>> O fim dos livros físicos?
>>> Sigmund Freud, neuroses e ciúme em destaque
>>> Em Busca da Terra do Nunca... e Johnny Depp
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Tom Zé por Giron
Mais Recentes
>>> Meu irmão e eu de Paulo Nunes pela Epn7 (2020)
>>> O Recife - Histórias de uma cidade de Antonio Paulo Rezende pela Prefeitura do Recife - Secretaria de Cultura (2002)
>>> História Contemporânea de V. M. Jvostov e L. I. Zubok pela Vitória (1961)
>>> Manuscrito Holandês ou A Peleja do Caboclo Mitavaí com o Monstro Macobeba (Literatura Brasileira) de M. Cavalcanti Proença pela Antunes (1959)
>>> Artes Marciais - A Dimensão Espiritual - Coleção Mitos, Deuses, Mistérios de Peter Payne pela Edições Del Prado (1997)
>>> Ascensão e queda de Miguel Arraes de Adirson de Barros pela Equador (1965)
>>> Além da Curvatura da Luz de Mário Sanchez pela Do Autor (1959)
>>> Os Estados Subjetivos: Uma tentativa de classificação de seus Relatos Verbais (Linguagem/Psicologia) de Arno Engelmann pela Ática (1978)
>>> El son Entero - Suma Poetica 1929-1946 (Em ESPANHOL) - Poesia Cubana de Nicolás Guillén pela Pleamar (1947)
>>> A ilusão americana de Eduardo Prado pela Brasiliense (1958)
>>> A força da Não-Violência - A firmeza-Permanente de Antônio Fragoso e outros pela Loyola-Vega (1977)
>>> Impasses do Federalismo Brasileiro (Sergipe e a Revolta de Fausto Cardoso) de Terezeinha Oliva de Souza pela Paz e Terra (1985)
>>> Karatê - aprenda a se defender - 3 revistas - Nºs 1 a 3. de Ricardo Delia pela Tres (1990)
>>> Panorama da Música Contemporânea de André Coeuroy pela Atena (1957)
>>> Capítulos da História do Nordeste de José Bezerra Lima Irmão pela Jm (2020)
>>> História Nova do Brasil - Volume 4 (Abolição/Advento da República/Florianismo) de Joel Rufino dos Santos e outros pela Brasiliense (1964)
>>> História da Arte e Movimentos Sociais de Nicos Hadjinicolaou pela Martins Fontes
>>> Um projeto para o Brasil de Celso Furtado pela Saga (1968)
>>> Fatos Assombrosos da Recente História do Nordeste. de José Bezerra Lima Irmão pela Jm (2020)
>>> Tobias Barreto (Biografia) de Luiz Antonio Barreto pela Sociedade Editorial de Sergipe (1994)
>>> Introdução à Psicologia de Jung de Frieda Fordham pela Verbo/Edusp (1978)
>>> Buda (Literatura Argentina) de Jorge Luiz Borges/Alicia Jurado pela Difel (1977)
>>> Lampião a Raposa das Caatingas de José Bezerra Lima Irmão pela Jm (2018)
>>> Piaget para Principiantes (Pedagogia/Educação) de Lauro de Oliveira Lima pela Summus (1980)
>>> Graciliano Ramos (Biografia) de Assis Brasil pela Organização Simões (1969)
BLOG >>> Posts

Quarta-feira, 7/2/2007
O trem de Thomaz Ianelli

+ de 2900 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Organizado por Angélica de Moraes, jornalista e crítica de artes visuais, O trem: crônicas e contos em torno da obra de Thomaz Ianelli (Metalivros, 2006, 95 págs.) chega até nós como rastros de memórias que, como vagões, descem pelo trilho da nossa vida nos fazendo saborear sensações já vividas há tempos, e que por terem sido tão intensas, tornam-se vagões-hoje, com o cheiro, o gosto e as lembranças vivas da nossa história.

Num casamento perfeito entre a arte de Thomaz Ianelli e os contos e crônicas feitos por seis autores consagrados como Ignácio de Loyola Brandão, Carlos Heitor Cony, Nélida Piñon, Luiz Ruffato, Lygia Fagundes Telles e Luis Fernando Veríssimo, somos agraciados com essa obra deliciosa e convidados a entrar no vagão-sonho de Thomaz. Passeamos por uma obra recheada de delicadezas cromáticas que nos traz a temática recorrente da vida cotidiana e da memória de todos nós: o trem e suas estações, as paragens que comungam com nossas lembranças o cheiro e as vozes de nosso passado.

Além dos sonhos de Thomaz, os textos nos trazem a imaginação e a memória viva que perpetua no trem suas sensações, suas observações e suas necessárias paragens. Ignácio de Loyola Brandão nos fala de um cachorro que sabia exatamente a hora de chegada do trem, às 11h37, o qual traria sua comida. O animal, pacientemente, ali esperava o vagão-sonho se transformar em vagão-comida. Carlos Heitor Cony nos traz um texto melancólico que relembra o trem de prata dos túneis que marcavam a chegada à cidade de Rodeio, com suas sensações e curvas únicas, o qual chegava trazendo cheiro novo de ar, de fogão a lenha e almoço; lá, até o sol era diferente. Nélida Piñon descreve com maestria as memórias de sua infância nos contos imaginativos de seu pai que, dentro de um vagão de trem, percorre países com a família e desbrava terras imaginárias, numa descrição vil que cheira a carvão, criando seus filhos de modo que sempre sonhem, apesar das tempestades. Luiz Ruffato narra a vida de uma mulher humilde que, enquanto espera o ônibus, relembra a vida da família no interior. Lygia Fagundes Telles recorda o tempo de menina e jovem estudante nas histórias misteriosas e sobrenaturais. E por fim, Luis Fernando Veríssimo nos conta sobre um vagão-coletivo com pessoas afins, exóticas e grandes contadores de mirabolantes histórias.

Há na obra de Thomaz Ianelli a recorrência de momentos infantis emergindo de si o moleque que gostava de trens, brinquedos, pipas e passarinhos. Trabalhou como um impressionista nas horas claras do dia, em contato com a natureza no estudo da luz e das cores, mas não herdou os conflitos da alma. Foi agraciado com o Prêmio Velázquez e fez sua primeira viagem à Europa de trem, dando início aos seus sonhos e possibilidades.

A obra de Thomaz Ianelli é clara, quase translúcida, assim como os sonhos infantis, puros, munidos de uma felicidade que irradiam cores, músicas e sonhos. Assim é a obra de Thomaz, esse homem que viveu para pintar de aquarelas claras uma vida cheia de estações, de paradas, de contos e alegrias. Em sua extensa obra não há espaço para assuntos sombrios; seu jardim é sempre florido. Em Thomaz o trem parece seguir por um trilho sem fim, cujas estações têm, além do cheiro característico de ferrovia, a permanência de uma memória viva que sempre sorri. É assim que vejo Thomaz Ianelli, como uma borboleta colorida num campo para ser descoberto e desbravado com alegria e otimismo, como quem vive para sentir, ser artista e fazer uma arte feliz que segue pelos trilhos, dentro de perpétuos vagões-sonho.


Postado por Simone Oliveira
Em 7/2/2007 às 03h50


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Jornal da Cultura - 18/11/2014 de Julio Daio Borges
02. Disparada com Jair Rodrigues de Julio Daio Borges
03. Scarlatti por Zacharias de Julio Daio Borges
04. Políticas Culturais na Folha de Duanne Ribeiro
05. Ratt 1984 de Julio Daio Borges


Mais Simone Oliveira no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
8/2/2007
19h41min
Falando em Ignácio, ele foi eleito hoje (08/02/2007) o mais novo membro da Academia Paulista de Letras.
[Leia outros Comentários de Henrique]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Bolhas e Pêndulos
André Lara Resende
Campus
(1997)
R$ 8,89



1822
Laurentino Gomes
Nova fronteira
(2010)
R$ 20,00



A Técnica de Interpor Recursos Cíveis -a Técnica do Direito
Gilberto Caldas
Juridica Brasileira
(2002)
R$ 5,50



O Exército de Mutantes P6
Perry Rhodan
Edições de Ouro
(1976)
R$ 15,00



Um Homem Chamado Intrépido
William Stevenson
Record
(1976)
R$ 10,50



Descobrindo a Alegria de Viver- um Guia de Meditação
Salle Merril Redfield
Sextante
(2000)
R$ 10,00



Inovação Como Criar Ideias Que Geram Resultados -3069
Antonio Carlos Teixeira da Silva
Qaulitymark
(2003)
R$ 10,00



Violência no Campo o Latifúndio e a Reforma Agrária
Júlio José Chiavenato
Moderna
(2004)
R$ 8,00



Os Intocaveis
Boileau Narcejac
Globo
(1987)
R$ 5,00



Dios En La Tierra de Narnia
Jim Ware; Kurt Bruner
Tyndale House Pub
(2005)
R$ 40,00





busca | avançada
72475 visitas/dia
2,1 milhões/mês