100 anos de Miklos Rozsa | Digestivo Cultural

busca | avançada
59064 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Aulas on-line percorrem os caminhos da produção editorial
>>> Rapsódia capital de Mário de Andrade resgata a grandeza do modernismo nacional
>>> Livro: Os Festivais de Rock - Uma Vida Rock n Roll
>>> Iadê leva arte e design a comunidade de Paraisópolis, em São Paulo
>>> Circulação on-line do GRUPO MORPHEUS TEATRO com a obra audiovisual “BERENICES”
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
>>> Sou rosa do deserto
>>> Os Doidivanas: temporada começa com “O Protesto”
>>> Zé ninguém
>>> Também no Rio - Ao Pe. Júlio Lancellotti
>>> Sementinas
>>> Lima nova da velha fome
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Literatura Falada (ou: Ora, direis, ouvir poetas)
>>> A busca
>>> Eu quero é rosetar
>>> Em defesa de Harry Potter
>>> Tunturi, de António Vieira
>>> Copa do Mundo: agonia e êxtase
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> A Nova Era do Rádio
>>> Guimarães Rosa: linguagem como invenção
>>> Do ridículo (especial aviões)
Mais Recentes
>>> Segurança Pública e Jurisprudência do Stf de José Walter da Mota Matos pela Lumen Juris (2016)
>>> Modulação & StTF de Fábio Martins de Andrade pela Lumen Juris (2016)
>>> Direito Público e Evolução Social de Carlos Eduardo Adriano Japiassú pela Lumen Juris (2016)
>>> Direito Internacional da Concorrência de Clarissa Brandão pela Lumen Juris (2016)
>>> Educação e saúde em pesquisas: possibilidades na diversidade de Maria das Graças Martins da Silva e Mara Regina Rosa Ribeiro orgs. pela Edufmt (2014)
>>> O Desconhecido de Portia da Costa; Julio de Andrade Filho pela Planeta do Brasil (2013)
>>> O Código do Apocalipse de Adam Blake pela Novo Conceito
>>> Agradeça Aos Agrotóxicos de Nicholas Vital pela Record (2017)
>>> Como elaborar projetos de pesquisa de Antonio Carlos Gil pela Atlas (2002)
>>> Capital Humano de Stephen Amidon pela Objetiva (2006)
>>> When Work Disappears - The World of the New Urban Poor de William Julius Wilson pela Vintage (1996)
>>> Estudo de caso: planejamento e métodos de Robert K. Yin pela Bookman (2010)
>>> Essa Maldita Farinha de Rubens Figueiredo pela Record (1999)
>>> Na Rota do Sol de Spencer Júnior pela Dpl
>>> A Cidade dos Cidadãos de Roberto Guiducci pela Brasiliense (1990)
>>> Um Dia de David Nicholls pela Intrínseca (2011)
>>> Rosas de Sangue de Jeanette Baker pela Best Seller (2002)
>>> Questões do Coração de Emily Giffin pela Novo Conceito (2011)
>>> Disparos do Front da Cultura Pop de Tony Parsons pela Barracuda (2005)
>>> Disparos do Front da Cultura Pop de Tony Parsons pela Barracuda (2005)
>>> Noturno Em Manhattan de Colin Harrison pela Companhia das Letras (1998)
>>> Momentos de Ouro de Francisco Candido Xavier pela Geem
>>> Como Fazer uma Empresa Dar Certo Em um País Incerto de Instituto Empreender Endeavor pela Campus (2005)
>>> A Númeração Indo-arábica de Luiz Marcio Pereira Imenes pela Scipione (1993)
>>> Signos da Marca de Clotilde Perez pela Thomsom (2004)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 10/4/2007
100 anos de Miklos Rozsa

+ de 1700 Acessos

Foi uma deliciosa ironia do destino que o concerto em homenagem ao compositor Miklos Rozsa no Teatro Municipal de São Paulo, tenha sido realizado em primeiro de abril, chamado dia da mentira. Afinal, quem poderia acreditar que o Brasil viria a ter intensa programação dedicada à música de cinema, gênero notoriamente negligenciado mesmo nos Estados Unidos e na Europa?

Ainda este mês, novamente sob regência de Jamil Maluf à frente da Orquestra Experimental de Repertório, o Municipal terá obras de Erich Korngold, outro famoso nome das trilhas sonoras. E em maio, ninguém menos que o lendário Ennio Morricone virá ao Rio de Janeiro para uma apresentação.

Ouvindo o concerto de Rozsa, húngaro cujo centenário de nascimento acontece no próximo dia 18, fica difícil entender como artista de tamanho talento pode ser tão pouco conhecido fora do circuito de admiradores da "era de ouro" de Hollywood.

Foi lá, no início dos anos 40, que ele encontrou o espaço para exercer um romantismo sinfônico fora de moda nas salas de concerto, onde o dodecafonismo e outras modernidades musicais, em prol da inovação, sacrificavam a emoção supostamente inerente à intenção de fazer ou ouvir música.

Entre os vários imigrantes que fortaleceram e embelezaram os filmes americanos da primeira metade do século XX, Max Steiner (E o vento levou) e Miklos Rozsa foram especialmente brilhantes. Mas antes de chegar a Los Angeles, refúgio da Europa assolada pela Segunda Guerra, trabalhou no cinema inglês em parceria com o compatriota Alexander Korda, produtor de O Ladrão de Bagdá (1940), primeira obra-prima do compositor.

Nos Estados Unidos, continuou dividindo seu tempo entre composições "eruditas" - o concerto para violino é especialmente bonito - e trilhas sonoras, pelas quais será sempre mais lembrado. E como esquecer?

Dono de um estilo inconfundível, combinação de intensidade rítmica e lirismo plangente desenvolvida a partir de seus estudos da música folclórica húngara quando ainda era jovem, Rozsa é nome indissociável do impacto de clássicos como Farrapo Humano (1945), de Billy Wilder, com quem trabalhou outras vezes, Quando fala o coração (1945), um dos mais fascinantes trabalhos de Alfred Hitchcock, e o épico Ben-Hur (1959), pelo qual recebeu o último de seus três Oscars.

Também professor na Universidade da Califórnia, continuou compondo para o cinema até o início dos anos 80, inclusive fora de Hollywood, caso do francês Providence (1977), de Alain Resnais. Sua última trilha foi Cliente morto não paga (1982), comédia em preto e branco na qual um detetive interpretado por Steve Martin contracena com personagens de vários filmes antigos, muitos deles musicados originalmente pelo próprio Rozsa. Foi um desfecho cinematográfico no mínimo curioso.

Falecido em 1995, deixou uma autobiografia intitulada A double life, referência a uma de suas trilhas premiadas (o drama Fatalidade, de 1947) e, claro, às duas vertentes que dedicou sua carreira de compositor. Gostava de enfatizar que não era um músico de cinema como os outros, chegando a dizer que o estilo de seus colegas hollywoodianos flertava com o popular, numa mistura de Broadway, onde alguns deles haviam sido maestros, com Rachmaninov.

Mas não resta dúvida que foi graças aos filmes que Rozsa se tornou celebridade. Aproveite então que estamos em época de Páscoa e descubra ou revisite Ben-Hur, geralmente considerado o ponto mais alto de sua obra, ou Rei dos reis (1961), cujos temas comoventes integram o repertório da Associação Coral Adventista de São Paulo, por exemplo. Ouvir Miklos Rozsa é mesmo uma benção.


Postado por Fábio Scrivano
Em 10/4/2007 às 17h44


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 27 de Junho #digestivo10anos de Julio Daio Borges
02. Julian Assange na Trip de Julio Daio Borges
03. The YouTube Reporters' Center de Julio Daio Borges
04. Journalists out of work de Julio Daio Borges


Mais Fábio Scrivano no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A revolução de 1932 no acervo do museu frei galvão-reconstrução da memoria regional
Antonio tadeu de miranda alves -autografado
I.E.v
(2013)
R$ 70,00



Homem-máquina
Max Barry; Fábio Fernandes
Intrinseca
(2012)
R$ 13,30



Para um Romance de Clara
A. Freire Valente
Rolim
(1983)
R$ 11,16



Poeta Militante Volume 2
José Gomes Ferreira
Publicações Dom Quixote
(1998)
R$ 57,18



Empreendedorismo: Decolando para o Futuro
Glauco Cavalcanti; Marcia Tolotti
Elsevier/alta Books
(2011)
R$ 15,00



Técnica de Enfermagem Part I - Bandagens
Ana Vitoria Reidt Domingo Albano
Nd
(1941)
R$ 35,02



Lingua Portuguesa Apresenta Com os Mestres Nº 58
Vários Autores
Segmento
(2010)
R$ 5,99



Como uma Pipa no Ar
Ricardo Viveiros
Clemente e Gramani
(2008)
R$ 12,00



Jorge de Lima (Nossos Clássicos/AGIR) - Poesia brasileira (Crítica e interpretação)
Jorge de Lima
Agir
(1997)
R$ 8,00



O Passeador
Luciana Hidalgo
Rocco
(2011)
R$ 16,61





busca | avançada
59064 visitas/dia
2,3 milhões/mês